História GravityTale - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls, Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Bill Cipher, Candy Chiu, Chara, Dipper Pines, Frisk, Gideon Gleeful, Grenda, Mabel Pines, Mettaton, Napstablook, Pacifica Northwest, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Soos Ramirez, Stanford "Ford" Pines, Stanley "Stan" Pines, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Exibições 97
Palavras 661
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 16 - Acampamento luz da lua


Fanfic / Fanfiction GravityTale - Capítulo 16 - Acampamento luz da lua

FRISK P.O.V 

Obedecendo subo as escadas e entro no quarto da Juno, que era decorado por um papel de parede cor pêssego, um filtro de sonhos cujo as suas penas eram coloridas de tom neon, uma cama com um edredom branco, uma mesa cujo estava meio bagunçada com latas de tinta, alguns lápis de cor e papel, ela não parece muito organizada, uma tela para pintar e um guarda-roupa de madeira. Na mesa não estava o seu fone, abro o guarda-roupa, achei! O fone estava ao lado de uma foto de uma garotinha ruiva de cabelos bem curtos, ela tinha um olho comum e o outro continha um pequeno orbe branco, é claro que era Juno, gostaria de saber o porque que ela cobre o olho com aquela franja, para desfarsar né! Mas ela não precisa usar isso em casa…meus pensamentos foram interrompidos por um barulho alto de buzina, deve ser o ônibus, pego o fone rápido e desço as escadas rapidamente, quase todos estavam na cozinha (Toriel, Asgore e Juno) Entrego os fones para a Juno, me despeço de todos pego as minhas coisas e entro no ônibus. 

O ônibus ia buscando as pessoas, Dipper e Mable entraram e sentam ao meu lado, adivinha a menina que me espancou estava lá, mas ela não me olhava com ódio mas sim assustada, parece que ela aprendeu a lição (Para tudo tem seu karma minha querida) – Ok! Eu vejo com o meu olhinho uma coisa…amarela – 

–……Seria…placa de trânsito?– 

– Frisk você é muito boa nisso !– 

– Digamos que eu presto muita atenção nas coisas…– Eu e Mable estávamos brincando de "eu vi com o meu olhinho" e Dipper estava escrevendo coisas no caderno dele, seria um tipo de diário? Não sei mas…resolvo fazer uma pergunta para quebrar o silêncio de Dipper – Hey Dipper, você sabe quantos dias a gente vai ficar no acampamento ?– 

– Três dias…– 

– Só três dias!? Que saco!– 

– Concordo !– Exclama Mable mas ela dá um sorriso e fala – Vamos fazer estes três dias os melhores!– Chegamos no acampamento! Fiquei na mesma cabana que a da Mable, o Dipper…ele foi em outra, mas do mesmo jeito! Fizemos várias atividades, a noite a gente sentou em volta de uma fogueira, cantamos, contamos piadas e histórias de terror. 

~ No terceiro dia ~ 

O último dia foi o mais agitado! Vimos um filme no telão, fizemos trilha, vi um bando de animais diferentes, a noite eu, Mable, Grenda e umas duas meninas que eu não conhecia estávamos sentadas em uma roda na cabana, elas estavam conversando sobre garotos e essas paradas, com medo de Mable me fazer aquela pergunta de novo digo que estou com sono e deito-me na cama. 

Agora sim todas estavam dormindo, estava sendo vencida pelo sono mas um barulho bem alto me faz pular da cama, as meninas ainda estavam dormindo, não sei como mas é, saio de fininho da cabana para ver o que ou quem causou o tal barulho. Vinha da floresta, com determinação, entrei nela, me deparo com uma coisa que não gostaria que acordasse olhando para ela, era um monstro feio, que se parecia o pé grande fundido com um rato-toupeira-pelado, a coisa me olhava com ódio, tentei correr mas tropecei e ralei o meu joelho, com muita dor, devido aos machucados que já havia feito antes, me arrasto para trás ainda olhando para a criatura que estava lentamente indo atrás de mim, não tinha mais para onde fugir, era o meu fim? Estava esperando pela mordida da criatura mas uma aura azul a envolve e a joga para longe, era Sans que estava com uma chama azuil saindo de seu olho esquerdo, como ele fez isso!? Notando que o perigo já passou, corre em minha direção e fala preocupado – Kiddo! Você está bem!? Por favor diga que sim!– 

– Sim…estou bem…– 

– Que alivio!– 

– Mas eu gostaria de saber uma coisa…– 

– Pode falar – 

– COMO VOCÊ FEZ AQUILO!?!?!?!?!– 

–…Bem…posso explicar outra hora…?– 

– Sans…resposta…agora!– 

– *suspiro* Tudo bem…–


Notas Finais


Espero que tenham gostado
E muito obrigada pelo apoio de vcs!
Já estamos chegando nos 30 fav!
Bem deixem a sua opinião nos comentários
;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...