História As gangues de illéa - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Personagens America Singer, Aspen Leger, Carter Woodwork, Kriss Ambers, Lucy, Maxon Calix Schreave, May Singer, Personagens Originais
Exibições 53
Palavras 798
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Festa, Luta, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi amoresss, então... aí está mais um capítulo para essa história, espero que vocês gostem e continuem lendo. Tentarei escrever as histórias com mais frequência principalmente agora que estou de férias, nos meus tempos livres tentarei escrever para vocês, obrigada por tudo amores !
Xô xô Angel 👼🏻😘

Capítulo 4 - Capítulo 4


Fanfic / Fanfiction As gangues de illéa - Capítulo 4 - Capítulo 4

América 

Celeste levanta do chão branca como papel e pronta para dar um grito em minha direção mas antes chego perto e tapo sua boca com minha mão.

-Cel, calma ! Vou explicar tudo -Digo tirando a mão devagar da sua boca e enquanto Aspen sai de debaixo da cama.

-Meri, você só pode estar louca! Você imagina o que seu pai vai 
fazer se souber -Marlee me alerta 

-Calma, ele não vai -Digo. Aspen chegou perto me abraçando pela cintura e espantando o seu sorriso.

-Comece explicando... -Cel pede. Mas antes que eu pudesse a contar tudo meu celular toca mostrando que havia uma mensagem nova, quando abro vejo que era do meu pai dizendo que já estávamos atrasadas e que era para ir para a garagem.

Deixo as meninas saírem na frente, quando estava passando pela porta Aspen me puxa pelo braço me impedindo de ir.

-Aspen, me solta -Peço -Eu realmente preciso ir, se eu me atrasar meu pai... -Antes que eu pudesse complementar ele me interrompe 

-Seu pai não mandou mensagem nenhuma -Ele afirma me deixando mais confusa -Foi apenas para distraí-las.

-Mas então... o que você quer ? -Pergunto 

-América -Ele diz baixando a cabeça -Na verdade eu vim aqui no seu quarto com um objetivo -Aspen estava me deixando preocupada.

-Então diga -Digo tocando em suas mãos, mas ele as puxou das minhas.

-Eu quero acabar -Ele diz, me deixando mil vezes mais confusas mas não deixaria transparecer nada.

Faço um pose de durona, cruzo meus braços e apenas observo sem deixar transparecer nenhuma emoção da minha parte.

-É isso mesmo que você quer ? -Pergunto querendo desabafar porém disfarçando.

-Sim -Ele confirma -Eu tenho certeza do que quero.

-Ótimo! -Digo já saindo do quarto -Ah mais uma coisa -Chamo sua atenção antes de sair -Feche a porta antes de sair tá ? -Falo indo em direção à garagem.

Começo a andar, meus passos estavam fortes, eu estava furiosa e passei direto por todos, antes de chegar a garagem encontro um quarto aberto e corro em sua direção, quando entro me apoio na porta e a tranco, é o quarto dos mapas, chego perto na mesa e me apoio pensando em tudo que havia acontecido, ainda sem entender...

Nosso carro já estava esperando, era um Ranger Rover preta com vidros fumê.

Eram apenas nós três no carro então tive como explicar tudo desde o início sobre eu e Aspen, se eu havia ficado confusa com esse termino... elas mais ainda.

-Pensa por um lado Meri -Marlee comentou -Pensa que você não vai ter problemas com seu pai por isso, você não terá brigas nem nada do tipo.

-Pois é -É tudo o que consigo dizer 

-Ora Meri -Celeste começa -Se anime, quem não gosta de uma boa missão ? Adrenalina, armas, tiros -Ela diz me animando.

-Quer saber... -Começo -Vocês estão certas, isso só me traria problemas! 

***************************

Foram cerca de uma hora e meia para o porto de San Diego mas chegamos com folga, estávamos em uma montanha perto, onde podíamos observar todo o descarregamento.

De repente observo uma movimentação estranha, observei suas pessoas passarem com rapidez pelo local, me viro para avisar as meninas para ficarem atentas, elas estavam do outro lado vigiando os descarregamentos. Antes que eu pudesse chegar perto, sinto uma movimentação perto, era uma garota morena, ela me agarra pelos braços mas dou uma rasteira fazendo-a cair, não demora muito para uma loira aparecer, ela rapidamente me prende com uma espécie de corda e põe uma fita na minha boca.

-Veja Kriss -A loira diz -Não é o ruivinho e sim, a ruivinha Singer -Ela fala gargalhando.

-Daphne, acho melhor colocarmos na mala antes que o resto apareça para resgata-lá - Ela se aproxima e toca no meu queixo levantando-o -Ela é uma preciosidade para a gangue e principalmente para o papai Singer.

Balanço minha cabeça para tirar as mãos imundas daquela garota do meu rosto e faço uma careta. 

A loira que parece se chamar Daphne pelo o que ouvi me levanta.

-Talvez doa um pouco -A morena diz se aproximando com um pano -Talvez você só sinta a forte dor de cabeça quando acordar -Ela sorri.

Ela aproxima o pano do meu nariz e o encosta, prendo minha respiração mas sei que não vou conseguir segurar por muito tempo.

Minha visão começa a ficar turvar e vou caindo aos poucos, só consigo ouvir o riso das suas garotas, estava grogue mas sinto que elas estão me carregando.

Quando elas descem a montanhas avisto uma van, ela era toda preta, inclusive seus vidros. 

Na frente da van estava um homem, alto, forte, jovem é um castanho meio agalegado. 

-Achamos a Singer Cárter -Uma das duas fala e é tudo que consigo ouvir, por fim eu apago. 

 


Notas Finais


Então amores, por hoje foi isso. Espero que vocês tenham gostado, caso tenham gostado deixem sua curtida e comentário me ajudando com sua opinião e dica para um próximo capítulo porque toda ajuda é bem vinda. Agradeço a todos vocês por tudo
Xô xô Angel👼🏻😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...