História Good Girls, bad Habits - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Mitologia Celta, Mitologia Grega, Originais
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts
Visualizações 22
Palavras 797
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi pessoal , essa é a minha primeira fic , espero que vocês gostem!!!

PLÁGIO É CRIME

Capítulo 1 - Como entrei aqui...


Fanfic / Fanfiction Good Girls, bad Habits - Capítulo 1 - Como entrei aqui...

Era uma tarde de verão , sentia o calor do vento quente no meu rosto , estava um dia ensolarado , me lembro das palmeiras em volta da praia , eu me sentia aconchegada naquele estado , um biquíni preto , que realça os meus olhos , o por do sol que era incrivelmente maravilhoso observar o sol se pondo , as cores alaranjadas que cobria no sol , estávamos felizes , me sentia aconchegada em seus braços , o calor do seu corpo que passa pra mim , por segundo , sai de orbita , sentindo seu corpo junto ao meu , era meu dia perfeito , junto a ele , o meu primeiro e único namorado , mas , nem tudo era perfeito...

Estava abraçada com ele , sentada na areia , me aconchegando no ombro dele , enquanto ele me abraçava observando o por do sol , me senti tão feliz..

As vozes...

Estava tão feliz , por quê elas tinham que voltar logo agora , logo no meu momento de conforto e paz ...?

"Mate-o" - As vozes em minha cabeça falavam baixo.

Tentava não escuta-las naquele momento , pos estava tão feliz ao lado dele..

"Você quer mata-lo?" - As vozes ecoavam em minha cabeça , que logo começou a doer.

Abraço ele com mais força , tentando parar as vozes altas que ecoavam em minha cabeça , ele sentiu meu pânico logo me abraçou , me levanto rapidamente e me afasto dele , me levanto sentido as vozes aumentavam a cada movimento que eu fazia , tampo meus ouvidos com força , sentido o pânico me corroer... Ele se aproxima , que erro!

"Mate ele"

"Mata"

Fecho os meus olhos , não vejo mais nada , me sinto em paz por um tempo , mas logo sinto minhas pernas se movimentarem e sentir meus pés na areia fofinha e macia da praia , sinto que as vozes sumiram , junto com os gritos de desespero dele...Sinto minhas mãos ocupadas , abro meus olhos e vejo ele na minha frente , minhas mãos estavam no pescoço dele , sinto agonia , e logo solto ele , mas era tarde , tarde demais , ele já estava pálido e seus labios roxos , vi ele caindo na areia da praia lentamente , logo me toco do que acabei de fazer...Sinto um remorso enorme meu peito , entro em pânico e faço uma chamada:

-Alô?!

-Alô , departamento da policia , em que podemos ajudar? - A voz no outro lado da chadada me acalmava , era uma voz feminina e doce. Mas não conseguir manter as lagrimas.

-Meu amigo...-Digo chorando.

-Acalme-se , respire - Fiz oque ela pediu - Oque aconteceu? - Ela diz com clareza e com a voz tranquila.

-Ele não esta respirando , acho que é asfixia - Tento falar entre meus soluços , enquanto lagrimas caiam no meu rosto

-Chame a ambulância garota , nao a polícia. - Diz a moça em um tom mais frio.

-Não ! Eu sei quem asfixiou ele , o criminoso esta bem aqui! - Falo entre choros e soluços - Olha , venha rapido!!

-Calma, estamos ai em 3 minutos , informamos a base mais próxima - Logo ela desliga o celular .

Entro em pânico novamente , tento acorda-lo mas as tentativas são em vão.

Logo escuto o som do carro da policia e uma van da ambulância , grito em pedidos de socorro mais alto o possível para que me ouçam , logo todos chegam no local , falo oque aconteceu , é a ambulância chega , conseguindo acordar o garoto.

A policia pergunta oque houve no local e conto exatamente oque aconteceu , as vozes...

Flashback off

Logo depois de 10 meses deste ocorrido , terminei com o Daniel , o garoto que quase matei , e agora sou dada como louca , mas o engraçado de tudo , é que depois deste ocorrido nunca mais escutei vozes.

Agora vivo em um reformatório na Coreia , onde uso uma tornozeleira de choque , caso ataque alguém novamente , onde vivia não tenho amigos , todos me desprezam por causa da tornozeleira. Me olham com desprezo e medo.

O lugar é aconchegante , me lembra com o quarto da minha vó...

Vovó

....

Sinto tanto tua falta , falta dos seus beijos de boa noite , das suas motivações ...

Mas agora você esta em um plano espiritual melhor....

Todos os dias penso na Zilda , vovó Zilda , tão forte , tão iluminada ...

Meus pais não ligam muito pra mim, e só querem distância , por isso um internato tão longe , na Coreia , meus pais tomaram ódio e medo de mim.

Hoje não sinto nada , não ligo mais , não surto , não escuto vozes , apenas sobrevivo neste ninho de cobras onde as vadias tentaram matar seu pai ou matar a irmã ...

[Lucinda off]


Notas Finais


Gente , ta zoado mas ta ai ..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...