História Good Times - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hoseok, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Taehyung, Twitx, Yoongi
Visualizações 38
Palavras 1.147
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drabble, Drabs, Famí­lia

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente kkkkkk sorry, eu esqueci de um negócio no capítulo, mas agora tá tudo certo.

Resumindo, desculpa capista por estar usando somente agora a capa 😣 e isso aqui era para ser uma long, porém virou one e é nois.

ESCUTEM A MÚSICA GOOD TIMES - ALL TIME LOW.

BOA LEITURA ❤

Capítulo 1 - Bons Tempos


Estávamos deitados na grama verde de um lugar um pouco afastado de Seul. Após nosso último show, decidimos ter um tempo para os sete, mas sozinhos.

A primeira coisa que se passou pela cabeça de todos, creio eu, foi o por que está doendo tanto. Eu sabia bem a resposta, e com os demais não era diferente.

Não estava sendo fácil.

Observávamos o manto escuro e estrelado do céu, e de certa forma eu me sentia bem com aquela imensidão noturna. E também me sentia maravilhado por conseguirmos ver as estrelas mesmo com a imensa, enorme, gigantesca distância. Era uma boa visão.

Jogamos conversa fora, mas na maior parte do tempo decidimos permanecer em silêncio e guardar bem aquele momento.

— O que será de nós agora? — Jungkook perguntou alto.

Yah, não iremos cair duro em um beco. — Namjoon respondeu com um tom brincalhão.

— Vamos viver nossas vidas, pequeno Jeon. — Yoongi se pronunciou — Nossa vida normal, corrida, como sempre foi.

— Mas sem shows, ensaios, práticas de canto. — Jimin suspirou e continuou — Seremos pessoas normais.

— Não podemos ser idols até o fim de nossas vidas? — Jin perguntou, fazendo meus olhos arderem — Se não formos Bangtan Sonyeondan, quem será?

— Ninguém, hyung. — Taehyung respondeu rouco — Nós seremos lembrados como os garotos que quebraram recordes, que amaram seus fãs, que deram seu sangue, suor e lágrimas por tudo o que faziam. — Tae disse a última parte cantando — Seremos para sempre Bangtan Sonyeondan.

— Não quero que soe egoísta. — Comecei — Mas não quero que tudo acabe, que nós acabe.

— Eu também não.

— Digo o mesmo.

— Nem eu.

— Quero ficar para sempre.

— Viver o resto de nossas vidas juntos.

— Sim, eu também não quero que acabe. — O silêncio pairou novamente.

Dizíamos tudo olhando para as estrelas, como se quiséssemos que elas testemunhassem nosso último momento como BTS, como um grupo.

Meu coração estava batendo forte, eu sabia, estava sentindo dor. Era algo difícil.

— Eu amo vocês. — Jungkook falou e começou a chorar, logo sendo acompanhado pelos seis — Eu nunca me esquecerei do quanto fui feliz e amado por cada um de vocês. Desde o momento que cheguei até o dia de hoje. Eu realmente agradeço muito por tudo o que fizeram.

— Eu também. Agradeço vocês por terem confiado em mim para ser o líder do grupo e por terem cuidado e arrumado as coisas que acabei quebrando durante nossa trajetória. Obrigado.

— Amo vocês, mais do que possam imaginar. E, diferente do que pensam, eu tenho sentimentos. BTS se tornou tudo o que precisei para conseguir alcançar meus mais valiosos sonhos, e não teria conseguido se vocês não estivessem comigo. Muito obrigado pelo apoio e amor que me deram.

— Desde que cheguei, eu já senti uma atmosfera calorosa vinda de vocês. Como fui o último a entrar, achei que ficaria isolado e demoraria muito tempo para conseguir a amizade de vocês. Mas foi totalmente diferente. — Taehyung passou o braço pelos olhos — Vocês me acolheram com muito amor e, quando precisei, me ajudaram. Eu amo vocês, um amor imenso. Muito obrigado.

— Eu me lembro do quanto cuidavam de mim quando me sentia mal pelos comentários de meu corpo. Lembro-me de sempre enxugarem minhas lágrimas e me fazerem rir em momentos em que estava triste. — Jimin fungou — Eu realmente me sentia abençoado por ter todos vocês comigo, e sabia que se eu estivesse sozinho, poderia ter cometido algo gravíssimo. Eu realmente, muito mesmo, amo e agradeço vocês.

— Eu amo vocês e os agradeço por sempre me elogiarem e me apoiarem em tudo o que fiz. Vocês são as pessoas mais preciosas da minha vida, e devo muito a vocês. Muito obrigado. — Jin limpou as lágrimas, mas era inútil.

— Acho que chegou a minha vez. — Ri e limpei uma lágrima que escorria — Jungkook, mesmo sendo irritante as vezes, eu o agradeço por sempre me alegrar quando eu estava triste, mesmo que você não soubesse. Jimin, obrigado por ter sido tão forte e pelo seu modo de se importar com os outros. Taehyung, mesmo tendo algumas manias estranhas, te agradeço por deixar alguns de seus objetos em meu quarto e por me acompanhar em minhas loucuras. Yoongi, obrigado por me aconselhar com minhas letras e mixtapes, você é um maravilhoso compositor, e uma pessoa muito boa. Namjoon, obrigada por liderar nosso grupo e por sempre me ouvir e me aconselhar. Jin, obrigado por me alimentar e por sempre cuidar de mim. Eu amo vocês. — Não havia como conter minhas lágrimas naquele momento.

— Eu amo Bangtan Sonnyeodan! — Jungkook gritou — Seremos eternos para todo o sempre! — Cheguei a soluçar — Então, Jimin, Taehyung, Hoseok, Namjoon, Yoongi e Jin, nunca vamos nos abandonar ou nos esquecer. Vamos fortalecer nossos laços ainda mais, mesmo que a distância seja grande. — Concordamos e nos levantamos, formando um círculo e passando os braços por cima dos ombros uns dos outros.

— Este é nosso último dia como um grupo, mas sempre seremos uma família. Não nos distanciaremos ou esqueceremos uns dos outros. — Namjoon não estava aguentando falar.

— Seremos sempre garotos em busca de nossos sonhos. Assim como éramos quando o grupo surgiu. — Yoongi apertou os olhos.

— Sempre correndo. — Pronunciou Taehyung.

— Amando. — Jungkook prosseguiu.

— Sendo fortes. — Jimin falou.

— Agindo gentilmente com todos. — Jin continuou.

— Dando esperanças para as pessoas. — Completei.

— No três. — Falou Namjoon — Um. — Fechamos os olhos — Dois. — Respiramos fundo — Três. — Gritamos.

Muito obrigado!

E foi com lágrimas atrás de lágrimas, dores nos corações e sentimentos a flor da pele, que demos adeus.

Cada um seguiu com sua vida, tendo como base o que queriam fazer antes de serem idols. E foi correndo, amando, sendo forte e gentil, dando esperanças para todos, que conseguimos conquistar nossos sonhos novamente.

Mesmo tendo trinta e poucos anos, ainda havia dentro de nós aqueles mesmo garotos do Bangtan, eles jamais iriam morrer, não enquanto houvesse alguém acreditando que eles existiam.

Todo ano, em dezembro, marcávamos de nos encontrar. Matávamos nossa saudade em uma única semana. Era os melhores sete dias de nossas vidas. Conversávamos desde o trabalho até a comida grudada no dente de Taehyung. Continuávamos os mesmos. E acho que isso nunca iria mudar.

Agora estou sentado na varanda de casa, olhando para o céu noturno, aquele mesmo manto estrelado que presenciou nosso último dia juntos. É quase como uma recordação, uma boa lembrança dos bons tempos em que ainda éramos Bangtan Sonyeondan.

E, bem no fundo, mesmo que fosse difícil dizer adeus, sabíamos que assim como as estrelas, continuaríamos brilhando, e que estaríamos conectados por elas

"para sempre.


Notas Finais


Beijinhos 🌼

Twitter: @kkmhm_


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...