História Good girl - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Fifth Harmony, Ruby Rose
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Ruby Rose
Tags Camren, Daddykink, Demilovato, Dubylose, Rubyrose
Exibições 113
Palavras 2.065
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Festa, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Yayyy voltei! Desculpem pelo quase hiatus hehe mas to de volta. Vcs sabem aquela história, bloqueio de criatividade e sem tempo, nessa semana vai ter o provão e uma apresentação então vou postar quando tudo isso acabar, espero que entendam <3 e vcs são maravilhosos, SETE FUCKING COMENTÁRIOS no último capitulo, e mais uma coisa, chegou a 100 fav então vou fazer o Q&A que eu combinei com vcs! bjos!!

Capítulo 26 - Vingt cinq


Fanfic / Fanfiction Good girl - Capítulo 26 - Vingt cinq


Dois dias haviam se passado. Demi agora estava em seu quarto, olhando para o próprio corpo, virando de um lado para o outro quando chega Madison por trás vendo aquela cena.


- O que foi, Demis? - pergunta a irmã mais velha. Demi se vira pra irmã e faz um beiço fofo. - Eu acho que meu corpo mudou - responde a garota.


- Como assim? - Madison olha de novo e sorri maliciosa. - Ah! Saquei, agora não é mais virgem - Demi arregala os olhos e tampa rapidamente a boca da irmã.


- Fala mais baixo, a nossa mãe pode ouvir sabia? - Demi fala rápido, Madison ri um pouco e responde. - Nossa mãe foi no mercado... Mas... A sua professora é boa de cama? - Demi tampa seu rosto por estar levemente avermelhado pela vergonha e puxa Madison para fora de seu quarto, mas ainda ouve o riso de sua irmã.


Vai até sua cama a procura de seu celular e quando acha vê que tinha uma mensagem nova, e de um número desconhecido.


Número Desconhecido: Eu quero falar com você, SÓ com você, nada daquela professora de biologia.
Eu: Quem é você?
Número Desconhecido: Sou a Jessica da sua sala.
Eu: Mas pra 'que quer falar comigo?
Número Desconhecido: Assuntos que te interessam


Demi fica meio perdida, não entedia o porquê da Jessica - a menina que virou a menina mais popular da escola - querer falar com ela. Confirma onde e quando elas iriam se encontrar e vai tomar um banho, hoje iria ver sua namorada. Nesses dois dias, Ruby não parava em casa por causa de sua empresa, e em suas aulas nem se falaram direito pela diretora estar acompanhando a aula da professora, as duas já estavam necessitadas uma da outra, seus toques, seus beijos, as duas estavam sentindo falta disso.


***


Enquanto Ruby não chegava, Demi foi em direção a praça, onde ia encontrar Jessica. Chegando lá ela avista a morena.


- O que você quer falar comigo? - Demi logo pergunta.


- Sente, você tem que me escutar bem - Jessica responde com um sorriso estranho na sua boca, o mesmo era malicioso e malvado ao ver da menor. Demi se senta acanhada e assenti para Jessica continuar.


''Ela vai cair direitinho vai por mim, ela é tão inocente para essas coisas que ela vai aceitar sem falar nada'' - Jessica lembra da loira falando e sorri olhando diretamente para a menina que tinha seu olhar inocente.


- Bem, eu sei que você está saindo com a professora Rose, eu queria tanto falar para a diretora mas eu pensei, ''Ah, não vai ter tanta graça'', e também a diretora não ia acreditar em mim, ela é tão querida naquela escola que todo mundo ia rir de mim, então pensei, preciso planejar como eu ia pegar vocês duas - Demi já olhava para a menina com raiva e fungando o nariz para não chorar de raiva. - Foi Phoebe e Wilmer para separarem vocês mas como não funcionou muito bem eu resolvi ir pegar o que é meu. - Demi levanta com raiva.


- O que é seu?! - exclama, Jessica ri e vai até Demi. - Você não sabe? É a Ruby meu bem - Demi franze o cenho confusa. - Eu não fiz isso só por diversão e sim para pegar o que eu queria desde que eu entrei naquela merda de escola, Ruby.


- Ela não é sua - Demi fala.


- Tem razão, ela não é só sua Jessica, ela também é minha - Phoebe de repente aparece usando um vestido mais curto do que aquela vez e com seu sorriso diabólico. A menor vai para trás.


- Tanto faz - Jessica revira os olhos. 


- Enfim, se você não parar de ver a Ruby nós vamos fazer de sua vida e a vida dela um inferno, e vamos mostrar esse vídeo para a diretora e para um policial - Phoebe coloca seu celular em frente de Demi e mostra o vídeo do dia do aniversário de Ruby, Demi arregala os olhos agora molhados com lágrimas e coloca suas duas mãos em sua boca.


- Por favor, não façam isso! - exclama Demi, Phoebe olha vitoriosa para Jessica e concorda. - Nós não vamos mostrar... - Demi olha pro chão parando de chorar aos poucos. - Se você parar de se ver com a Ruby, se não, nós não vamos mostrar esse vídeo só para a diretora e sim para a delegacia. - Demi concorda com sua cabeça ainda olhando para o chão, derrotada, sem saber o que fazia.


- Ok.


***


Ruby para com o seu carro perto da casa da menor, olha para o espelho arrumando seu curto cabelo, seu blazer estava impecável, saiu de seu carro e foi direto para a casa de Demi, toca a campainha e quem atende é Madison.


- Mad, a Demi está? - Ruby pergunta rápido olhando para dentro da casa esperando Demi descer as escadas correndo e pular em seu colo.
- Ela foi dormir na casa da nossa tia - Ruby não entende, Demi concordou com ela para saírem. - Oh... Tudo bem, tchau - Ruby responde e Madison dá tchau para a professora.


Era hoje que Ruby ia pedir ela em namoro, ela já tinha pedido mas era hoje que queria agradar sua pequena. Foi para sua casa que era do lado de Demi e enviou uma mensagem para Demi.


Eu: Por que não me avisou que ia para sua tia? Onde é essa sua tia?


Alguns minutos se passaram e nada de Demi responder, Ruby já estava ficando impaciente, não havia nenhuma resposta, tentou ligar mas deu caixa postal, o único jeito era pedir o endereço com Dianna, mãe de Demi.


''Olá Ruby!'' - Dianna exclama do outro lado da linha.


- Oi sra. Lovato, é verdade que a Demetria foi para a casa da tia? - Ruby perguntou.


''Sim, ela ama ir na sua tia... Já sei, quer que eu te passe o endereço?'' - Dianna pergunta brincalhona já sabendo a resposta.


- Sim, er.. Ela esqueceu de anotar uma lição para a próxima segunda e eu quero passar para ela. 


''Ata'' - Dianna ri um pouco. - ''Eu te passo por mensagem''.


Era de noite mas Ruby pegou o seu carro, ligou seu GPS e foi até o endereço que Dianna passou, precisava ver sua namorada, precisava do seu carinho, falando para se acalmar com tanto trabalho que Ruby tem.


Enfim chega no endereço. A casa por fora tinha paredes com azul pastel e outras com o branco básico, parecia uma casa de bonecas. O jardim era impecável, algumas rosas com espinhos perto da entrada, e algumas tulipas espalhadas pelo jardim. Avista um quarto com a luz acessa presumi ser Demi, como Ruby já estava desesperada para ver a menor escalou a madeira da casa para chegar perto da janela onde a luz estava acessa, não queria se enganar de quarto, sobe mais um pouco e vê sua menor escovando seu cabelo que era meio curto olhando para o espelho e com um lindo macacão rosa bebê. Ruby bate levemente no vidro da janela para não escutarem e Demi se vira assustada arregalando os olhos quando vê Ruby, a menor vai correndo para a janela e a abre dando espaço para Ruby entrar, como sempre Ruby estava impecável.


- R-ruby? - Demi gagueja não sabendo se isso era uma pergunta. - Babe, eu estava com muita saudades - Ruby abraça apertado Demi, tirando ela do chão e a colocando no seu colo se sentando na cama. - Por que não me avisou que queria vir pra casa da sua tia? Nós tínhamos um encontro lembra? Isso não importa, agora só quero matar as saudades - Ruby avança nos lábios da menor mas Demi a impede virando seu rosto, Ruby não entende mas pensa que é uma brincadeira só para provocar.


- Vamos lá, não quero brincar agora, eu quero você - Ruby vira o seu rosto delicadamente e vê que seus olhos estavam lacrimejando. - O que foi, princesa? - pergunta preocupada.


- N-nada eu... - Demi não queria ver sua mommy presa ou perder o emprego por sua causa por isso que ia explicar o que estava acontecendo, mas queria só essa noite com Ruby, nada mais. - Me b-beije - Demi diz decidida e Ruby sorri meiga, deslizando seus dedos na pele macia do rosto e da clavícula da menor. O beijo era lento, suas línguas explorando cada pedaço da boca de uma da outra. Ruby passa lentamente suas mãos no corpo evoluído da jovem, sentindo o tecido fino em seus dedos e aproveitando aquele momento. Nenhuma delas queriam sair daquela bolha de amor, estava tão perfeito que Demi nem se lembrou de Jessica e Phoebe, e Ruby não se lembrou de seus trabalhos, era só Demi e Ruby, azul e castanho ou azul e rosa. Demi estava com um pouco de falta de ar mas não queria parar, Ruby percebeu isso e tirou - infelizmente - seus lábios da menor, Demi respirava fundo e Ruby beijou o começo de seus seios.


- Calma babe, eu estou aqui - Demi queria tanto que isso não estivesse acontecendo, só queria ficar com Ruby em paz, era o que desejava todos os dias. Ruby conhece sua namorada, seus olhos estavam um pouco vermelhos e suas bochechas também devido ao choro de manhã, mas a maior realmente não sabia o que estava acontecendo.


- Agora é serio, quer me contar alguma coisa? Eu estou muito preocupa.. - sem terminar a frase, Demi a cala com um beijo, ela não queria contar o porquê dela estar assim, só quer ter o último dia com Ruby. As duas se envolvem no coberto quentinho branco e começam seus carinhos.


Depois de alguns minutos com vários beijos e carícias, Demi agora estava com sua cabeça deitada no peito de Ruby, as duas agora estavam comentando sobre assuntos variados.


- Eu tenho duas surpresas para você princesa - Ruby comenta olhando para o teto e mexendo no cabelo da menor. - Me conta mommy, por favor huh? - Demi se levanta dando alguns pulos ainda sentada, Ruby sorri pelo entusiasmo da menor e assenti.


- Tudo bem, vou falar a primeira - Demi concorda várias vezes para Ruby contar logo as surpresas. - Minha empresa vai abrir mais um restaurante da Hello Kitty e esse vai ser reservado para você, para comer e beber coisas de graças e para escolher uma playlist de músicas só sua.. Eh, não é uma grande surpresa - Demi estava com seus olhos brilhando olhando para a maior, deixa vários selinhos no rosto dela e sorri.


- Tá brincando? Eu amei, eu vou todo di... - Demi para e lembra.


''Se você não parar de ver a Ruby nós vamos fazer de sua vida e a vida dela um inferno, e vamos mostrar esse vídeo para a diretora e para um polícial''


- Eu também queria te falar uma coisa - Demi agora senta de perna de índio e Ruby se levanta. - Pode falar babe.


- Eu... Vou ter que ficar aqui na minha tia, as férias já estão chegando então nem preciso ir mais para a e-escola - Ruby desentendida vai até a menor.


- Mas eu não vou poder vir até aqui todos os dias Demetria - quando Ruby chama a menor assim é que ela está meio com raiva. A maior respira fundo e concorda. - Ok, se é assim que você quer eu dou um jeito. - Demi nega e pega o rosto da maior a trazendo para mais perto.
- Não se atrapalhe toda para ver eu, faça o seu trabalho direito, mommy - Demi fala e abaixa a cabeça. - Eu não vou te deixar por vários dias, e também como eu vou viver sem você? - Ruby comenta agora alisando a cintura de Demi e dando um selinho demorado em seus lábios. - Eu vou ter que ir babe, mas eu prometo que vou fazer de tudo para te ver.


Isso só vai te machucar - pensa Demi.


As duas dão tchau uma para outra sem esquecer de outro beijo demorado. Demi sabia que uma hora ou outra vai ter que acabar o namoro, seu coração dói só por pensar nisso.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...