História Guardiã do Avatar - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Avatar: A Lenda de Aang, Avatar: A Lenda de Korra
Personagens Aang, Amon, Asami Sato, Bolin, Bumi, Katara, Korra, Mako, Personagens Originais, Tenzin
Tags Avatar, Guardiã, Korra, Romance
Visualizações 17
Palavras 2.014
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Ecchi, Luta, Policial, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Gente tenho uma noticia ruim para dar:

Minhas aulas voltaram e estudo em faculdade, ou seja, sabe aqueles trabalhos no tempo de escola e acha dificil? Na facul não chega aos pé kkk- o negocio é serio kkk. O que estou querendo dizer é que o numero de potagem vai diminuir para uma vez na semana- TODA QUARTA- se eu conseguir postar outro dia ótimo, mas se não só na quarta.

Realmente me desculpa!

Capítulo 12 - Conexão espiritual


Pov. Arya

Andei pelo templo a procura de alguém, nem os monges que sempre encontrava no caminho não os achei. Vamos lá, pensa onde o Tenzin pode estar?? Passei correndo pela cozinha quando escuto o radio ligado

‘’Interrompemos a nossa programação para trazer um relatório especial: Ontem a noite os igualitários invadiram a prefeitura dominando o conselheiro Torrlok e capturaram o Avatar, nós ainda não temos todos os detalhes, mas... ‘’

Korra foi levada! Não acredito que meu sonho foi real! Poxa, não queria estar certa desta vez

-Arya o que foi?- Ouvi uma voz suave atrás de mim quando me virei era Pena esposa do Tenzin

-Onde esta o Tenzen, preciso falar com ele!

-Ele teve que ir até a prefeitura, é por causa da Korra, não é?!

-Com toda certeza! Desculpa, mas tenho que ir- Me curvei e sai as pressas em direção a cidade

.

Chegando na prefeitura me informei onde era a sala do Tenzen já que nunca estive lá, era no segundo andar subi as escadas de dois em dois degraus, respirei fundo já que o folego já tinha ido embora, passei andando por umas porta quando achei a que queria.

-Tenzen, eu preciso...

Parei no mesmo estante vendo que ele não estava sozinho, meus amigos junto com s Li Bei fong estavam lã

-Galera, eles te soltaram?!- Estava tão feliz por vê-los

-Foi eu que os soltei!- Bei fong se pronunciou- Temos que salvar a Korra e precisamos de reforços

-Bolin!- Pulei em seus braços o abraçando, o mesmo demorou mas correspondeu- Fiquei tão preocupada!

-Depois os dois podem ter seu momento juntos, temos uma desaparecida aqui!

-Claro- Recompus totalmente sem graça- Sobre isso que queria falar, alguém sabe alguma coisa?

-Nada , telefonei a manhã toda- Tenzen comentou

-Precisamos da Naga, ela pode rastrear a Korra!- Mako sugeriu um pouco aflito

- Ela sumiu também, as duas sumiram!- Comecei a entrar em desespero até que Li me deu uma olhar de reprovação e me recompus novamente – Desculpa!

-Então por onde devemos começar?-Bolin pergunta

-Meu palpite seja que os igualitários tenham um esconderijo no subsolo em um labirinto de tuneis pela cidade- Bei fong

Como ela sabe disto? Ela consegue sentir o chão... Verdade tinha me esquecido desta parte!

-Como a fabrica de meu pai- Asami falava triste se lembrando

-Faz sentido, quando os bloqueadores de chi me prenderam no caminhão, parecíamos que estamos dentro de um túnel- Bolin comentou

-Não me lembro disto, deve ser porque me apagaram e só acordei no local!- Falei

-Sei por onde devemos começar!- Mako se pronuncia saindo correndo pela porta fazendo os outros irem atrás

.

-Seus espíritos estão conectados, você pode localiza-la só precisa meditar e vai acha-la!- Uma voz surgiu na minha cabeça

.

-Mestre Tenzin, eu tenho que fazer uma coisa posso ficar aqui?- Perguntei antes dele partir

-O que seria?

-Acho que tenho um jeito de encontra-la, mas preciso meditar!

-Faça o que tem que fazer!- Ele sorriu e depois me deixou sozinha na sala

-Hemera é você?!- Perguntei em um sussurro

-Sim,  tinha dito que sempre estaria ao seu lado! Sente perto da janela onde o sol esta batendo o melhor momento de fazer isso é agora

Fiz o que me pediu sentando no chão e fechei meus olhos deixando que o sol me esquentasse.  Um tempo se passou não sei quando, mais senti algo diferente uma imagem surgiu na minha mente como um flash parecia ser uma estrada que estava coberta de neve fora da cidade, a imagem foi se aproximando mostrando uma pequena cabana, mudou de novo virou um porão com pouca iluminação e uma caixa de metal. Consegui entrar na caixa e a encontrei estava batendo na porta pedindo por socorro, acordei em um susto

-Uau!!- Respirava ofegante- Não acredito que deu certo! Parece ser fora da cidade

Olhei pela janela o sol em pouco tempo estaria se pondo. Sai da grande sala pensado em como poderia ir ao seu encontro se deveria ir sozinha ou pedir para alguém ir comigo, quem sabe eu encontre o pessoal e podemos ir juntos?

Estava saindo por uma porta lateral quando escuto uma conversa entrando vindo da sala onde os vereadores costumavam ter suas reuniões , cheguei perto da porta e olhei devagar era o pessoal mais o chefe de policia conversando aos berros

-Tarlook é um dominador de sangue! E usou na Avatar Korra!- Uma voz que não sei de onde vinha falou

Não pode ser!  

-Não piore as coisas e nós diga onde a escondeu!- Tanzen pediu o ameaçando

Antes de eles perceberem todos estavam no chão pareciam estar com dor, Tarlook com as mãos levantadas a cima de sua cabeça os controlava e logo depois os fez apagar.

Se ele esta realmente com a Korra, então ele vai me levar até ela. Corri para evitar que me visse encontrei seu carro estacionado na frente da prefeitura e me escondi na parte de fundo- era um plano arriscado? Com certeza, tenho outra escolha? Claro que não! Em pouco minutos estávamos andando

( ... )

Não sei quando tempo levou esta ‘’ viajem’’, mas estava começando a ficar com frio talvez esteja perto do visão que tive. O carro parou de vez, ouvi a porta batendo mostrando que ele saiu do mesmo, contei ate dez ante de fazer a mesma coisa, só que voltei no mesmo estante quando percebi que não estava sozinha: Amon apareceu! Só pode estar de brincadeira!

Vamos Arya, pensa! Quando percebi que Amon entrou tambem na pequena cabana, sai sem tentar fazer tanto barulho e fui para a janela mais próxima olhei Tarlook e Amon estavam conversando, mas sem sinal da Korra

-Tolos, vocês nunca enfrentaram uma dobra como a minha!- Tarlook falava dominando sangue das pessoas presentes, todos caíram no chão exceto Amon que não se abalou ainda se aproximava dele que com um movimento rápido segurou uma de suas mãos e a prendeu nas costas e a outra na testa do vereador que em segundos caiu fraco

-Eu cuido dele!- Amon carregava o vereador nas costas- Peguem o Avatar e não a subestimem!

Tenho que fazer alguma coisa... Vamos lá Arya pensa, foi da policia tanto tempo como não consegue ter um plano ? Senti neve caindo sobre mim, uma pequena nevasca estava se formando. Me escondi em um dos lados do carro e esperei que Amon saísse, em posição de ataque puxei de um lado para o outro a neve que tinha em cima do telhado da cabana fazendo cair em cima dele o soterrando

-Quem esta ai?- O ouvi perguntar

-Seu pior pesadelo!- Respondi tentando não demostrar meu medo

-Por caso é a garota da arena? Ainda continua com valentia toda!- Ela saia do meio da neve

-Não atreva se aproximar- Disse erguendo minhas mãos em sua direção

-Vai fazer o que me congelar como da ultima vez?- Perguntou vim a mim

-É minha especialidade!

Movimentando as mãos fiz com que a neve que cobria seus pés subirem e congelando o que passava em seu caminho, camadas e mais camadas de gelo só deixando o seu rosto do lado de fora.  A porta da cabana foi derrubada com tudo revelando a Korra que parecia estar assustada

-Korra, foge!- Foi a única coisa que consegui dizer

Sem responder fugiu descendo colina a baixo, os capangas apareceram logo depois vindo em minha direção os derrubei com uma onda de neve que fiz sair do chão os cobrindo.

-Vai se arrepender disto!- Amon dizia

-Vai tomar banho!- Ri realmente de nervoso e fui atrás da garota

A pequena nevasca estava aumentando e eu sem minha blusa de frio realmente estava congelando. Deslizava na neve a sua procura, tudo parecia tão igual e branco para todo o lado até que sem ver tropecei em um galho fazendo rolar morro abaixo

-Com certeza isso vai deixar marca!- Massageei minha perna, sentir algo peludo no meu braço- Naga!

O cão polar me acariciou com seu focinho, fiquei feliz por ter a encontrado tambem. Levantei e Naga começou a farejar procurando rastros de sua dona poucos minutos depois a encontramos desacordada debaixo de uma arvore coberta por uma leve camada de neve

-Korra!- Chamei a fazendo despertar

-Arya! Naga!- Falou como um sussurro- Me encontrou, mas como?

-Depois te explico, vamos todos estão preocupados com você!

A ajudei subir na Naga, eu fui em baixo só acompanhando. Nunca caminhei tanto em toda minha vida, soltei meus cabelos para que pudesse esquentar um pouco minha nuca só que não deu o resultado que esperava. Ao longe vi as luzes da cidade devemos estar a alguns minutos, mas do jeito que estou minutos viram séculos.

As ruas estavam desertas provavelmente já é tarde na noite sem relógio estou totalmente perdida. Ainda caminhando senti uma leve vibração no chão e quando me virei deparei com um bisão pousando e pessoas descendo deles

-Korra!- Mako gritou vindo em nossa direção

-Tenha calma ela precisa de cuidados!- O alertei quando pegava a morena pelos braços

-Arya, esta bem?- Tenzin se aproximou também

-Só estou com frio, mas bem!

-Onde esta Tarlook? Como conseguiu acha-la?- Bei fong também se aproxima

-Não sei direito Amon apareceu e o levou acho que tirou sua dominação, vi o que ele fez com vocês e escondi no seu carro que me levou até ela- Expliquei

-Vamos levar as duas para a ilha do ar!- Tenzin

- Não, vocês levam a Korra e eu vou com a Naga

-Tem certeza?

Assenti. Vi Bolin descer do bisão também e vindo na minha direção dizendo que iria comigo para não me deixar sozinha, estranhei já que ele não esta falando direito comigo.

-Naga, quer descansar um pouco antes de ir?- Perguntei para o animal que se deitou na minha frente- Isso quer dizer o que?- Ela olhou para mim e depois para suas costas, entendi que era para subir sabendo que não descansaria até que sua dona estivesse bem

Fiz o que me pediu chamei o garoto para subir tambem um pouco relutante veio. Naga começou a correr em direção ao cais, por causa da corrida senti os braços dele na minha cintura me fazendo corar na hora, porém não tentei mostrar meu nervosismo

-Se segura!- Ri

-Estou tentando!

Perto do cais Naga não diminui a velocidade o que estava me deixando aflita quando percebo ela pulou com tudo dentro d’agua

-Naga porque fez isso?

A agua esta muito gelada com certeza vou ficar gripada. Com um movimento rápido fiz um pequeno iceberg surgir de baixou da gente e levando nossos corpos a superfície

-Vou comandar, agora!

Com a dobra d’agua consegui nós levar até a ilha com uma velocidade constante chegando em pouco tempo, chegando em terra firme consegui tirar a agua de nossas roupas

-Na próxima vou de bisão que é mais seguro! – Bolin parecia enjoado

-Tome um banho quente para evitar que fique doente, ok!- Soltei um espirro na hora- Como eu!

-Você tambem precisa!- Pegou minha mão e me levou para dentro do templo

-Sabia que você é mais complicado do que uma mulher?

-O que quer dizer com isso?!

-Primeiro me beija, depois não quer falar comigo e agora esta preocupado com minha saúde

-Olha me desculpa por isso fiquei com medo da sua reação e tudo mais, quando queria conversar achava que não iria mais olhar para mim e não queria perder sua amizade ...- Peguei a gola de sua camisa e trouxe para perto- O que esta fazendo?

-Algo que já deveria ter feito!

 O beijei diferente do nosso primeiro beijo foi um pouco mais intenso percebi que o peguei de surpresa e só depois retribuiu, suas mãos foram em minha cintura quando as minhas envolvi seu pescoço o trazendo para mais perto, finalizei com uma mordida de leve no seu lábio inferior

-Uau!- Ele disse ofegante- Eu...

-Vamos entrar!- Passei minha mão pelo seu braço até chegar em sua mão o puxando para dentro

-Ta!- Ele parecia uma pouco perdido

Korra estava na enfermaria dormindo a deixei descansar, depois de tudo que passou merece uma boa noite de sono.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...