História Glass Doll (Imagine Kim Namjoon) - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Deepsuga, Dono, Imagine, Luxo, Namjoon, Prostituta, Rap Monster, Romance, Submissa
Visualizações 2.563
Palavras 3.220
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oi xuxus, capítulo maior em comemoração aos 604 favoritos, obrigada meus amores <3
tenho algumas coisinhas pra avisar antes de começarem a ler:
1/ esse capítulo ia ser dividido em dois mas optei em deixar um só mesmo
2/ vim divulgar mais uma fanfic pra vocês hdjfhsj Hey, Noona? é meu novo imagine Jungkook e gostaria muito que dessem uma chancinha pra ela
cês lembram da Hee? ela apareceu nos dois primeiros capítulos, então, ela tá de volta :)
toda terça e sexta tem Glass Doll :)
bora ler então :)

Capítulo 12 - Ser sua.


Fanfic / Fanfiction Glass Doll (Imagine Kim Namjoon) - Capítulo 12 - Ser sua.

_______ P.O.V

Infelizmente o dia não seria eterno como eu gostaria, mas está sendo um dos melhores dias da minha vida. Passar um tempo com os meninos e com a Yoon era tudo que precisava depois de um dia tão complicado.

Decidimos voltar pra casa assim que começou a escurecer. Logo nos jogamos no sofá e então Jimin ligou pra pizzaria, perguntou os sabores que todo mundo queria e fez o pedido, depois sentando na poltrona.

– Então Yoon, fala um pouco de você – Jimin disse.

– Tenho 24 anos, sou uma viciada em animes, flores, aegyo e sonho em ser cantora ou atriz –ela respondeu sorridente.

– Já fez algum teste? Tentou entrar em alguma empresa?

– Não. Por mais que seja meu sonho, acho que não tenho talento suficiente.

– Quero te ouvir cantar depois – Tae falou baixinho e ela balançou a cabeça concordando.

– E vocês? Não sei muito sobre vocês também – Yoon comentou.

– Bom, meu nome é Park Jimin, tenho 22 anos, sou irmão do Tae, danço hip hop e sou estagiário da empresa do Namjoon.

– Meu nome é Kim Taehyung, 21 anos, rei do aegyo, cantor frustrado e faço faculdade de artes cênicas pra ver se rola um trabalho como ator – por mais que ele falasse sério, até o tom de voz dele era engraçado.

– Eu sou Jeon Jungkook, melhor amigo dos dois, tenho 20 anos, sou estudante de artes também mas sou focado em artes visuais, futuro melhor tatuador de Seul.

– Meu nome é _____ ______, 19 anos, prima falsa do Jimin e do Tae e prostituta particular do Namjoon – falei já imaginando a pior reação do mundo.

– Você é prostituta? – perguntou surpresa.

– Ex prostituta, agora ela realiza desejos sexuais de um cara só – Tae disse tentando fazer o meu ''trabalho'' parecer menos ruim, claro que não adiantou.

– A _____ é meio confusa mesmo –Jimin completou.

– Ela ''trabalha'' pro Namjoon mas no fundo ela gosta mesmo é do Yoongi – Jungkook disse encarando a mais velha.

– Quem é esse tal Yoongi? – tadinha, ela ainda não conhece nada desse mundo esquisito que é a nossa vida.

– Resumindo: Yoongi é o melhor amigo do Namjoon, ex cliente fixo da _____ e ex namorado da esposa do Nam – Tae fazendo esse resumo fez tudo parecer ainda mais louco.

– Muita informação, tô confusa – sorri ao ver a expressão da Yoon, ela realmente estava tentando entender mas imagino como tá tudo muito estranho na mente dela – E aquela história de prima falsa, como assim?

– O Namjoon queria sair pra jantar com todos os amigos, a esposa dele e eu ao mesmo tempo. Não sei de onde surgiu essa ideia genial, mas no fim da noite a Hailey começou a acreditar que eu namorava com o Yoongi e era prima distante dos meninos.

– Então deixa ver se eu entendi: Você é prostituta particular do Namjoon, gosta do Yoongi que é o ex da atual esposa do seu ''dono'', finge ser prima do Tae e do Jimin mas na verdade é só a melhor amiga deles, certo?

– Entendeu rápido – Tae disse sorridente.

– A vida de vocês é sempre assim?

– Praticamente, mas ficou bem mais animada depois que a ____ entrou na nossa vida – Jungkook disse sorridente.

– Que amor, a amizade de vocês parece ser maravilhosa.

– E é mesmo – sorri.

Depois de conversarmos mais um pouco para nos apresentarmos pra Yoon, decidimos pegar alguns colchões e colocar na sala para dormirmos todos juntos assistindo filme.

Yoon e eu ficamos arrumando os lençóis e cobertores enquanto os meninos buscavam travesseiros.

– O que achou do Tae? – perguntei depois de perceber claramente o interesse dela.

– Ele é tão diferente dos outros garotos que já namorei, é meiguinho, sabe ser engraçado nos momentos certos e parece ser uma ótima pessoa.

– A gente se conhece a pouco tempo mas pode confiar em mim, ele é maravilhoso.

– E você, não tem nenhum tipo de interesse no Jungkook?

– Não posso negar que ele é lindo e extremamente sexy mas acho tão errado, ele parece uma criancinha inocente a maior parte do tempo.

– Se bem que ele te olha de um jeito nada inocente algumas vezes.

– Do que vocês estavam falando? – congelei assim que ouvi a voz do Jimin se aproximando.

– A _____ estava me contando mais sobre a amizade dela com vocês – parabéns pela troca de assunto, Yoon.

– Esses dois são bem grudados, uma das melhores amizades que eu já vi – se sentou ao meu lado e me abraçou.

Foi tempo o suficiente pra ver uma sombra me acertando um travesseiro na cara.

– Desculpa, não te vi aí – Tae disse rindo.

– Ah é? Volta aqui, desgraça – falei pegando um dos travesseiros que ele tinha derrubado e então pulei no sofá batendo no estômago dele.

– Retardada – bateu com o travesseiro na minha orelha e eu o encarei brava.

Juntei todas as minhas forças e então bati em sua cabeça, fazendo ele se desequilibrar e me puxou junto, fazendo com que a gente caísse na parte de trás do sofá, mais especificamente ele caiu primeiro e eu caí em cima o que amorteceu muito a minha queda.

– ______? Tae? – Jungkook chamou e nós rimos.

– Tá tudo bem – falamos em uníssono.

Levantei e dei a mão pra ajudar o Tae que me abraçou assim que ficou de pé.

Pulamos pelo sofá e nos jogamos nos colchões. Deitamos em sequência, Yoon na ponta, Tae, Jungkook, eu e o Jimin.

Tae colocou um filme de comédia e assistimos até o final, fazendo piadas ainda piores do que as do filme, mas garanto que a risada não parou um segundo sequer, foi ridículo ver que eu estava chorando de tanto rir.

Depois decidimos dormir já que tinha conversado com o Jimin que queria buscar uma pessoa amanhã antes que o Nammie voltasse de viagem, já que sei muito bem que quando ele chegar vai querer conversar.

Desligamos a TV e virei de lado, abraçando Jimin que colocou seu braço ao meu redor, me puxando ainda mais pra perto.

– Obrigada por me deixar ficar aqui – sussurrei.

– Pode ficar com a gente sempre que quiser.

– Você tem sido um irmão pra mim, tipo aqueles mais velhos que querem proteger a irmãzinha caçula – sorri com o meu comentário.

– Você faz parte de mim assim como o meu irmão e o Jungkook, e desde que apareceu na minha vida, minha missão é cuidar de você e te proteger de todo o mal.

– Você não me protegeu quando eu comecei a me envolver com o Namjoon.

– Não precisava de proteção, pois afinal de contas, olha onde está agora.

– Mesmo que eu fique com ele ou com o Yoongi, no fim acho que sempre vou acabar voltando atrás de vocês.

– E eu vou estar sempre esperando – deu um beijo na minha testa e então fechei os olhos.

Obrigada, Jiminie.

No dia seguinte...

Acordei ainda abraçada com o Jiminie, apenas Taehyung e Yoon não estavam mais dormindo. Jungkook dormia sem camisa como de costume, sorri e então levantei pra procurar o novo casal favorito.

Procurei na cozinha, nos quartos, nos banheiros e eles não estavam em lugar nenhum.

Abri a porta dos fundos e vi os dois sentados em uma grande boia no meio da piscina. Estavam de mãos dadas e sorriam animados.

– Eles são lindos juntos né? – senti a respiração de Jimin em meu pescoço assim que me abraçou por trás.

– Estava tão bonitinho dormindo – falei sorrindo.

– Não é a mesma coisa sem você lá – deu um beijo em minha bochecha – Bom dia.

– Bom dia Jiminie.

Fechei a porta e fui ajudá-lo à fazer um suco e montar alguns sanduíches.

Assim que estava tudo pronto, fui até os colchões, me ajoelhei e comecei a passar a mão pelos cabelos castanhos do Jungkook.

– Bom dia nenê – sussurrei e logo esfregou os olhinhos me encarando com seu melhor sorriso.

– Bom dia – se cobriu com a coberta, como a timidez dele é fofa.

– Tem sanduíche e suco lá na mesa, tá?

– Vou me vestir direito e já vou lá – sorriu e então me afastei.

Fui até a piscina e fiz sinal para os dois virem tomar café também e logo concordaram, tentando de forma desengonçada levar a boia até a beira da piscina.

Voltei pra cozinha e me sentei na mesa ao lado de Jimin. Logo todo mundo veio comer, conversamos um pouco e assim que terminamos, Yoon e eu fomos lavar a louça.

– Jimin? – o chamei enquanto esfregava um dos pratos.

– Oi?

– Agiliza o Tae que eu sei que ele costuma demorar pra se arrumar.

– Querida, eu coloco o primeiro moletom que eu achar e a minha papete máscula do Senninha – Tae falou e eu comecei a gargalhar, aquela sandália é ridícula.

– Tá bom, vai se vestir então.

Terminamos de arrumar a louça e Yoon me encarou.

– Quem vamos buscar? – perguntou.

– Uma amiga minha, prometi que a buscaria assim que pudesse.

– Ah sim, entendi.

Depois de uns quinze minutos, finalmente estávamos no carro. Jimin e eu na frente, Jungkook, Tae e Yoon atrás.

– Sabe onde é a boate que eu trabalhava? – perguntei pro Jimin.

– Sei, levei o Yoongi algumas vezes lá.

– Ah – fiquei corada – Vamos lá então.

Fomos conversando e rindo o caminho todo, até que o clima começou a pesar.

Desci do carro e olhei pra fachada da boate, o lugar que foi o meu pior pesadelo por anos e aqui estava de volta. Sabia que em pleno domingo, Marcos não perderia seu precioso tempo para cuidar das ''vagabundas'' como ele nos chamava.

Era o dia perfeito pra vir aqui.

– Me esperem aqui, ok? Volto rápido – falei antes de fechar a porta do carro, eles apenas concordaram e então entrei no tal lugar.

Abria discretamente as portas dos dormitórios procurando a pequena garota.

Então imaginei onde ela deveria estar, caminhei entre as luzes avermelhadas do corredor até meu antigo quarto e lá estava ela.

Hee era uma nova eu, a garota vazia e vulgar que se via obrigada a sorrir em meio à toda dor. Fingia estar feliz e empolgada com a vida desgraçada que tinha. Não podia deixá-la continuar aqui, de jeito nenhum.

– Hee – chamei abrindo a porta calmamente.

– ______? Você veio mesmo, achei que tinha esquecido de mim – sorriu e então me abraçou com força.

Flashback ON

Vi a pequena Hee parada ao lado da porta e sorri fraco.

–Eu vou te ajudar –sussurrei pra ela e a mesma sorriu.

–Sei que vai.

Agora que estou me livrando desse lugar, posso tentar ajudar essa garota, não quero que ela sofra o tanto que eu sofri. Quero que ela seja livre e possa ter uma vida normal, que possa se apaixonar, sair com roupas simples pelas ruas e sorrir sinceramente, não quero que ela seja só mais uma boneca.

Flashback OFF

– Não podia te deixar nesse buraco – sorri, me afastando – A gente tem que sair o mais rápido possível daqui.

–Claro, claro – disse empolgada.

Começamos a jogar desesperadamente as coisas dela dentro das malas, então saímos correndo assim que terminamos.

Fomos pro carro, guardei as malas no bagageiro e entrei no carro.

– Senta no meu colo – falei e Jimin negou com a cabeça.

– Já é errado ir no colo, imagina na frente – verdade, foi mal pela burrice.

– Pode deixar _____, eu sento com alguém aqui atrás – Hee exclamou.

Jungkook P.O.V

Quando vi _____ correndo ao lado daquela garota fiquei a observando. A pequena garota tinha cabelos negros lisos e os e era bem magra, mas não um magro saudável era como se não comesse direito mesmo o que já me deixou instantaneamente preocupado.

– Pode sentar comigo – falei e depois fiquei me perguntando como tinha criado coragem de falar algo assim.

Ela concordou envergonhada, abriu a porta e então se sentou encolhidinha no meu colo.

Tinha traços delicados, a boca pequena e vermelhinha, um sorriso tímido e os olhos negros e vazios, que agora começavam a ganhar brilho.

– Meu nome é Hee – disse envergonhada, então passei minhas mãos por sua cintura assim que Jimin acelerou.

Como era bonita essa garota, parecia uma boneca de porcelana, tão perfeita, tão desenhada.

– Prazer em conhecer, meu nome é Jungkook – sorri envergonhado.

Espero que lembre bem do meu nome, pois acho que nunca mais vou esquecer o seu.

Namjoon P.O.V

Não pode ser, não.

– Mas a gente nem...

– Já tô grávida à dois meses, só agora deu pra notar as diferenças e comecei a ter sintomas, passei bem mal durante o tempo da sua viagem inclusive.

– Você já fez teste de farmácia? Exame de sangue? – perguntei confuso.

Ela então me entregou um envelope, lá estava o resultado do exame de sangue e o teste de farmácia, os dois positivos.

Coloquei o envelope na mesa e sentei no sofá ao seu lado.

E agora?

– Vou entender se quiser separar mesmo assim, contando que mantenha a pensão do nosso filho não tem problema nenhum – disse séria.

– E-eu não sei o que pensar, Hailey. Preciso ficar sozinho por um tempo, ok? – ela concordou e então fui pro meu quarto.

Tranquei a porta, deitei na cama e então comecei a pensar.

Tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo e não estava preparado psicologicamente pra isso.

De um lado a garota por quem estou me apaixonando cada dia mais, pedindo que eu a venda para o garoto que ela gosta, do outro, minha esposa que gosta de mim e agora espera um filho nosso.

Parece tão simples pra quem não passa pela situação.

A ______ nem ao menos gosta de mim, sempre deixando claro seu óbvio interesse pelo Yoongi, mas a Hailey nunca me abandonou e seria uma tremenda sacanagem largá-la completamente sozinha em uma situação dessas.

Confusão é a palavra que me descreve nesse momento.

Podia simplesmente ignorar a Hailey, pedir o divórcio e apenas pagar a pensão pra criança.

Mas será que seria o certo?

Também acho injusto uma criança ser colocada no mundo e nem ao menos ter um pai presente. Mas não é justo comigo mesmo me manter preso com ela apenas pela felicidade dela e do futuro nenê.

Coloquei os braços atrás do pescoço e fiquei encarando o teto, talvez esperando que alguma resposta caísse do céu.

Ridículo ter que fazer isso, mas talvez pensando por outro ponto de vista seja mais fácil.

O que o Yoongi faria no meu lugar?

Provavelmente largaria o caso com a _____ , se dedicaria ao filho e tentaria reconstruir o casamento.

Ai, como é complicado.

Sei que meu casamento está no buraco e eu não a amo o suficiente pra tentar reconstruir um amor falho.

Mas e essa criança, como vai ser a vidinha dela?

Não queria deixar meu filho de lado como se não me importasse, como pai gostaria de dar toda a atenção possível pra ele.

E a ______?

Não é justo mantê-la presa à mim. Poderia tentar conversar com ela e pedir que ela pelo menos esperasse o tempo da gravidez, cuidaria da Hailey e do bebê durante esses meses, depois negociaria o valor da pensão, da documentação do divórcio, daria essa casa pra eles, discutiríamos sobre a guarda e então poderia seguir minha vida.

Mas sempre fui tão egoísta não é?

Querendo o melhor, tudo pra mim, sempre foi assim.

Nunca parava pra pensar nos sentimentos dos outros.

Sei que ela não negaria esse pedido mas também não ficaria nada confortável. É complicado manter um relacionamento com um cara casado esperando o filho nascer, deve ser tudo tão tenso pra ela.

Além do mais, como vou chegar pra falar isso pra ela?

''Oi _____, sei que deveria estar me separando da Hailey mas aconteceu um improviso. Ela tá grávida, sabe? Então queria que esperasse os nove meses da gravidez para que eu possa me separar e viveremos felizes para sempre.''

Ridículo.

Desde quando algo na minha vida tem um final feliz?

A _____ pediu que eu provasse meu caráter, então é o que devo fazer.

Peguei o celular no bolso e então liguei pra Yoongi que atendeu no mesmo instante.

– Oi Nam, tudo bem? – disse animado.

– Não muito. Não sei se sabe mas a _____ está na casa do Jimin, queria que passasse lá e a buscasse.

– Tudo bem, mas pra que? Parece nervoso.

– E estou mesmo, só busca ela, encontro vocês daqui à meia hora no The Min, ok?

– Ok, nos vemos lá – desliguei e joguei o celular na cama com raiva.

Desci as escadas rapidamente e Hailey me encarou assustada.

– Volto pra jantar, ok? Não faça comida, vamos sair pra conversar melhor – falei e nem esperei a resposta, apenas bati a porta e entrei no carro.

________ P.O.V

Estava fazendo um bolo junto com a Hee e a Yoon enquanto os meninos jogavam video game, mas logo ouvi a campainha tocar.

– Eu atendo – falei limpando as mãos em um pano de prato enquanto ia até a porta – Yoongi? – disse sorridente ao ver o garoto platinado.

O abracei com força, estava com saudades dele por mais que só tenhamos ficado alguns dias longe.

– Vim te buscar pra irmos no The Min, o Nam quer conversar com a gente pelo jeito.

Namjoon querendo conversar comigo e com o Yoongi ao mesmo tempo? Tem algo muito errado aí.

– Pessoal, eu já volto tá? Vou resolver um probleminha – falei olhando pra todo mundo rapidamente.

– O problema conhecido como ''HaiMon'' – Tae completou.

Sorri e então fechei a porta, indo até o carro do platinado.

O clima estava tão tenso que mal conversamos durante o caminho, o que nunca acontecia entre nós.

Chegamos no lugar e vimos Namjoon sentado em uma das mesas, estava de cabeça baixa enquanto girava um copo vazio com a ponta dos dedos.

Sentamos nas cadeiras vazias ao seu lado e o mesmo logo nos encarou.

– Obrigado por virem – disse em um tom sério.

– Qual o motivo da conversa? – perguntei curiosa.

– Queria falar sobre algumas coisas e decisões minhas.

– Fala então.

– Primeiro queria contar uma novidade – respirou fundo – A Hailey tá grávida.

O encarei surpresa e então coloquei minha mão sobre a boca com uma certa expressão de espanto, a naja vai procriar.

– Parabéns cara – Yoongi sorriu sem graça e Namjoon apenas balançou a cabeça.

– Então tive que tomar uma decisão e queria contá-la pra vocês – suspirou – Antes da ____ voltar de viagem, nós tivemos uma breve discussão e no fim ela pediu que eu provasse que era homem de verdade, lembra? – perguntou me encarando.

Balancei a cabeça positivamente e então encarei Yoongi que prestava atenção em cada palavra.

– E é isso que vim fazer, até porque não seria atitude de homem largar a esposa e o filho por um romance unilateral que nem parece ter futuro. Decidi não ser egoísta e agir como homem de verdade assim como ela me pediu.

– Qual é sua atitude final então? – perguntei.

– Não só vim contar a novidade pra vocês como também vim falar sobre o seu pedido, ____. Como você deve imaginar, a _____ queria ser comprada por você – disse olhando pro Yoongi que balançou a cabeça concordando, afinal não era nenhuma surpresa – Então vim te dizer que pode fazer o que quiser, mas não vou vendê-la, apenas quero que saibam que ela é uma garota livre pra fazer o que bem entender.

– Realmente não quer vendê-la? – Yoongi perguntou o encarando.

– Não, ela não é um objeto qualquer e não existe dinheiro no mundo que possa comprar o amor dela. Você sempre recebeu amor de graça, amor puro e sincero, e mesmo que eu tenha pago por ela, no fundo ela sempre quis ser sua.


Notas Finais


Hey, Noona? : https://spiritfanfics.com/historia/hey-noona-imagine-jeon-jungkook-7165199

tô morta de amores <3
santa evolução, Kim Namjoon
relaxem e não morram, essa gravidez ainda vai dar o que falar
gostaram da Hee? ela é a bebêzinha da fic igual o Kook, não é um casal fofo?
ainda quero primos como esses dois, por favor, dá pra embalar pra presente de natal?
espero que tenham gostado <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...