História Grim Reaper - Segunda Temporada - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jeff The Killer, Lendas Urbanas, Slender
Personagens Jeff, Personagens Originais
Tags Ceifadores, Morte
Exibições 43
Palavras 1.455
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Enquanto eu ouço as músicas de baladinha monxtra aqui, fiquem com esse cap e esse outro meme câncer ai :v

Capítulo 9 - Pense nisso


Fanfic / Fanfiction Grim Reaper - Segunda Temporada - Capítulo 9 - Pense nisso

Na manhã seguinte - Narradora

Tristan seguiu até o quarto de Ashley, a acordando.

Você tem visita - Tristan dizia parado na porta a olhando

Em seguida ela levantou, curiosa por saber quem era a visita, eles desceram para o primeiro andar e um olhar surpreso se formou no rosto de Ashley quando viu o rapaz loiro parado na porta, com os braços cruzados.

Primeiro, não eu não perdoei você por essa merda, porém já que não tenho outra escolha e não vou fugir de uma boa briga dessas, apenas aceitei digamos a... - Adrien revirou os olhos

Mas foi interrompido pelo abraço animado de Ashley, seguido pela euforia da garota.

Obrigada por não nos abandonar, Adrien - Ela dizia com a cabeça apoiada em seu peito o abraçando forte

Adrien se surpreendeu com aquilo e até corou levemente, ele ainda gostava de Ashley. Ele apenas deu alguns tapinhas nas costas dela.

Tá, tá legal, pode me soltar agora - Adrien disfarçou 

Ashley o fez, rindo um pouco.

Pelo visto a noite foi boa em, Tristan - Adrien deu um sorriso irônico olhando para Tristan que estava com o pescoço todo marcado

Ora, isso não é da sua conta, Adrien - Ele saiu cobrindo seu pescoço com o roupão que usava

Você já tomou café? - Ashley o olhou

Não, mas to sem fom... - Adrien foi interrompido novamente por Ashley puxando sua mão

Vem, você vai gostar de conhecer eles, apesar de assassinos, ainda são gente boa - Ashley o puxou até a sala de jantar onde todos tomavam café na enorme mesa

Foi ai, que ele o viu. Adrien parou ali, no arco na porta, quando viu seu eterno inimigo, Jeff. Ele o encarou, o rapaz de cabelos pretos estava comendo, nem o havia notado ali. Adrien cerrou os punhos.

O que foi, Adrien? Vamos comer - Ela o olhou preocupada

Estou sem fome, com licença - Adrien largou a mão dela e saiu rapidamente da casa

Do lado de fora - Adrien

Maldito assassino desgraçado. Queria arrancar a cabeça daquele cara. Só de ver a cara dele, já tenho nojo. Peguei uma pedra do chão e joguei com força no lago, era bem perto da mansão. Me encostei em uma árvore ali e coloquei as mãos na testa, pensando naquele maldito dia, o dia em que Jeff me matou.

12 anos atrás

Era uma noite qualquer, eu estava acabando de sair do trabalho, trabalhava em uma loja de discos, um emprego normal, para um cara normal. Na época eu já conhecia Ashley, estávamos saindo juntos, claro que nesse tempo eu não sabia o que ela era. 

Havia combinado de encontrar com a mesma em uma lanchonete, estava tarde da noite. Depois de fechar a loja, eu segui caminhando normalmente pelas ruas vazias da cidade. Quando seguia meu caminho até a tal lanchonete, passei por um beco, onde ouvi alguém, parecia ser a voz de um homem, pedindo socorro.

Por favor... Me ajude - Ele dizia

Hesitei um pouco, mas decidi ir até ali, e acabei encontrando esse tal homem, estava ensanguentado com um corte horrível no estômago, ele cuspia sangue.

Por favor... - Ele tentava falar mas cuspia sangue

Eu não sabia o que fazer, levantei sua mão para checar o corte, mas quase vomitei quando vi seus órgãos saindo para fora. Me levantei me afastando, passei a mão no rosto e peguei o celular, iria chamar uma ambulância. 

Eu vou chamar ajuda, cara - Tentei o acalmar

Olha, Jack, parece que tem alguém tentando roubar a sua refeição - Ouvi uma voz estranha

Virei para o lado, trêmulo, quando vi dois homens parados na parte mais escura, um deles usava um moletom branco e carregava uma faca, o outo tinha uma máscara azul. 

S-são eles... Voc-cê tem que me ajudar cara... - O homem se desesperou

De repente, o de máscara azul veio tão rápido na minha direção, ele me deu um soco me fazendo cair no chão e bater em uma lata de lixo. 

Ei, Jack, deixa um pra mim - Disse o outro vindo em minha direção

O de máscara azul pulou em cima do outro cara e terminou de arrancar todos seus órgãos para fora, puxando sua máscara para cima e os... Comendo. Meus olhos se arregalaram com aquilo. 

O que acha da gente se divertir com esse aqui? - O homem se aproximou me pegando pelo colarinho da blusa

Não, por favor - Tentei me soltar

Está pedindo por favor? Vocês nunca aprendem mesmo, nós não temos piedade, e seus pedidos por ajuda ou para que os deixemos vivos, não servem para nada - O homem me encarou

Eu vi seu rosto, o rosto que eu jamais iria esquecer, suas pálpebras era queimadas e ele possuía um corte horrível no rosto que formava um sorriso pior ainda. Ele não disse mais nada, e simplesmente enterrou sua faca na minha barriga, retirou a faca novamente e a cravou no meu olho, me fazendo gritar, ele ria insanamente com aquilo. O outro homem veio até mim e começou a abrir minha barriga.

Nããããooo - Eu chorava pela dor, mas de nada adiantava

Ele começou a retirar meus órgãos e a mastigar, na minha frente, meus próprios órgãos.

Shh... - O homem do sorriso me olhou fazendo sinal de silêncio

Vá dormir! - Ele cortou minha garganta

Atualmente

Afastei aqueles pensamentos passando a mão em meu pescoço onde senti aquela maldita cicatriz. Ainda com os olhos fechados, pensando naquele maldito dia. 

Você não é o único a guardar um eterno ódio pelo Jeff - Ouvi uma voz feminina

Abri os olhos rapidamente e vi uma garota sentada em cima de uma pedra, ela tinha a pele muito pálida, seus cabelos eram pretos igualmente ao seu curto vestido e saltos. Assim como seus olhos, totalmente negros. Ela usava um sobretudo por cima da roupa e mexia na água com um galho de árvore. Olhei em volta confuso, desde quando ela estava ali.

Quem é você? - Perguntei

Meu nome é Jane, você é o Adrien - Ela se levantou

Como ela sabia meu nome? E além do mais, como ela sabia do meu ódio pelo Jeff? Ela veio até mim, com as mãos no bolso e parou na minha frente um pouco afastada.

Eu também guardo um ódio mortal por Jeff  The Killer - Ela colocou a mão no peito

O que ele fez para você? - A olhei

Ele matou meus pais, e tentou me matar - Ela respondeu

Mas não conseguiu, anos depois me tornei um deles e acabei o encontrando novamente aqui - Ela abaixou a cabeça e encarou o lago

Eu sinto muito - ( N/A gente, Adrien tem sentimentos o.o )

Não sinta, não há nada a sentir a não ser o doce som de um dia, Jeff implorando para não ser morto - Ela respondeu se afastando e ficando de frente para o lago

Eu também vivo naquela mansão, mas não costumo me juntar aos outros, apenas permaneço no escuro, escutando tudo ao meu redor, sei que tentou matar o Jeff, confesso que o admiro por isso, mas também o odeio por isso - Ela disse ainda de costas para mim

E eu poderia saber o por que? - Fiquei do lado dela, de braços cruzados encarando o lago

Sou eu quem vai matar Jeffrey Woods, ninguém além de mim vai ter o prazer de fazê-lo dormir, ele vai pagar pelo que fez - Jane semicerrou os olhos

Quer vingança, todos querem contra aquele maldito desgraçado - Grunhi

Seu amigo deveria ter deixado morrer naquele dia, a 11 anos atrás - Jane

Mas enquanto Jeff permanece vivo, as pessoas continuam morrendo cada vez mais, pois naquela mente insana, nada o controla - Jane suspirou

Ainda não entendi o por que veio falar comigo - Adrien

Quero sua ajuda - Ela se virou para mim

Do que está falando? - Arqueei a sobrancelha a encarando

Quero que me ajude a matar o Jeff, sei que quer isso tanto quanto eu, mas sozinha eu não consigo, ele é mais forte do que eu - Jane

Pense nisso, Adrien, poder se vingar do maldito desgraçado que te matou e mandá-lo direto para o inferno - Jane segurou minha mão

Minha atenção foi tomada quando ouvi Ashley me chamando. 

Adrien, o que está fazendo ai? Tristan está nos chamando - Ela gritou da porta da casa

Já vou - Gritei em resposta

Virei para frente, mas a garota não estava mais lá. Olhei em volta mas não havia nenhum sinal dela, a única coisa que encontrei, foi uma rosa negra no chão a minha frente. Me abaixei a pegando, e junto dela havia um pequeno bilhete escrito.

"Pense nisso"

 

 

 

 


Notas Finais


Ai gente, nesse cap decidi falar um pouquinho sobre esse ódio mortal que o Adrien tem pelo Jeff, acabei citando um pouco sobre ele na primeira temporada, mas não cheguei a aprofundar muito sobre isso então irei fazer isso nessa. Ah e queria saber se vocês gostariam de um cap falando sobre o passando do Tristan também, algo que não foi muito explorado antes. No caso eu decidi explorar e trazer algumas coisas nessa temporada pois li a temporada anterior e notei que deixei algumas brechas e coisas mal explicadas, por tanto queria compensar explicando melhor nessa temporada, se gostarem da ideia, por favor me avisem :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...