História Guarda-costas - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Karin, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, TenTen Mitsashi
Tags Comedia, Naruhina, Romance, Sasusaku
Visualizações 98
Palavras 1.140
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Fantasia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Chegueeeei ♡
Quem é vivo sempre aparece né? (/apanha de cinta) Desculpem minha ausência por aqui ;_; </3

Boa leitura ♡

Capítulo 4 - Capítulo quatro


Guarda-Costas

 

Taquei minha cara na mesa, permitindo ser dominada pelo sono.

– Que cara é essa Sakura? – Tenten sentou perto de mim, animada como sempre. – Dormiu mal?

– Eu nem dormi! – Respondi impaciente.

– Ué... Por quê?

– Estava com a mente perturbada. – Ergui minha cabeça para encarar Tenten.

– Já conseguiu conquistar seu mozão? – Perguntou radiante.

– Até você decidiu implicar comigo Tenten?  – Não mereço isso, não mereço mesmo.

– Ué, tu não aceitou a aposta? – Perguntou divertida.

– Isso não tem nada a ver. É só uma aposta, pare de falar esses apelidos ridículos! – Tomei meu suco de caixinha.

– Ah, qual é?! – Tenten me deu um leve soco no ombro – Sei que gosta dele, não precisa ter vergonha de admitir!

– Que merda hein! – Estapeei a mão dela – Quieta, Karin está vindo!

A ruiva se sentou na nossa frente, com sua bandeja de legumes.

– Já laçou a vítima? – Questionou.

– Ainda não. – Respondi contra gosto.

– Que cara azeda é essa moça? – A ruiva perguntou, com o sorriso maldoso – Você tem ainda duas semanas e seis dias, relaxa!

– Tsc. – Ignorei a expressão debochada dela.

– Fiquei surpresa por você aderir ao estilo punk – Karin analisou meu corte – Seu cabelo ficou um arraso!

– Nem acredito que fiz essa besteira de cortá-lo! – Acariciei uma mecha pequena. – Pensei que seria mais fácil o Uchiha gostar de mim assim...

– Está levando a aposta tão a sério a ponto cortar o próprio cabelo... – Tenten balançou a cabeça negativamente – Cuidado Sakura, isso pode acabar mal!

– Não precisa se preocupar Tenten, não farei de novo. – Sorri para a de coques.

– Relaxa rosinha, você ainda tem bastante tempo! – Karin piscou para mim.

Fiz uma careta nada satisfeita para a ruiva, sei que ela quer que eu me dê mal.

 

 

***

 

Vamos lá Sakura, pense...

O que o Uchiha gosta?

O que eu poderia fazer?

 

A semana já passou, e nada do que fiz deu resultado. Muito pelo contrário. Infelizmente o Uchiha voltou a usar o enjoado paletó preto, ver ele andando por aí todo de preto... Meus dias parecem até um déjà-vu.   

 

Não é possível que o Uchiha não me ache atraente... Argh, deixa isso ‘pra lá, hoje é domingo, dia de ir pra casa do crush!  

– São exatamente cinco da tarde, acho melhor me trocar mais cedo, caso o guarda-costas puxa saco apareça por aqui. – Resmunguei sozinha, caminho para o armário.

Coloquei uma camiseta listrada, branca com verde, e uma saia rodada de cintura alta, também da cor verde.

Uchiha entrou no quarto com um sorriso doce, estranhei no mesmo instante.

Ele percebeu que eu estava me trocando, seu sorriso murchou em uma expressão chateada.

– Para onde vai?

– Er... – O olhei acanhada – Vou sair com minhas amigas. – Uchiha estreitou os olhos. – Relaxa tá? Não é nada perigoso! – Me virei para retocar meu batom, observei o moreno pelo espelho, já esperando a bronca que ele me daria.

Um estranho silêncio pairou sobre o quarto, e o moreno permaneceu ali, parado, com uma cara chateada.

 

Isso definitivamente é estranho!

 

– O que foi Uchiha? – Perguntei.

– Pensei que não tivesse compromisso hoje... – Caramba, não sei por que, mas essa cara triste dele está me comovendo.

– Por quê? Tem algo ‘pra fazer hoje?

– Não... É que... – Ele coçou a cabeça. Parecia tímido. – Eu queria te convidar para um restaurante aqui perto.

Eu ouvi direito?

Ele disse o que eu acho que ouvi?

– Você parece distante esses dias, fiquei preocupado, Senhorita!

 

Own, quero afofar esse homem!

Quê?

Epa, epa... Parou Sakura.

 

– Er... Obrigado por se preocupar... – Respondi tímida.

– Se não quiser ir tudo bem, eu cancelo a reserva. – Ele se virou para sair do quarto.

 

Não!

Não posso perder uma chance como essa!

O que eu faço?

 

Se eu for para o Gaara perderei essa grande oportunidade de sair com o Uchiha e ganhar a aposta. Mas eu queria muito ver o Gaara.

 

Hmm...

 

– Espera! – Segurei a manga do paletó negro.

– Sim, Senhorita? – Perguntou com sua postura calma.

– Eu quero ir com você! – Uchiha se surpreendeu com a minha resposta.

– Sério? Mas se quiser sair com seus amigos tudo bem, acho até melhor porque a Senhorita tem mais intimidade com eles. – Explicou calmamente.

– N-Não... Posso ir com eles outro dia – Mentira, não é todo dia que posso ir em uma festa de Gaara – Vou sair com você hoje!

– Está bem então – Sorriu abertamente.

Por que esse homem tem um sorriso desses?

Tão... lindo!

O moreno se retirou do quarto, para pegar a chave da limusine.

 

 

Uchiha abriu a porta para eu entrar, e deu a volta na limusine, entrando rapidamente.

O moreno girou a chave porém o motor do carro não ligou, Uchiha uniu as sobrancelhas em sinal de confusão. Tentou mais duas vezes, mas nada aconteceu.

– O que houve chofer? – Perguntei curiosa.

– “Chofer”? – Ele riu soprado – Parece que o mecânico não resolveu o problema da limusine corretamente.

– Tá de brincadeira, né? – Questionei revoltada – Essa lata velha ficou mais de uma semana naquela porcaria de mecânico!

– “Porcaria”, exatamente, porcaria de mecânico! – Falou, encarando o volante com uma cara pensativa.

– E agora Uchiha? – Perguntei chateada.

– Não posso usar o carro de sua mãe, então não temos outro veículo autorizado. – Explicou tranquilo.

O fitei desapontada.

– Então... Nada de restaurante! – Concluí revoltada. Uchiha olhou para mim e esticou os lábios em um sorriso. Esse cara precisa parar de sorrir para mim, não estou gostando do resultado que isso causa em meus hormônios.

– Se a Senhorita quiser realmente ir... – Coçou a nuca. – Podemos ir na minha bike.

 

Bike?

Ele disse Bike?

 

– Bike? – Repeti o que ele disse.

– Uhum – O moreno confirmou com a cabeça.

– Uma Bike?

– É, uma bike – Afirmou. – Um veículo de duas rodas presas a um quadro, movido pelo esforço do próprio usuário através dos pedais.

Esse infeliz tá brincando com a minha cara!

– Você ‘tá brincando, né? – Arqueei minha sobrancelha.

– Não. – Tirou o cinto de segurança e me encarou. – Estou falando sério.

– Pera aí... Você vem trabalhar todos os dias de bike? – Perguntei confusa.

– Sim.

– M-Mas... – Gaguejei abismada. – Seu salário é bom... Você pode comprar uma moto!

– Não, não posso. – Respondeu calmo.

– Pode sim, se você ajuntar seu salário, em um mês... Dá pra comprar uma moto boa! – Expliquei para o homem ao meu lado, porém sua face não demostrava nenhuma alteração.

– Tenho coisas mais importantes para pagar. – Respondeu sério. O moreno saiu da limusine e abriu a porta para mim. O encarei pasma, não entendendo a lógica dele. – Vai ficar aí o dia inteiro Senhorita? – Ele brincou, após notar minha cara de boba.

Emburrada, saí para fora do veiculo.

– E então?

– Então o que? – Perguntei birrenta.

– Ainda quer ir ao restaurante? – Perguntou com o tom de voz zombeteiro.

– Ai cacete! – Minha paciência se esgotou. – Tá, tá! Vamos logo ‘pra essa merda!

Uchiha riu.

Apenas fiquei encarando aquela cara de idiota que só meu guarda-costas ranzinza sabe fazer.

 

Ai...

Será que é tarde demais para desistir disso, e ir para a festa do Gaara?

 

 


Notas Finais


Será que esse encontro vai prestar hmm?

Beijão ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...