História Gosto Insano - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Personagens Personagens Originais
Tags Hentai, Romance, Sádico
Visualizações 14
Palavras 699
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Violência
Avisos: Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Capítulo 6


- tá.

Arrumamos a casa toda e ela foi tomar banho,eu me joguei no sofá e tentei dormir,estava com grandes olheiras. Quando vejo,já e segunda,tinha dormido o dia inteiro,espirrei bastante quando levantei e fui me arrumar para ir para a faculdade.

Dei um beijo de bom dia em minha irmã e sai sem tomar café mesmo. Fui de moto de novo e a guardei no estacionamento. A ponto que eu chegava perto da sala,eu ouvia mais murmúrios do que havia acontecido sábado e eu não estava gostando disso.

Chego,me sento e nem olho para o fundo da sala para ver se havia gente ou não,só abaixo a cabeça e espero a aula começar. O professor entra e a aula começa,nem estava prestando atenção nele,só estava passando a limpo as anotações que Matheus havia me dado porque com a letra dele eu não entendia nada.

Quando o intervalo chegou nem tentei ir na fila do refeitório porque não queria outro hematoma pelo corpo. Fui ao terraço e fiquei esperando o tempo passar. E passava muito devagar,um minuto parecia 10 e estava chato lá, Eu me sentei apoiando na parede e olhei pra cima.

Depois de um tempo assim eu suspiro e me levanto para sair,mas ouço a porta abrir e ouço vozes.

- OQUE ERA AQUELE CARA NA SUA CASA? OQUE ELE QUERIA? VOCÊ SABE QUE É PERIGOSO.

- ELE ERA INOFENSIVO! E EU NÃO TENHO QUE TE DAR SATISFAÇÕES!- ouço a voz dela e ando de cabeça baixa e vou direto para porta mas seguram meu braço.

- era esse cara né?!- eu olhei surpreso e o cara estava machucando meu braço porque ele era fortoa e eu um bostinha que não fazia nenhum exercício físico.

Ele me empurra para fora de novo e encostou a porta, eu acabo caindo sentado e tento me levantar e não olho para Bia. Ele vem para cima de mim e ponho meus braços em frente do meu rosto para me proteger e ele me dá dois socos que eu acabo caindo e me chuta,sinto gosto se sangue na boca mas ainda consigo me sentar.

Ela não diz uma palavra.

- ótimo,fica aí no chão mesmo seu merda. Isso é pra aprende a não levar homem pra casa sem ser eu garota.

Ele sai e vejo que ela fica me olhando e depois vem na minha direção.

- desculpe.- a única coisa que ela diz e depois que todos estavam dentro se suas salas ela me ajuda a descer as escadas e a sentar em um banco.

Meu moletom estava com as mangas rasgadas e um pouco de sangue que eu limpei da boca, meu supercílio talvez tenha machucado feio

Ela trás as minhas coisas e eu ligo para minha irmã avisando que vou voltar para casa,ela fica preocupada mas não respondo.

Ainda estava em condições de dirigir e vou em minha moto mesmo e quando chego em casa eu começo a chorar novamente e minha irmã vem e me abraça,eu era mais alto que ela mas me curvei o suficiente para conseguir esconder meu rosto um pouco abaixo de seu ombro.

A abracei de volta e depois de um tempo assim ela me deixou e foi para a cozinha,as únicas palavras dela foram " tá tudo bem" e depois fui tomar banho e trocar de roupa, então fui dormir.

- você tem visita Victor.- diz ela e ouço passo até meu quarto mas eu ainda fiz virado para a parede,mas já tinha ideia de quem era.

- me desculpa pelo oque aconteceu lá, e pelo oque eu te falei na minha casa... eu estava estressada no momento e não sabia aonde descontar.

-...- continuei em silêncio.

- você... tem uma tatuagem nas costas?- Bia diz isso e coloca a mão nas minhas costas para levantar a camisa mas eu não deixo.

-...- pego a mão dela e a afasto,virando de barriga para cima e a olhando sério.

- ...- ela se levanta e chega com seu rosto mais perto do meu - sabe,eu te acho fofo nessas horas.

E me dá um beijo rápido e sai do quarto. Eu fico embasbacado,e confuso, fico feliz ou triste? Passo os dedos na minha boca e ponho meus braços em cima dos meus olhos que estavam para chorar mas meus lábios estavam sorrindo.

- tem gosto de morango



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...