História Groups with names secret - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Astro, Bigbang, Bts, Exo, Got7, Infinite, Vixx
Exibições 7
Palavras 793
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, Luta, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ooii Viih! Espero que goste!
E assim como todas as leitoras que se chamam Vitória ♡
Obrigado por ler e comentem o que acham!

Capítulo 14 - Especial Suga pra Vitória - O Banco


Fanfic / Fanfiction Groups with names secret - Capítulo 14 - Especial Suga pra Vitória - O Banco

Meu nome é Min Yoongi, tenho 23 anos e trabalho no Banco Central de Seoul à três anos. 

Nunca fui promovido, tenho me dedicado muito e isso me deixa exausto. Não tenho nenhuma relação amorosa por enquanto, mas tenho uma "queda" por uma gerente que trabalha aqui. Seu nome é Vitória. 

A pouco tempo que ela está aqui, pode parecer peculiar da minha parte estar afim de uma gerente recém chegada, mas é assim que funciona.

Hoje, 29/11/2016 acordei cedo, o que é bem raro, pois gosto de dormir. Não existe horário certo pra mim dormir, pra quase todos é a noite, mas pra mim é sempre que dá. 

10:03 AM

Chego no Banco e entro pelos fundos, subo as escadas e ao chegar na minha sala meu pescoço e rosto estavam suados.


-- Aish, odeio suar... -- disse sozinho ligando o ar condicionado, sentei na minha cadeira e percebi que Vitória estava me olhando fora da sala. A sala tem paredes de vidro, então tudo o que faço os outros podem ver. -- Que susto...

-- Desculpe Sr. Min, eu só quero te perguntar uma coisa... -- ela entrou na minha sala.

-- Diga. -- peguei alguns papéis que eu tinha que assinar.

-- Sr.Min... O nosso chefe disse que hoje não teria trabalho, porque estamos de greve... Entramos ontem, eles não te falaram. Então... Vai ficar aqui? Eu estou indo embora...

-- Eu vou resolver algumas coisas com esses papéis e também já vou. Só tem a gente aqui? -- eu não iria deixar isso passar, pelo menos chamar ela pra sair eu tinha que fazer.

-- Sim. -- ela sentou na minha mesa e seu vestido subiu mais que o necessário mostrando parte da coxa.

-- V-vitória, o seu vestido... -- apontei para o vestido da mesma.

-- Aahh, desculpe. -- ela se levantou. -- Então Sr.Min, eu vou indo.

-- Vitória já que estamos sozinhos e não temos trabalho, quer sair comigo agora? 

-- Claro, e pra onde seria?

-- Eu ainda tenho que resolver isso com os papéis... Então eu vou buscar alguma coisa pra gente comer e já volto. -- não daria pra "sair" enquanto eu não terminasse isso, não gosto de deixar de fazer algo.

-- Ok, eu espero você. -- sorri e me levantei, peguei minha carteira e sai da sala, aqui do lado do Banco tem uma sorveteira, seria bom um sorvete?

Enfim, sai do Banco e corri até a sorveteria, não iria dispediçar essa chance. Comprei um pote de sorvete, sabor floresta negra com pedaços de bolo de morango e tem uma calda de lima por cima.

Corri novamente até a minha sala, e adivinha? Eu estava mais suado. Odeio suar.

Chegando na minha sala me surpreendi, Vitória estava apenas de lingerie sentada na minha mesa de costas pra porta. Aquilo foi demais.

-- Licença?? Vitória?? O que você... -- ela se virou pra mim sorrindo.

-- Ooh Sr.Min... Sorvete? Eu gosto muito. -- a mesma saiu de cima da mesa e pegou o pote e abriu, deixou em cima da minha mesa e pegou a colher de dentro da sacola. Começou a comer de forma que estava me deixando excitado. Mergulhou a colher no pote pegando o sorvete e se deliciou com aquilo na boca. Incrível, como uma pessoa me deixa excitado apenas comendo sorvete? -- Não vai querer Sr. Min?

-- V-vou sim... -- comi o sorvete junto com ela e acredite, nem comi três colheres e a gente já estava se beijando. Beijar com a boca gelada depois de tomar sorvete é muito bom. Recomendo a todos. Vitória estava sentada na mesa e eu em pé segurando em sua cintura.

-- Oohh Sr. Min, você é tão...

-- Xii! Não diga nada. -- voltei a beija-la de forma intensa. Não estávamos fazendo o certo, mas quem liga?

Passei as mãos pela suas pernas e ouvi a mesma gemer alto com o meu ato. Como ela consegue gemer só com isso? Enfim, levei uma de minhas mãos ao fecho de seu sutiã e consegui abrir. Tirei o seu sutiã e tive a vista privilegiada de seus seios, ela pegou em minha mão e levou até o seu seio direito, apertei o mesmo de forma carinhosa e safada ao mesmo tempo. A mesma me agarrou pelas pernas e ficamos colados. Ela tirou meu casaco e afrouxou minha gravata tirando a mesma. Também tirou minha blusa social e abocanhou meu pescoço suado. Ela começou a morder meu pescoço descendo A até o meu torço. Vitória arrancou um gemido meu quando passou a língua em cima de uma mordida. 


-- Porra Vitória... -- a mesma sorriu de malícia.

Não ficamos ali por muito tempo porque o chefe me ligou depois avisando dos papéis que eu poderia deixar pra outro dia e disse que estava vindo. 

Fomos pra minha casa e terminamos o sorvete e também outra coisa. 



Notas Finais


Obrigado por lerem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...