História Goodbye, Jimin - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Jikook, Jimin, Jungkook, Yaoi
Exibições 33
Palavras 1.549
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


obrigada pelos favoritos e comentários, ai isso me deixa tão feliz e animada ^^

Capítulo 5 - Me ajude


- Você é estranho – falei tentando ajeitar meu travesseiro – Só me deixe tentar dormir, não estou com vontade de conhecer coisas novas – suspirei - só quero fazer o mesmo de sempre e isso é uma coisa que anda sendo muito difícil.

- E o que seria o mesmo de sempre? – perguntou curioso.

Parei para pensar e então lhe respondi:

- Eu trabalho numa loja de eletrônicos... Ah meu deus... Eu trabalho! – fui me lembrando de que não havia dado justificativa para meu patrão – Namjoon ficará louco comigo... – coloquei minha mão em minha testa, estava desesperado – Onde está meu telefone? – perguntei me levantando.

- Como você é estressado, nem terminou de me contar o que você faz no seu dia a dia e já está que nem uma barata tonta – disse Jimin que logo em seguida soltou um longo suspiro – seu celular está aqui – ele encostou o aparelho em minhas mãos e então eu o peguei.

- Ahn...Você pode me ajudar? É que eu não enxergo...

- Me da isso aqui – disse ele retirando o celular de mim com brutalidade – Qual é o nome do seu patrão mesmo?

- Kim Namjoon – respondi.

- Aqui, agora está chamando – disse ele me devolvendo o aparelho.

Só chamava, aquilo estava me enlouquecendo. Mordi meu lábio de tanto nervosismo naquele momento.

- Alô – pude escutar a voz de meu chefe no outro lado da linha.

- A..Alô, s..Sou eu o Jeon Jungkook, então... Eu faltei no trabalho, porque sofri um acidente e estou tendo que repousar, S..Sinto muito.

- Mas, Jungkook, hoje é domingo...

- D...Domingo?!

- Sim, domingo. E você está bem? O acidente foi muito grave? Está em qual hospital?

- Não foi nada de mais, estou sem poder enxergar, mas é temporário. E quanto ao hospital, eu não estou em nenhum... É uma longa história.

- Você realmente deveria de tomar mais cuidado, é muito distraído... Vai acabar morrendo desse jeito. Ah e não se esqueça de ligar para o Suga, ele me ligou umas cinco vezes perguntando por você. Vocês deveriam de largar aquele joguinho e fazerem algo de útil com suas vidas.

- S...Sinto muito, você está certo, vou ligar para Suga. Obrigado, Namjoon.

- Tudo bem, tchau, Jungkook – disse ele desligando em seguida.

Retirei o telefone do ouvido e então pude escutar a risada alta de Jimin.

- “D..Domingo” você estava muito engraçado – disse ele.

- Pare de rir, por que não me disse que hoje era domingo?

- Você estava muito desesperado, até cheguei a pensar que você trabalhasse aos domingos.

- Que vergonha – falei me sentando na cama novamente e me jogando para trás – Jimin... Você pode me ajudar de novo? Tenho que ligar para o Suga.

- Você só fala assim comigo quando quer algo, não é? Me de isso aqui – disse ele puxando meu celular de minhas mãos.

Ele provavelmente estava procurando os contatos e assim que encontrou me passou o telefone.

- Kook, finalmente você atende! Você lutou contra o Jimin, cara! Seu nome está em todos os lugares agora!

- Jimin? – perguntei e então senti meu coração acelerar rapidamente e a adrenalina percorrer meu corpo.

Aquele rapaz que estava cuidando de mim, eu sabia que o conhecia de algum lugar.

- Su..Suga preciso desligar, nos falamos depois – disse apertando em toda a tela de meu celular até ter certeza que havia desligado.

- Eu tinha minhas duvidas, mas então você realmente é o Jungkook, aquele jogador que lutou comigo? – Jimin indagou-me e então arrancou o telefone de minhas mãos.

- E se eu for? Isso realmente não faz diferença.

- Isso é o que você pensa – senti ele se aproximar, o que me fez tentar ir para trás, mas aquilo era difícil, afinal eu estava sentado na cama. Jimin riu – Iriamos nos encontrar de qualquer forma, a diferença é que me animei ainda mais agora.

- Você não precisa se aproximar para falar comigo, mantenha distância – pedi me sentindo embaraçado.

- E se eu não quiser? O tão marrento Jungkook irá fazer o que? Lembre-se... Isso aqui não é um jogo.

Jimin pôs suas mãos em meus ombros e então as desceu por meus braços. Eu realmente não sabia o que fazer, então fiquei parado, engolindo minha saliva com dificuldade. Sentia que poderia descompassar minha respiração e esquecer de como se voltava ao normal.

- Você não pode ser tão... Puro – disse ele me deitando na cama – Eu não imaginei que fosse, não é possível que seja.

Soltei o ar pela boca, não conseguia dizer nada, eu tentava, mas minha voz havia sumido. Toquei-lhe o peito e tentei o empurrar, mas sutilmente suas mãos ficaram por cima das minhas e as colocaram contra o colchão.

- Jungkook, não tente me enganar, não haja como se nunca tivesse feito isso antes... – senti seu rosto se aproximar do meu e sua respiração bater em minha pele – Você não pode ser inocente.  

Não o ver fazia com que fosse impossível prever qualquer atitude e aquilo me deixava vulnerável. Jimin soltou meus pulsos, mas eles pareciam estar pesados de mais para que eu conseguisse os levantar.

- S..Sai de cima de mim – pedi.

- Shh cala a boca – disse ele, então senti sua boca chegar em meu pescoço, onde a roçou lentamente – Com uma pele tão branca como a sua, é impossível que nunca tenha sido marcado.

                Deixei um suspiro me escapar.

- O que... Você... – não consegui terminar a simples frase.

- Jungkook, você realmente nunca... – o senti sorrir contra minha pele – Nunca foi tocado.

Jimin então foi saindo de cima de mim, me deixando paralisado sobre a cama. O que havia acabado de acontecer ali? Estava ficando louco! Precisava ir embora daquele lugar urgentemente.

- Irei buscar os remédios, fique ai – disse o garoto.

- Mas já tomei remédios hoje – o lembrei.

- Eu sei que sim, mas apenas me escute e faça o que peço, agora fique ai.

Ele saiu do quarto, deixando-me sozinho com meus pensamentos. O que Jimin pretendia com tudo aquilo? E outra... Somos homens, e..Ele não pode me tocar daquela forma, simplesmente não pode!

Me virei de lado na cama e então percebi que havia esquecido da dor nas costas durante aquele período de tempo. Creio que a adrenalina havia sido tanta, que amenizou qualquer outra sensação externa.

- Voltei – escutei Jimin entrar no quarto – sente-se.

Fiz o que ele me pediu, então senti a pílula repousar sobre meus lábios. Tomei o remédio e fiquei em silêncio.

- Espere dez minutos e veremos o que acontece... – disse ele pondo o copo sobre o que creio ser um criado mudo.

- Como assim “ver o que acontece”? Você não sabe? – perguntei, enquanto percebia o que eu tinha feito.

Tomei algo que nem ao menos sabia o que era.  

- É só um comprimido, relaxa.

Esperei os tais dez minutos, então comecei a ter sensações estranhas.

- Jimin – o chamei.

- Diga...

- O que está acontecendo? Meu corpo... Ele... Está estranho – falei enquanto me retorcia na cama tentando me conter.

- Só deixa o efeito vir, ok? – disse ele enquanto passava a mão em meus joelhos os desdobrando.

Minha respiração começou a ficar ofegante e uma adrenalina desconhecida subiu-me por completo.

- Ah eu estou ficando louco, o que está havendo? – perguntei agarrando o pulso de Jimin.

- É o efeito do remédio, ele pode demorar pra passar...

Acabei soltando-lhe sem acreditar, não sabia se sobreviveria a aquela tortura pregada pelo meu corpo. Tombei minha cabeça para trás, estava ofegante.

Senti a mão de Jimin passar por meu cabelo, então a segurei, não sei direito o motivo que me levara a fazer aquilo, mas simplesmente fiz.

- Há uma maneira de fazer isso passar mais rápido, mas você precisa deixar que eu te ajude.

- P..Por favor – pedi sem me importar com orgulho ou qualquer coisa do gênero, eu estava desesperado.

- É assim que se fala... – disse ele subindo na cama.

Senti seu corpo ficar por cima do meu, me fazendo querer o agarrar com força, mas fiquei receoso de fazer aquilo. Não sabia o porquê daquela vontade surgir daquele jeito tão estrondoso, mas eu precisava de algo para me conter, então não dei grande importância para o que ele pretendia.  

Repentinamente a boca de Jimin chupou-me o pescoço, o que me fez gemer de uma forma que eu não imaginava. Antes que eu pudesse tomar qualquer atitude sobre aquilo, uma de suas mãos desceram até minhas calças, a desabotoando e puxando o zíper para baixo, ele estava mais feroz do que antes.

- O.. O que vo..Você.. – sua mão repousou sobre o que me era intimo – Ah...

 Acabei agarrando sua camiseta, aquilo estava errado e não deveria de acontecer, mas... Mas... Estava sendo extremamente bom.

- Você quer que eu pare? – escutei sua voz em um tom provocativo sussurrar em meu ouvido – hm? Responda, Jungkook.

Senti meu membro ser acariciado por cima de minha cueca, o que me fez contrair e levantar meu tronco levemente, encostando minha cabeça no ombro de Jimin.

- N..Não – pedi.

Ele riu malicioso.

- Perfeito... – ele se sentou em meu colo e então retirou sua blusa, voltando em seguida a aproximar seu rosto do meu – Vou te deixar tão impuro e marcado, que o próximo passo que você der, vai ser pro inferno. 


Notas Finais


Quero agradecer de nv por todos os favoritos e comentários, serião mt obg, fico mt feliz em saber que estão gostando da fanfic.

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=Y4oQndeh2k0


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...