História Granade - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Cameron Dallas, Chaz Somers, Christian Beadles, Flavia Pavanelli, Justin Bieber, Ryan Butler, Tyler Posey
Personagens Barbara Palvin, Justin Bieber
Tags Bieber, Dallas, Traição
Exibições 41
Palavras 1.946
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hi Guys 💜 Mais um capítulo para vcs , Beline Cayres em "As investidas de Bieber" lol , Boa leitura

Capítulo 6 - Irritantemente Irresistível


Fanfic / Fanfiction Granade - Capítulo 6 - Irritantemente Irresistível

      《Christian B.》

-Por que quer saber sobre isso?!- perguntei desconfiado.

-Só responde Beadles...- respondeu

-Autossuficiente. Ela aprendeu a não depender de ninguém além de si mesma. - foquei um ponto qualquer na parede e me permiti viajar- Ela se fechou para qualquer sentimento que não fosse fraterno, confiança se tornou algo quase impossível, ninguém tem 100% de sua confiança além de Cameron.

- Qual é o lance entre os dois? - perguntou , inspirei e me encostei na cadeira.

- Eles são amigos, uma relação intensa que não envolve amor, não amor de homem e mulher . Eles sò...se divertem juntos.

- Ela não me parece o tipo "garota má" , arriscaria dizer que até parece uma garota comum de ensino médio. - disse rodando as chaves no dedo indicador.

- Não se engane pelo rostinho bonito dude. É sò uma máscara...- rodei na cadeira e entrelacei as mãos sobre a mesa. - Beline tem essa carinha de anjo, mas é o próprio demônio, ela não é como as outras e odeia quando fazem tal comparação! Ela usa isso para atrair os caras, quando consegue o que quer ela mostra quem realmente é. Vai por mim Drew, você não gostaria de ver...

- Relaxa cara, sei me cuidar...até parece que não me conhece. Se alguém quebrar não serei eu .

- Não tá pensando em tentar algo com ela , está?! - olhei sério para ele , que ficou em silêncio - Bieber , não entre em território desconhecido.

- Sò se descobre novos caminhos , desbravando lugares desconhecidos irmão...- riu e tragou o cigarro. Neguei com a cabeça e suspirei, isso não vai ser bom, nada bom.

《Beline. C》

O barulho dos tiros eram abafados pelas paredes do cômodo a prova de som , o alvo a minha frente ja se encontrava totalmente perfurado. O suor escorria por minha testa e minhas mãos ja davam pequenos espasmos por conta do longo tempo na mesma posição. Mas ainda não era o suficiente, eu queria mais, ainda precisava de mais. Atirar era minha válvula de escape , e eu não pararia até me sentir totalmente aliviada. Quando a munição acabou decidi parar, tirei os óculos e os protetores de ouvido e me virei encontrando um ser encostado na parede .

- Boa pontaria...- sua voz rouca preencheu o espaço .

-Obrigada. - me virei para a porta , pronta para sair quando escuto sua voz novamente.

-Não tivemos a chance de conversar de verdade, preciso saber como é a minha parceira ja que passarei bastante tempo com você...- seu sorriso sacana cheio de segundas intençoês me vez revirar os olhos. Babaca.

-Não é necessário. Nossa relação será estritamente profissional. - passei por ele é senti meu antebraço ser puxado .

- A menos que queira perder os dentes é melhor me soltar! - resmunguei e ele riu.

- Calma gata , sò quero conversar...- levantou as mãos em sinal de rendição.

- Conversar?! Hm...então diga. Sobre o que quer conversar? - perguntei irônica fingindo interesse. Desde o primeiro momento em que pus os olhos nele soube qual era seu tipo. Canalha. Da pior raça. Se acha a última bolacha do pacote, quer que todos o obedeçam e o venerem, mas sinto em informa-lo que comigo ele não tem autoridade.

《Justin Bieber》

Essa mulher tem uma marra que deixa fora de mim, o que custa ser como as outras e vir correndo quando eu chamar?!
Ela ainda me encarava com uma expressão de tédio, desci meu olhar por seu corpo, e que corpo!

- Não sei , o que eu preciso saber de você? - perguntei mordendo o lábio inferior, gostosa.

- Quando parar de me comer com os olhos eu respondo o que quer saber...- Ela riu e cruzou os braços fazendo seus peitos quase saltarem da blusa.

- Posso te comer com outra coisa também, você vai gostar mais - ela revirou os olhos e eu ri de sua reação.

- Não não, vou recusar a oferta. Pergunte logo. - disse caminhando para fora da sala e eu e segui até chegarmos a área da piscina , nos sentamos na beirada molhando os pés na água.

-Então, quantos anos tem? -perguntei , para falar a verdade não tinha noção do que perguntar.
- 19...

- Ah cara, você é novinha ainda - disse rindo de leve

- Posso saber quantos anos o senhor tem? - me olhou com uma das sombrancelhas arqueadas.

- 21...

-Nossa vovô , muita diferença em?! - disse soltando uma gargalhada - São o que ? 2 anos?! Fala sério né!

- Mesmo assim continuo sendo mais velho , não importa qual a diferença.
Ela riu e ficou encarando o movimento que a água fazia , parei para observa-la de perto, seu rosto tinha traços fortes , mas não deixava de ser delicado, seus lábios avermelhados me deixavam a mercê de pensamentos insanos . Despertei com sua voz me chamando...

- Bieber! Hey, para de me encarar com essa cara de retardado! Você não ouviu o que eu disse?! - ela me olhava brava , o que me faz rir.

- Desculpa, não prestei atenção, o que disse?

-Perguntei como são as coisas no Canadá. Recebo notícias da mafia de várias partes do mundo , mas não passam de informações fúteis e irrelevantes.

- Ah, bom ,ultimamente as coisas andam calmas por lá , as pessoas reconhecem quem lidera e apenas cumprem as ordens. Nada de retaliações, a não ser por alguns traficantezinhos de merda que tentam dar uma de espertos, nada para se preocupar.

- Como você conseguiu isso tudo? Digo, Chris comentou que você não tem poder apenas sobre o Canadá, e com apenas 21 anos é...surpreendente.

- Herdei o Império do meu pai, ele morreu quando eu tinha 15 anos , daí em diante eu assumi tudo que era dele, tenho domínio sobre o Canadá, Itália, China e uma parte da Califórnia.

- Interessante, bom saber que Christian não exagerou sobre você

- O que ele disse ? - perguntei

- Disse que você não brincava em serviço e que tinha experiência com carregamentos de armas...,ah , e também disse que você é um canalha e não vale nada - disse rindo , neguei com a cabeça e ri nasalado.

-Bom ele não mentiu...- não mentiu mesmo, ser certinho não é o meu lance.

-Ele nem precisaria ter me dito isso , quando eu te vi na minha porta eu ja soube Bieber , caras como você eu conheço de longe! - ela riu e se levantou . A olhei com o senho franzido , e acho que ela entendeu .

- Quero dizer , caras que se acham os fodas, tratam as mulheres como objetos descartáveis, se vangloriam de ter milhares de garotas ao seus pés e acham justo se sentirem superiores por isso. Arrogante, fala com as pessoas como bem intende e não aceita ser desafiado ou intimidado por ninguém , usa essa posse de bonzinho para conquistar o que quer , e quando consegue chuta para longe . Não sabe o que é ser fiel a uma única pessoa , adora uma farra e encher a cara, e acima de tudo não aceita levar um Não como resposta, acertei?! - me olhou de cima com um sorrisinho filha da puta na cara.

- Percebeu isso tudo apenas por me olhar?!

- Talvez..., ja conheci muitos , mas você tem uma coisa que nenhum deles tinha.

- O quê? Um pau enorme? Como sabe?! Ainda nem te mostrei! - fiz uma cara de inconformado e ela gargalhou.

- Nenhum deles assumia que era assim , adoravam pagar de santinhos, até o final.

-Bom...- me levantei ficando de frente para ela - Sou canalha do início ao fim , não escondo isso de ninguém é um don! - dei um sorriso de canto e ela negou com a cabeça.

- Justin Bieber acaba de ganhar um ponto comigo, esse é dos meus! - ela sorriu

- O que?! - perguntei fingindo surpresa.

- Qual é? Não achou que eu fosse uma puritana né?! Deixa eu te falar uma coisa...-chegou perto de mim e alcançou meu pescoço, sua respiração me causou arrepios - Minha inocência foi levada à muito tempo, comigo as coisas são mais intensas, peculiares...- sua voz estava rouca de uma forma extremamente sexy enquanto ela arrastava seu dedo indicador por meu peitoral, mas foi quando ela mordeu o lóbulo da minha orelha que meu corpo entrou em combustão, puxei sua cintura com força fazendo seu corpo se prensar no meu , ela arfou e olhou para minha boca se aproximando mais.

- Não vai ser tão fácil baby...- ela se afastou e me deu as costas saindo e rebolando aquele traseiro enorme.

- Caralho! - agarrei meus cabelos e fechei os olhos tentando controlar minha respiração. Meu corpo estava quente , puta que pariu , to parecendo aquelas menininhas virgens quando vão transar ! Tirei a camisa e a bermuda e sem pensar duas vezes me joguei na piscina.

        《Beline. C》

Estava no escritório à horas analisando dados e papéis , tudo que me ajuda-se a encontrar os pais da garota e a tal Margareth. E o que encontrei me deixou um tanto surpresa.
-Eu não entendo. Como ela se envolveu justo com aquela mulher?! - pensei alto enquanto girava de um lado para o outro em minha cadeira. Escutei duas batidas na porta e pedi que entrasse. Logo um ser loiro entrou e se jogou no sofá, mas o que?!...

- Precisa de algo Bieber?

-Não tenho nada para fazer, então vim aqui. - se acomodou mais e cruzou os braços atrás da cabeça.

- Primeiramente senta direito aqui não é zona . - o olhei séria e ele riu.

- Calma gata , não tem ninguém aqui, ja pode tirar essa pose de durona...e se quiser tirar a roupa também, juro que não me incomodo.- disse com um sorriso babaca no rosto.

- Olha aqui, eu não sei o que você pensa, o que você quer ou como eram as coisas no seu "território", mas aqui é diferente. Ou você demonstra respeito ou te mostramos como é que se faz, não admito esse tipo de brincadeiras , eu sou a chefe aqui . Então se coloque em seu lugar , deu para entender?!

Sua risada rouca me causou um arrepio , ele se levantou e caminhou lentamente até minha mesa se sentando de frente para mim , e sem quebrar o contato visual cruzou os braços sobre a mesa ficando ainda mais perto .

- Beline eu não trabalho para você, só estou aqui por que Christian me pediu ajuda, quem precisa de mim são vocês e não o contrário , que isso fique bem claro...e quanto a nossa relação fora do trabalho, meu quarto é ao lado do seu não precisa bater...- sua voz arrastada e extremamente rouca me fez prender a respiração sem ao menos perceber,  olhei para sua boca entreaberta e ele sorriu de lado se levantando - Foi bom conversar com você. - deu uma piscadela para mim e saiu. Continuei olhando para o nada por alguns segundos , eu devia estar com cara de idiota . Como tudo nele combinava? O jeito sarcástico de fazer piadinhas sem graça, o modo de ser arrogante e extremamente sensual ao mesmo tempo, apenas na forma de respirar ele chama atenção . E ainda tem aquele sorrisinho sacana que não sai do seu rosto! Esse cara mal chegou e ja conseguiu me tirar do sério, ele me irrita apenas por estar no mesmo cômodo que eu. Eu o odeio por ser tão sexy!



Notas Finais


Bom foi isso, tá bem sem graça mas é preciso , logo mais teremos mais ação. Beijinhos❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...