História Gone girl - Capítulo 42


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bella Hadid, Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Tags Bella Hadid, Chaz Somers, Chris Beadles, Criminal, Justin Bieber, Ryan Butler
Exibições 517
Palavras 1.114
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!!!
Lembrando que estou postando novamente aqui pois não irei mais fazer segunda temporada separado, será tudo junto.

Capítulo 42 - Strip club


  Justin Bieber p.o.v:
   Acordei com minha cabeça latejando. Não tinha levado nenhuma garota para casa, tinha ido direto para meu apartamento depois da conversa com Cece, na verdade.
   Falando nela, espero que ela não de uma de engraçadinha e tente fazer alguma coisa. Ela estava encurralada, precisava entregar Catherine para mim.
   E, cacete, eu rezava para que ela fizesse isso. Eu sabia que ela provavelmente nunca iria me querer de volta, mas não custaria tentar.
   Eu sentia tanta falta dela que chegava a ser inexplicável. Quando eu percebi que a amava, eu sentia uma coisa muito forte, que eu nunca tinha sentido antes,
  Mas quando a se foi, pareceu que a sensação boa tinha se transformado em um vazio e uma dor milhões de vezes maior.
  Meu vicio em cocaína tinha voltado com tudo. Na noite em que ela se foi, eu tive uma overdose. Mesmo sem saber que ela tinha sumido, alguma coisa me dizia que nada mais seria o mesmo.
  Quando eu acordei, uma semana depois, em uma cama de hospital, Alison apareceu, com os olhos inchados.
   Flashback on:

 -Ela se foi, Bieber. -Ela disse, e eu rezei para ser uma alucinação da minha cabeça confusa. 

 -Como assim ela se foi?

-Ela simplesmente sumiu. Ela me ligou, dizendo que eu não deveria procurar ela.

Encarei o teto branco. Não podia chorar, por uma garota. Não mesmo.

Droga.

Eu a amava.

-Eu vou encontrá-la, Alison.

Ela deu uma risada sem humor, nada típico de Alison.

 -Eu duvido.
   Flashback off

Alguns tinha dito para ela onde Cece estava, e ela tinha ido atrás dela em busca de ajuda para vingança.

Disto eu tinha certeza.

Mas quem tinha ajudado ela, e onde ela estava, isso eu não sabia.

Eu tinha revirado Londres de cabeça para baixo e não tinha encontrado nenhum sinal.
  Cece p.ov:
   Acordei no apartamento de Tessie, e agradeci por não ter que conviver com aquele insuportável do John, pelo menos por uma manhã.

Ele me disse, ontem, que unha negócios para tratar, e eu disse que dormiria em uma amiga.
   Tessie tinha sido de grande ajuda nos últimos anos, e ela é o mais próximo que eu sempre tive de uma amiga.

Ela parece se importar comigo, de verdade. Ela me ajudou com Dakota, e não abriu a boca para Justin.

-O que tem para comer? -Perguntei, entrando na sala.

-Bom dia para você também, Cece! -Ela disse, me jogando uma embalagem de cereais.

-Vinte e cinco anos comendo cereais de letrinhas. Que adulto, Tess.

 -Vê se não enche.

Meu celular apitou, com uma nova mensagem de John, me fazendo bufar.

 -É o seu noivinho? -Ela disse, irônica.

-Não vejo a hora de matar esse filho da puta. Eu juro que vou fazer de tudo para ele morrer logo.

-Você só precisa fazer ele assinar um contrato.
 Bufei.
   Para eu ter direito sobre a gangue dele, ele só precisava assinar um acordo. Quando ele morrer, a gangue será toda minha.
   E, porra, aquilo me traria muito dinheiro. Apesar de eu odiar a ideia de entregar Dakota a Justin, e muito mais odiar ter que dar o que ele quer.
  -Por que as meninas não vieram? -Tessie me perguntou.

-Claro, seria super fácil explicar para ele por que eu estava trazendo outras três garotas juntos na viagem. 

Tessie me olhou, parecendo um pouco brava. Marie, Georgia e Zara são minhas comparsas em nossa gangue, que atualmente está situada em Paris.
  A gangue do idiota do John fica em Londres, e na verdade meio que tirou a nossa de circulação da Inglaterra. 
  Quando resolvemos mudar nossa sede para Paris, logo decidi agir para tomar a gangue dele.
  Como ela não me conhece, pois ele nunca tinha me visto, achei o plano perfeito.

-Eu preciso sair, Tess. -Falei, terminando meu cereal apressada.

Tessie apenas concordou com a cabeça, e eu fui até seu quarto, pegando uma calça de couro e um cropped vermelho emprestados do seu armário.

Vesti o salto que eu usava na noite passada, e fui até a sala, abraçando Tessie.

-Vamos nos ver antes de você voltar para Londres?

-Acho que não, eu volto amanhã. Depois terminarei meu plano, e voltarei para Paris. Se tudo der certo, vou me mudar para Londres. Você bem que podia largar a sua gangue e entrar para minha.

Ela concordou com a cabeça.

-Prometo que vou pensar sobre isso. Tome cuidado, Cece.

Concordei com a cabeça, saindo do apartamento.
  ...
   Estacionei o carro na frente de um clube de striptease que a gangue do Justin tinha inaugurado a pouco tempo.
   Tessie tinha comentado que ele passava muito tempo ali, cuidando dos negócios.
  Ela me contou também que eles venderam a casa depois da morte de Ryan, e depois que Dakota foi embora.
  Eles compraram outra mansão, que ficava perto da antiga.
  A porta estava fechada, apenas um segurança cuidava da entrada. Ele me lançou um olhar pervertido, me deixando passar. 
    Provavelmente pensou que eu sou uma das garotas que trabalham aqui.
    O lugar estava com todas as luzes acesas, e muitas garotas conversavam.
  Elas limpavam o chão, os balcões e algumas lavavam copos de vidro.

-É a garota nova? -Uma delas me perguntou, assim que entrei.

-Você ficou louca? Eu tenho cara de stripper, por acaso?
  A garota pareceu ofendida, pois largou a vassoura no chão e veio até mim.

-O que você é? A chefona das strippers? -Perguntei, rindo.

Ela avançou contra mim, mas segurei seu braço antes que ela pudesse me acertar. Se tem uma coisa que eu sei fazer é brigar.
   Outras garotas a seguraram, a levando para uma sala.

-Que merda está acontecendo aqui?! -Escutei uma voz feminina vindo as escadas.
  Olhei na direção da voz. Uma garota morena estava descendo as escadas, parecendo furiosa.

-Quem é você? -Ela disse.

 -Eu sou a Cece.
  Ela pareceu chocada. Colocou uma de suas mãos na boca, arregalando os olhos.

- A irmã da... Catherine?
  Concordei com a cabeça, bufando.

Aposto que Justin foi obrigado a contar toda história para seus amigos quando Dakota, ou Catherine, como eles a chama, sumiu.

-Quero falar com o Bieber.

-Você sabe onde ela está?!

Ela me encarava, parecendo esperançosa. O que minha irmã tem de tão bom que as pessoas não desistiram dela, mesmo em quatro anos?

-Quero falar com o Bieber.

 -Ele não está aqui. -Ela respondeu.
 Me virei e fui andando até a saída.

 -Espere! -Ela gritou.

 Me virei para encara-la.

-Volte hoje de noite, ele vai estar aqui.

-Não sei se será tá simples assim. Eu... Estou com alguém. Mas não assim, estou com um plano.

Ela pareceu confusa, mas assentiu.

-Se você conseguir, ele estará aqui.

Concordei com a cabeça, andando até meu carro.

 


Notas Finais


Não se esqueçam de comentar, hoje de noite sairá um novo.
Bjs😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...