História Gravity Falls Agora mais Misteriosa Que Nunca - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls
Visualizações 25
Palavras 891
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Mistério, Survival
Avisos: Incesto, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Depois do acidente


Fanfic / Fanfiction Gravity Falls Agora mais Misteriosa Que Nunca - Capítulo 5 - Depois do acidente

Dipper fica imóvel com o que acaba de ouvir, e depois de minutos quando finalmente consegue fazer algo, solta um grito tão alto que ecoa por toda a cabana e acorda os tivos. Os tivos chegam correndo no quarto dos gêmeos, Stan com um taco de baseball e Ford com uma bugiganga estranha (provavelmente alguma arma caseira de seu laboratório) dizendo em coro "Cadê o ladrão!?"
Ao olharem no quarto não encontram ladrão algum (e então baixam as armas), e muito menos Mabel, porem Dipper estava com uma cara horrível e seu celular no chão, ele estava tendo uma de suas crises de ansiedade. Mais uma vez em coro, os tivos dizem "O que tá acontecendo Dipper? e cadê a sua irmã?", Dipper se recompõe e do nada fica com uma cara de coragem misturada com raiva e preocupação, segura os tivos pelo braço e os leva correndo pra garagem, e diz no caminho "Sem tempo de explicar, confiem em mim! Temos que achar a Mabel! Eu acho que ela tá um pouco... uh... MUITO encrencada!".
Os tivos então começam a entender um pouco a situação, o suficiente pra perceber que precisavam encontrá-la o quanto antes, e então antes de chegarem na garagem param e Ford diz "O carro não tá aqui, agente vai ter que pegar o de golf mesmo!", e então Stan complementou "Eu sei onde o carro tá, mas vai demorar muito, vão na frente com o de golf mesmo, vocês precisam encontrá-la logo pode deixar eu alcanço vocês depois, VÂO!".
Somente depois de algumas ruas o bom senso volta a cabeça dos dois (Ford e Dipper) e então Ford pergunta sem parar o carrinho "espera, onde ela tá!?", "ela não disse, mas disse que tava perto, procura alguma curva de estrada quebrada que com certeza agente vai encontrar ela!" respondeu Dipper. Ele então fica com medo de ter sido alguma criatura bizarra e começa a foliar o diário vendo que tipo de criaturas ficavam nas bordas das florestas de noite, sem passar pela sua cabeça que podia ser apenas algum animal selvagem normal, depois de vários pensamentos de medo e preocupação e 8 páginas de monstros seguidas (cada um mais terrível e horripilante que o outro) Ford o interrompe pois vê que ele estava quase tendo outra crise de ansiedade e diz "Calma lá garoto! vai acabar se matando desse jeito! Eu sei que vocês são super próximos até mesmo pra irmãos gêmeos e que aconteceu algo sério, mas relaxa, agente já tá chegando pra ajudá-la". Dipper se sente confortado e fecha o diário, colocando-o entre o braço e o torso(como sempre) e um sorriso no canto do rosto, mas ainda com preocupação. Ao encontrarem o local Dipper pula do carrinho ainda em movimento (que não estava mais tão rápido, do contrário teria se quebrado todo agora) de tanta pressa e corre pra ajudar Mabel, ao tirá-la do carro Dipper percebe que não havia ninguém no carro além dela (o que chamou sua atenção e a curiosidade de Ford). "Bom, vou ligar pra polícia mesmo assim, só pra relatar o ocorrido e pra procurarem os rapazes que você disse que estavam com ela". Ele ajoelhado coloca Mabel em uma pose quase que deitada no seu colo pra ela respirar melhor e pergunta "Mabel, o que aconteceu? você se lembra de algo?", mas ela não diz nada com nada, ele então percebe que tinha sangue no rosto dela e se assusta, limpa um pouco com o polegar enquanto se torturava com o pensamento "Droga! porque eu fui deixar ela sozinha!?", e então volta com ela(e o Ford) pra cabana. No dia seguinte ele desce as escadas e vê ela conversando na sala sobre o acontecido com os policiais, ele não está tão próximo então não conseguia ouvir nada mas podia ver estampado no rosto dela uma timidez ou vergonha por algum motivo. Os policiais então se retiram, mas ele não se sente confortável o suficiente pra já ir questioná-la assim no começo do dia, então vai tomar um banho, e durante o banho ficou pensando em muitas e muitas coisas, mas uma coisa, ou melhor, uma pessoa em especial não saia de sua cabeça... sim, era Mabel. Não conseguia ficar parado, mal saiu do banho e já correu direto pra sala (de toalha mesmo) perguntar o que ocorreu com ela, e o porque deste recuo dessa timidez toda na hora de falar sobre isso. Ela estava lá vendo TV sentada no sofá com Waddles na frente no sofá deitado acompanhando-a, ele então se coloca na frente da TV e levanta a sobrancelha esquerda dizendo "Qual é Mabel, uma hora ou outra você vai ter que me dizer o que aconteceu, de preferência agora. Sabe que pode me contar QUALQUER COISA não sabe?".
Ela responde com "Sim Dip, eu sei, mas é que-" antes de terminar percebeu que Dipper estava só de toalha e começou a corar e pra disfarçar disse "Ok! eu te conto mas vai colocar uma roupa, eu não aguento te ver assim". Dipper deu um sorriso pensativo, pois aquele "não aguento te ver assim" não soou nem um pouco como uma reclamação, mas sim como um suspiro(bom). Ele então sobe correndo pra pegar uma roupa e desce para conversar com Mabel.

Dipper: E então Mabs? pode começar...
Mabel: Tudo começou quando agente tava naquelas mesas da saída do show, daí então-

Continua.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...