História Gravidez indesejada - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bebê, Bebes, Colégio, Escola, Gravidez, Gravidez Indesejada, Indesejada, Mãe
Exibições 14
Palavras 773
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Festa, Hentai, Orange, Romance e Novela, Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá, Bem vindo ao segundo capítulo da minha história, essa é a primeira história que eu estou escrevendo, espero que gostem.

Capítulo 2 - Primeiro dia de aula (PARTE 2)


Fanfic / Fanfiction Gravidez indesejada - Capítulo 2 - Primeiro dia de aula (PARTE 2)

Passaram se respectivamente duas aulas de matemática, uma de história e bateu o sino novamente, pra minha alegria era o sino do intervalo.

A primeira coisa que eu faço é pegar meu celular, graças a Deus alguém inventou essa pequena máquina que pode evitar contatos humanos, o que eu faria se isso não existisse? Teria que socializar? ECA!!! 

Continuo usando meu twitter e vendo as postagens dos Youtubers, como eu queria ser um deles, ganhar dinheiro fazendo o que gosta deve ser um sonho, até que Cindie e Yuri passaram na minha frente, eu estava com bastante vontade de falar com eles mas uma sensação de timidez invadiu minha mente, talvez eu deva deixar para falar com eles separadamente, deve ser mais fácil.

Percebi que desde que eu cheguei não tinha comido nada, talvez a sensação de nervosismo por está em uma escola nova tenha camuflado a minha fome. Caminho até a cantina pra comprar alguma coisa, pego uma coxinha, a melhor coisa já criada pelo ser humano. Vou procurar uma cadeira, não tem nenhuma vazia então eu tenho que me sentar ao lado de Bryan, bom pode ser um começo de uma amizade, fazer amigos no primeiro dia de aula vai ser bom pra mim.

Alice - Oi. Posso sentar?

Bryan - Ah, Oi, Claro, pode sim.

Parece que ele ainda está confuso e com sono, imagino o que ele ficou fazendo pra está tão cansado hoje.

Alice - Você gostou do professor Wagner?

Ele deu um sorriso 

Bryan - Pra ser sincero ele é um lixo

Comecei a rir, de manhã eu também fico sonolenta e boba, então rio por qualquer besteira. 

Alice - É verdade.

Continuamos conversando, descobri que ele tinha um cachorro mas ele desapareceu, ele estudava em uma escola religiosa, mas aparentemente ele era um aluno problema então foi expulso, isso me surpreende por que ele parece bem calmo, as aparências enganam mesmo.

Triiiiiiiiiiiiiiiiiim o sino bate e nós vamos para a sala novamente.

Alice - Ei, por que você não se senta aqui desse lado, tem uma cadeira próxima de mim.

Bryan - Ok, eu já estou indo.

Ele pegou seu material e depositou sobre a carteira do meu lado.

Nós continuamos conversando e eu contei algumas coisas pra ele, e vise e versa. Talvez eu vá precisar de um professor de reforço por que se eu continuar conversando que nem hoje minhas notas só vão piorar.

O sino toca, a gente se despede ele me dá o número do seu wpp e eu dou o meu, parece que a nossa amizade vai pra frente.

_______________________________________

Chego em casa, dou um beijo na bochecha da minha mãe como cumprimento.

Débora - E aí filha, foi boa a escola nova?

Alice - Sim, eu acho que já até fiz um amigo novo.

Débora - Que bom, vai ser ótimo se você continuar assim fazendo amigos, mas não se esqueça que você precisa melhorar nas notas, não vai se perder hahahaha

Alice - Calma mãe, eu PROMETO que esse ano eu passo direto.

Débora - Ah, assim não vale filha, você sempre promete isso hahaha

Alice - Bobinha hahaha

Falo isso e vou pro meu quarto, eu e a minha mãe somos um belo exemplo de família, e meu pai também pena que ele chega tarde. Decido dormir.

17:30 

O papai já deve ter chego. Saio do quarto e vou pra sala, meus pais estão assistindo série acredito que deve ser CSI. O exemplo de série que eu não curto, bem que eles podiam gostar de The Walking Dead ou American Horror Story, mas pelo menos eles gostam de alguma coisa do tipo, abraço meu pai e me apreso pra comprar o pão.

_______________________________________

Chego na padaria

Alice - Por favor três pães.

Pego o pão e quando vou me dirigindo à saída da padaria eu olho, é Yuri, nunca tinha visto ele na padaria será que eu nunca notei ou ele está frequentando agora? O que eu faço?  Sorrio ou fingo que nunca vi? Aí meu deus ele está se aproximando. Decido sorrir, ele olha pra mim assustado como se não esperasse depois repete a reação e sorrir. UFA! Eu não morri pelo menos. Um sorriso é a porta aberta pra fazer amizade amanhã eu vou falar com ele e com a Cindie. Falando neles tem algo que eu devia fazer mas não me lembro... !!!!!! Droga!!! Eu esqueci de mandar mensagem pro Bryan mas será possível que essa minha cabeça não pensa direito? Corro pra casa. 

_______________________________________

Chego em casa, jogo o pão na mesa e corro pro meu quarto pra pegar meu celular

Débora - Nossa, viu um fantasma? 

Nem respondo, pego o celular, salvo o número dele. Ele não me mandou nenhuma mensagem então eu mando.

Alice ~ Oi, sou eu a Alice, salva meu número :)







Notas Finais


Oie, espero que tenham gostado do segundo capítulo, se você gostou não esquece de adicionar nos favoritos e se quiser pode me adicionar e me seguir ❤ e se você quiser adicionar alguma coisa na história é só deixar nos comentários, Beijos obrigada pela atenção.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...