História Give Me Your Hand [KookMin] - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Kookmin, Namjin, Revelaçoes, Vhope, Yaoi, Yoonmin
Exibições 54
Palavras 1.667
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi amoras ^^

A fic ía ser toda só pelo ponto de vista do Kookie mas achei melhor colocar o ponto de vista do Jimin também pra saberem melhor pelo o que ele passa. Então será um capítulo o Kook e na outra o Jimin, e assim por diante. O que vocês acham ?

Desculpem os erros e boa leitura 😘

Capítulo 2 - Heartbreak - Jimin


Fanfic / Fanfiction Give Me Your Hand [KookMin] - Capítulo 2 - Heartbreak - Jimin

 

Posso dizer que já fui um garoto feliz, sorridente, até gostava de sair, fazer amigos e essas coisas que todo adolescente faz. Mas no momento em que o conheci a minha vida mudou. A pessoa que um dia amei, me traiu e tirou minha razão de viver. Min Yoongi, que um dia foi atencioso, carinhoso, romântico, eu o achava perfeito. Porém, a perfeição não existe.

- Quero te levar em um lugar mais tarde, não se atrase -disse me pegando por trás e deixando um chupão em meu pescoço.

- Tudo bem -falei me afastando de seu corpo- Irei na casa do Jin, não me espere para o almoço -não iria na casa do Jin coisa nenhuma, isso foi só mais uma desculpa pra sair dali. 

Quando eu tinha 15 anos, meus pais me expulsaram de casa assim que souberam minha orientação sexual, e ficaram com mais ódio ainda quando souberam quem era meu namorado. Agora, com meus 17 anos moro na casa do Yoongi. Não exatamente uma casa mas um apartamento que o pai dele deu pra vivermos juntos.

Tirando a casa do Jin, eu não tenho mais pra onde ir, mas não gostava de aparecer por lá, pois os pais dele nunca foram com a minha cara. Afinal, que pais gostariam de ver seu filho andando com pessoas de má influência ?

Sentei-me embaixo da sombra de uma árvore, em um parque não tão longe de casa. Observava o lago com patos, sorria vendo os patinhos seguindo os pais pra baixo e pra cima. 

Sempre tive vontade de criar um pato, quando eu era criança meu pai me deu um de presente de aniversário, mas ele ficou doente e acabou morrendo. No começo do meu namoro com o Yoongi, quando o mesmo descobriu que eu gostava de patos, ele me presenteou com um em nosso aniversário de dois anos de namoro. Mas aí com o passar do tempo, com suas mudanças, ele simplesmente não ligava mais pra isso e achava besteira ter um bicho daqueles em casa. Então ele o fez como prato principal naquele domingo junto de seus amigos.

Liberdade, já nem sei mais o significado de tal palavra. Sinto falta de sair e me divertir com meus amigos e minha família, nunca achei que fosse tão difícil conseguir ser livre. O motivo de ainda não ter me libertado do Yoongi é simples, eu o amo. Apesar de tudo que ele me fez passar, eu não consigo deixá-lo ir; ou apenas não permito-me voar.

Fecho meus olhos ao sentir a leve brisa da tarde, quando os abro novamente vejo uma garotinha loira toda feliz correndo no meio do campo e logo atrás um garoto que ria da felicidade da pequena. Notei que ele era o garoto que esbarrei no portão da escola, só de lembrar é vergonhoso.

 

∆ Flashback ON ∆

 

Acordo e passo a mão pela cama procurando o Yoongi e não o encontro, levanto da cama e faço minha higiene, visto meu uniforme e tomo café. Penso em ligar para o Yoonie pra saber onde está, mas é melhor não.

[...]

 

Hoje entrou um aluno e um professor novo, só porque o Jin não veio essas coisas acontece, ele gosta de conhecer os alunos novos. E como ele sempre diz “todos os dias eu venho pra aula, aí quando falto um dia, o rambo montado em um mamute resolve aparecer”.

O novo professor  de inglês, ele é bem descontraído a aula dele não é entediante, quem vai gostar é o Jinnie já que o mesmo ama aulas de inglês. O aluno novo é muito bonito, queria conhecê-lo e ser seu amigo, mas se o Yoonie me ver com alguém, ou ele me mata ou mata a pessoa com quem eu tiver conversando. Sim, ele é possessivo, tanto que às vezes me dá medo.

Quando o sinal tocou anunciando o término das aulas, eu saí primeiro e fui à uma sorveteria ao lado da escola, quase sempre na saída eu compro sorvete. Mas lembrei que tinha que falar com a diretora sobre a suspensão do Yoonie. A caminho da escola eu tomava meu sorvete distraído enquanto me perguntava pra onde o Yoonie tinha ido, quando de repente meu corpo se choca com de outro garoto.

- M-me desculpe, eu t-tropecei -levanto um pouco a minha cabeça pra olha-lo, ele é bem alto- Droga, s-sinto muito -retiro um lenço da mochila e passo a mão com o lenço em seu peitoral tentando limpar seu uniforme branco que estava manchado de sorvete de chocolate, ele me olhava sem falar nada, eu ficava ainda mais nervoso, espero que ele não tenha ficado chateado.

- Que porra você está fazendo ? -bateu forte em minha mão, que merda ele tinha que aparecer justo agora.

- E-eu derramei sorvete nele, f-foi sem querer -falei e abaixei minha cabeça.

- Não precisa se preocupar, está tudo bem, obrigado -ele disse e sorriu. Seu sorriso fez meu coração disparar.

- Tá vendo ele não se importa e você também não precisa -Yoongi falou me puxando forte pelo pulso e saímos dali, eu olhei para o moreno e pedi um mudo “me desculpe”.

∆ Flashback OFF ∆


 

Por uma semana perdi aula junto de Yoongi que foi suspenso por ter espancado um menino que falou comigo, por isso levou uma semana de suspensão. No mesmo dia, em casa ele disse “Se eles falam com você é porque você dá confiança” depois ele me bateu, me bateu muito. Ele mandou me mandou ficar em casa pra ficar de olho em mim. 

O esperava terminar de se arrumar enquanto eu tentava disfarçar meus machucados com maquiagem, porém não adiantou muito, já estavam cicatrizando mas ainda era visível.

- Vamos -saiu do quarto indo a porta da saída, eu o seguia. Ele trajava uma calça preta rasgada e uma jaqueta de couro preta por cima do uniforme branco, os cabelos verdes levemente despenteado. O que mais me atraiu nele foi a sua beleza, a pele pálida, os cabelos esverdeados o estilo de se vestir, gosto disso- Lembre-se do que eu falei. Se gosta tanto dos seus amigos, fique longe deles -assenti com a cabeça.

A regra é simples, eu não falo com ninguém e Yoongi não os machuca, caso contrário ele bate na pessoa até fazê-lo espirrar sangue. O Jinnie é o único que ele ainda atura perto de mim, não sei bem o porque, talvez deva ser pela aura assustadora que o mesmo possui.


[...]

 

- Eu tô necessitado ChimChim -pegou em minha mão e levou em sua ereção recém-formada. Estávamos no banheiro da escola. Yoongi me forçou ficar com ele até o intervalo.

- Aqui não Yoonie, alguém pode nos ver -ele me puxou para seu corpo encostando nossas ereções, aí percebi que eu estava duro. Odeio esse controle que ele tem sobre mim, não consigo me controlar é quase impossível.

- Quero te foder agora Jimin, vem -me puxou pra uma cabine e sentou no assento da privada me fazendo sentar em seu colo. E ali mesmo, novamente me entreguei a ele.

Como ele disse, no intervalo saímos do banheiro, ele colocou um braço em meu ombro e seguimos assim pra cantina. Iamos nos sentar no lugar de sempre, mas vi que tinha alguém lá, e era o garoto que esbarrei no portão. O olhei rapidamente e desviei o olhar. Na aula de inglês tudo seguia normalmente, até o diretor entrar na sala e pedir para Yoongi o acompanhar. O que você aprontou dessa vez Min Yoongi ?

Sem nenhum motivo meus olhos foram de encontro ao garoto de cabelos negros, que estava me olhando, ficamos nos fitando por uns longos segundos mas abaixei a cabeça. Espero que não tenha percebido meus machucados.

 

[...]

 

Em casa, Yoongi estava estirado no sofá cheirando outro tipo de pó. O mesmo pediu pra comprar cigarros para ele, eu como seu cachorrinho é claro que obedeci, indo na loja de conveniência próximo de casa. Chegando na loja, vi que quem estava no caixa nada mais era que aquele o garoto.

- Boa noite -ele falou e sorriu. Esse sorriso...

- O-oi -sorri sem graça - Quero cigarros e tanto faz a marca -coloquei o dinheiro no balcão e abaixei a cabeça. Sei que se eu puxar conversa com ele a gente pode acabar se aproximando aos poucos, e isso não pode acontecer, não quero que ele seja mais uma vítima daquele babaca.

- Você não parece do tipo que fuma -sorriu anasalado me entregando a carteira de cigarros.

- N-não é pra mim, é para o meu n-namorado, tchau -disse dando as costas e saindo dali.

No caminho pra casa fui abordado pelo Jackson, um amigo do Yoongi. Ele me puxou até um beco próximo e começou a passar a mão no meu corpo, ele sempre fazia isso quando Yoongi não estava por perto.

- Se você é a putinha do Suga então porque não pode ser a minha ? -ele tirou o cinto de sua calça e abaixou, mostrando seu membro duro, tentei fugir mas ele é mais forte. Pegou em meu cabelo me prensando contra a parede- Se falar sobre isso pro' Suga você sabe o que eu faço com seus pais, então porque não relaxa e só me deixa te foder ? -parei de me debater e deixei ele tirar minha calça, lágrimas começaram a cair quando ele me penetrou, senti ele me rasgando. Prazer é uma coisa que estava bem longe da dor que sentia. 

Depois de ter gozado dentro de mim, pegou novamente meu cabelo e bateu minha cabeça com brutalidade na parede, senti algo quente escorrendo pela minha testa, sangue. Tentei me arrastar pra fora daquele beco, mas sem sucesso. Fiquei ali gemendo de dor até que vi uma silhueta vindo em minha direção, não reconheci seu rosto meus olhos estavam embaçados, tanto de lágrimas quanto de sangue que se misturavam.

- Tá d-doendo -falei e minha visão foi escurecendo aos poucos, só senti alguém me pegando no colo e apaguei.





 


Notas Finais


Ainda tô mal pelo Jiminnie 💔

Enfim, espero que tenham gostado amoras 😘

Ah e avisando, eu não tenho dias pra postar, posso aparecer a qualquer hora e momento😉😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...