História Gravity Falls : uma vida em outra realidade - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Comedia, Romance, Sobrenatural, Vida Em Outra Realidade
Exibições 8
Palavras 745
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Fantasia, Magia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Me desculpa a demora por um novo capitulo e desculpa por ele estar pequeno mas tive uns problemas com o meu cel novo que apagou esse cap e tive q reescrever !! Bom d qualquer geito boa leitura

Capítulo 4 - A ralé


Fanfic / Fanfiction Gravity Falls : uma vida em outra realidade - Capítulo 4 - A ralé

  Andei até a porta do pequeno chalé caindo aos pedaços , poderia ter um assassino profissional me esperando atrás dessa porta com uma arma ?? Sim podia , mas ficar caminhando pela floesta sem rumo não era exatamente um plano de mestre . Respirei fundo e bati na porta ( Não aquele fim do mundo não tinha campainha , só por esse detalhe ja sabia que não tinham bom carater ) depois de poucos segundos duas pessoas abriram a porta , uma garota : com um suéter com o seu nome escrito ( pacífica) uma tiara rosa com uma flor azul de um lado, seu cabelo era loiro tingido / e um garoto: com um shorts sem graça com uma camiseta vermelha e colete tão sem graça quanto o shorts , um boné branco com a ponta azul marinho e um Pinheiro também azul, usava a mesma roupa desde o começo do verão, tinha uma pele clara e cabelo branco ( gideon) . Assim que eu os indetifiquei me arrependi profundamente por não ter confiado na minha intuição !!! Estava pragejando o mundo inteiro quando fui interrompida por uma voz aguda e irritante -

-- A meu deus !! Lindy !!! Oque está fazendo aí fora a essa hora !! Está congelando !!!! Entra .

-- pacífica acha que é uma boa ideia ?? - questionou o garoto com cara feia

-- Ah , por favor , prefiro morrer de hipotermia do que entrar nessa " cabaninha " de nada .

Me virei e sai andando de volta para a floresta , com o meu tornozelo gritando , minha barriga roncando, e minha pele congelando . Droga , detestava voltar atrás com alguma coisa que dizia , porém , dessa vez tinha que admitir derrota , pelo conto do olho conseguia ver a luz que a lareira emitia , se alguém me dissesse que iria entrar em uma cabana caindo aos pedacos e pediria ajuda para a ralé quando eu acordei, não teria nem levantado .

-- Vocês tem comida , sabe , que nem leite e chocolate ??

-- Claro que temos !! Oque você acha que somos ?? Animais ??

" sim !!"

-- bom, já que é assim , eu aceito o seu convite ...

Disse caminhando em direção a porta , eles deram um paço para tras para que eu pudesse passar e fecharam a porta bem atrás de mim .-

-- Meu Deus !! Lindy !! Sua situação está pior aqui na luz !!

Com isso ela segurou meu braço e me puxou pela casa

-- espera !! Onde você está me levando ??

-- Para o meu quarto!! - disse aquilo como se fosse abvio - La tem curativas

Passamos por uma sala pequena , em uma parede tinha uma TV velha na outra tinha um velho de cueca samba canção sentado em uma poltrona ainda mais velha . Agradeçi aos ceus por ter sido muito rapido e não ter visto a cena com detalhes . Da sala de horrores fomos direto para uma escada , estavamos muito rapidos

-- Pacífica !! Va mais devagar

Mas ela n m deu ouvidos continuou correndo , la para o meio da escada não consigui mais acompanha- la , tropecei e cai para trás , minha mão se soltou da mão da pacifica , fechei os olhos com força esperando um impacto que me envolvesse , na verdade oque me envolveu não foi um impacto mas sim duas mãos macias e por incrível que pareça fortes , abri os olhos ainda exitante para ver um par de olhos preucupados na minha frente .

-- Você está bem ?? - sua voz era macia e grave

-- sim , obrigada .

Me soltei dos seus bracos e olhei em seus olhos

-- Sério, obrigada.

Depois de ter toda a minha família me traindo ter alguém que mal me conhece e que esta me ajudando sem esperar mada em troca era reconfortante.

- Posso não ir com a sua cara , mas não quero seu mal .

Acenei com a cabeça , e me virei para a Pacífica .

-- agora podemos ir mais devagar ??

-- ham ?? Ah!! Claro desculpa !! Disse envergonhada.

Ela pegouna minha mão novamente mas pelo menos foi bem mais devagar , okay , ela foi andando como se a qualquer momento eu cairia e ficaria em mil pedaços, mal sabe ela que mentalmente eu estava em mil pedaços.


Notas Finais


Por enquanto é isso !! Esperoq tenham gostado !! Não esqueçam d comentar e favoritar !!!! Bjs 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...