História Gotham Guys - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman, Esquadrão Suicida, Mulher Maravilha
Personagens Bruce Wayne (Batman), Canário Negro, Coringa (Jack Napier), Edward Nashton/Nygma (O Charada), Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina), Harvey Dent (Duas-Caras)
Tags Arlequina, Bane, Canário Negro, Charada, Coringa, Coringa arlequina, Duas Caras, Espantalho, Harley Quinn, Harleyquinn, Hoker, Jervis Tech, Jokdr, Joker, Mad Hatter, Os Irmãos Tweed, Wonderland Gang
Exibições 153
Palavras 1.189
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Drogas, Insinuação de sexo, Sadomasoquismo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Eu estou de volta, meus amoros e amoras!
Com mais uma temporada de GG💚
Já comecei com treta, afinal, o que é Gotham Guys sem treta?
Para quem é novo por aqui, se ficar sem entender no começo, leia até o final que lá tem um breve resumo da primeira temporada!

Capítulo 19 - Back Again


Fanfic / Fanfiction Gotham Guys - Capítulo 19 - Back Again

Narradora

A tarde de outubro se fazia nebulosa, e  um cheiro de chuva tomava conta das ruas de Los Angeles.
Um homem moreno abraçava num loira que ria de alguma piada idiota feita, ela respira por alguns instantes e apenas  diz "Jared" antes de adormecer por completo, abraçada ao peito nu do homem.
Ele suspira e passa um tempo encarando a parede, tomando coragem de fechar os olhos e deixar seu sono o dominar... o olhar trêmulo desaparece por completo quando ele finalmente adormece.

Dando início a nova era do sonho.

 

Sejam bem vindos a Gotham Guys.
----------------------------------------------
Ponto de vista: Coringa 

Ver em minha frente o corpo ferido de Quinn era algo doloroso, saber que eu erro o monstro que havia provocado elas... era devastador.
E ao mesmo tempo reconfortante, eu não conseguia entender como eu podia sentir prazer em ver ela com as marcas de minhas mãos em seu pescoço, afinal eu sentia nojo de mim ao mesmo tempo.
Deixo uma risada escapar.

-"O que fizeram com você, minha infame Arlequina?"-Pergunto encarando seu olhar perdido 

-"Nada que você não faria!"-Ela ri atordoada

-"Do que está falando,Harley?"

-"Não é óbvio? Talvez lá eu estivesse até mais segura, do que aqui em suas mãos!"

-"Não fale bobagens!"-Reviro os olhos-"Existe alguma dificuldade em entender que isso é uma guerra? Aqui só existe nós contra eles! E na minha cabeça a única opção é vencer...mesmo se isso significar a morte da sua querida filha Lucy!"

-"Ela é NOSSA filha!"-A mulher sussura

-"Como você pode ter tanta certeza... boatos contam que você já me traiu algumas vezes! Não é mesmo, Harley? Inclusive, acho que você já até engravidou de outra pessoa!"

Meu sangue começa ferver e uma descarga de adrenalina me faz quebrar tudo que está a nossa volta.
Mas bastou ver uma lágrima no rosto pálido de Harley que eu travei.
Merda, eu amava aquela mulher!

-"Escuta, Harley, eu só preciso que você melhore! Nibor não vai descansar até que isso acabe, precisamos acabar com isso juntos! Okay?"

A loira faz um sinal de positivo com a cabeça e permite que eu cuide de seus machucados, provocados por mim e pelos homens de Nibor.

-"Senhor C.."-Ela diz em meio a um sussuro de dor-"O Logan..."

Ela não consegue terminar a frase pois a dor provocada pelo remédio que passava em seus machucados era de fato muito intensa.
Suspiro, ela provavelmente ia comentar que ele era gay ou alguma coisa que só ela considerava relevante.

A pego acolhedor em meus braços e a levo ao meu quarto, cobrindo ela é a deixando confortável.

-"Ligue para Jervis!"-ordeno ao primeiro capanga que encontro no corredor

-"O chapeleiro louco? Olha...só um doente pediria ajuda para ele.."-ele pergunta e eu deposito um tiro em seu peito

-"Alguém tem mais algum comentário?"-Um longo silêncio prossegue minha fala-"Ótimo! Alguém ligue para ele!"

Continuo andando e Logan vem atrás de mim.

-"O que foi, Logan?"

-"Eu queria saber o que quer com o doente do Jervis.. se não se importar!"

-"Eu quero os amiguinhos loucos dele lutando para mim!"

-"Se o senhor não se importar, por qual motivo o senhor acha que conseguiria isso?"-Ele pergunta intrigado

-"Eu tenho uma excelente Alice para oferecer para ele!"-Respondo orgulhoso

-"Posso saber quem seria, senhor?"

-"Minha filha traidora, Lucy!"

-"Não quero me meter na sua vida, senhor, mas Arlequina está de acordo com isso?"

-"Pouco me importa o que qualquer pessoa pensa! Eu ainda sou o rei,Logan, eu posso fazer qualquer coisa."

-"Senhor.."

-"Se você calar a porra da boca, isso talvez me impeça de meter uma bala bem na sua cara!"

Ela abaixa a cabeça e vai embora deixando me sozinho para seguir até meu escritório.
Abro a grande porta azul e entro no cômodo, me servindo de uma grande dose de Whisky.. eu recordava de todos os acontecimentos que me levaram até ali...

Primeiramente, eu fingi estar morto por conta de uma ameaça à vida de Arlequina. Em seguida Lucy foi sequestrada por Nibor, o homem que instalou um dispositivo em Harley que podia matar ela a qualquer momento. 
E então eu voltei para Gotham, tendo a trágica notícia de que Harley estava grávida do meu antigo braço direito Jeffrey.. e usei disso para me livrar do desposório, que matou apenas o bebê.
No meu retorno também descobri que Lucy estava apaixonada por Nibor.
E foi assim que a guerra começou, duas gangues lutando pela coroa. 
E apenas os laços familiares faziam com que ela não acabasse logo.
Antes que eu me esqueça... eu também dei uma boa surra em Quinn que logo em seguida foi sequestrada...

Jogo o copo de Whisky na parede ao me lembrar de ter cuidado dela.

"Fraco!"

Vozes na minha cabeça insistiam em dizer... eu estava sobre ameaça apenas por que era fraco..

Suspiro, a única coisa que importava naquele momento era provar que eu era o primeiro e único rei de Gotham!

Solto uma risada para dramatizar a minha cena, o príncipe palhaço do crime com medo de uma adolescente?
Na verdade a única coisa que eu buscava era o usar de exemplo para os próximos que tentassem me enfrentar.

Mas ainda tinha uma barreira em meu caminho, uma barreira com nome e sobrenome: Harleen Frances Quinzel. 
Assim decido tomar uma decisão.

-"LOGAN!"-grito e homem aparece em minha porta 

-"Diga, Senhor C!"-ele diz... prudente

-"Acorde Harley, e a trava aqui! Mande alguém arrumar as coisas dela!"

Ele assente e vai embora,voltando logo em seguida acompanhado da loira.

-"Me chamou, senhor C?"-ela diz Ainda um pouco abalada e se senta na mesa

-"Eu preciso que vá embora, Harley! E não volte nunca mais! Você não me pertence mais!"

-"Você está terminando comigo?"- ela diz triste

-"Oh,minha cara Quinn, nós nunca estivemos juntos! Você era meu brinquedinho... já se esqueceu?"

-"Eu não entendo.."

-"Você não tem que entender nada!"

-"Pensei que iríamos lutar juntos!"-Ela diz enquanto lágrimas escorrem

-"Mudei de ideia!"- respondo rápido

-"Sem motivo? Você simplesmente decidiu me deixar?"

-"EU NÃO POSSO MAIS FICAR COM VOCÊ! VOCÊ ME TORNOU FRACO... vai embora... por favor.."-Fraquejo ao pensar que ela precisaria ficar longe de mim

Mas a verdade, é que eu não precisava dela para viver... 
Eu era um criminoso melhor quando estava sozinho.

-"Eu fui cometer o erro de te amar!"-Harley cospe as palavras enquanto sai

-"De fato cometeu."-Tento ao máximo parecer frio e alheio à situação

Me sirvo de Whisky e me sento na mesa de madeira que ficava no centro do escritório.

-"Merda... agora que ela vai embora eu sinto vontade de comer alguém!"-Falo e logo depois rio do meu comentário 

Era como se minha cabeça estivesse criando razões para querer ela de volta.

Mas eu sabia que sozinho eu estava melhor, e que sozinho eu ia acabar com essa brincadeira e provar mais uma vez que ninguém, nem o Batman, nem o Nibor nem qualquer outro, pode derrotar o rei.
Eu não conseguia entender o motivo de só eu estar rindo da minha constatação.
Mas a verdade é que só um verdadeiro rei poderia perceber a ironia presente naquela bela noite solitária... onde até a lua parecia ter companhia..

O único solitário iria triunfar.


Notas Finais


É isso meus lindos❤️
Se passarmos de 10 comentários eu posto o próximo amanhã nesse mesmo horário (1:30 da manhã)!
Não esqueçam de falar o que eu preciso melhorar!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...