História Guarda-costas !Jikook! - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook
Visualizações 83
Palavras 637
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu nunca paro quieta não é?

Espero que gostem!
Boa leitura!

Capítulo 1 - 1


Jungkook

- Descanse - Falou Taehyung Me dando a toalha e um copo d'água

Só fazia dois meses que comecei a malhar se não fosse Taehyung eu já teria passado dos limites e me quebrado todo

Me entregou meu celular e atendi

- alô? 

- Ola, Eu soube do seu serviço como motorista. O meu cancelou e preciso de um substituto - Era uma voz doce... calma e também fofa

- Claro, para quando moça? - ouço uma risada lá

- sério que confundiu minha voz com a de uma mulher? - arregalei meus olhos - para as nove de hoje, não se atrase

Como nunca tenho um emprego que eu fique permanentemente, trabalho mais de Motorista e guarda-costas

- esta bem, e me desculpe - Desligou e ri de leve

- que papelão! - Falou Taehyung fingindo decepção e lhe taquei a toalha- sem festa hoje?

- sem festa hoje

'''

Olhei para os dois lados da rua procurando o tempo certo para atravessar

Vejo uma mulher andar antecipadamente e a puxei

Eu tenho um estinto forte

- Voce esta bem? - perguntei e ela assentiu

Detesto pessoas descuidadas

Atravessei a rua e fui comprar meu picolé

suspirei ao ver a loja fechada

- Ei garota - Lancei aquele sorriso e ela ficou vermelha, Me aproximei de seu rosto e mordi seu picolé - Há - Corri o mais rapido possível até sair do campo de visão da mesma

É muito bom ser livre

Me considero livre porque já sou independente desdos 17 e nunca tive ninguem se intrometendo na minha vida

Chego e casa e comprimento Suga com um meio abraço

minha "casa" era uma zona, paredes pixadas, confete no chão, Namjoon dormindo no sofá

Não sei se me considero festero, mas desde que eu tenha uma cama pra dormir tudo bem

- Vai trabalhar hoje?

- sim. Você acredita que confundi o cara com uma mulher - Ele se engasgou com a bebida que tomava

- que viagem é essa?!

21:00

andei pelo estacionamento a procura da placa do meu cliente, mas algo tirou minha atenção, três caras espancando um menor

- Ei! Deixe o cara em paz, não vê que não é uma luta justa?! - Gritei me aproximando

- e o que vai fazer? - deu um chute na barriga do loirinho caido no chão e veio até mim - coelho.

- agora voce mecheu com fogo - falei sentindo meus olhos esquentaram e dei um soco na cara do homem

foi tão forte que caiu no chão!

Um veio correndo e tentou me dar um soco mas esquivei, pegando seu braço e Jogando o cara no chão

- Vai me enfrentar? - perguntei para o ultimo e ele caio no chão desmaiado - Ok. ei, voce esta bem?

perguntei para o garoto caído

Meu deus ele era muito bonito!

- a-atrás de voce - Me virei vendo a faca vim em minha direção

eu agradeço por ter um reflexo rápido. peguei a faca com a mão e encarei os caras

Saíram com as pernas bambas e fui obrigado a rir

- O-obrigado

- de nada - falei, pego meu celular e telefonei para o cliente

ouço um toque de celular atras de mim e vejo que ela o loiro a minha frente

- ah, é voce. Vem - Coloquei seu braço por cima de meu ombro enquanto o meu rodiou sua cintura - Seu celular

Ele sorriu de leve e pegou, liguei o GPS e segui o caminho

uma mansão?! Como assim?!

- quanto é? - O segurei impedindo que caísse, parecia que estava bêbado

- Vinte mil won - me entregou o dinheiro e me curvei em forma de respeito - Meus serviços estão sempre abertos

Ele assentiu de leve com um sorriso pequeno e antes de entrar acenou de leve

- Acho que posso beber umas hoje também

21:34

- yae! 

- hey! - todos estavamos festejando com as bebidas que comprei

isso me fez lembrar do loirinho, nem perguntei seu nome

encarei meu telefone e vejo o rosto dele ali

Ele fica lindo sorrindo. encantador

Engasguei com a bebida

- Aish! - Troquei os celulares


Notas Finais


Comentem por favorsinho! Ajuda muito pra mim saber se gostaram e se devo continuar

Obrigada a quem leu
desculpe qualquer erro, não foi de propósito

Tchau!💜💜💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...