História Gravity:o som do coração! - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nathanaël, Nino, Plagg, Sabine Cheng, Tikki, Tom Dupain
Tags Adrinette, Marichat, Miraculousladybug
Exibições 288
Palavras 918
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 10 - A descoberta!


Fanfic / Fanfiction Gravity:o som do coração! - Capítulo 10 - A descoberta!

Adrien on.

Vc o que?-Alya falou arrumando o óculos-Como conheceu a filha da Marinette?

Bom...a Emma é minha fã número 1!-falei sorrindo.

Cara... realmente os ventos estão soprando a teu favor...pra vc concertar está história!-Nino falou surpreso.

Então vc sabe de tudo Nino?-falei implorando-Por favor me conte o que realmente aconteceu para Marinette me odiar tanto?

É...cara...é uma história longa...sabe...-Nino começou a falar.

Notei Alya nervosa ao extremo, ela se levantou e andou de um lado para o outro e Nino se enrolava com as palavras...foi aí que Alya me pegou de surpresa falando alto de modo que não aguentava mais guardar aquilo.

Chegaaaa!-ela falou gritando-Adrien...vc quer saber a verdade...então eu te conto....no dia do teste de matemática a Marinette te mandou uma mensagem dizendo uma coisa que só ela pode te dizer... só que vc não respondeu a droga da mensagem..... até aí blz, estávamos fazendo o teste numa boa, mas foi quando eu e a Marinette fomos no armário dela e vimos a tal e maldita carta que vc escreveu negando todo o seu envolvimento com ela e a abandonou no estado que ela estava...aí vc foi pra NY e ela ficou aqui e teve a Emma...sacou?

Por um momento eu havia me perdido nas palavras dela, foi então que eu entendi tudo...mas só precisava confirmar uma coisa.

Alya....depois de mim...a Marinette ficou com alguém?-falei olhando pra ela-Somente me diga sim ou não..por favor!

Não Adrien...a Marinette sempre te amou e sei que ainda te ama!-ela falou me encarando-Vc foi a única pessoa pela qual Marinette sentiu amor...depois de vc não ela ficou sozinha até hj!

Foi aí que minhas suspeitas se confirmaram, olhei para Alya boquiaberto não acreditando no que eu havia escutado. Então eu agradeci e sai da casa deles.

Comecei a dirigir rápido até a casa de Marinette novamente, dessa vez eu queria ouvir da boca dela o que eu acabei de descobrir.

Parei o carro em frente ao prédio dela e subi até o último andar na qual ficava o duplex dela. Toquei a campainha e ela atendeu e me encarou surpresa e meio brava.

Aff...o que vc aqui de novo?-ela falou cruzando os braços-Vou me atrasar para um compromisso importante!

É....a Emma está aí ?-perguntei olhando pra ela.

Não...a Emma foi pro curso de inglês e de lá ia para a aula de guitarra!-ela falou brava-Pq?

Pq precisamos ter um assunto muito sério Marinette....e vc vai me ouvir, quer queira ou não!-falei fechando a porta.

Fala!-ela disse curiosa.

Andei até o sofá e parei um tempo em frente à ele de modo que me fazia encontrar as palavras certas. Mas desisti de ser detalhado e fui direto ao assunto.

Marinette....a Emma é minha filha?-falei sério.

Qqqqqqqqqqueeee?....dddddde oooonde vc tirou isso?-ela falou gagueguanjo.

Como eu conhecia Marinette muito bem, sabia que toda vez que ela gaguejava era sinal de que ou ela ficava nervosa toda vez que me via ou alguém falava algo que era verdade ou que descobriu algum segredo dela.

Olhei para ela que tremia como uma vara, e me apoiei na mesa ficando de nariz colado com o dela, de uma forma que nossos olhos se encontraram. Percebi uma lágrima escorrer de seu olho, então enchuguei e olhei fixo para ela.

Alya me falou que depois de mim,vc não ficou com ninguém!-falei perto de seu ouvido-E antes de eu sair da casa deles, ela me falou tudo....mas quero ouvir de vc Bugboo....a Emma é minha filha?

Logo notei Marinette abaixar a cabeça e me olhar com os olhos em lágrimas. Segurei seu queixo e logo a minha confirmação veio.

Adrien...pq vc quer que eu fale se vc já sabe a resposta?-ela falou chorando-Pq veio atrás dela agora....sendo que quando precisei de vc em todos os momentos, vc não estava e negou a paternidade da Emma?

Que....eu não neguei...eu só não sabia!-falei bravo.

Mentira Adrien...tá na carta...e vou te provar!-ela falou saindo de meus braços.

Logo ouvi ela correr como um furacão até o seu quarto, eu fui atrás dela para ver se era verdade a tal da carta...e logo vi que Marinette não mentiu pra mim.

Aqui...leia anda!-ela falou brava e chorosa.

Bugboo...eu não escrevi isso é jamais escreveria ou diria algo assim pra vc!-falei segurando seu queixo-E outra está letra não tá parecida com a minha...o jeito arredondado de escrever é o mesmo e a caligrafia é bem parecida...mas não é minha letra!

Como posso ter certeza Adrien?-ela falou me olhando chorosa.

Assim...!-falei e colei nossos lábios.

Beijei Marinette de modo tão intenso e cheio de saudade que acabamos caindo na cama. Aquele perfume com cheiro de rosas que ela tinha, consumia meus pulmões de modo que me deixava alucinado.

Aprofundei ainda mais nosso beijo, e passei minhas mãos pelas costas dela de modo que não só a prendi em mim,mas também fez ela gemer baixo. Cada toque de seus labios nos meus causavam uma sensação de amor.

Conforme nossas línguas dançavam, surgia um belo estalo de nosso beijo.Tirei meu sobretudo por causa do calor do momento e passei minhas mãos pelos quadris cheios de curvas de Marinette.

Logo fomos interrompendo pela falta de ar que nos consumia totalmente, Marinette me olhou como se não tivesse acreditando no que havia rolado ali. Logo ela me empurrou e saiu da cama atordoada.

Por favor Adrien...vai embora!-ela falou baixo.

Bugboo...-falei chegando perto dela-Esta carta não é minha....e eu não recebi a sua mensagem dizendo sobre a gravidez....mas posso te dizer que saber que tenho uma filha com vc é a melhor descoberta que eu fiz!

Adrien...vai embora...depois com calma conversamos sobre isso!-ela falou chorando.

Logo eu beijei seu pescoço e soltei um "Eu te amo" em seu ouvido. Desci as escadas e sai do apartamento dela rumo ao meu carro.

Adrien off



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...