História Go All The Way - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~Lally_Barnes_

Postado
Categorias Guardiões da Galáxia, Thor
Personagens Drax, o Destruidor (Arthur Douglas), Gamora, Groot, Heimdall, Lady Sif, Loki, Odin, Personagens Originais, Peter Quill (Senhor das Estrelas), Rocket Raccoon, Thor
Tags Drax, Gamora, Groot, Guardiões Da Galáxia, Loki, Personagens Originais, Peter Quill, Rocket, Thor
Exibições 76
Palavras 2.253
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Ficção Científica, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Primeiramente olá ^-^
Não sei descrever como estou animada em postar essa fanfic com a Lally Barnes
Sempre quisemos fazer uma fanfic juntas, mas nunca deu certo e esperamos muito que essa vá a algum lugar :)
Créditos à rockatansky- pela betagem <3
Não são muitas as fanfics de Guardiões da Galáxia, então resolvemos fazer a nossa

Bom, aqui vão alguns avisos:
✘ Fanfic inteiramente de nossa autoria, qualquer coisa inspirada ou retirada desta fanfic será considerado plágio, nos informe ou denuncie.
✘ Willow Royven é minha personagem, caracterizada pela Jennifer Lawrence e os capítulos de número par serão narrados por ela.
✘ Aurora é a personagem de Lally, caracterizada pela Deborah Ann Woll e seus capítulos serão os de número ímpar, como este.
✘ Willow, Aurora e alguns personagens no decorrer da narrativa são de nossa autoria, porém os Guardiões tal como Loki e Thor são propriedade da Marvel (infelizmente, né?)
✘ Escrevemos essa fanfic por diversão, comentários e interações são muito bem-vindos, porém xingamentos serão ignorados.
✘ A fanfic será atualizada a cada 10 dias.

Capítulo 1 - Most Wanted


Fanfic / Fanfiction Go All The Way - Capítulo 1 - Most Wanted





      Aurora P.O.V

      Eu estava em um lindo jardim, deitada olhando para o céu que começava a abandonar seu brilho laranja, eu adorava ficar lá nos finais das tardes para ver o sol se por, era lindo principalmente na primavera.
      Fechei os olhos e respirei fundo sentindo o cheiro das flores.
      Escutei passos vindo e logo alguém senta ao meu lado. Abri os olhos e o vi, estava elegante como sempre, trajando roupas pretas e verdes, seu cabelo comprido e negro estava alinhado para trás deixando seu rosto pálido a mostra, e seus olhos verdes intensos estavam brilhando como esmeraldas.
     — Pensei que não viria mais — eu disse me sentando — Estava dando encima de alguma podre moça? — perguntei olhando seus olhos.
      — Talvez a moça tenha dado em cima de mim — sorriu. — Até parece que você esta com ciúmes — o moreno acrescentou sorrindo abertamente.
      — Não seja tolo! — Eu disse levantando e me afastando do mesmo-Eu sou noiva do seu irmão-eu disse sem emoção na voz.
      — Mas você não gosta dele.
      — O amor irá vir com o tempo — falei.
      — Ele ama o fato dele ser rei, e você será apenas a pessoa que vai ajuda-lo a ser rei  — o moreno disse se aproximando — E você sabe que ele a trai.
      — Que tipo de irmão você é? — Perguntei olhando nos olhos verdes do moreno.
      — O tipo de irmão que queria estar no lugar do meu irmão pra ter você em meus braços.
      O homem se aproxima de mim e então eu sinto os lábios macios do homem preencher os meus, as mãos do moreno pousaram em minha cintura me puxando para mais perto de si; as minhas estavam estavam em seu pescoço o puxando para mais perto.
      — Você é o sol da minha vida — sussurrou  — Minha Aurora — o moreno disse olhando em meus olhos
.


      Abri os olhos e sentei-me na cama, mais um sonho sobre o meu passado desconhecido, sempre que eu dormia eu tinha lembranças, e em praticamente todas estava o homem pálido de cabelos negros e olhos verdes como esmeraldas.
      Fechei os olhos e um sorriso malicioso surge em meus lábios ao lembrar do homem que habita meus sonhos. Lembrei dos olhos dele olhando cada milimetro do meu corpo, da sua boca me beijando apaixonadamente, do seu perfume másculo, de suas mãos ágeis e firmes sentido cada curva de meu corpo com atenção e ousadia.
      Senti um olhar sobre mim, olho pro lado e vejo um homem de olhos verdes claros, cabelos castanhos escuros e pele clara; ele tinha as mesmas características mas nem de longe se parecia com o homem que habitava meus sonhos.
      Deve ser por causa desse homem que aparece nos meus sonhos que eu sempre fico com homens com as mesmas características dele.
      — Pensando em mim? — O homem que estava deitado ao meu lado pergunta.
      — Não seja ingênuo — Revirei os olhos e levantei da cama.
      Vesti minha roupa enquanto era observada pelo homem, ele se aproximou e beijou a minha nuca
      — Quem sabe um terceiro round no chuveiro? — Perguntou me abraçando por trás.
      — Não vai dar Isaac — Falei saindo de seus braços. — Vai ter que se virar sozinho — Eu disse colocando as botas.
      — Meu nome não é Isaac. — O homem disse franzindo a testa — Meu nome é Keid.
      — Ah claro, o Isaac foi o de antes de ontem — Peguei minha arma de raios e a espada — Acho que que eu peguei tudo — eu disse olhando em volta — Tchau Kenan.
      — Meu nome é Keid! 
      — Tanto faz. — Falei por fim, fechando a porta atrás de mim.
      Caminhava pelas ruas de Xandar tranquilamente, vez ou outra eu sentia olhares sobre mim, mas eu não retribuía os olhares, agora eu estava trabalhando e não iria ficar dando mole pra qualquer um no meu horário de trabalho. Cheguei ao meu destino, entrei e logo as portas se fecharam atrás de mim, o local era todo branco parecendo uma ala hospitalar de tão limpa que era, olhei para o senhor a minha frente que tinha sombrancelhas desproporcionais ao tamanho de seu rosto, me aproximei do mesmo com um sorriso no rosto.
      — Senhorita Aurora como vai? — O Corretor perguntou
      — Bem, andou aparando as sobrancelhas? — Perguntei.  — Está mais bonito esta manha corretor, devo lhe dizer que você tem sobrancelhas encantadoras.
      — Me bajular não irá fazer com que os preços das mercadorias aumentam — Corretor disse.
      — Assim o senhor me ofende. — Coloquei a mão no peito.
      Droga. Meu truque não deu certo.
      — Não foi minha intenção — Falou. — Pode me mostrar as mercadorias?
      Abri minha bolsa e tirei cinco objetos, coloquei os cinco encima da mesa, o corretor começa a analisá-las uma por uma com paciência, depois de alguns minutos ele finalmente me olha.
      — Os cinco objetos darão 400 unidades.
      — O que só isso? — Questionei. —  Eu acho que podemos aumentar para 500 unidades-eu disse.
      — Pegue 400, ou não pegue nada senhorita — Corretor disse com dinheiro em mãos.
      — O.K. — Peguei,de suas mãos, o dinheiro — Até mais lindão — Disse, finalmente saindo do local.
      Andei mais um quarteirão e vi uma cantina, entrei e fiz meu desjejum, acompanhado por uma bela bebida. Fui até a minha nave, sentei no banco do piloto e fui atrás de mais mercadorias para trocar por unidades com o Corretor.





Depois de trabalhar todo o dia, saqueando e até mesmo saindo no braço com alguns outros contrabandistas pude finalmente ir para Luganenhum, onde eu me encontraria os Guardiões para negociar com o Quill algumas armas de raios com maior potência que ele disse que tinha pra mim.
      Assim que entrei no bar os olhares foram direcionados a mim, eu andava na direção de uma mas onde se encontrava três pessoas, uma árvore e um guaxinim. Me aproximei e sentei na única cadeira vazia da mesa, entre Gamora e Peter.
      — Demorou hoje — Gamora disse bebendo.
      — Tive um probleminha com um contrabandista. — Expliquei.
      — Por isso que sua cara esta toda arranhada — Peter disse depois de tomar sua bebida.
      — Então onde esta as arma de raios? — Perguntei
      — Primeiro vamos tomar uma bebida. — Peter disse.
      — Eu sou Groot.
      — A bebida daqui é boa. — Gamora disse.
      — Tinha que ser, porque o local é horrível.
      — Não tinha lugar melhor? —  Perguntei olhando em volta.
      — Olá gracinha. — Falou um homem roxo de cabelos da mesma cor.
      — Cai fora!
      — Quem sabe nós irmos para um lugar mais reservado? — O homem roxo perguntou.
      — Foi mal, não gosto de homens roxos, agora cai fora! — Falei.
      — Isso foi racista. — Peter acrescentou.
      — Ele não é o meu tipo.
      — Alguém que tenha olhos verdes, pele branca e cabelos escuros? — Gamora perguntou.
      — Algum problema se eu tenho um tipo pra homens? — Cruzei os braços.
      — Parece que você esta tentando substituir alguém que tenha essas feições. — Drax analisou.
      — E também é estranho — Rocket disse.
      — Eu sou Groot — tornou a repetir.
      — Viu? Groot concorda com a gente! — Rocket exclamou.
      — Talvez você tenha razão — falei.
      Levantei a mão e uma mulher com trajes minusculos vem anotar meu pedido que alguns minutos depois vem.
      Eu havia pedido uma caneca grande de chope e Drax me acompanhou, todos bebiamos enquanto conversamos animadamente. Avistei a mulher de trajes minúsculos que veio anotar o pedidos se aproximar, mas o estranho foi o fato de não termos chamado ela.
      — Tem soldados da tropa nova atrás de você.  — A mulher disse.
      — O que? — Perguntei surpresa.
      — O que você fez? — Gamora perguntou.
      — Que eu saiba, nada.
      — Eles estão sendo liderados por uma tal de Willow Royven.  — A mulher de trages curtos falou.
      — Will? — Peter perguntou com um sorrisinho de canto nos lábios. — Deixa comigo, eu despisto ela e os soldadinhos da tropa nova, vão pra Milano.
      — Não seria melhor se lutassemos? — Drax perguntou. — Hoje eu estou com sede de batalha. — Falou pegando suas facas que guardava em suas botas.
      — Será melhor senão chamar atenção. — Gamora sugeriu.
      — Será meio difícil já que eu vou fugir com um guaxinim e uma árvore. — Falei. — Sem ofensas.
      — Não ofendeu. — Rocket falou rapidamente.
      — Eu sou Groot.
      Nós corríamos até a Milano, eu corria o mais rápido que meus pés conseguiam, assim como os outros, apenas Rocket não corria porque ele estava no ombro de Groot. Eu não sabia porque Peter deixou a nave tão longe, mas, mesmo estando longe, não cansei por correr tanto, eu tinha um fôlego que dava invejável, por isso eu já não achava mais que era humana, porque me comparado com o Peter tenho mais fôlego e sou mais resistente para bebidas.
      Eu andava de um lado pro outro preocupada com a demora de Peter em chegar ao nosso ponto de encontro. Será que levaram ele?
      — Você vai fazer um buraco no chão desse jeito. — Gamora comentou.
      — Seus pés são muito pesados para fazerem buracos no chão? — Drax perguntou.
      — É maneira de falar. — Rocket disse.
      Olhei para um homem a uns dez metros de mim, ele era o almirante da tropa nova, eu já havia visto o almirante mas tinha algo de errado com ele, seus olhos que antes eram castanhos estavam extremamente verdes esmeraldas... Como os olhos do homem que aparece em meus sonhos.
      — Eu já venho. — Eu disse.
      Eu andava na direção do homem que sorria largamente, e assim como eu começou a caminhar em minha direção ele parecia realmente feliz em me ver, já eu não sabia o que fazer ou sentir a respeito daquilo. Parei na frente dele, seus olhos percorreu por todo meu corpo, parando em meus olhos, os olhos verdes esmeraldas estavam lindos como em meus sonhos.
      — Como vai almirante? — Perguntei sendo sarcástica na palavra almirante, fazendo o mesmo soltar um riso sensual.
      — Me pegou. — O almirante disse com um sorriso.
      O almirante foi mudando de forma, agora ele tinha cabelos pretos alinhados para trás, pele branca, os olhos continuavam verdes esmeraldas e as roupas eram pretas com verde e dourado, sua pose superior me encantava e me irritava ao mesmo tempo.
      — Eu lembro de você, mas não lembro do seu nome. — Eu disse fazendo o homem se aproximar.
      — Sou Loki, de Asgard.  — Falou fazendo eu sentir seu hálito gelado.
      — Loki. — Sorri.
      Senti a mão gelada de Loki pegar em minha mão, subir pelo meu braço e por fim acariciar meus cabelos com um sorriso nos lábios. Então ouvi barulhos de disparos de armas de raios, olho na direção do barulho e vejo Quill e uma mulher com cabelos loiros curtos vestida com o uniforme da Tropa Nova lutando com alguns homens, provavelmente era uma gangue que guardou ressentimento da tropa nova.
      — Vamos lutar Aurora! — Drax disse.  — Vou saciar minha sede de batalha-Drax disse sorrindo enquanto pegava as facas.
      Vi os guardiões lutando junto com a loira, Will, contra vários homens, volto a olhar pro Loki e solto um suspiro, eu não deixaria os guardiões na mão.
      — Fique aqui.  —  Ordenei.
      Peguei a arma de raios em uma mão e uma espada na outra, e enfim fui para a luta. Eu golpeava os homens com minha espada, mal usava minha arma de raios. Pra mim, luta era como uma dança tinha graciosidade nos movimentos e eram ritmados como em uma dança. Alguém chuta minhas costas fazendo com que eu caísse de costas, vi que minha espada caiu longe de minhas mãos, tentei pegá-la mas alguém puxou meus pés, fazendo com que eu não conseguisse pegar a espada. Chutei o homem que me puxava pelas pernas fazendo ele cair, levantei-me e apontei a arma pro homem, mas ele rapidamente a chuta de minha mão, cerrei os punhos e vou pra cima do homem com socos e chutes, então ele revidou com um chute que me fez cair a alguns metros.
      — Você poderá ser o meu brinquedinho. — O homem disse.
      — Você não é o meu tipo.  —  Falei.
      Olhei pro meu lado e vi minha espada, a pego e quando estava prestes a levantar vi que Loki estava na minha frente, suas mãos estavam com uma energia verde a envolvendo, o homem é levitado por Loki, que envolvia o homem em sua magia.
      — Ninguém mexe com a minha garota. — Loki disse com uma voz sombria.
      Então, com um movimento de mãos, Loki quebrou o pescoço do homem, então ele se virou pra mim, analisando-me dos pés a cabeça se certificando de eu estava bem. O resto da gangue agora corria em nossa direção, peguei minha espada com força, Loki sorriu.
      — Igual aos velhos tempos. — Ele disse.
      Eu golpeava o maximo de homens possível, mas eu tinha atenção ia para Loki, ele lutava com classe, mesmo em lutas ele não perdia a classe.
      Levei um chute no estômago fazendo com que eu caia no chão, peguei minha espada e acertei no coração do homem fazendo ele cair morto em cima de mim. Tirei seu corpo de cima do meu e levantei. Vi Loki golpear um homem com uma rajada de energia.
      — Você esta bem? — Loki perguntou se aproximando.
      — Sim. — Respondi olhando pra boca de Loki, que sorriu com o meu ato.
      — Eu acho que vocês podem fazer isso depois. — Peter interrompeu enquanto atirava em dois homens que se aproximavam. — Temos que nos livrar desses caras pra darmos o fora daqui!
      — Eu posso dar um jeito nisso — Loki disse e, com um movimento de mãos os homens voaram até a parede do bar e caíram desacordados.
      — Quem é esse cara? — Quill perguntou.
      — Namorado da Aurora. — Loki respondeu.
      — Pelo que eu lembre você era meu amante. — Eu disse.
      — Mas você não é mais noiva do meu irmão. — Loki falou.
      — Mas eu não aceitei ser sua namorada, também você nem pediu.
      — Eu sou Groot.
      — Da pra voces pararem de discutir a relação e entrar na droga da minha nave pra gente dar o fora desse lugar? — Peter perguntou alarmado.
 


Notas Finais


Próximo capítulo será postado no dia 26 de Outubro ^-^ nos vemos lá
Comentários são bem vindos!
Esperamos que tenham gostado :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...