História Goemul


Escrita por: ~


Sinopse:
Finais felizes são possíveis?
Eu deveria ir embora agora, mas não consigo dizer adeus.
Sinto tanto a sua falta que perdi até mesmo minha fé.
Ficar preso nisso só piorará as coisas.
Eu... Eu me rendo a você.
De agora em diante, a morte é minha nova melhor amiga.
Está na hora de dizer adeus.
Não, finais felizes não são possíveis.
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Anjos, Bts, Deathfic, Demonios, Jimin
Exibições 421
Comentários 12
Palavras 9.971
Terminada Não

Fanfic / Fanfiction Goemul
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
Ayy, fuckboy!
9
305
3.012
 
2.
I see you
1
73
3.946
 
3.
Born enemies
2
43
3.013

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por ~physchome
Capítulo 1 - Ayy, fuckboy!
Usuário: ~physchome
Usuário
Oi, meu amor! Tudo bom com você? To morrendo de saudade, viu.

Eu abri meu primeiro sorriso já na primeira palavra desse capítulo, e alguns paragráfos depois eu já estava agarrada no meu travesseiro, quase morrendo de ansiedade. Você tem algum tipo de poder mágico que nos deixa esperando cada vez mais pela próxima palavra. Isso é uma das coisas que eu mais admiro em você em relação à sua escrita, e nesses meus quase três anos de spirit, eu nunca achei nada assim antes. Ponto pra Marina. Você não tem noção do quanto eu estive esperando por isso; pra ler isso. Eu fiquei meio "assim" quando soube que você ia reescrever Monsters mas dessa vez com kpop porque tu sabe, Monsters é o meu xodó! Porém quando eu li aquele rascunho que você me mandou eu percebi que amaria essa fic tanto quanto eu amo Monsters. Mais um ponto pra Marina.

Eu amei tudo sobre esse capítulo. Amei o fato de você ter descrito o ambiente, os personagens e depois ter conseguido itercalar tudo e formar esse pequeno universo que já tem meu coração todo. Isso é tão tipíco seu. Você faz com que nós, seus leitores, fiéis leitores, entremos completamente no mundo da história! Parece que a cada começo de alguma história sua aparece alguém falando "ei, aqui está seu banquinho, senta ali no canto, por favor!". Eu sempre senti como se eu estivesse junto à eles, de dedos cruzados, dando pulinhos. Sempre. Mais uma coisa que eu amo nas suas histórias: você nos une aos personagens. Você faz com que a gente conheça — quase — todos os segredos e pensamentos deles.

Eu tinha prometido à mim mesma que eu escreveria o maior comentário da minha vida pra esse capítulo, mas como você sabe eu to sem celular, então eu resgatei o meu Galaxy Ace lá de 2013/14 pra poder ficar tecnologicamente acessivél e poder ler essa coisa dos deuses! Ainda to me recuperando desse tiro, Marina.

Espero que você goste e me perdoe por esse comentário, porque mesmo pobrinho, foi de todo o meu coração.

Um beijo do fundo do meu coração e te vejo na próxima,
— Laís ♥