História Good Enough - 2Jae - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens JB, Youngjae
Tags 2jae, Got7, Jaebum, Youngjae
Exibições 1.048
Palavras 1.068
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HELLOOOOOOOO
Gente, eu vim pedir desculpas pela demora e também agradecer a todas vocês pelo carinho que dão a essa fanfic.

Muito obrigado, de verdade.

Eu fico muito feliz ao ver as Markson e as Yugbam ou Markbam lendo essa fanfic e dando apoio. Algumas pararam de ler e me criticaram porque eu fiz Jackyugbam e não Markson, e isso me deixou bastante chateada. Então muito obrigada a você que não fez isso ❤

Boa leitura e espero que gostem. Beijos ❤❤

Capítulo 23 - Chapter 23



Três dias depois...

Minha mãe me ligou hoje depois da aula e disse que meu tio vai ter de voltar para sua cidade por causa de alguns acidentes que aconteceu em seu serviço, e que era para eu ir com ela, Hyunjae e meu pai levar ele no aeroporto.

Eu falei que estava fazendo um trabalho muito importante e que não ía dar para ir e depois de muita discussão por telefone ela se convenceu e me deixou em paz.

— Voltei. — Eu disse me aproximando dos meninos na casa do Jaebum.

— Conseguiu? — Jaebum perguntou e eu assenti, sentando sobre o tapete.

— Gente, alguém sabe o que aconteceu com o Jinyoung? — Bambam perguntou e ei diriji meu olhar para ele, que estava deitado no colo do Mark no sofá maior, enquando sorria bobo e brincava com a mão do mesmo que com a outra mão fazia cafuné seu cabelo.

— Comigo? — Perguntou. — Não aconteceu nada.

— Aconteceu sim. — Mark disse. — Tá carente? — Perguntou e ele assentiu, fazendo um bico.

— Nossa, eu achei que coisas desse tipo não acontecesse com o Jinyoung. — Disse Yugyeom.

— Gente, vocês não cansam de ficar em casa? — Perguntou Jackson e nós negamos com a cabeça. — Vamos pro shopping!

— Fazer o que? — Perguntei com um tom de voz totalmente desinteressado.

— Gastar, comer, comprar...

— Eu topo. — Jaebum disse.

Depois de muito tempo, Jaebum, Jackson e Mark conseguiram convencer a gente a ir. Pegamos um táxi, foi uma enorme dificuldade pra caber todo mundo dentro do carro, mas conseguimos chegar no shopping inteiros.

— O que vamos fazer primeiro? — Yugyeom perguntou.

— COMER! — Eu gritei e comecei a puxar Jaebum que estava com sua mão entrelaçada com a minha e logo vi os meninos nos seguindo.

— Nossa Mark, você podia ser igual o Jaebum, né? Olha que bonitinho ele e o namorado dele de mãos dadas. — Disse Jinyoung.

— Jinyoung, para de ser doido! Toda vez que eu tento fazer isso você recusa e me dá um lindo tapa. — Mark disse. — E eles são namorados, nós não.

— Nossa, essa doeu em mim. — Jackson disse e Jinyoung parou de andar, encarando Mark com uma expressão incrédula.

— Ops. — Mark tentou se aproximar do Jinyoung que logo desviou dele. — Desculpa...

— Vamos gente, eu estou com fome. — Jinyoung nos empurrou e começamos a andar.

— Acho que fiz merda. — Mark falou e Bambam o abraçou de lado, dando tapinhas em suas costas.

— Você acha? — Ele disse rindo. — Eu tenho certeza.

— Obrigado Kunpimook, você me ajuda muito as vezes.

— Eu sei. — Sorriu e voltou para o lado de Jackson.

Eu estou muito feliz pelo namoro entre Jackson, Yugyeom e Bambam estar dando certo. Eles obviamente brigam por tudo, principalmente por ciúme. Toda hora estão discutindo sobre pra quem o Bambam dá mais atenção, mas não conseguem ficar nem um minuto longe um do outro.

Foi una complicação para decidir quem ia comer o que quando chegamos na praça de alimentação do shopping. Depois que conseguimos decidir, fomos enfrentar as filas. Também foi uma complicação para nos encontrarmos no meio da muvuca e acharmos uma mesa grande vazia.

— Jinyounggie, fala comigo, por favor... — Mark dizia com uma bico enorme no rosto e Jinyoung apenas o ignorava. — Vou chorar.

— Gente, vocês perceberam que aquelas meninas não param de olhar pra cá? — Perguntei apontando discretamente para uma mesa onde tinha un grupo de garotas.

Uma delas levantou depois de algumas risadas e tapas e veio até nossa mesa.

— Ér... — Ela limpou a garganta. — Me passa seu numero? — Ela pediu olhando diretamente para Bambam e eu segurei o riso.

— Ele namora comigo, desculpa.

— Ah — Ela olhou para baixo e logo encarou Yugyeom. — Me passa você, então?

— Ele também namora comigo. — Jackson disse e colocou uma batata frita na boca de um modo dramático.

— Nossa, moço. Como você é sortudo. Divide um pouco dessa sorte. — Ele riu de um modo irônico.

— Não.

— Hmm, pode ser você? — Apontou para Jaebum.

— Esse namora comigo. — A encarei com uma cara de deboche.

— E você? — Perguntou para Jinyoung.

— Ele namora comigo. — Mark disse.

— Não namoro não. — Ele disse sorrindo.

— Ah, me passa seu numero? — Ela perguntou e ele assentiu, Mark apenas o encarou de queixo caido enquanto ele passava seu numero para a tal garota.

— Obrigado, a gente se fala depois. — Ela acenou e saiu.

— Eu não acredito que você fez isso, Park Jinyoung! — Mark disse.

— O que? Você mesmo disse que não somos namorados, querido. Quem sou eu, pra contrariar? Agora se me dar licença, vou voltar a te ignorar porque é muito legal. — Ele disse e desviou o olhar de Mark para um ponto qualquer e eu apenas ri.

— É sério, Jinyoung? Me desculpa — Ele disse e foi ignorado novamente.

— Se fosse eles discutindo... — Jaebum apontou para Jackson, Bambam e Yugyeom. — Eu até diria que não iriam durar muito tempo brigados, mas como o Jinyoung é bem difícil... — O calei com um selinho rápido.

— Não desista, Mark. Logo ele te perdoa. — Sorri.

— Já sei. — Mark disse e deu um pulo da cadeira. — Jackson e Jaebum vocês podem me acompanhar rapidinho?

— Pra que? — Perguntei.

— Logo você vai ver. — Levantou e Jackson e Jaebum foram atrás. — Não saiam daí. — Disse e eu só observei eles sumindo pela multidão.

— Eu quero sorvete. — Disse Yugyeom depois de terminar seu hambúrguer.

— Eu também. — Eu disse.

— Jinyoung? — Bambam passou a mão em frente a seu rosto o despertando de seu transe.

— Que?

— Você tá bem?

— Não... — Fez bico.

— Nossa, você esta bem carente mesmo, né? — Disse Yugyeom, levando um tapa como resposta.

— Estou triste agora.

— Se explique. — Eu disse o encarando.

— Bom... É a primeira vez que eu realmente gosto de alguém, e ouvir aquilo dele machucou bastante. — Suspirou.

— Eu te entendo. — Sorri, tentando lhe passar segurança.

— Hyung, seu celular tá tocando. — Bambam disse apontando para meu celular, logo vi que tinham varias mensagens do Jaebum.

Jaebum: YOUNGGIEE

Jaebum: YOUNGJAE

Jaebum: CHOI YOUNGJAE

Jaebum: Y

Jaebum: O

Jaebum: U

Jaebum: N

Eu: Que?

Jaebum: G

Jaebum: APARECEU, AMÉM

Jaebum: Arrasta o Jinyoung e os meninos para o centro do shopping

Jaebum: Em frente a uma loja de ga: Tá

Eu: Por que?

Jaebum: VEM LOGo

Jaebum: As perguntas ficam para depois


Notas Finais


Ah, gente meu Twitter é @WooYeolHH, qualquer coisinha podem me chamar na DM lá, beijos ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...