História Gravity Falls, os miterios nunca acabam. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls
Exibições 17
Palavras 1.854
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Giselle: Esse foi o capitulo mais longo que eu pude fazer. aproveitem

Capítulo 3 - Eles chegaram


Dipper on:

 

Eu acordo com o Waddles (o porco da Mabel) me lambeando.

Dipper: Sai Waddles, quem te deixou entrar? AAAA!

Eu vejo uma garota morena com metade do cabelo pintado de rosa com uma parte do cabelo escondendo um dos olhos no lado da porta me olhando.

Dipper: Q-q-quem e v-v-você?

???: Não se lembra de mim? Eu sou Yaya sua guardiã.

Dipper: E como você entrou?

Yaya aponta pra cima. Olho vejo um pequeno portal que logo fecha.

Yaya: Se levanta, eu vou fazer o café.

Ela sai do quarto, então essa e minha guardiã.

Ford *na cozinha*: AAAAAAAAAAAAAA!

Eu desci correndo e vir o tio Ford com uma arma apontada para Yaya.

Dipper: ESPERA!

Eu fico na frende dela e Mabel desce.

Mabel: O que está acontecendo aqui? *olha pra Yaya* Quem e essa Dipper?

Ford: Essa e Yaya prima de Bill, Dipper não se engane ela não e um ser humano e um monstro disfarçado, se afasta.

Dipper: Nope.

Eu vou morrer. A porta se abre com o velho McGucket (Quem leu a sinopse sabe que eu não sei escrever o nome dele, mas eu aprendi Desculpa) ele fica na minha frente.

McGucket: Não Ford, não faça isso. Ela está aqui pelo Dipper.

Yaya: No sentido de amigos.

Ford: Todos ficaram loucos?

Dipper: Escuta, tio Ford lembra que ontem você me disse que só um tipo de ser humano pode reencarna?

Stan: E daí vamos pega-la agora.

Ele mostra seu soco inglês.

Dipper: Eu e Mabel podemos nos reencarna, deste o começo dos tempos Yaya estava no meu lado para me proteger, ela veio aqui pra isso, ela e timo minha guardiã.

Stan: Então onde estar o guardião de Mabel.

McGucket: Aqui.

Ele mostra a estátua de Bill petrificado. Ford aponta a arma para a estátua.

Ford: Fiddleford está maluco?

Ele levanta os ombros com um sinal de talvez.

Mabel: Como traz ele de volta?

Stan: Ficou maluca Mabel?

Mabel: Eu sei lá.

Ford: Vou destruir essa estatua.

Mabel: Não destrua.

Dipper: Abaixa a arma.

Stan: Dipper sai da frente que o Ford acaba com ele e eu com ela.

Dipper: Só por cima do meu cadáver.

Yaya: Não, eu vivi em um lugar onde não tem explicação e agora que encontrei você. Você não vai morrer.

Dipper: Então faz ele abaixar a arma.

Ela estica a mão na direção da arma do tio Ford e ele começa a ficar vermelho e é ele solta.

Ford: Tá quente.

Dipper: Você esquentou a arma telepaticamente impressionante.

Ela me abraça pelas costas.

Yaya: Por isso gosto de você Leo, ops, quero disser Dipper. Desculpa estou me acostumando com o seu novo nome.

Mabel: O seu antigo nome era Leo?

Dipper: Eu não sei era?

Yaya faz um sim com a cabeça.

Stan: ALQUEM ME EXPLICA OQUE ESTA ACONTECENDO?

Mabel: Tio Stan tira o soco inglês, tio Ford não ouse pega a arma do chão e McGucket me dar o Bill.

McGucket dar a estatua pra Mabel.

Mabel: Agora se sentam que a gente vai explica.

Eles se sentam no sofá.

Dipper: Mabel explica pra eles e eu vou trocar de roupa.

Yaya: Vou fazer um café.

Depois deu trocar de roupa eu desci e vi o tio Ford e o tio Stan de bocas abertas.

Yaya: Dipper que café?

Dipper: Valeu.

Eu bebo a café dela e estava muito bom, e o mais estranho e que tinha gosto de chocolate.

Dipper: E chocolate?

Yaya: Não, eu só misturei o café com pó de chocolate.

Vou até eles e começo a cutucar seus rostos.

Dipper: Está tudo bem?

O tio Stan se levanta nas presas me assustando.

Stan: NÃO, NÃO ESTA TUDO BEM. TEM UM MONSTRO DANDO CAFÉ PARA VOCÊ QUE JÁ DEVE TER DOMINADO INUMEROS MUNDOS E MABEL FALA COM O BILL MENTALMENTE.

Mabel: Escuta, ele e do bem agora.

Ford: Ele tentou destruir nosso mundo.

Mabel: Então não me deixa outra alternativa.

Dipper: Yaya se vira.

Yaya: Por que?

Dipper: Só se vira.

Ela se vira e eu também. Sei que agora mesmo Mabel está fazendo os olhos de boneca com o brilho do sol pra eles.

Stan: Ok, vau dar uma chance para o Bill.

Ford: Eu também, mas se ele te machucar, já sabe.

Dipper: Ok, já pode olhar.

Yaya se vira e eu também.

Mabel: McGucket tem como trazê-lo de voltar.

McGucket: Desculpa Mabel, eu achei ele, mas ele não está ai. Não tem como traze-lo de volta ainda.

Mabel subiu e depois de um tempo ela desse com sua mochila e sai sem falar com minguem.

 

Dipper off:

Mabel on:

 

Eu estava na floresta com minha mochila. Assim que me afasto bem da cabana eu me sendo em um tronco e tiro a estátua de Bill e coloca na minha frente.

Mabel: Vamos fazer um acordo, eu aperto sua mão e você volta pra Gravity Falls.

A mão da estátua começa a pega fogo de cor azul. Eu aperto sua mão, uma luz forte aparece me impedindo de ver. Assim que a luz some vejo um garoto mais ou menos da minha idade, ele era loiro e usava um tapa-olho com um desenho de uma pirâmide.

Mabel: Bill?

Bill: Mais e claro, achou mesmo que eu ia ficar na minha forma original fanfando por ai?

Mabel: Yaya está na cabana de mistérios.

Bill: Não, ela não está lá.

Mabel: Que?

Bill aponta para atrás de mim e Dipper e Yaya estavam lá.

Mabel: Me seguiram até aqui?

Dipper: Sim.

Yaya: Oi primo.

Bill: Oi prima.

Dipper: São primos.

Bill: Sim, deste a eternidade vocês dois sempre se reencarnam como parentes e eu tenho que atura ela.

Dipper e Mabel dão um soco escondido. Depois de muita conversação a gente vai pra cidade.

Bill: Explica de novo porque estamos aqui?

Mabel: Para vocês conhecerem a cidade.

Bill: Eu já conheço, dominei essa cidade por mais ou menos dois dias.

Mabel: Mesmo assim, você vai conhecer a cida...

Eu tropeço em algo.

Mabel: Gideon.

Gideon: Ooo, olá Mabel.

Mabel: O que está fazendo aqui e que roupa e essa?

Gideon: Eu vou ser um menino normal agora. Nossa Dipper essa e sua namorada?

Ele beija a mão de Yaya.

Yaya: Não.

Ele olha para Bill.

Gideon: Pelo que vejo a fila andou.

Mabel: Ele não e meu namorado.

Gideon: Então podemos sair hoje à noite.

Pensamento de Mabel: *Alguém me salva*

Bill: Não dá, eu e eles vamos pro cinema assistir um filme e a Mabel vai também.

Gideon: Esta mentido.

Bill mostra os ingressos para ele. E de onde veio isso?

Gideon estala os dedos e toda sua gangue aparece.

Gideon: Escuta aqui seu pirata loiro, a Mabel tem que responder.

Mabel: Mas ele está falando a verdade.

Gideon: Mabel deixe os adultos conversarem (#Idiota).

Dipper: Gideon, a Mabel acabou de falar que ela vai.

Gideon: Calado.

Yaya: Dipper, acho melhor você sair da frente.

Dipper: Já lutei contra um multe-urso, dou conta desses caras.

Mabel: Alguém pode se machucar, acho melhor agente ir.

Bill olha pra mim e dar os ombros para Gideon, ainda bem que acabou, depois de mais ou menos 1 minuto e meio o Gideon grita bem auto para todos nós ouvimos.

Gideon: E ISSO AI GALINHA AMARELA, PODE FUGIR.

Bill: Ok agora sim ele vai ver só uma coisa.

O Bill dar maia volta e eu, Dipper e Yaya só vimos os capangas de Gideon voando por cima de nós (Giselle: Os capangas de Gideon são enormes). Bill segura o Gideon pela a blusa.

Mabel: Billy salta ele agora.

Dipper: Billy?

Mabel: Solta ele.

Bill o solta e vamos para a cabana de mistérios.

Bill: Agora me explica esse negócio de “Billy”.

Mabel: Eu não podia te chamar de Bill na frente dele.

Dipper: Ela está certa.

Dipper e Yaya entram eu fico no lado de fora com Bill.

Mabel: Bill, você pode entrar nas mentes das pessoas certo?

Bill: Aonde quer chega?

Mabel: Será que pode colocar memórias das minhas vidas passadas?

Bill: E contra as regras.

Mabel: Você e esperto sabe encontrar uma brecha em qualquer lugar.

Bill: Vou ver o que posso fazer.

Eu subo as escadas da cabana que ficavam na frende da cabana e chamo ele pra entra, mas assim que ele chaga perto da cabana a barreira magica que o tio Ford fez o impedia de entrar.

Mabel: TIO E UMA ENERGENCIA.

O tio Stan apareceu com um toco de Basebol. Ele olhou para o Bill e foi na sua direção.

Stan: Fica longe da minha sobrinha seu...

O tio Ford aparece e segura a mão dele.

Ford: Calma Stan e só um garoto. Qual e seu nome meu jovem?

Bill olhou para mim e sorrio, estou com um mal pressentimento.

Bill: Me chamo Bill Cipher senhor.

Ford: Viu e só o ... *Processando* MABEL ENTRA NA CABANA.

Eu vou pra frende de Bill.

Mabel: O Bill e do bem agora e vocês prometeram dar uma chance pra ele.

Stan: Tem provas?

Bill toca na minha testa e um tipo de gravador aparece, ele aperta um botão e aparece uma gravação.

 

Gravação:

Stan: Ok, vau dar uma chance para o Bill.

Ford: Eu também, mas se ele te machucar, já sabe.

 

Bill: Ponto pra mim.

Ford: Ok, mas ele não é totalmente do bem, a barreira não deixa ele entra e ainda estar apoiado nela.

Olho para o Bill e ele estava mesmo apoiado nela com uma mão. Porém depois de cinco segundos ele cai, podendo passar da barreira.

Mabel: Está vendo?

Ford vai até Bill.

Ford: Vamos fazer um acordo, se você proteger a Mabel de todo o mal eu dou a você a chave para sair de Gravity Falls.

Bill estende a mão, que estava pegando fogo de cor azul.

Bill: Trato feito.

O Ford aperta a mão dele.

Se passou o dia e já estava na hora de dormi.

Yaya: Onde eu e o Bill vamos dormi?

Stan: Yaya dorme no sofá e o Bill lá fora.

Mabel/ Dipper: Tio Stan.

Soos: Eles são os guardiões das crianças, então para protege-las eles têm que dormi no quarto deles.

Ford/Stan: Cala a boca Soos.

Mabel: Acho uma ótima ideia, eu posso colocar um colchão lá e o Dipper também.

Dipper e Yaya sobem e eu e o Bill também. Quando chegamos no meu quarto Bill estalou os dedos e um colchão apareceu ao lado da minha cama. Eu me troco no banheiro e o Bill no meu quarto, quando chego eu dou comida para o Waddles e escrevo no meu diário.

 

Diário de Estrela cadente:

 

Bill voltou e agora na forma humana, os meus tios (Ford e Stan) deram uma chance para o Bill. Bill também disse que ia ver se consegue uma brecha para eu saber da vida das minhas outras reencarnações. Se conseguir eu não vejo a hora.

Isso vai se bem mais que uma aventura.

 

 

Diário do pinheiro.

 

Yaya apareceu finalmente, e é totalmente diferente do que eu pensava. Ele e alegre e divertida. Pelo visto as coisas vão mudar mais que eu pensei.

Isso vai se bem mais que uma aventura.


Notas Finais


gostaram então comentem por favor.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...