História Guardiões do Céu - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bleach
Personagens Gin Ichimaru, Grimmjow Jaegerjaquez, Karin Kurosaki, Orihime Inoue, Personagens Originais, Rangiku Matsumoto, Renji Abarai, Shunsui Kyouraku, Shuuhei Hisagi, Toushirou Hitsugaya
Tags Anjos, Bleach, Demonios, Hitsukarin
Visualizações 49
Palavras 267
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Novos Começos


Na estrada que atravessa o deserto, um carro seguia em direção à próxima vila. Os seus ocupantes eram apenas três. No volante estava um homem de 26 anos, tinha os cabelos brancos e os olhos eram de um belo azul turquesa, ele possuía também tatuagens nos braços. Ao seu lado, estava uma bela mulher de longos cabelos pretos atados num rabado de cavalo e os seus olhos eram da mesma cor do cabelo, ela tinha tal como o homem também 26 anos, completados recentemente.

No colo da mulher estava bem aconchegado um pequeno bebé de 5 meses. Ele possuía olhos acinzentados e o pouco cabelo que tinha era do mesmo tom, igual ao da sua mãe. O pequenino olhava com curiosidade para o homem que lhe sorria ao lado da sua mãe.

E apesar de a viagem ser um pouco cansativa, era aconchegante estarem todos juntos, eram uma família.

 

 

“Quando eu era pequena, a minha mãe falou-me de uma profecia.

De uma altura em que o mundo estaria coberto pelas trevas e o futuro da humanidade seria decidido.

Numa noite, eu finalmente ganhei a coragem e perguntei à minha mãe, o porque de Deus estar tão zangados com os seus filhos.

Eu não sei – disse-me enquanto me punha na cama – acho que ele apenas ficou farto de toda esta palhaçada.”

 

 

Na mala bagagem do carro era possível ser vista uma quantidade enorme de todo o tipo de armas existentes. Não importava como, mas tanto Karin como Toushirou iriam fazer o que fosse preciso para a sobrevivência do pequeno Levi que gargalhava feliz aconchegado nos braços da mãe.


Notas Finais


Bem espero que tenham gostado ... infelizmente este foi o último capitulo.
Obrigado a todos os favoritos e comentários!

Para os leitores de Submundo (minha outra fic), tal como disse antes o próximo capitulo sairá em breve!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...