História Grier's Twin Sister - Capítulo 4


Escrita por: ~

Exibições 57
Palavras 610
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpa ter demorado, mas eu estava em um período de provas (Vida de pessoas que querem ser cirurgiãs não é fácil.)
Qualquer erro achado, sorry!
A garota da gif (Barbara Palvin) é a Louise, okay?
Obrigada pelos comentários, menção honrosa a leitora ~gostodesoverte. Desculpe te fazer sofrer com os dias que eu não postei.
~PrincesaDoCammy, desculpa pelo spoiler. Sério. Sorry.
Acho melhor deixar vocês lerem, espero que gostem.
Nos vemos lá embaixo.

Capítulo 4 - Grier's Jealous


Fanfic / Fanfiction Grier's Twin Sister - Capítulo 4 - Grier's Jealous

No Dia Seguinte...

P.O.V. Louise Chermont

Ontem foi uma chatice, eu e Lydia ficamos em quartos vizinhos e passamos a tarde arrumando tudo de nosso jeito. Quando escureceu, os meninos saíram e nós duas, que não queríamos ir, porque estávamos cansadas, ficamos assistindo ‘Doctor Who?’ e depois fomos dormir.

Em Londres, era um pub novo por dia, mas cansa. Principalmente depois que você atravessa um oceano, indo pra outro país, e ainda tem que arrumar todas suas coisas.

Eu tinha acabado de tomar meu banho, só tinha uma toalha ao meu redor, estava em meu quarto, apenas procurando algo para vestir, quando a porta é aberta, de repente. Eu gritei, quando vi Nash parado, me olhando. Ele ficou tão vermelho, que achei que não era ele, Hamilton Nash Grier ficou vermelho! Depois disso, ele me murmurou desculpas, gaguejando, e fechou a porta rapidamente.  

Eu me vesti rapidamente depois disso. Coloquei uma blusa curta, que mostrava meu umbigo, um short cintura alta, uma touca preta, com um desenho de uma coruja em branco, coloquei minhas botas, amarrei um casaco preto na minha cintura, passei um batom escuro, um rímel, um delineador (Tudo preto) e coloquei um choker de veludo(Gargantilha), com um lacinho e uma bolinha prata presa no lacinho.

Fui pra sala e, graças a Deus, Hamilton não estava lá. Olhei pela sala e vi Matt dormindo no sofá, e um post-it colado na tela da TV. Fui até a televisão, pegando o papel azul: “Lou, que escreve sou eu, Aaron. Todo mundo vai sair agora, você e Matt estavam dormindo, ficamos com pena e não acordamos (Menção a Lily, que queria fazer uma gosma nojenta e jogar em vocês.) Bem, voltamos logo, ou não... Se o Matt não for logo pro apartamento dele, sinta-se à vontade para despeja-lo.

De: Todo mundo.

Para: Louise.”

Terminei de ler, olhei para o relógio, 7:45 p.m., Peguei o controle, que estava na mesa do lado do sofá do Matt, mas fui bruscamente puxada para o sofá, e abraçada pelo Matt, que achava que eu era o travesseiro dele. Eu murmurei seu nome algumas vezes, mas ele não acordava, então eu fiz o que qualquer pessoa que acredita em si mesmo, que sabe que pode fazer o que quiser, que tem fé em sua pessoa faz... Isso mesmo, eu desisti.

Eu ouvi vozes e risadas baixas, acho que dormi outra vez. Senti algo em minha cintura. Abri meus olhos, e vi Cam, Hayes e Lydia rindo, Nash estava com a cara fechada. Droga, Louise! Matt ainda abraçava minha cintura, olhei para Lydia, que tirava várias fotos, dei a ela meu lindíssimo dedo do meio.

-Me ajudem! – Sussurrei, para não acordar a Bela Adormecida do meu lado.

-Okay, - Lydia foi no seu quarto depois voltou, escondendo algo atrás de si,- Tampa os ouvido Lou!

-Não consigo nem mexer minhas mãos!

-Então, desculpa! – Falou, e tocou uma buzina que, puta que pariu, aquela caralha estourou meus tímpanos.

Matt deu um pulo, caiu no chão e adivinhem... Me levou junto.

Cameron e Hayes gravavam tudo com seus celulares, e riam, Nash que antes estava com a cara fechada, nem mais lá estava. (N/A: Carai, até rimou!)

-Matthew, me ajuda a levantar. Você que me derrubou! – Falei estendendo minha mão e ele me levantou.

Eu me levantei, e fui na cozinha, e lá estava Nash.

-Hey! – Falei animada.

-Quer alguma coisa? – Perguntou, seco.

-Falar com meu amigo, que normalmente é feliz, alegre, animado.

-O Matt tá na sala, fala com ele. – Falou, e depois saiu.

O que deu nele? Será que... Não. Não seria isso. Nash não teria ciúmes de mim... Ou teria?

Eu deixei Nash Grier enciumado? 


Notas Finais


Até depois, talvez até hoje. Mas não vou prometer nada, porque eu não posso fazer esse tipo de promessa. Só posso prometer que vou tentar postar rápido.
Beijos e até depois.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...