História Grávida Aos 16!!! - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Austin Mahone, Demi Lovato, Fifth Harmony, Joe Jonas, Justin Bieber, Laura Marano, One Direction, R5, Selena Gomez, Taylor Swift, Zayn Malik
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Austin Mahone, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Joe Jonas, Justin Bieber, Laura Marano, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Normani Hamilton, Ross Lynch, Selena Gomez, Taylor Swift, Zayn Malik
Tags Camren, Drama, Fifth Harmony, Jelena, Justin Bieber, Romance, Selena Gomez
Exibições 280
Palavras 1.492
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Aqui está mais um capítulo pra vocês, espero que gostem, deixem ai seus comentários pra mim e favorite, até lá embaixo.

Capítulo 4 - A Festa part 2


Fanfic / Fanfiction Grávida Aos 16!!! - Capítulo 4 - A Festa part 2

Justin

Eu e Joe havíamos acabado de chegar a boate, ainda não era tão tarde, mas a boate já estava bem lotada. Quando entramos tocava uma música bem animada e alta, fomos até o bar e logo 4 meninas muito gostosas vieram até nós, realmente elas eram lindas, mas meu olhar e os de Joe estavam em duas garotas que dançavam animadamente e rebolavam a morena um pouco mais alto estava me deixando de pau duro já, só de imaginar àquela bunda rebolando encima de mim. A morena mais baixa veio até o bar e nós olhou e olho pra Joe que sorriu pra ela e logo os dois já estavam conversando, ele era rápido no gatilho a morena me olho e sorriso para mim, fez um sinal com a cabeça que eu fosse até sua amiga, me virei e olhei para o bar man.

– Dois copos e uma garrafa de vodka pura por favor. – disse olhando por bar man que me olho e deu um sorriso, pelo jeito era gay, nada contra, mas ele estava achando que eu ia dar encima dele.

– Aqui esta moço. – disse ele colocando os dois copos e a garrafa encima do balcão e junto com a conta havia seu número e coloquei o dinheiro encima da bancada e fui ate a morena que dançava no ritimo da música.

– Oi gostosa. – disse no ouvido dela e pude ver que ela se arrepio com o meu pequeno contato, ela se virou pra mim e deu um sorriso, que me atingiu em cheio, fiquei bobo com àquilo, ela tinha um sorriso perfeito, o que eu to pensando ela e só uma garota que eu vou comer no fim da noite, como fazia com todas.

– Oi. – disse ela em um sussurro, mais apesar da música alta eu pude escutar, entreguei um copo pra ela que ela aceitou de bom grado e enchi de vodka, ela tomou um gole e fez careta.

– Parece que você nunca bebeu antes. – disse sorrindo pra ela, pois pela careta que ela fez era a primeira vez que ela ingeria este tipo de bebida.

– E a primeira vez que eu bebo. – disse ela sorrindo pra mim e corando violentamente, pensei que não tinha como ela ficar mais linda, mais tinha e apesar da maquiagem, pude ver que ela corou.

– Sempre tem uma primeira vez pra tudo linda. – disse em seu ouvido por causa da música que estava muito alto e pude ver que ela se arrepio de novo. – vem vamos dançar esta música e legal. - a puxei pela mão e fomos mais pro meio da pista de dança, ela fico de costas pra mim e rebolava bem sensual.

Deixei o copo de lado e só fiquei com a garrafa na mão, ela roçava sua bunda em meu pau e percebi que ela estava gostando do que estava dentro da minha calça, ela já estava bem alterada e eu também.

– Que tal irmos pro meu apartamento. – disse em seu ouvido e sorri malicioso pra ela e ela sorriu e rebolo mais ainda em meu pau que já estava pulsando dentro da minha cueca.

– Vamos antes que eu fique sóbria e mude de idéia. – disse ela sorrindo malicioso e se virando pra mim e me dando um selinho rápido, realmente ela estava bastante alterada, mais foda-se eu iria pegar ela de jeito.

– Vamos. – disse sorrindo e a puxando pela mão a amiga dela já tinha sumido com Liam, nós viemos de táxi.

Sou responsável não dirijo bêbado, chamei um táxi e abri a porta pra ela entra e tive que a segurar pra ela não cair e ela me agradeceu, assim que entrei a puxei para meu colo e a beijei com luxuria e desejo.

– Você e gostoso de mais. – disse ela puxando meus cabelos e rebolando em meu colo, àquilo estava me levando a loucura seria capaz de gozar sem nem estar dentro dela.

– Você esta me deixando louco, não sabia que meu pau podia latejar tanto assim. – sussurrei no ouvido dela e logo o taxista paro em frente ao meu prédio e joguei mais que o necessário pra ele e sai com ela do táxi.

Ela cambaleava e eu também um pouco o porteiro riu do nosso estado e chamou o elevador pra gente. Quando dei por mim já estávamos no meu quarto encima da cama, ela só estava de lingerie e eu de cueca que logo fiz questão de tirar e ela olhou pro meu membro e mordiscou os lábios.

– Seu membro e enorme. – disse ela com pânico em sua voz, ela parecia estar com medo de algo não sabia do que, já que as meninas da idade dela não costumam ser virgens.

– Você vai adorar ter ele, bem forte e bem fundo dentro de você gostosa. – disse em seu ouvido e ela tremeu embaixo de mim o que me fez sorrir.

Rasguei sua lingerie e ela solto um gritinho o que me fez ri do seu ato, apertei os seios dela e ela soltou um gemido alto. Os seios dela cabiam perfeitamente em minhas mãos. Eu queria a provar por inteiro, então desci beijando todo o corpo dela e ela gemia a cada toque que eu dava em sua pele, lisa e macia, ninguém nunca havia me deixado tão duro como ela deixou.

– Você e gostoso de mais, esta me fazendo sentir sensações que nunca senti antes em toda minha vida. – disse ela entre gemidos, ela se contorcia embaixo de mim e roçava sua pele na minha.

Àquilo me causava coisas que nunca havia sentido antes era tudo novidade pra mim àquelas sensações gostosas e boas que estava sentindo naquele momento.

– Eu quero te provar, sentir seu gosto. – disse já entre as pernas dela e lambendo levemente o clitóris dela o que fez com que ela tremesse e soltasse um belo de um grito e àquilo tudo me deixava mais louco ainda.

– Isto gostoso mais. – disse ela entre gemidos em quanto pressionava minha cabeça em sua entrada e eu a chupava com força, comecei a estimular seu clitóris com meus dedos e logo seu liquido quente tomo toda minha boca e eu engoli cada gota do seu néctar.

– Seu gosto e divino o melhor que eu já provei. – disse sorrindo e passando as mãos por suas coxas, subi beijando cada parte do corpo dela e a beijei fazendo com que ela sentir seu próprio gosto.

Fiquei entre as pernas dela e a deitei na cama, sorri malicioso pra ela e ela me retribuiu o sorriso.

– Vem eu to pronta pra você, mais por favor vai com calma. – disse ela já abrindo as pernas e a olhei e ali percebi que ela era virgem, eu não transava com meninas virgens, transava no colégio mais agora era diferente, e já ia me levantando quando ela me puxou pra si e me beijo com vontade e sussurrou entre o beijo. – por favor continua está gostoso. – disse ela puxando meu lábio inferior de leve.

– Tudo bem, mais olha isto vai doer um pouco. – disse voltando a me posicionar entre as pernas dela.

Passei meu membro em sua entrada e ela gemeu em um pedido que eu entrasse nela logo, então fui o que fiz, fui entrando nela bem devagar e pude sentir sua barreira sendo rompida, ela arranhou minhas costas com força. Àquilo iria deixar marcas mais tarde e das vermelhas, a olhei e lágrimas caiam pelos seus olhos e as enxuguei com alguns beijos, nunca havia feito àquilo com garota nenhuma antes. No colégio eu pegava muitas meninas virgens e nem ligava pra isto, nem quando elas choravam e algumas vezes me imploravam pra parar, mas com ela foi diferente o que eu mesmo estranhei meu ato de carinho. Quando já não estava doendo mais e o prazer a tomou, ela rebolo contra meu membro mostrando que já estava pronta, então estoquei meu membro com força dentro dela e ela gemeu alto, sussurrava coisas sem sentido no meu ouvido, ela rebolava contra meu pau a cada investida que eu dava com mais força e mais fundo, senti que ela iria ter um orgasmo e eu estava perto de gozar também, comecei a investir com mais força e logo ela começo a se contrair e foi apertando meu pau dentro dela, ela chegou a o orgasmo e deu um grito alto de prazer e seu corpo que antes estava meio erguido caiu sobre o colchão, dei mais uma investida e logo gozei dentro dela, retirei meu pau de dentro dela e cai do lado dela e ela me olhou e sorrio, estávamos ambos cansados, ofegantes e suados.

– Isto foi bom de mais, obrigado por ser carinhoso. – disse ela sorrindo e colocando sua cabeça sobre meu peito e passei a mão pelos cabelos dela e beijei sua testa.

– Durma e descansa princesa. – disse beijando desta vez o topo da cabeça dela e ela me deu um selinho e logo a insônia, tomou a nós dois e ambos dormimos.


Notas Finais


Espero que tenham gostado meus amores, deixem ai seus comentários, até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...