História Grávida Aos 16 - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Bea Miller (Beatrice Miller), Demi Lovato, Fifth Harmony, Justin Bieber, Miley Cyrus, One Direction, Selena Gomez, The Vamps
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Bea Miller, Bradley Simpson, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Miley Cyrus, Niall Horan, Normani Hamilton, Selena Gomez, Zayn Malik
Tags Camila Cabello, Camila G!p, Camren, Camren G!p, Fifth Harmony, Larry, Lauren Jauregui, One Direction
Exibições 953
Palavras 974
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Aqui está mais um capítulo pra vocês meus amores, deixem os comentários de vocês ai embaixo pra mim e favoritem também amores, até lá embaixo.

Capítulo 13 - Karla Camila...


Fanfic / Fanfiction Grávida Aos 16 - Capítulo 13 - Karla Camila...

Camila

Eu precisava tirar minha cabeça daquela mulher e de Alice, sou queria tirar minha cabeça de tudo isto. Parei em frente a um bar e desci do carro, entrei no bar e me sentei bem na frente do bar man, pedi um copo de vodca e assim que ele coloco em minha frente o tomei sem piedade alguma e pedi mais vários copos. As horas se passaram e quando me dei conta, já havia vários copos vazios encima da bancada, meu estado não era dos melhores, peguei o celular do meu bolço e tentei a todo custo desbloquear a tela, mas foi tudo em vão, eu mal enxergava a tela direitinho. Paguei a conta com o cartão de crédito e sai do bar cambaleando e rindo sozinha com os meus tropeços, procurei pelo meu carro e quando o encontrei com a maior dificuldade, abrir a porta do carro, entrei nele e o liguei. Com dificuldade dirigir para casa dos meus pais, tentei ao máximo me lembra do caminho, quando cheguei mal sabia como tinha vindo parado ali, então fiquei buzinando ali em frente a casa por quase 10 minutos, até meu pai sair pela porta e vir até meu carro.

- Camila o que está fazendo aqui as 3 da madrugada?. - perguntou-me parado em frente a janela do carro me olhando preocupado.

- Eu sou precisava de alguém pra me acalmar, porque eu não sei o que fazer. - disse totalmente embolado, deixando as lágrimas escorrerem.

- Você está bêbada, cade a Alice Camila, o que você fez?. - perguntou-me ainda mais preocupado e abrindo a porta do carro, ele me ajudou a sair do carro e me apóio nele.

- Eu deixei ela com Lauren, eu não sei o que faz, acabei com a vida de uma garota, já basta a minha vida horrível. - disse chorando ainda mais forte e ele me abraçou, apesar da confusão em seu rosto.

- Quem e Lauren, o que você fez de errado minha filha?. - perguntou me colocando sentada no sofá.

- Lauren e uma menina que conheci em uma boate, ela está grávida e o filho e meu. - disse me deitando no sofá e acabando pegando no sono por causa da bebida.

Abrir os olhos lentamente e senti minha cabeça pulsando, eu não me lembrava o quanto devia ter bebido na noite passada, mas devia ser muito pela grande dor que estava sentindo na cabeça, olhei em volta e percebi que eu estava na casa dos meus pais, como eu tinha vindo parar aqui. Tirei o lençol que me cobria e me levantei, tentei não cair pela dor de cabeça que sentia, caminhei escada acima até meu antigo quarto, entrei no banheiro que tinha lá e tomei um banho demorado. Sai do banheiro já enxugada, peguei uma antiga camiseta preta e uma calça da mesma cor, ambos estavam com cheiro de guardados, coloquei os tenis que estava usando antes, desci as escadas com a intensão de ir embora, mas meu pai já estava me esperando na sala, o que será que eu havia aprontado ontem.

- Pai eu já estou indo embora. - disse enquanto caminhava até a porta, para ir embora.

- Não você não vai embora Karla Camila, ontem você chegou aqui bêbada e não era pouco, você falou que engravidou uma garota, que conheceu em uma boate, isto e verdade?. - perguntou me olhando seriamente, pelo visto ontem eu estava bastante bêbada, não ia ter como eu mentir pra ele.

- Sim pai e verdade e está menina tem 16 anos, foi parar no hospital em que trabalhamos, por ironia do destino eu tive que atender ela. - disse me sentando ao lado dele e abaixando minha cabeça. - eu realmente não sei o que faço, eu não queria ter acabado com a vida dela, ainda mais ela e a filha dos Jauregui's. - disse e papai me olhava com um olhar de espanto a todo momento, quando falei de quem ela era filha ele se espantou mais ainda.

- Você engravidou a filha do Michael Jauregui o homem mais poderoso da nossa cidade, você e mais doida do que eu pensava. - disse soltando uma risada e eu não sabia a onde estava a graça.

- Qual e a graça pai, eu não sei o que fazer, ela sou tem 16 anos e esta morando comigo. - disse passando as mãos sobre meus cabelos nervosa.

- Vou te falar o que você vai fazer Camila, isto e uma ordem, você pode estar sentindo raiva da vida pelas coisas que aconteceram a você, mas está menina não tem culpa. - disse de forma calma enquanto me olhava nos olhos. - pode ter certeza que ela está com mais medo que você, então não a trate mal, ela espera um filho seu que não tem culpa de você não ter colocado camisinha, então cuide dela e de uma vez por todas, pare de tratar Alice mal ela não tem culpa do passado, sei que tem raiva minha filha, mas sei que você a ama, eu te conheço Karla Camila. - disse calmamente segurando uma de minhas mãos.

- Eu prometo que eu vou tentar pai, obrigado. - disse o abraçando com força e ele fez questão de retribuir.

Depois daquele conversa eu fui embora, talvez meu pai estivesse certo, eu precisava parar de tratar Alice mal, Lauren devia estar realmente apavorada com tudo que estava acontecendo na vida dela, ela era somente uma adolescente, enquanto eu era uma adulta que havia me tornado cabeça dura por causa do que havia acontecido no passado. Será que eu seria capaz de deixar esta frieza de lado, me deixaria amar meus filhos e cuidar de Lauren durante a gravidez, ela não merecia tal grosseria vinda de mim, não tinha culpa de nada.


Notas Finais


Espero que tenham gostado meus amores, deixem os seus comentários ai embaixo pra mim e favoritem, até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...