História Glass Heart - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alexandra Daddario, Chaz Somers, Christian Beadles, Evan Peters, Ian Somerhalder, Joseph Morgan, Justin Bieber, Lindsay Ellingson, Lucy Hale, Nikki Reed, Ryan Butler, Taissa Farmiga
Personagens Chaz Somers, Christian Beadles, Ian Somerhalder, Justin Bieber, Lindsay Ellingson, Lucy Hale, Ryan Butler
Tags Criminal, Drama, Justin Bieber, Romance
Exibições 79
Palavras 870
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Capítulo 7


Fanfic / Fanfiction Glass Heart - Capítulo 8 - Capítulo 7


|The Fourth Wave part. 1:Voltage pre-action|



— isso pode ser útil para enganar a si mesmo achando que transferir a dor aplacará a sua própria — Cartas de um detento. 


|POV Justin Bieber|


26 de fevereiro,2012.


16:50p.m 


Somerhalder's Shed 



Depois do acidente de Emily,acho que ela acabou se afastando um pouco de mim. Sei que pode parecer exagero da minha parte sendo que tudo isso aconteceu ontem,mas eu sinto que agora ela deu uma "esfriada" comigo. Hoje seria o assalto ao banco principal da cidade e eu liguei pra Emily pois ela era a única que me acalmava e me trazia conforto sem nem perceber,mas a mesma alegou estar sentindo muitas dores e que queria ficar sozinha. E isso realmente me deixou puto,mas eu só concordei e disse que estava tudo bem,mas não,não está tudo bem! Eu to quase surtando aqui de tanto nervosismo,porra,hoje seria meu primeiro assalto como membro oficial da gangue do Ian,e eu realmente não quero decepcionar-lo. 


Algumas horas depois já estávamos nos preparando e acertando os últimos detalhes do assalto no galpão,e eu estava conversando com uns "amigos" que havia feito,bem ainda é cedo pra dizer se são amigos mesmo mas enfim,eles são legais,e tem praticamente a minha idade,fico me perguntando o porquê de terem entrado nessa vida,mas resolvo ficar na minha.

 

Mas mesmo estando me divertindo conversando com eles,meus pensamentos sempre se voltavam para Emily,será que ela me perdôo mesmo ou só disse que sim por medo? Eu sei que fiz errado mas... Porra eu nunca sai por ai com nenhuma garota sem ser ela,então eu estou no direito de ter brigado com ela,e se Emily realmente estiver tentando se afastar de mim para me fazer sentir remorso pelo acidente,ela vai ficar só tentando mesmo pois eu não vou correr atrás dela pra pedir desculpas. Sim,é egoismo da minha parte mas dessa vez vou deixar meu orgulho falar mais alto,ela precisa aprender que pra se estar comigo,tem que ser somente minha,e que não existe essa coisa de ficar de papinho com "amiguinhos". 


— Hey Justin! Está na hora — Disse Chaz,um de meus amigos que havia feito na gangue. Era até bom estar com eles pois os mesmos também haviam entrado agora nesse mundo,então a gente meio que se entendia.


— Ok,vamos — Digo firme mas ao mesmo tempo,nervoso. 



|POV Emily Ellingson|


26 de fevereiro,2012.


17:00p.m


Emily's House 


Estava assistindo a mais um episódio de minha série favorita,enquanto me afogava no chocolate,esse era meu passatempo preferido,ficar sozinha em meu mundinho,onde só eu mando,onde eu tenho uma paz inexplicável. Aqui nenhum dos meus problemas pode me afligir,nem meu namorado possessivo,e nem o estado de saúde do meu pai. Justin esta cada vez mais estranho,sai praticamente correndo toda vez que recebe um simples telefonema,isso já está me deixando preocupada pois desde de que começamos a namorar,ele mudou e eu sinceramente estou achando que é por minha culpa. Até o nosso primeiro dia como namorados,ele estava tão meigo e doce comigo mas depois de alguns dias,isso mudou repentinamente e fico me perguntando a todo momento se foi algo que eu fiz,ou disse pra ele agir desse jeito estranho comigo.

 

Claro que somos felizes um com o outro e eu sinto verdadeiramente que o amo,mas eu também sinto que ele me esconde algo,não sei o que mas realmente parece que ele esta escondendo algo de mim mas resolvo nem perguntar pois sei que ele não gosta de falar sobre seus "assuntos pessoais". Mas eu o amo acima de tudo e bem,amar significa aceitarmos um ao outro,independente do que for,e se esse é o jeito dele,devo aceita-lo,não é. Sou interrompida ao escutar meu celular tocar,vejo o nome na tela e sorrio atendendo o mesmo.


— Hellooo minha bitch !! — Gritou ela e eu dei uma risada irônica.


— Hey,a vadia aqui é você — Digo e pude ouvir-la rindo do outro lado da linha.


— Ta,tanto faz... Hey eu queria dizer que amanhã a noite,nós vamos a uma festa — Ela diz empolgada.


— Ah,sabe que eu não gosto de festas e o Justin não iria gostar também — Digo e juro que quase pude ver-la revirar os olhos.


— Amiga,você é namorada dele e não uma cadelinha que só recebe ordens do namorado,sério, você precisa se divertir,vamos por favor — Disse ela.


— Eu não sei se seria uma boa ideia,Táliah — Digo e ela bufa.


— Você vai e ponto final. Amanhã as 20:00p.m vou te buscar e acho melhor estar pronta! — Diz em tom mandão e desliga em seguida. Respiro fundo me preparando mentalmente para o que Justin vai dizer quando souber. 


|POV Justin Bieber|


26 de fevereiro,2012.


19:40p.m

 

Estava tudo pronto e só estávamos esperando o sinal para agirmos. Estava vestido totalmente de preto assim como os outros no galpão, Ian verificava os últimos detalhes e logo fez um aceno com a cabeça e todos entraram rapidamente em seus respectivos carros e eu também entrei em meu carro,e acelerei o máximo possível e pude ouvir o derrapar dos pneus antes de seguir os outros carros a minha frente rapidamente...
 


Estou acordando
Eu sinto isso em meus ossos
O suficiente para fazer meu sistema explodir
Bem-vindo à nova era, à nova era
Bem-vindo à nova era, à nova era
Oh, oh, oh, oh, oh
Oh, oh, oh, oh
Sou radioativo, radioativo
(Radioactive - Imagine Dragons)


 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...