História Gotta Find You - Capítulo 53


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ashley Benson, Cara Delevingne, Fifth Harmony, Kendall Jenner, One Direction, Shawn Mendes, Tyler Blackburn, Victoria Justice
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren, Camreng!p, Laureng!p
Exibições 365
Palavras 2.703
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Heeeey 😘

Capítulo 53 - Gonna Get Better


Fanfic / Fanfiction Gotta Find You - Capítulo 53 - Gonna Get Better

 

PROV. CAMILA

 

Meu dia tava sendo estressante, primeiro uma remessa de novos livros atrasou na entrega e ficamos horas arrumando as estantes, e depois de tudo arrumado, minha chefe dispensou alguns funcionários, ficando só eu pra fechar o caixa com ela.

Ela foi lá dentro guardar alguns papéis, enquanto eu arrumava algumas pastas embaixo do balcão. Os sininhos da entrada da loja foi soado, e quando informei que já estaríamos fechando, me levantei dando de cara com quem eu menos esperava.

Lauren: Oi amor? -falou com aquele sorriso encantador e senti meu coração acelerar a mais de mil, minhas pernas ficara bambas e travaram.

Era ela a minha Lo.

Eu não poderia acreditar no que eu tava vendo, ela tava bem ali na minha frente esperando eu reagir. Anda Camila, é o amor da sua vida que estava na sua frente, reaga.

Camila: La-Lauren?? Meu Deus, é você mesmo? -disse me tremendo e sai de trás do balcão- Eu não tô acreditando! Amor!! -pulei no colo dela que me segurou firme, dei uma abraço bem forte.

Minhas pernas estavam ao redor da sua cintura, e ficamos ali naquele abraço da qual não queria sair nunca mais. Como sentia falta daquele cheiro, daquela pele, sentir falta dela por completo. Ainda em seu colo, segurei seu rosto com as minhas mãos e encarei seu rosto.

Camila: Amor, eu to tão feliz de te ver, nem acredito -falei e comecei a distribuí vários beijinhos em seu rosto, fazendo ela rir. 

Lauren: Eu também to muito feliz de te ver, amor, nossa como sentir falta de ter você nos meus braços -olhou pra minha boca e não resistimos, colamos nossos lábios num beijo apaixonado e cheio de saudades, ela foi me descendo devagar, mas sem pararmos o beijo.

Sua lingua invadiu minha boca e pude sentir um arrepio incrível, só ela era capaz de causar isso em mim. Ah, como eu queria ficar pra sempre nesse beijo, suas mãos firmes em mim, me trazendo mais perto do seu corpo quente, isso tava bom, tava muito bom, mas precisávamos parar pra respirar. 

Camila: Lo, eu te amo tanto -disse abrindo um sorriso, ela beijou a pontinha do meu nariz e me deu um selinho demorado, mas quando íamos aprofundar o beijo mais uma vez, ouvir um pigarro atrás de mim, paramos o beijo e olhei pra trás- Ah, oi Emma? Desculpa, é... essa é a Lauren, minha namorada.

Eu tinha certeza que eu sorria como uma boba apaixonada, senti a Lauren passar uma das mãos nas minhas costas e estender a outra pra Emma que logo apertou sua mão.

Emma: É um prazer te conhecer, Lauren, a Camila fala muito de você -disse e eu corei, não precisava ter falado isso- Então Camila, você já pode ir, deixa que eu fecho a loja e aproveita os dias de folga.

Sorri agradecida.

Camila: Obrigada, Emma, eu vou pegar a minha bolsa -me estiquei pra pegar a bolsa atrás do balcão e me virei pra me despedi da Emma.

Lauren pegou minha mão e entrelaçamos os dedos, até disso eu sentia falta, andamos até a saída da loja e quando fomos descer as escadas, me virei de frente pra ela.

Camila: Eu achei que só ia te ver amanhã, tem noção de como me deixou ao te ver entrando lá dentro, eu tava de pernas bambas, Lauren -disse fazendo ela rir.

Lauren: Não poderia ficar nem mais um minuto longe de você, Camz, a Vero foi me pegar no aeroporto e me trouxe até aqui, só pra gente matar a saudade -disse e demos um selinho.

Camila: Lo, você veio direto do aeroporto? -questionei um pouco preocupada, ela assentiu- Amor, são mais de 9 horas de voo, você deve tá cansada.

Lauren: Camz, eu to bem -saimos da escada e andamos pra saida do shopping- E alem do mais, eu to morrendo de saudades de fazer amor com você -disse baixinho no meu ouvido e eu ri.

Camila: Eu também amor, mas muita, muita saudades -ela beijou meu pescoço e andamos até o estacionamento, ainda de mãos dadas, paramos em frente ao meu carro- Lo, esse é o meu bebê...

Meu carro era um Volvo C30 prateado, ele era lindo e é a minha cara, Lauren soltou minha mão e olhou todo o carro dando uma volta ao redor dele, claro que ela entendia de carro mais que eu, e pela carinha que fez, não gostou.

Lauren: Ah, ele é fofo -disse e levantei minha sobrancelha- Mas vamos ver o que ele pode fazer.

Revirei meus olhos e tirei  chave da bolsa, desliguei o alarme e ela entrou no banco do passageiro, entrei e engatei a chave ligando meu carro, a Lo ajeitou o banco pra trás e colocou os pés acima do painel, claro que eu bufei na hora.

Camila: Opa, opa, mocinha, pode ir tirando seus pezinhos daí agora mesmo -reclamei e ela me olhou sem entender- Amor, meu carro, minhas regras, ok? -falei firme e ela levantou as mãos em rendição. 

Lauren: Ok, desculpa -sorri satisfeita e dei a partida saindo dali, ela foi me falando sobre a viagem e como era a vida em Londres, claro que fique um pouco chateada por ela já ter acostumado a viver naquela cidade longe de mim.

Quando ficávamos em silêncio, sentia seu olhar sobre mim, ela adorava fazer isso e eu ficava sem jeito, pedia pra ela parar ou iria agarrar ela ali mesmo e causar um acidente. Ela se divertia rindo das minhas besteiras, mas depois voltava a me olhar de novo, e quando a olhei de volta, tenho certeza que me apaixonei de novo. Ela riu ao ouvirmos um carro atrás da gente buzinando sem parar, pois eu tinha diminuído a velocidade.

Camila: A culpa é sua que me deixa desse jeito, Lauren -falei voltando a prestar atenção na rua, ela continuava a rir.

Lauren: Mas eu não fiz nada, amor -falou fazendo bico e eu quis mordê-la, mas me contive dando só um tapinha na perna dela- Eu também te amo -pegou minha mão e beijou minha mão livre, me derreti toda- Até que você dirige bem... 

Olhei pra ela e pisquei, não demorou muito e chegamos no meu prédio, estacionei na minha vaga, e descemos do carro, demos as mãos e entramos no elevador, claro que rolou muitos beijos e amassos, afinal, foi um ano sem nenhum contato, saímos do elevador um pouco descabeladas, e rimos muito. Entramos no apartamento e pelo silêncio que tava, não tinha ninguem. A Lo perguntou pelas meninas e disse que elas ainda ou estavam no trabalho, ou estavam na academia, pois essa era a nova rotina da Dinah e Normani. Fomos nos beijando até o meu quarto, quando senti minhas costas no colchão. 

Lauren: Amor, eu to tão necessitada de você, não tem ideia, quero fazer amor com você a noite inteira -disse em cima de mim, beijando meu pescoço, aquilo tava bom, mas eu precisava de um banho urgentimente.

Camila: Lo, eu preciso tomar um banho -ela resmungou, mas não parou de me beijar, gemi manhosa quando ela mordeu minha orelha- Amor, é sério...

Ela resmungou de novo e saiu de cima de mim, deitando ao meu lado, dei um rápido selinho nela e levantei.

Camila: Prometo que não demoro, tá? -falei e ela assentiu se ajeitando na cama, esticou as pernas e ficou me observando, fui até o closet procurar uma roupa, e entrei no banheiro- Amor, a gente bem que podia sair depois pra comer alguma coisa, eu to morrendo de fome, mal tive tempo de almoçar direito, aquela loja tava uma loucura hoje... 

Lauren não me respondeu, mas nem liguei, tirei minha roupa e entrei no box, tomei um banho bem relaxante e demorado, acho até que usei todos os cremes que tinha no banheiro, queira ficar cheirosa pra minha namorada. Me enrolei na toalha e com a outra, sequei meus cabelos, estranhei o silêncio da Lo, e chamei por ela ainda dentro do banheiro.

Camila: Lo? -chamei e nada- Lauren? -voltei pra o quarto e encontrei ela dormindo, ri da cena e neguei com a cabeça- Quero fazer amor com você a noite inteira  -falei imitando o que ela tinha falado há poucos minutos, claro que a viagem longa fez ela cansar, era nítido sua carinha de exalta, e tava tão fofa dormindo que não tive coragem de acordá-la. 

Sentei com cuidado na cama e tirei seus sapatos, abri a sua calça devagar e também a tirei, ela nem se quer mexeu, dobrei a calça e deixei numa cadeira, os sapatos coloquei ao lado da cama, procurei pelo controle do ar-condicionado e diminuir deixando do jeito que ela gostava. Troquei de roupa e sair do quarto. Iria fazer sanduíches pra gente, pois tenho certeza que ela acordaria com fome.

Preparava dois sanduíches pra minha namorada, quando ouvi a porta da frente ser aberta, e pelas vozes eram a Dinah e Normani. Elas começaram a falar algo e logo riram bem alto, correndo o risco de acordar a Lauren, mas como sou uma ótima namorada, não iria permitir isso, caminhei até a sala e elas estavam rindo sentadas no sofá. 

Camila: Gente, por favor falem baixo -pedi chamando a atenção delas.

Mani: Que foi, Camila, tá com dor de cabeça? -perguntou preocupada levantando até mim, e eu neguei.

Camila: Não, é que..... a.... a... Lo, tá lá no quarto dormindo -falei e vi a Dinah levantar depressa.

Dinah: A LAUREN TÁ AQUI? MAS NÃO ERA PRA ELA CHEGAR SÓ AMANHÃ? -berrou.

Camila: Fala baixo, Dinah, ela antecipou a viagem, e chegou hoje a tarde, e foi direto me encontrar no trabalho e agora tá dormindo -ela sorriu maliciosa e revirei os olhos- Não começa, ela só tava cansada.

Mani: Foi mal ai, então, mas me conta, ela te fez uma baita surpresa, não foi? -quis saber e contei como foi reencontrar a Lo depois de um ano longe uma da outra.

A Dinah quis ver a Lauren e eu não quis deixar, pois ela garantiu que iria acordar a minha namorada pra contar todos os babados que aconteceu nesse último ano. Mani deu uma bronca nela, e só deixei ela ir ver a Lo depois de prometer que não acordaria ela, e assim ela foi ver a amiga. Lauren tava de bruços e como tava de cueca, o que causou uma crise de riso da Dinah, pois marcava a bunda da Lo bem redondinha, não tive como não ri também. 

Fomos pra cozinha onde a Dinah devorou os dois sanduíches, claro que briguei com ela, ai ela pediu duas pizzas pra gente, que depois de esperarmos muito, chegou e tratei logo de guardar alguns pedaços pra Lauren comer assim que acordasse.

 

-------------------------------*--------------------------------

PROV. LAUREN

 

Meu sono tava tão bom, tão gostoso, e fui abrindo meus olhos devagar, não reconheci o local onde estava, mas depois de me sentar na cama e dar uma olhada ao redor, vi uma foto minha com a Camz na cômoda a direita da cama e sorri lembrando do dia que ela foi tirada. Ouvi o som de água caindo e me levantei, notei que tava só de cueca e camisa, franzi a testa e andei até o banheiro, de onde vinha o som de água caindo.

Camila estava de costa escovando os dentes, e não me viu quando parei na porta e fiquei admirando ela, ela vestia uma regata branca e um shortinho folgado, seus cabelos preso num coque mal feito, fui descendo o olhar pra sua cintura, depois pra sua bunda, e que bunda. Não sei quanto tempo fiquei ali babando na minha namorada e quando subi olhar, encontrei os dela me olhando pelo espelho, seu sorriso me derreteu, me aproximei dela e a abracei por trás, cherei seu pescoço e deixei um beijo em seu ombro.

Lauren: Eu tava babando aqui em você, como pode ser tão linda e gostosa, hum? -disse e ela se virou de frente, fez um carinho gostoso na minha nuca e me olhou profundamente. 

Camila: Você que é linda demais, gostosa e só minha -garantiu e a beijei, nunca me cansaria disso.

Fui aprofundando o beijo e podia sentir meu membro ganhar vida, era só um simples beijo, mas meu corpo reagia a qualquer toque dela. Ergui ela no meu colo, e saímos do banheiro, eu queria ter ela em meu braços, fazer amor com ela, demonstrar o quanto senti a falta dela, do quanto eu a amava. Deitei ela devagar na cama e a encarei, ela exalava luxuria e queria a mesma coisa, tanto como eu. Passei a maltratar seu pescoço, eu lambia e chupava, sem importa em deixar marcas, ela era minha, asim como eu era dela. 

Inverti a posição e a vi retirando a regata, deixando seus seios a mostra, minha boca salivou, eu queria prová-los, chupá-los, necessitava. Me sentei na cama e com uma das mãos, apertei seu seio esquerdo enquanto passei a chupar o outro, inverti mais uma vez as posições ficando por cima dela, me ajeitei entre suas pernas, e a chupei mais forte, ela gemia manhosamente, o que aumentou ainda mais a minha excitação. Desci beijando sua barriga lisinha, lambi o seu umbigo deixando um beijo estalado, ela riu baixinho. Brinquei com o cós do seu short, e o tirei devagar, joguei ele longe e passei meus dedos na sua entrada ainda por cima da calcinha azul escura, ela se contorceu, e eu gemi, pelo pequeno pano, senti que ela tava muito molhada, o que me fez salivar de novo, eu precisava daquilo mais que tudo. Retirei a calcinha devagar sob o olhar atento dela.

Camila: Lo, anda logo, por favor -implorou e sorri maliciosa, passei dois dedos sobre a sua vagina, molhando-o com a sua excitação, levei até minha boca e experimentei seu gosto maravilhoso.

Lauren: Tão gostosa -falei e subi só pra deixar um selinho nela, voltei a dar atenção a sua entrada, que continuava linda e cheirosa, passei a lingua devagar subindo e descendo, ela gemeu mais alto.

Chupei forte o seu clitóris quando ela empurrou minha cabeça mais pra baixo, querendo mais contato e foi o que fiz, eu queria vê-la gozar na minha boca, embora minha excitação estivesse incomodando, mas queria dar prazer primeiro a ela, e foi o que fiz. Aumentei a velocidade da minha lingua e vez ou outra a penetrava, não demorou muito e ela gozou gemendo meu nome, subi beijando seu corpo nu e ela tinha os olhos fechados, recuperando o fôlego, e quando abriu me encarou com um sorriso magnífico no rosto. 

Camila: Eu amo você -sorri satisfeita e a beijei, eu ainda tava excitada e precisava entrar nela o mais rápido possível, ela levou suas mãos até o cós da minha box a puxou pra baixo, mesmo sem interromper o beijo.

Levantei um pouquinho jogando a cueca longe com os pés, ela ergueu suas pernas a colocando na minha cintura, segurei meu membro me masturbando espalhando o pré gozo, e ainda beijando ela, a penetrei devagar. Nós duas gememos, aquela sensação maravilhosa tomou conta de mim, nos encaramos quando passi a me movimentar pra dentro e pra fora, ela continuava apertada, e revirou os olhos pelo prazer que sentíamos. Mais uma vez beijei seu pescoço, sentindo suas unhas nas minhas costas, acelerei ainda mais, e poderia gozar a qualquer momento, até por que fiquei sem sexo por um ano, nem sei como consegui passar por isso.

Enquanto nos beijavamos sem parar de me movimentar dentro dela, senti um formigamento nas minhas bolas e não podia mais segurar, acabei gozando dentro dela, gemendo seu nome. Ela também gozou depois de mim, e caí exaltar sobre ela.

Saí de dentro dela vendo-a resmungar, ri e deitei ao seu lado, puxei ela pra os meus braços e beijei sua testa.

Lauren: Como eu amo fazer amor com você -ela riu e nos encaramos de novo, até repetirmos o sexo por mais duas vezes e só paramos por que não tinhamos mais forças, acabamos dormindo de coxinha e como eu sentia falta disso.

Felicidade era pouco pra o que eu sentia no momento, e mesmo sabendo que passaria só alguns dias com a Camz, tudo iria melhorar em breve.


Notas Finais


Esquentou ai? 😂😂😂😂


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...