História Good company, coffee and laughs. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Brigas, Curitiba, Drama, Ex Amigo, Melhores Amigas, Romance, Vilhena
Visualizações 3
Palavras 1.306
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lírica, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Marie Mendes {protagonista principal}
Sarah West {melhor amiga da protagonista}

Os "..." significam quebra de tempo.
Boa leitura.

Capítulo 1 - "— It's me, Leandro—"


Fanfic / Fanfiction Good company, coffee and laughs. - Capítulo 1 - "— It's me, Leandro—"

— Então, o que acharam?— Perguntou o corretor de imóveis a mim e Sarah, nós nos entreolhamos. 

— É um bom lugar, eu gostei.— Respondi ao homem. 

— O senhor separou a folha com as regras do condomínio?— Sarah perguntou ao senhor

— Ah sim! Vou pegar, só um minuto.— O homem​ educadamente disse antes de sair. 

— Você gostou desse apartamento?—

— Sim, ele tem uma ótima localidade, os quartos são um enfrente ao outro e todos dois têm varanda, poderemos ver o nascer e o por do sol, a sala e a cozinha são bem espaçosos, a despensa e grande, nos quartos tem armários embutidos e o banheiro e grande também, resta saber se as regras são tão boas quanto o lugar.— Respondi a Sarah, ela parece concordar. 

— É verdade, ele só está quinhentos reais fora do que nós planejavamos pagar, como você disse, um ótimo lugar, e fica perto do salão então...— Completou Sarah, ela parecia entusiasmada com a idéia de morarmos juntas. 

— Aqui está, a lista de regras do prédio.O homem entregou a folha a mim.

— Obrigado, iremos manter contato.— Falei ao corretor e saímos indo em direção agora do "nosso escritório" (Era  café chamado Rubble, um lugar bonito onde eu e Sarah costumamos discutir coisas). Já era por volta de 17h00, nos sentamos na mesma mesa de sempre e pedimos nossos cafés. 

— Eu realmente gostei desse último apartamento que visitamos.—  Sarah disse convicta.

— Eu também, o lugar é ótimo, um pouco fora do que pretendíamos gastar, mais as regras não são muito rígidas, fechamos negócio?— 

— Sim, amanhã ligamos para o corretor e dizemos que ele pode fechar contrato.— Falou se esticando. — Eu realmente estou cansada de tanto andar.— Reclamou a mais velha.

— Hey!?, não é só você, realmente andamos muito hoje, mais do que nós outros dias.— Suspirei e dei um gole no meu café, num momento de distração, Sarah tira uma foto minha. 

— Como pode um ser humano ficar bonito com uma foto distraída?!?  indignada, disse me mostrando a foto que acaba de tirar.

— Não vem com essa, você também fica bonita nas fotos distraídas que tento tirar de você.— Retruquei. 

— É verdade. Você vai pra casa agora?— Perguntou antes de dar um enorme gole em seu café.

— Sim, eu vou chamar um táxi e aí nos duas vamos nele, que tal?— Perguntei enquanto chamava um dos táxi. 

— Tudo bem, não esquece de tomar o seu remédio antes de dormir.— Afirmou a maior, levemente preocupada, o remédio de que ela se refere é na verdade uma vitamina, que o médio me passou, no início do ano eu tive anemia. 

— Nunca, não quero voltar a ficar doente, jamais.— Passei meu cartão pagando finalmente a conta

Poucos minutos se passaram até o táxi chegar.

Seu táxi já estava na porta do estabelecimento.

— Se cuida, Marie!— Sarah disse antes de entrar no carro, sorrindo.

— Pode deixar, Você também!— Digo e vejo o carro partir — 

Logo depois eu também fui, só que por um outro trajeto.

...

 Entrei em casa e tranquei a porta, ainda era cedo, e como hoje era sexta, a minha mãe estava de folga. 

— Olá.— Digo colocando as chaves no chaveiro. — Mãe 

— Já chegou? Eu estou terminando de fazer a janta.— Disse minha mãe, ela tinha razão, já era 19h00. 

— Não precisa se apressar, eu tomei um café com a Sarah antes de vir.— Falei pegando um copo d'água. 

— Acharam um apartamento?— Pergunta ela enquanto meche nas panelas. 

— Sim, achamos um apartamento que tem uma ótima localização, tem um bom preço e as regras não são abusivas, como bônus tem uma ótima vista.— Digo subindo as escadas e indo pro meu quarto, coloquei o meu celular pra carregar e me joguei na cama, fiquei assim por alguns minutos depois me levantei, pegue uma roupa e fui tomar banho. Devia estar uns 15° graus, a água estava em uma temperatura extraordinária, a cada gota que me molhava eu sentia o cansaço indo embora​, pouco a pouco. Terminei meu banho, vesti a minha roupa e liguei o computador "Já está na hora de trocar esse PC", pensei comigo mesma, havia algumas mensagens no Twitter e no Gmail, olhei todas, respondi e desliguei o PC, desci pra ver se a janta já estava pronta, e estava, eu jantei, fui a primeira a jantar, minha mãe iria esperar o meu pai chegar pra eles comerem juntos, ele só iria chegar lá pelas 21h00, não deve ser fácil ser engenheiro civil. Subi para meu quarto e fui conversar com a Sarah pelo Whatsapp, depois disso, fui dormir. 


No dia seguinte... 


 Acordei com a minha mãe me chamando. 

— Marie, a Sarah está lá embaixo te esperando.— Disse ela. 

— Que?...Que horas são?— Perguntei sonolenta, olhando a hora no celular "Já são 10h00? Como eu dormi tanto?" Pensei.— Tá, pede pra ela esperar um pouco.— Disse com a voz rouca a minha mãe, a mesma saio, eu me sentei na cama por alguns segundos antes de levantar e ir escovar os dentes. 

— Desculpa te fazer esperar.— Falei quanto ia descendo as escadas.

— Sem problemas, eu sabia que a essa hora você provavelmente estaria dormindo, é da sua natureza ceder ao sono.— Disse ela ajeitando o meu cabelo. 

— Você me conhece tão bem, até melhor do que eu mesma.— Sarah dá risada.

— Você ligou pro corretor fechar negócio?— Perguntei enquanto ia atrás de fazer um sanduíche.

— Uhum, ele disse que lá pelas onze horas ele iria trazer o contrato pra nós assinarmos.— Sarah fazia o café, e eu o lanche.

— Você não ia trabalhar hoje?— 

— Esqueceu que hoje é sábado?! —  Disse humorada. 

— Caralho, esqueci!— Dei uma gargalhada,

Depois de preparar o café, nós comemos e discutimos como é aonde iríamos comprar os móveis, depois eu me arrumei pra que nós pudéssemos ir pro escritório do corretor para, por fim, assinarmos o contrato de compra do apartamento, foi tudo muito rápido, lemos todo o contrato e assinamos. 

— Ah! Finalmente!— Dei um longo suspiro fazendo ela rir.

— Não se anime tanto, ainda falta comprar os móveis, contratar os serviços, pintar o apartamento, ainda tem tanta coisa..— Ela dizia serena, plena.

— Será que eu posso relaxar sem você estragar minha alegria?! — Reclamei enquanto no seguiamos para a primeira loja.

 ...

 Passaram-se em torno de um mês para que as reformas e a mobília ficasse pronta no apartamento, o que mais demorou foi os serviços (Internet, TV, telefone fixo, etc.). 

— Aleuia!!— Gritou Sarah se jogando na sua cama, eu ri. 

— Já se passou um mês, mais finalmente, nos mudamos pra cá, ainda vamos fazer as compras hoje?— Perguntei enquanto mechia no celular com uma mão.

— Marie, são 6 da tarde, eu acabei de chegar do trabalho, você acha que nós vamos fazer compras?— Sarah disse sarcasticamente pra mim.

— É verdade, eu havia esquecido que hoje ainda é quarta, vamos pedir comida?—

— Uhum, pede uma pizza, com Coca-Cola e muitas fritas.— Fez uma careta esfomeada.

— O mesmo sabor de sempre?— Sorri, e pedi a comida.  

— Mas é claro 

— Mano, o teu patrão não tá mais gravando? Pergunta ela. 

— Claro que sim, só que ele só grava um ou dois vídeos por semana, então acaba que eu tenho muito tempo de sobra.— Encarei a mais velha

— Bora assistir alguma coisa?— Ela ia se levantando.

— Claro, porque não?— Digo e sigo até a sala para assistirmos e esperar a comida chegar, o que não demorou. Seria uma noite normal e feliz, se meu celular não tocasse. 

— Alô?— Estranhei de primeira, não recebia muitas ligações, somente mensagens.

— Marie? 

Era uma voz masculina.

— Sou eu, quem é?— Sarah me olhava atenta.

— Sou eu, Leandro.— Nessa hora minha expressão mudou

Escutar aquele nome depois de tudo era realmente esquisito, de uma forma ruim.


Notas Finais


Frase do episódio de hoje.
" Então não sei se devo
Comemorar ou me preocupar
Se os meus lírios
De vermelho eu pintar
Se os meus amores
Eu deixar de amar
Se meus sentimentos
Eu conseguir abandonar"

Comentem o que acharam e deixem suas opiniões :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...