História Guardião Dimensional - Capítulo 53


Escrita por: ~ e ~LordeKoorishiro

Visualizações 46
Palavras 3.575
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo-Ai, Shounen, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 53 - Crime


Capítulo 53: Crime

Natsu, Erza e Mavis estavam se afastando do local onde o "julgamento" de Warrod e Wolfhein havia ocorrido. Kazehana estava nos braços de Natsu inconsciente.

Natsu: O que aconteceu para você gritar de dor Mavis? (caminhando com Kazehana no colo)

Mavis: Eu senti como se o meu braço esquerdo e olho direito estivessem sendo arrancados. (Natsu fica pálido)

Natsu: Ichigo já te vinculou a ele? (Mavis cora e mostra uma marca azul com o Kanji para "Dragão de Fogo Azul" no pescoço) Isso é ruim. Você sentiu o que ele deveria estar sentindo naquele momento.

Erza: Mas quem seria capaz de arrancar um braço e um olho dele?

Uma voz maquiavélica respondeu:

"Esse seria eu."

Os três olharam para cima e viram um jovem voando. Ele era ruivo com os cheiros de Issei, Ash e Wendy combinados segurando um Ichigo ensanguentado, pelo pescoço. O ruivo sorriu cruelmente antes de soltar o azulado e deixá-lo cair de uma altura razoável fazendo-o cair com a face no chão. Erza e Mavis foram até Ichigo e só então notaram que ambos braço direito e olho esquerdo estavam faltando.

Mavis (furiosa): Por que fez isso com Ichigo-kun?

Kyosuke (desinteressado): Porque ele é um fraco e ingênuo. Estou surpreso de ainda estar vivo depois do que fiz com ele.

Natsu: E quem é você?

Kyosuke (sorri maliciosamente): Esse paspalho não falou sobre mim? Sou o irmão mais velho dele, Kazehana e da bastarda indigna de nosso DNA que é Haru.

Erza: Demigra criou quatro clones deles?

Kyosuke: Mas ao contrário desses três eu também tenho o DNA do "tio" Issei. (mostra asas de dragão demoniácas) Esse idiota aí fez a Sayla (Natsu arregala os olhos ao ouvir esse nome) recuar e conseguiu libertar o rei junto de um dos guarda costas dele. Quando ele estava voltando para cá eu fiz uma "visita" como um bom irmão mais velho.

Natsu: Você quase o matou! (Kazehana está despertando)

Kazehana (pensa): Que cheiro estranho é esse? (se vira nos braços de Natsu e vê Ichigo naquele estado lamentável) Oniichan? (Natsu (com muita força de vontade) a nocauteia de novo enquanto Kyosuke começa a rir)

Erza: O que diabos aconteceu afinal?

Kyosuke: Se vocês querem mesmo saber. Warrod, Wolfheim e Draculos o chantagearam para ser um Mago Santo em troca da pasta com informações sobre os parentes, da loirinha aí. (aponta para Mavis) Caso estejam se perguntando porque ele simplesmente não pegou a pasta e caiu fora, ela tinha uma magia que só liberaria as informações se ele aceitasse.

Mavis: Ele não me contou isso.

Kyosuke: Ele não sabia mas desconfiava. Mas por mais ingênuo que ele fosse ele também sabia que Warrod não iria mostrar a pasta sem garantias. No final das contas ele aceitou e decidiu ir numa única missão para em seguida enfiar a medalha, na extremidade traseira de Warrod.

Natsu: E o que ocorreu nessa missão?

Kyosuke (sorri): Bem...

Flash Back:

Ichigo/Ryuujin estava combatendo Sayla com sua lâmina coberta pelas suas chamas azuis, que feriam o demônio feminino mais do que os golpes, da própria espada. Apesar de Ryuujin estar num nível inferior a ela o mesmo possuía a vantagem no confronto, por causa de seus poderes. Mesmo que ela usasse sua verdadeira forma só pioraria as coisas para o lado dela.

Ela sentiu uma queimação na palma de sua mão direita e notou o símbolo do Tártaro surgir sobre ela. Sayla sorriu discretamente sem Ryuujin poder ver para em seguida, retirar um cartão de seu kimono. Ryuujin cessou o seu ataque e a olhou desconfiado.

Sayla: Você é um excelente adversário Ryuujin. Eu não quero ser morta hoje portanto tome o cartão, que leva para aonde o rei e suas filhas esão presos. (joga o objeto no jovem que o pega)

O filho clonado de Ash e Wendy pegou o cartão olhando para ele sem abaixar a guarda. Ele retornou a olhar para Sayla e ver que ela desapareceu de vista. Nem o seu Ki estava mais naquela base.

Ou de qualquer outro demônio.

Hiroshi (pelo rádio): Ei Ryuujin você tem idéia do que aconteceu? Eu estava fatiando Ezel quando ele brilhou roxo e sumiu do nada.

Ryuujin: Não faço idéia amigo.

Marcus (gemendo de dor pelo rádio): Eu não reclamo. Tempester estava chutando o meu traseiro.

Haruna: Alguém conseguiu um dos cartões?

Ryuujin: Estou com o de Sayla. Encontro com vocês no elevador.

Flash Back Off:

Mavis: Isso não é a história completa!

Kyosuke: Você acha? Quando ou melhor dizendo se ele acordar, você pede mais informações.

Erza: Estamos saindo da estrada principal. (ela invocou panos com o Kansou e usou para estancar o sangue) O que ocorreu depois?

Kyosuke: Ele lutou e derrotou Anhkseram. (Mavis olha para ele arregalando os olhos) Meu querido otouto cumpriu parte da promessa que fez a você sobre "chutar o traseiro" de Anhkseram. Após isso...

Flash Back On:

Ichigo estava ofegante mas ainda assim tinha um sorriso vitorioso. Ele observou o deus espancado e derrotado a sua frente. Ao contrário da última vez Anhkseram havia dado um desafio a ele suficiente para cansar, o jovem de cabelo azul.

Porém o deus que parecia gostar de atormentar dragões, mostrando claramente o seu desapego com a própria vida, havia dito a ele coisas interessantes. Como por exemplo sobre um plano para Warrod, Wolfheim, Draculos e um quarto ainda sem nome para se apoderar de sua imouto. Sua mãe, pai, Mavis (ela não o chamou disso mas ele sabia que ela pensava assim) e mesmo Sayla estavam certos.

Ele foi um ingênuo! O azulado suspirou para em seguida selar Anhkseram inconsciente num pergaminho e jogar o mesmo, numa dimensão de bolso sua. Ichigo se preparou para tomar vôo e ir embora... antes de ser chutado nas costas e colidir de cara no chão.

Ichigo: Ugh... (vê a última pessoa que ele gostaria de chamar de parente) Kyosuke. (rosna)

Kyosuke (sorriso psicótico): Olá otouto.

Ichigo: O que veio fazer aqui?

Kyosuke (puxa seu irmão pela gola da camisa): O que você acha? (num movimento rápido ele coloca as mãos sobre o braço direito do azulado)

Ichigo: O que está fazendo? (tenta tirar a mão dele de seu braço)

Kyosuke: Isso vai doer num momento... (sorri cruelmente) e depois muito mais!

Os rugidos de dor do azulado podiam ser ouvidos por quilômetros.

Flash Back Off:

Kyosuke: E assim isso encerra o meu conto. (sorrindo satisfatoriamente ao ver os rostos descrentes de Mavis e Erza)

E meio irritado ao ver Natsu direcionar um vazio a ele. Ele esperava que o Dragon Slayer mais velho o desafiasse ou algo assim não ficar em silêncio, sem dizer nada.

Natsu: Caso você esteja se perguntando do porquê não fiz nada contra você até agora Kyosuke é porque, eu não tenho direito. Hoje você confessou ter tentado dar a sua irmã mais nova como escrava sexual, e torturar seu irmão. O seu destino está nas mãos de minha irmã e cunhado os seus pais.

Kyosuke (tom zombeteiro): Como se eles terão coragem de levantar a mão contra mim. (some num brilho roxo)

Natsu: Vamos levar ele a Porluska.

Dimensão Olimpiana:

Nesse momento algumas coisas interessantes ocorriam. Kanon o irmão de Saga havia acabado de se provar digno de vestir a Armadura de Gêmeos, para Milo Cavaleiro de Ouro de Escorpião. Enquanto isso Wendy conversava com Orphée de Lira sobre Eurídice e falando que ela poderia reverter, o estado em que a última se encontrava se ele permitisse.

Orphée pediu o que a jovem iria querer em troca Wendy disse-lhe que ela não queria nada, com exceção que ele oferecesse seu apoio, na luta contra Hades. Antes que o Cavaleiro de Prata pudesse responder a mesma luz que Orphée confundira com a luz do sol há muito tempo, aparece sobre o jardim de flores e dela, surge Faraó, que tenta atacar Wendy. Após descobrir que Faraó é o culpado por Eurídice ter seu corpo transformado em pedra, Orphée decide enfrentá-lo.

Durante a batalha o Faraó comete o erro de revelar que ele pediu a Hades que ele restaurasse o corpo de Eurídice, para ele poder estrupa-la. Isso despertou a fúria do Cavaleiro de Prata. Nisso ele usa o seu "Acorde Perfeito".

O último acorde tocado por Orphée de Lira. As cordas da Lira se soltam e estrangulam o inimigo muito lentamente além de o estraçalharem. Minutos mais tarde o Faraó não era nada mais que pedaços sangrentos no chão.

Orphée havia encerrado a sua vida longe de Eurídice e Wendy não querendo que elas vissem a cena. Enquanto isso Aiacos estava enfrentando Ikki de Fênix. E apanhando feio.

Inicialmente Aiacos havia Ikki, mostrando ter uma grande velocidade, desviando dos golpes do cavaleiro e atacando-o simultaneamente. Aiacos tenta matar Ikki utilizando seu Voo da Garuda, mas o cavaleiro de Fênix sobrevive. Aiacos ao ver isso lança novamente o Voo da Garuda, mas Ikki contra-ataca acertando Aiacos pelas costas, nocauteando o Espectro e dizendo que um golpe não funciona pela segunda vez contra um cavaleiro.

O Garuda se levanta e ataca o Fênix novamente com a sua Ilusão Galáctica, quase derrotando fênix. Certo de sua vitória Aiacos se vira para ir embora mas Ikki novamente se levanta rindo zombeteiramente. Aiacos tenta usar novamente a Ilusão Galática mas antes que ele faça isso Ikki o ataca, com o seu "Golpe Fantasma de Fênix", atordoando Aiacos, o juiz tenta contra-atacar mas Ikki diz que o Espectro não tem mais forças para isso e logo em seguida o derrota definitivamente com a sua Ave Fênix, que destrói completamente a Sobrepeliz de Garuda.

De volta com Ash e Seiya contra Radamanthys:

Radamanthys estava claramente ultrapassado em termos de técnicas, Cosmo e números. Normalmente Seiya gostaria de lutar contra o Espectro sozinho mas Ash havia apontado que Radamanthys, não era um adversário honrado e tentaria arranjar uma forma de escapar, ou matar o Pégaso desonrosamente. Isso e Ash contou ao Cavaleiro de Bronze antes do juiz aparecer, que Radamathys na linha de tempo original iria atrair os Cavaleiros de Ouro, para o inferno onde eles só poderiam usar 10% de seus poderes para se livrar deles facilmente.

O juiz então tentou livrar-se de ambos usando o seu ataque "Destruição Máxima". Radamanthys o juiz estende seus braços, concentrando seu cosmo nas mãos e liberando diversas ondas de choque devastadoras, que propagam-se por toda a área a seu redor (como as ondas causadas por uma pedra que cai na água). O juiz era um mal perdedor.

A armadura de Seiya o protegeu enquanto Ash calmamente saiu do alcance do golpe. Finalmente Seiya decidiu encerrar a luta e mandou seu novo ataque. A "Lâmina do Pégaso Asgardiano".

O golpe consistia em concentrar Cosmo na Espada de Odin e depois cortar o ar enviando um "corte" de Cosmo, na direção do oponente. Radamanthys apesar de ter sido golpeado várias vezes fica confiante que sua Sobrepeliz de Wyvern irá protege-lo. Ele se arrependeu de sua decisão quando o ataque o cortou no meio.

Dois juízes a menos mas ainda faltava um. Enquanto isso no Elíseos os dois guardiões de Hades olham para o caixão de seu mestre, que estava se remexendo, nervosamente. Ao contrário do que muitos pensavam não era Hades que estava ordenando a Guerra Santa.

Eram os dois que se aproveitavam que o seu mestre estava enfraquecido e estavam tentando ganhar, o controle do mundo.

Hypnos: Isso está ficando um jogo perigoso Thanatos! O nosso mestre está despertando e não vai ficar feliz com o que fizemos, em sua ausência.

Thanatos (arrogante): Não se preocupe. Ele não terá força para nos impedir.

Uma nova voz então disse divertida:

"Quem disse?"

Os dois deuses se viraram para o caixão e viram um jovem ruivo de olhos esmeralda ao lado dele. O ruivo abriu o caixão e seu braço esquerdo se tornou um tipo de luva metálica, com jóias verdes. O rapaz tocou no deus dos mortos e a luva rugiu:

"Transfer!"

Nesse momento Hades abriu os olhos e se levantou sentindo sua energia restaurada. Hades possui olhos claros, pele branca e cabelo negro em seu corpo original. Ele olhou para o ruivo e então disse tranquilamente:

"Olá de novo Issei Hyoudou."

Issei (curioso): Nós nos conhecemos?

Hades: Em outra era eu conheci uma versão sua de outro mundo. Ele podia usar chamas douradas.

Issei: Você parece ter algum conhecimento do Multiverso.

Hades: Muito pouco. Mas isso não importa agora e sim o que farei com os meus servos desobediente. (olha para Thanatos e Hypnos que está tremendo, mijando e defecando de medo)

Não era a toa. Junto com seus irmãos, Zeus e Poseidon, é um dos 3 grandes dos 12 Deuses do Olimpo as divindades mais poderosas daquele universo. O deus colocou a mão no queixo para pensar um pouco... antes de estalar os dedos fazendo sua espada surgir, sua mão.

Hades: Eu não irei matá-los... (Hypnos suspira aliviado enquanto Issei se afasta um pouco sentindo o Cosmo do deus se elevar) ao invés disso darei a vocês um destino pior que a morte! A destruição de suas almas!

Thanatos (furioso): Você não pode fazer isso! Você não vê? O poder é a única coisa que importa. Com o poder, eu posso decidir quem vive e quem morre. Com poder, eu se tornar Kami em todas as coisas, e decidir o que tem o direito de viver no meu mundo! (com loucura nos olhos)

Issei (secamente): Um mundo de morte. Você quer viver em um mundo onde nada cresce e tudo só queima para a terra.

Thanatos: Eu odeio o mundo. Eles está cheio de humanos podres. Os humanos que pensam que somos apenas mitos. Eu irei mostrar a eles! O mundo precisa queimar e a maioria das pessoas que precisam morrer para que o resto pode ser lembrado da grandeza dos deuses. Da minha grandeza!

Hades (friamente): E é por isso que você é incapaz de governar. Ninguém quer reinar sobre os mortos e cadáveres deixados para trás por um idiota como você. Grande Eclipse! (um eclipse surge nos céus do Elíseos)

Hypnos (desesperado): Não! (tenta fugir do ataque mas é pego pela escuridão junto de Thanatos que está tentando atacar Hades e Issei)

O Grande Eclipse é capaz de destruir a alma e o espírito dos seres que se expõem diante sua imensidão astral, tal fenômeno aparentemente não seria percebido por ser semelhante a um simples eclipse. Mas como é emanado pelo cosmo de Hades torna-se uma técnica suprema, sendo impossível não sucumbir à sua vontade. Essa técnica, exclusiva de Hades a eras, jamais foi efetuada por completo, quando seria capaz de cobrir os povos em sombras e fazer imergir as trevas que alastram pelo inferno.

O deus nunca gostou de usa-la muito. Sua esposa Persefone sempre disse que sentia como se o mundo estivesse morrendo quando ele a usava. Por falar nela ele decidiu procurar a reencarnação dela logo.

Issei: Então a guerra está encerrada?

Hades: Sim Issei-san. (suspira) Creio que eu e os meus irmãos teremos de ter uma longa conversa. E não posso me esquecer da jovem Pandora.

Issei: Ok. Bem vamos avisar isso a Artémis não?

Dimensão DxD:

As garotas estavam todas na Mansão de Issei e Tiamat num chá de bebê comemorando que Kuroka estava grávida, de Vali. Tiamat estava com Kireiko no colo e a pequena menina estava sendo amamentada pela mãe. A Rainha Dragão do Caos e Karma ainda custava acreditar que ela estava casada, com o ex-hospedeiro de Ddraig.

Tiamat sempre havia odiado o Imperador Dragão Vermelho e todos os seus hospedeiros em geral. E com Issei de início não foi diferente. Quando eles se conheceram Issei perguntou a ela porque o seu ódio por Ddraig.

A azulada respondeu que... não se lembrava. Tiamat nunca havia estado tão envergonhada em sua vida. Issei não havia rido e simplesmente disse que ela deveria esquecer o ódio e começar de novo.

Ela aceitou o conselho. Oh bem quem diria que ela iria se apaixonar pelo Sekiryuutei? Ela havia se lembrado porque odiava Ddraig mas nunca contaria a ninguém.

Era uma razão estupída. Milênios atrás antes de Ddraig e Albion serem selados eles haviam tido uma "pequena" briga perto de sua caverna. Os tremores haviam feito um dos vasos ornamentados dela cair e se despedaçar no chão.

Depois disso ela havia ficado com raiva e exigiu que os dois a pagassem. Os dois sempre fugiam nunca pagando e no dia em que fariam isso, com a sua supervisão... eles haviam sido selados! Foi como se eles estivessem zombando dela!

Curiosamente algum tempo antes de Ash e Wendy serem apresentados a ela Issei deu-lhe, um belo vaso ornamentado. Se foi sugestão de Ddraig querendo compensar o há muito tempo destruído só ele sabia, pois ela nunca teve coragem de perguntar.

Earth Land:

Sherry (triste): Por que eu sou tão azarada com os homens? (olhando para um teste de gravidez)

Primeiro foi Lyon que a usou para tentar fazer ciúmes em Juvia quando eles haviam visitado Magnólia. E agora com Kyosuke que a usou como uma mera ferramenta para se "aliviar". O pior é que ela ficado grávida do último.

E ainda pior é que Sherry sentia saudade do ruivo! Ela sabia que deveria odiá-lo ainda mais após ele dizer na cara dela que para ele, a rosada não passava de um "passatempo" na melhor das hipóteses. A rosada temia pela vida de seu bebê ainda em formação.

Ela podia ver nos olhos de Kyosuke que ele não tinha valor pela vida humana. Verdade seja dita a única razão dela ter feito amor com ele consensualmente foi por estar bebâda e furiosa, por ter sido usada por Lyon. Ironicamente ela voltou a estaca zero só que com outro homem.

Sherry (acaricia a barriga triste): Talvez eu deva te dar a um orfanato? Não eu não confio neles para arrumar um lar adequado para você. E também não me acho com direito para te abortar. Mas eu não creio que seja digna de ser sua mãe.

Nesse momento a porta começou a abrir e ela escondeu o teste ao ver sua prima Chelia Blendy, uma God Slayer do Céu entrar. Ao lado dela estava o namorado Daisuke que possuía uma cauda de macaco, assim como Kyosuke. Mas ao contrário de Kyosuke que a tratava como um passatempo Daisuke tratava, Chelia como uma princesa.

Chelia: Você está bem Sherry? (Daisuke cheira o ar estranhando o cheiro)

Sherry (pensa): Não. (fala) Só um pouco cansada. (se dirige para o quarto)

Daisuke: Sherry está cheirando de um jeito estranho.

Chelia: Que jeito?

Daisuke: Do jeito que as mulheres que você ajuda nos partos cheiram. Mas o cheiro é muito fraco.

Chelia: Hum...

Magnólia:

Na enfermaria de Fairy Tail se encontrava Ichigo. Grandineey foi chamada para restaurar o corpo do seu neto e teve sucesso na maioria das feridas. Mas quando ela tentou restaurar o seu braço e olho... ela se viu incapaz disso!

Grandineey: O que é isso?

Só então a dragoa sentiu que um cheiro que lembrava veneno vinha dessas áreas. Ela se lembrou de Wendy falar sobre como Tiamat havia sido morta por sangue de Samael. Será que seu neto havia sido envenenado também?

Foi nesse momento que ambos sua filha e genro surgiram pelo portal. Os dois olharam para o filho deles naquele estado lastimavel sem dizer uma única palavra. Ichigo abriu os olhos.

Ichigo (voz fraca): Mãe, pai. (os dois acenam) Vocês estavam certos. Eu fui um ingênuo e tolo além de causar dor desnecessária para Mavis-chan. Não irei culpá-los se quiserem me renegar.

Ash: Você viu os seus erros.

Wendy: Você estava tentando fazer algo honroso. O problema é que as pessoas no comando não tinham honra. Agora durma.

O garoto não pode falar de volta pois adormeceu. Assim que ele fechou os olhos eles olharam para Grandineey. A dragoa calmamente explicou sobre todos os danos que o jovem sofreu.

A única coisa que o salvou foi a sua biologia saiyajin e dracônica. O pior dano porém foi no braço e no olho. Ichigo teria de usar próteses para substituir ambos os membros perdidos.

Dois dias mais tarde havia chegado a hora de colocar os referidos membros no rapaz. Ele só pediu uma coisa quando ele iriam ser implantados. Eles deveriam ser colocados sem anestesia.

Ao contrário de quando Kyosuke os arrancou desta vez Ichigo não gritou. Ele permaneceu calado aguentando a dor. Mais tarde ele estava caminhando pela floresta com Mavis.

Mavis: Ainda dói?

Ichigo: Não. A dor foi só no momento me que os fios se conectaram aos meus nervos.

Mavis: Entendo.

Ichigo: Obrigado por lidar com Warrod e Wolfheim.

Mavis: Eu tinha de fazer aquilo. (rosna) Agora só falta o maldito Draculos e o outro que ainda não sabemos o nome.

Ichigo: Nós vamos descobrir em breve.

A quilômetros dali um homem com um chapéu de cozinheiro e bigode deu um espirro sobre a comida que preparava, forçando-o a recomeçar seu preparo. Ele estava amaldiçoando os deuses de Ishgar por não terem capturado a menina. Haveriam novas oportunidades no futuro.

De volta a floresta de repente Mavis agarrou Ichigo e o prendeu contra uma árvore. Muito semelhante como Wendy havia feito com Ash a alguns anos atrás. A loira beijou o azulado profundamente que retribuiu.

Os dois se separaram algum tempo depois. Mavis então se lembrou de algo.

Mavis: Como foi a missão? O bastardo nos falou de algumas coisas mas quero ouvir a história da sua boca.

Ichigo (sorri): Longa história.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...