História Greatest Family - ABO - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias B.A.P
Personagens Bang Yongguk, Daehyun, Himchan, Jongup, Youngjae, Zelo
Tags Abo, Banglo, Bap, Daejae, Himup, Incesto
Visualizações 56
Palavras 1.894
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Helle, queens *-*
Boa leitura <3

Capítulo 4 - Eu te quero


Fanfic / Fanfiction Greatest Family - ABO - Capítulo 4 - Eu te quero

Lá está choi na frente do espelho com a saia curta quadriculada preta e cinza e uma blusa preta de manga onde há a frase “please, punish me daddy”.

Ao olhar pra cama e ver aquele mar de objetos pensou em realmente jogar fora, mas não conseguiria fazer isso com seus amigos então guardaria tudo, mas eles nunca saberiam disso.

Logo depois de experimentar a roupa pensou em guardar tudo, já pensou se sua omma ou algum de seus irmãos entrem lá e vejam essas coisas? Então pegou a maior caixa de presente que ganhou e tratou de jogar todos os seus presentes lá dentro.

- Choi? - Youngguk bate na porta deixando o menor apavorado.

- Estou ocupado.

- Filho, eu só quero conversar e acho que precisamos.

Zelo fez silêncio o que faz o alfa pensar que isso foi um consentimento para entrar em seu quarto.

- Eu sei que... - vê o filho de quatro empurrando uma caixa para de baixo da cama - você está de saia?

Logo o menor levantou-se totalmente rubro e agradeceu mentalmente por não ter botado uma das calcinhas daddy kink que ganhou.

- O que você quer mesmo?

- Eu pensei que você não gostasse dessas coisas - o cheiro de Junhong está mais forte e esse bendito quarto está totalmente impregnado com esse cheiro.

- Presente de aniversário.

O ômega sorri ao ver a expressão de seu pai mudar então com certeza aproveitaria para provocar.

- Mas eu não gosto, só botei pra tirar fotos e mostrar pra uns amigos como ficou. Não posso fazer desfeita, né?

- Foram aqueles três alfas?

- Eles tem um ótimo gosto, não? Mas enfim, o que você veio fazer aqui?

- Então você vai se vestir que nem uma puta só porque ganhou de presente daqueles três? - cruza os braços e vê Choi bufar.

- Puta? Onde isso é roupa de puta? Isso é implicância sua com eles!

- “please, punish me daddy”, Talvez eu realmente deva, Choi - a aproximação de Youngguk enquanto dizia isso deixou o mais novo arrepiado.

- Era s-só isso? - detesta deixar seu nervosismo aparente enquanto o outro senta em sua cama.

- Na verdade eu vim falar sobre seu cio.

- Eu não quero falar sobre isso com você.

- Mas você tem que entender que...

- Eu sou um ômega novo e você não quer que 'coisas ruins' aconteçam comigo. Tá, já pode sair.

- Quer que eu saia pra quê? Pra ficar tirando fotos com essa roupa indecente?

- Eu não vou...

- Se um daqueles três estivesse no meu lugar você não estaria expulsando ele.

- Isso não...

- Qual dos três você escolheu? O coelho, o hamster, ou o loirinho?

- Por que isso te interessa? Não vou poder ter alguém no meu cio mesmo.

O loiro caminha até a porta e a abre deixando o mais velho com uma expressão nada feliz.

- Eu tenho coisas pra fazer então por favor saia.

Youngguk apenas levantou e encarou o filho enquanto saia do quarto do mesmo. Ele está fulo. Ao chegar em seu quarto logo vê Youngjae deitado com Him.

- Conseguiu conversar com ele? - indaga o ômega mais velho.

- Eu disse que isso ia dar merda - se joga na cama e é abraçado pelos dois ômegas - Ele estava de saia. De saia. Ele estava com uma fucking saia curta só porque ganhou daqueles alfas.

- Quê? JUNHONG ESTÁ DE SAIA? - Youngjae vai correndo para o quarto do filho onde o encontra prestes a trocar de roupa - COMO VOCÊ OUSA FAZER ISSO COMIGO?

- Quê?

- TODA A VEZ QUE EU QUIS COMPRAR SAIAS E VESTIDOS VOCÊ SE NEGAVA A USAR!!!

- Eu não vou mais usar...

- AH, MAS VOCÊ VAI SIM NEM QUE SEJA SÓ EM CASA!

- OMMA!

- MEU SONHO É VER VOCÊ USANDO ESSAS ROUPAS DESDE DE CRIANÇA ENTÃO NÃO TEM ESCAPATÓRIA!

- Eu não gosto dessas...

- NÃO IMPORTA! EU GOSTO ENTÃO NEM SE ATREVA A JOGAR FORA, BANG CHOI JUNHONG.

E assim Jae sai do quarto deixando um Atônito Zelo para trás.

(。T ω T。)

Sábado de manhã a casa está vazia como de costume. Os menores encontram-se na casa de amigos, Youngguk e Youngjae foram pagar algumas contas e dessa vez Himchan ficou em casa graças a aproximação de seu cio.

Preparando o almoço para quando seus maridos chegarem viu Jungup descer afoito a escada e entrar na cozinha.

- Está fazendo kimchi, omma Him?

- Sim, querido. Pensei que não estivesse em casa.

- Acordei quase agora, daqui a pouco estou saindo.

Pegou um biscoito no armário e claro que não deixou de notar o cheiro delicioso que encontra-se na cozinha e não é por causa do Kimchi.

Himchan tomou um susto quando o alfa pôs a cabeça na curva de seus pescoço e arfou quando o mesmo o abraçou por trás.

- J-junup! Que susto!

- Omma, esse cheiro é delicioso.

Fez o maior distanciar-se do fogão e afundou mais ainda seu nariz no pescoço descoberta de Himchan.

O mais velho logo percebeu que essa impulsividade ele puxou de Youngguk, mas não teve forças para combater a hábil mão que caminha por todo seu tronco e arrepiou-se por completo ao sentir a língua do alfa em seu pescoço.

- J-jun-up!

- Gostei disso - deixa um beijo no pescoço a sua frente - o Kimchi, omma.

E então quando ele olhou para as panelas viu que já estava passando do ponto.

O Bang mais novo tratou de sair logo da cozinha ou realmente não sabe o que aconteceria caso continuasse ali.

Como proceder essa vontade louca de tocar e beijar o corpo de uma de suas ommas?

Jungup quer Himchan e o alfa sempre tem tudo que quer.

o(≧▽≦)o

- Tai, seu appa está no quarto e a omma vai sair. Se comportem, meninos - Diz Jean pegando as chaves do carro e saindo.

Na casa de Taichi encontra-se Yano, Yoochan, sungjong, Sanha, Jungkook e Junhong concentrados na televisão onde Yano ganha Yoochan em um jogo de box.

- E Yoochan perde pela oitava vez hoje sabe o que vai acontecer, né, gatinho? - O alfa loiro sorri malicioso e o ômega se lamenta.

- Não quero mais jogar essa porra! - Joga o controle no colo de Sungjong.

- Olha a boca! Se appa ouvir isso eu tô ferrado! - o ruivo joga a almofada no perdedor.

- E agora sabe o que vai acontecer, né? - Sanha dá a ele um copo de cor e cheiro nada agradável.

- EU ME RECUSO A BEBER ISSO DE NOVO!

Enquanto os demais estão brigando por conta do jogo lá está zelo sentado no colo de Jungkook ambos mexendo no celular. A discussão foi cessada quando os dois começaram a rir de forma exagerada deixando todos curiosos.

- Eh, tudo bem aí? - Spax aparece na sala e se assusta com as risadas.

- Sim, appa! - Taichi responde prontamente.

Os meninos fizeram menos barulho com a presença do alfa mais velho e o ômega japonês agradeceu por isso.

- Eu tenho que resolver algumas coisas.  Shanwoo pode chegar a qualquer momento então fique de olho e já sabe, nada de alfas no andar de cima.

- Okay - assiste Spax sair.

Choi e Jeon começam a rir alto novamente até Sanha e Yano jogarem almofadas neles.

- Parem de rir que nem duas hienas retardadas! - Pede Yoochan.

- É.... É que... Vocês nem imaginam! - Diz o alfa moreno ainda rindo com o loiro no colo.

- O.. O Yugyeom... E-ele não veio porque... Porque... - não consegue cessar a gargalhada deixando todos nervosos.

- Olha aqui vocês dois - o rosado joga o pote, agora vazio, de pipoca neles - podem falar de uma vez ou eu enfio esse pode em vocês e não vou falar por onde!

Depois de alguns segundos Kook conseguiu parar de rir um pouco.

- O Yug não pode vir... Porque ele tinha que... Resolver... Umas paradas com o primo dele e.... - mesmo ofegante ri novamente.

- E o Bambam tá grávido então Yugyeom tá ferrado pra caralho - Zelo completa deixando todos com os olhos arregalados.

San começa a rir como se não houvesse amanhã.

- Gente, por que vocês estão rindo? Eita preula, fudeu pro Yugyeom! Como eles vão contar pros pais deles se ele disse que a família nem imagina que eles se pegam? - Yano indaga.

- A gente tá rindo porque falamos pro Yug 55 vezes que era pra ele usar a porra da camisinha, mas sabe o que ele dizia? “Kunp tem apenas 2% de chances de engravidar” - Jeon tenta imitar a voz do amigo.

- E nós avisamos que quando Bambam desse essa notícia nós riríamos pra caralho e falaríamos 'eu te avisei' em coro, eu kook e Z até ensaiamos pra isso - San profere.

- Viado, se fosse comigo eu tava morto! - Taichi põe a mão na boca ainda surpreso.

- Já sabe que tem que tomar cuidado, né, ruivinha - Yoochan faz “moon face”.

- Você nunca mais nos falou dos seus rolos, Tai, conta pra gente  - Junhong sai do colo de Jungkook e vai até o ômega de saia e moletom rosa.

- Com o shanwoo, o dl ou o Kkid? - Todos ficaram de olhos arregalados enquanto o ômega fica confuso.

- Miga, você sabe que isso se chama ser puta, né? - Zelo brinca - E as paradas com seu tio lá?

- Tio Teno? Ele deu aqueles crises de “sangue com sangue é errado” e eu me fudi porque ele não dá brecha de jeito nenhum... Snif.

- Menino, e aquela situação com o Shanwoo? Sua omma engoliu aquela história? - pergunta Sungjong.

- De nós dois ensaiando coreografia em cima da minha cama em posições comprometedoras? Caiu como um patinho.

- Ainda não acredito que você pega seu irmão e o namorado dele - Yano fala.

- Meio irmão e sim, Kkid é um amorzinho. Tô doido pra testar um treesome.

- Eu também - Kook ri.

- O dl sismou de namorar e eu não sei mais correr disso, gente.

- Diz não, Ué - Yoo dá de ombros - fala pra ele “eu sou uma bitch queen e minha religião não permite namoro”.

A atenção de todos é roubada por uma buzina.

- Devem ser meus pais. San, kook, me levem até a porta? - Choi pede.

- Seu pai não vai sacar uma k47 e mirar nas nossas testas não, né?

- Calma, San, ele tem péssima pontaria - puxa os dois pela mão - Tchau, puta.

- Tchau, Vadia - responde Taichi.

Youngguk espera o menor e o loiro sorriu ao ver a cara que o pai fez ao ver os dois alfas. Choi beija a bochecha dos dois e Youngjae queria vomitar arco-íris vendo essa cena enquanto o alfa ao lado queria apenas ter uma k47. Depois o mais novo vai em direção ao carro sorridente e entra cumprimentando os dois.

Jae não cansa de dizer o quanto seu filho é fofo, mas já seu appa apenas ficou em silêncio pensando em um jeito de ver aqueles alfas longe de seu pequeno então pensou em uma boa alternativa.

 


Notas Finais


Gostaram??
Me falem :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...