História Gotta Find You - Capítulo 52


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ashley Benson, Cara Delevingne, Fifth Harmony, Kendall Jenner, One Direction, Shawn Mendes, Tyler Blackburn, Victoria Justice
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren, Camreng!p, Laureng!p
Exibições 871
Palavras 1.926
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olha só como sou maravilhosa com vocês ♥♥♥
resolvi acelerar o tempo um pouco kkkk

Capítulo 52 - Ela voltou?


Fanfic / Fanfiction Gotta Find You - Capítulo 52 - Ela voltou?


 

PROV. CAMILA

 

Uma semana depois da conversa com a Dinah, nós duas procuramos uma boa auto escola, achamos uma que o Troy nos recomendou, ele até levou a gente lá. Fizemos a matrícula e todos os procedimentos, iriamos fazer as aulas a noite, devido a nossa correria pelo dia.

As aulas iniciaram, e como eu previa, a Dinah cochilava durante as explicações teóricas do professor, o que o deixava um pouco zangado, e como uma boa amiga que eu sou, cutucava ela bem forte pra ver se ela acordava, o que dava certo. Quando contei pra Lo sobre as aulas, ela me elogiou e disse que eu iria me sair muito bem.

O Troy ficou de nos instruir nas aulas práticas antes das provas finais de direção, ainda bem que ele tinha paciência com a gente, não sei se vamos conseguir passar. Já estávamos a quase meia hora esperando a Dinah ligar o carro.

Troy: Dinah, mais uma vez, liga o carro e passa a macha -ele dizia e eu acompanhava tudo bem quietinha do banco de trás, a Dj obedeceu- Isso, agora vai soltando a embreagem devagar.

O carro foi saindo bem devagar e eu comemorei internamente, ela tava conseguindo e logo seria minha vez. Troy foi dando as orientações e ainda bem que estávamos num estacionamento vazio, assim evitaria certos acidentes. Tinha um pequeno percurso que ele fez, e a Dinah fez tudo certinho.

Dinah: Vem Camila, agora é você -falou e já foi abrindo o carro, só que ela esqueceu que o carro ainda tava ligado e nem tinha puxado o freio de mão, aí o carro apagou o fogo- Opa, foi mal aí, professor.

Falou fazendo o Troy revirar os olhos, eu ri e saí do carro, sentei no bando do motorista e dei a partida tudo certinho antes mesmo do Troy falar alguma coisa.

Troy: Por que você não é assim, Dinah? -falou e a grandona deu um tapa no pescoço dele- Ai, sua filha da mãe!!

Dinah: Pra você aprender a respeitar suas alunas, rum -disse e eu ri, fiz o trajeto e conclui mais rápido que a minha amiga, que bufou irritada no banco de trás- Aff, Camila, sabe nem brincar...

Camila: Dinah, vai chupar limão, vai -Troy riu e recebeu mais um tapa da Dinah.

Troy: Virei saco de pancada agora?

Dinah: Não, mas vai repedir o percurso comigo de novo -ordenou e eu sai do carro vendo ela sentar no banco do motorista, podia ver o Troy já irritado, mas no fundo ele adorava passar um tempo com a gente- Como é mesmo que faz?

Perguntou e eu não aguentei, caí na risada e o Troy escodia seu rosto com as mãos. Depois de mais três aulas só da Dinah, voltamos pra casa e almoçamos todos juntos o pequeno banquete que a Ally fez. Era uma tarde de domingo e depois de comermos, contei sobre a tragédia da Dinah no volante e todas riram. 

 

-------------------------------------------*---------------------------------------------
 

PROV. LAUREN

 

Um ano.

12 meses.

365 dias.

8.760 horas.

525.600 minutos longe do amor da minha vida. Por mais que nos falássemos todos os dias, ainda não seria suficiente pra matar toda a saudade que eu sentia.

Vamos as novidades desses últimos meses: terminei o curso de direito, e não tive uma festa de formatura como todo mundo tem, não queria ter que chorar por saber que nenhum dos meus amigos e familiares poderiam vim comemorar comigo. Os trabalhos no escritório vão de vento em polpa, assumir meu primeiro caso três meses depois de formada e graças a Deus, meu cliente foi inocentado devido ao bom trabalho que tinha feito. Estou morando sozinha num pequeno apartamento e como sinto falta de dividi-lo com a Vero. Essa também me liga todo dia pra contar as novidades.

Soube que a minha namorada acabou de ganhar um carro do pai, ela e a Dinah entraram na auto-escola, o que achei muito bom, estava orgulhosa delas. Depois de um tempo vivendo em Londres, você passa a sentir menos saudades de casa, os novos amigos que fiz aqui me acolheram tão bem. 

Tenho minha própria secretária, a Shay  Mitchell, uma morena linda que me ajuda a organizar minha agenda, o que não tem sido fácil. O Tyler e eu, por sermos tão jovens, ganhamos destaque em um jornal local por tamanha responsabilidade que assumimos abrindo um escritório de advocacia, não preciso dizer o quanto meus pais ficaram orgulhos. Claro que essa repercussão nos trouxe novos clientes, além de novos estagiários, como o Niall e a Alessia.

Depois de um ano inteiro de trabalho duro e dedicação, o Tyler junto com a Ash se reuniram e decidiram que eu merecia algumas semanas de férias, e quando eles me contaram a novidade, eu quase chorei. Poderia ver os meus pais, os meus amigos, e claro, a minha namorada, e eu tinha tantos planos pra gente.

Assim que cheguei no meu apartamento, tomei um longo banho e ainda enrolada na toalha, olhei a hora no celular e com certeza, a Camz já estaria em casa, iria contar pra ela que em poucos dias nós nos veríamos. Disquei o número dela já conhecido e no terceiro toque, ela atendeu.

LIGAÇÃO ON

C: Oi, amor, acabei de entrar em casa, achei que ia me ligar mais tarde -disse e sorri ao ouvir sua doce voz.

L: Oi Camz, eu não poderia esperar pra te contar um coisa, e sei que você vai adorar -disse animada.

C: Amor, fala logo -pediu e ouvir uma voz ao fundo.

"É a Lolo? Manda um beijo pra ela" -era a voz da Ally.

C: A Ally tá mandando um beijo -disse me fazendo rir.

L: Manda outro pra ela -falei e esperei ela dar o recado- Amor, olha só, eu consegui uns dias de férias e poderei ir ai te ver.

C: Lauren, você tá falando sério? Você vai vim -falou e mais uma vez ouvi outra voz ao fundo, agora era a Dinah.

"A LAUREN VAI VIM??" -gritou e a Camz gargalhou.

L: É sério, Camz, e eu tô tão ansiosa pra te ver de novo, amor...

C: Ah amor, eu não vejo a hora de te ver, de te beijar, quero tanto você aqui.. -suspirei imaginando quando estivéssimos frente a frente- Quando você vem? Quero te buscar no aeroporto, vou falar com a Emma pra me dar uns dias de folga também, assim a gente aproveita muito e... -disparou a falar e a interrompi.

L: Camz, calma, uma coisa de cada vez, tá? -ela riu- Eu ainda não sei a data específica, mas qualquer coisa te falo, o importante é que a gente vai tá junto, amor...

C: Lo, eu te amo tanto, tô com tanta saudades...

L: Eu também, amor, logo estaremos juntas...

Ficamos longos minutos conversando sobre a viagem, até que encerramos a ligação, pois aqui já estava tarde, e eu tava morrendo de sono.

LIGAÇÃO OFF

Na verdade eu queria fazer um surpresa pra Camila, e pra isso, precisaria da ajuda da Vero e da Lucy, e imediatamente liguei pra elas que ficaram muito felizes em saber que logo nos veríamos, expliquei pra elas sobre a surpresa pra Camz, e que também já tinha uma data pra voltar, eu sei que menti pra minha namorada, mas era por um bom motivo.

Deixei tudo certinho e agora era só esperar o dia da viagem. Os outros dias no trabalho foram mais tranquilos, só alguns assuntos pra resolver no fórum da cidade. Falei com a Camz e disse a ela que chegaria na sexta a noite em Miami, mas na verdade, seria na quinta, sei que ela ficaria muito surpresa. Agradeci aos céus por ela ter conseguido uns dias de folgas no trabalho, já que a facul tava em recesso, ou seja, o universo conspira ao nosso favor.

Combinei com os meus pais que veriam eles em Miami, pois eles entenderam que eu tava precisando da minha namorada, eles até cogitaram a comprarem uma casa na cidade, o que apoiei cem por cento, assim evitaria tanta viagem.

Na quinta de manhã, a Ash me levou no aeroporto e me despedi dela, garantido que voltaria em duas semanas, ela riu e mesmo sabendo que seriam poucos dias, iria aproveitar o máximo, afinal, não queria deixar eles na mão, o escritório iria bem no seu primeiro ano de funcionamento, e aquilo ali já se tornou parte de mim.

Depois de horas no vôo, ele pousou na minha cidade natal, e assim que desembarquei e peguei minha mala, a Vero me esperava no saguão, eu sorri feliz por ver a minha amiga depois desse tempo todo longe.

Lauren: Puta que pariu, eu senti tanto a sua falta -disse assim que nos abraçamos, um abraço forte, de amizade, companheirismo, que saudades dessa criatura- Você tá chorando, Veronica Iglesias?

Nos separamos do abraço e a olhei, ela ria e enxugava os olhos.

Vero: Claro que não, é só um cisco, Jauregui, dá aqui mais um abraço, porra, que saudades -ri e abracei ela de novo, ficamos alguns minutos assim até ela me empurrar de leve- Tá bom, vão achar que a gente é namoradas.

Lauren: Você continua tão doce, né? -ela riu e pegou minha mala, começamos a andar pra fora do aeroporto- Cadê a Lucy, por que ela não veio?

Vero: Ela teve que ir ver a vó, a velhinha passou uns dias aí doente, e você sabe como ela ama aquela senhora -assenti- Mas enfim, você vai lá pra casa, ou vai direto ver a Camila? -disse colocando minha mala no carro e entramos. 

Lauren: O que você acha? -a olhei maliciosa e ela gargalhou, deu a partida saindo dali.

Vero: Mas é uma sem vergonha mesmo, heim? Mas diz aí, você passou esse tempo todo em Londres sem pegar ninguém? -revirei os olhos pela pergunta idiota dela.

Lauren: Vero, eu amo e respeito a Camila, e é só com ela que quero pegar, tá? -ela riu.

Vero: Eu sei, foi mal pela pergunta, mas você me conhece e é claro que não iria perder isso, só mais uma coisa -me olhou e suspirei, já vem merda aí- Você ficou só na mão mesmo, tem muito gozo aí acumulado, né não?

Riu da própria pergunta e eu só sabia revirar os olhos.

Lauren: Você é ridícula -disse já vendo o caminho próximo ao shopping onde a Camz trabalhava.

Vero: Eu sei, eu sei, mas você tava morrendo de saudade de mim, que eu sei... -ri e olhei pra ela.

Lauren: Eu tava mesmo, você não sabe o quanto -ela riu e estacionou na frente do shopping, desci do carro e fechei a porta- Leva a minha mala pra o apartamento, e não me espera hoje, tá? -ela sorriu maliciosa- Vai se fuder!

Ela gargalhou e saiu com o carro, ri da idiotice dela e entrei no shopping, e ele tava bem movimentado. Já era pouco mais das cinco da tarde, e a Camila sairia a qualquer momento, precisava logo vê-la. Subi pelas escadas rolantes até o segundo piso, onde ela trabalhava, andei devagar e vi a loja de longe, ela já estava um pouco vazia, e um corpo magro atrás do balcão me chamou atenção.

Era ela. A minha Camz.

Sorri apaixonada, e comecei a andar mais depressa até a loja, ela tava de costas e abaixou pra pegar algo, aproveitei e entrei, o pequeno sino atrás da porta soou e ouvi a voz dela.

Camila: Desculpa, nós já estamos fechando e... -falou e quando levantou me viu e paralisou na hora.

Lauren: Oi amor? 
 


Notas Finais


lóren is back my people kkkkkkk
Aeeee carai ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...