História As gangues de illéa - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Personagens America Singer, Aspen Leger, Carter Woodwork, Kriss Ambers, Lucy, Maxon Calix Schreave, May Singer, Personagens Originais
Exibições 62
Palavras 736
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Festa, Luta, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi amoresss, então... aí está mais um capítulo para essa história, espero que vocês gostem e continuem lendo. Tentarei escrever as histórias com mais frequência principalmente agora que estou de férias, nos meus tempos livres tentarei escrever para vocês, obrigada por tudo amores !
Xô xô Angel 👼🏻😘

Capítulo 3 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction As gangues de illéa - Capítulo 3 - Capítulo 3

América 

 

Arruma minha blusa e ponho as minhas armas no cinto da calça, saio rápido do quarto dos armamentos e corro para ver quem me chamava, a voz eta extremante familiar e não tinha dúvidas.

-Meri, onde você estava ? -Marlee me perguntava -Te procuramos por toda parte.

-Seu pai está te procurando Meri -Celeste diz -Precisamos ir agora -Ela diz me apresando.

Marlee e Celeste são as minhas melhores amigas, nos conhecemos desde que eu me entendo por gente, vivemos grudadas desde eu nasci, Marlee e Celeste são um ano mais velhas, eu tenho 17 anos.

Marlee me leva pelo braço me apresando enquanto Celeste olhava seu reflexo em uma das suas espadas. 

Olho para trás e vejo Aspen saindo de fininho do quarto de armamento em direção aos dormitórios, mas antes dele entrar olhou para mim e deu sua piscadela. Logo após moveu os lábios falando que me via mais tarde, tudo o que pode fazer para disfarçar foi piscar e acenar com a cabeça.

Enquanto andávamos pelo corredor em direção ao escritório do meu pai, prendo meu cabelo com um coque bagunçado.

Entro no escritório, meu pai estava sentado em sua cadeira de couro fumando um charuto enquanto lia um jornal, assim que entro ele nota minha presença e dispensa o jornal e aponta com o olhar onde devo sentar. 
Sento em frente à sua cadeira, a única coisa que nos separava era sua escrivaninha. Marlee e Celeste sentam ao meu lado em sofá perto da parede é apenas ficam a observar.

-Minha melhor agente -Meu pai diz estampando um sorriso no rosto.

-Ahh pai -Digo com um ar de convencimento - Mas então... Me chamou ?

-Sim -Ele afirma -Tenho uma missão para vocês amanhã, as 02:00 da manhã no porto de San Diego, vocês vão proteger os descarregamentos de armas para a nossa gangue.

-O senhor que manda chefe -Digo brincando e sorrindo. 

**************************

Já era noite na Carolina e eu me aprontava para a missão, tomei um banho e fui em direção do closet.
Coloquei uma blusa preta com mangas, um cinto onde colocaria as armas, uma calça preta é um coturno.

Quando sento em frente à penteadeira penteio o meu cabelo, estava na dúvida de o deixaria solto ou preso...

Olho o reflexo do espelho e vejo alguém se aproximar, era Aspen. Ele entra com cuidado trancando a porta e eu viro em disparada.

-Aspen, você está se arriscando -Digo baixinho -Já pensou se alguém te ver aqui? Ou sei lá...

-América, calma ! -Ele diz tocando nos meus ombros -Eu sei ser cuidadoso quando eu quero.

Afirmo com a cabeça um pouco mais calma,  Aspen me puxa para colar em seu corpo, ele tinha um sorriso malicioso nos lábios.

-Vai tomar cuidado ? -Ele pergunta e eu só faço suspirar e revirar os olhos.

-Eu sempre tomo -Digo tentando sair dos seus braços que me agarravam pela cintura.

Aspen, me agarrava sem dó, a pressão contra nossos corpos era tão forte que podia sentir seus músculos.

-Se acontecer algo fuja! 

-Aspen ? -Pergunto -Você está me estranhando -Sorrio -Você já me viu fugir de alguma missão ? Sem contar a decepção que seria para o meu pai né...

-Mas....

Aspen não pode completar sua fala porque alguém batia na minha porta, Marlee e Celeste chamavam o meu nome, provavelmente as duas já estavam prontas.

Empurro Aspen para debaixo da cama e faço um sinal de silêncio, esse namoro às escondidas estava ficando cada vez mais complicado.

Destranco a porta deixando-as entrar

-Está pronta ? -Celeste pergunta 

-Quase -Repondo -Só falta pegar as armas

Marlee andava em círculos pelo quarto, parecia preocupada e desatenta.

-Marlee -chamo a atenção - O que houve? 

Ela balança a cabeça em sinal de negação e abre a boca várias vezes para falar mas desiste, no final ele só me responde que "nada."

Enquanto eu arrumava o cabelo e enfim decidi deixá-lo solto, Celeste deixa seu brinco cair em frente da minha cama, abaixando-se para pegar, mas então rapidamente me levando e atrapalho.

Me abaixo e pego os brincos avisando Aspen ali, ele sorri e da um "tchauzinho" e eu respondo com uma careta.

-Meri, mas o que foi isso ? -Celeste pergunta assustada -O que você tem a esconder ?  -Ela sorri -A bagunça em baixo da cama ? 

Ela se abaixa na brincadeira, esperando ver roupas mas ao invés disso vê Aspen.


Notas Finais


Então amores, por hoje foi isso. Espero que vocês tenham gostado, caso tenham gostado deixem sua curtida e comentário me ajudando com sua opinião e dica para um próximo capítulo porque toda ajuda é bem vinda. Agradeço a todos vocês por tudo
Xô xô Angel👼🏻😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...