História Gravity Falls, os miterios nunca acabam. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls
Exibições 20
Palavras 755
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


aqui tem mais um capitulo, mas assim que eu fizer o terceiro capitulo eu vou colocar mais um só segunda que vem, me desculpe.
leitores fantasmas: PEQUEM ELA.
os leitores vão atrás de Giselle.

Capítulo 2 - O começo de mais místerios


Fanfic / Fanfiction Gravity Falls, os miterios nunca acabam. - Capítulo 2 - O começo de mais místerios

Mabel e Dipper voltaram para a cabana de mistérios e tiveram uma surpresa quando entraram. Seus tios aviam chegado de viajem mais cedo.

Stan: Crianças.

Dipper/Mabel: Tio Stan.

Eles dão um abraço nele.

Ford: E eu aqui, também sou da família.

Mabel: Vem cá.

Eles dão um abraço em família e do nada o Soos aparece.

Stan: Soos.

Soos: Desculpa, mas eu estou com mais saudades que eles.

Stan desfaz o abraço.

Mabel: Pensei que vocês voltariam só daqui a uma semana.

Stan: O gênio cientista falou para voltamos para matricular vocês na escola de Gravity Falls e coisa e tal.

Ford: Vocês querem ver o que tem no centro do triângulo das bermudas?

Dipper: Vocês foram para o triangulo das bermudas e saíram vivo?

Ford: Sim.

Depois deles falarem um monte de coisas que seus tios passaram em apenas um mês e três semanas no mar. Quando era de noite, Mabel escreveu o que aconteceu o dia todo e suas novas descobertas no diário de estrela cadente. Quando escuta alguém bater na porta.

Mabel: Pode entra.

Dipper: Podemos conversar?

Mabel: Depende, do que se trata?

Dipper: Sobre aquele negócio de Bill ser seu guardião, até que faz sentido.

Mabel: Que?

Dipper: Pensa bem, Bill sempre encontra uma brecha em seus acordos e podia simplesmente fazer o tempo parar e o estranhagedom seria pela eternidade em um misero segundo. Mas ele fez você ficar em um lugar seguro, onde você tem tudo. Acho que ele ficou com medo de ter machucar.

Mabel fez uma cara de felicidade e surpresa.

Mabel: Dipper, sabe qual e seu guardião.

Dipper: Não me lembro o nome.

Mabel: Ela se chama Yaya (Giselle: Inventei o nome, mas ela existe)

Dipper: Uma garota fala cério.

Mabel: Há há há há há.

Depois de muita risada Dipper fecha a cara ficando sério.

Dipper: Mabel, quando o Tio vô Ford descobri, ele pode pirar de medo e raiva e pior ainda o tio vô Stan. Por isso vamos manter segredo, por nosso bem e ... não acredito que vou falar isso ... para o bem dos nossos guardiões.

Mabel: Agora me surgiu uma dúvida, Bill esta apagado e a Yaya está em outra dimensão, como eles vão nós proteger?

Dipper: Não se preocupe com isso. O velho Mc Dancty disse que de alguma forma eles devem estar por perto para nos proteger.

Mabel: Acho que nos apegamos a eles sem os conhecer.

Dipper: Deve ser uma de nossas reencarnações.

Ford: Que reencarnações?

Dipper: Nada não.

Mabel: E que na minha última matéria de história falava que os Indianos acreditavam que quando eles morriam voltavam de novo. E estava perguntando para o Dipper sobre o que eles chamavam isso.

Ford: Isso se chama reencarnação Mabel e é verdade, mas só para alguns humanos.

Dipper pensando: Então ele sabe o que são os humanos especiais.

Dipper: Se existe esses humanos, tem como eles se lembrarem das vidas passadas?

Ford: Eles existem Dipper, eles vão se lembrando com forme o tempo.

Dipper: Obrigado tio.

Ford: De nada.

Ele sai do quarto.

Dipper: Pensou rápido Mabel.

Mabel: D-d-d-dipper.

Dipper: O que foi Mabel?

Mabel: Eu não pensei nisso.

Dipper: Oque?

Mabel: O-o-o-o-o Bill me falou pra disser isso.

Mabel ficou com medo e abraçou seu irmão.

Dipper: Calma Mabel.

Mabel: Dipper, eu sinto que tenho que confiar em Bill, mas por tudo que ele nos fez, eu fiquei com medo.

Dipper: Relaxe, ele não pode entra na cabana se lembra. Va dormi que eu também já vou.

Dipper saio do quarto, Mabel começou a escrever no diário dela e o Dipper também, mas no quarto dele.

 

Diário de estrela cadente:

 

Eu sempre acreditei que todas as pessoas têm um lado bom, hoje descubro que até um monstro tem. Bill tentou destruir o mundo uma vez, mas hoje ele me ajudou de alguma forma. Eu sou uma reencarnação de uma pessoa que se tornou varias e Bill tem que me proteger. Eu sinto de alguma forma que ele está vivo, mas aonde eu não sei.

Talvez esse seja o começo de mais mistérios.

 

 

 

Diário de pinheiro:

 

Eu e minha irmã somos especiais, nós podemos nos reencarna e em cada reencarnação o mesmo guardião tem que nos ajudar. Minha irmã tem como guardião o Bill, ele já tentou destruir o mundo. Porém acho que ele mudou, hoje o tio Ford quase pega a gente falando dele e da Yaya (ela e minha guardiã), então ele falou com Mabel mentalmente para despistar.

Talvez esse seja o começo de mais mistérios.


Notas Finais


Giselle: O terceiro capitulo vai ser o mais grande o que eu consegui, mas continuando.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...