História Guerra Dimensional - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail, High School DxD, High School DxD New, Naruto
Personagens Acnologia, Akeno Himejima, Asia Argento, Carla (Charle), Chouji Akimichi, Deidara, Elfman Strauss, Erik (Cobra), Erza Scarlet, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Gajeel Redfox, Gildartz, Grandeeney, Gray Fullbuster, Happy, Hidan, Hinata Hyuuga, Igneel, Ino Yamanaka, Issei Hyoudou, Itachi Uchiha, Juvia Lockser, Kabuto, Kakashi Hatake, Kakuzu, Kankuro, Kiba Inuzuka, Killer Bee, Kisame Hoshigaki, Konan, Koneko Toujou, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Madara Uchiha, Maito Gai, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Metallicana, Mirajane Strauss, Nagato, Naruto Uzumaki, Natsu Dragneel, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Personagens Originais, Rias Gremory, Rock Lee, Rogue Cheney, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Sting Eucliffe, Temari, TenTen Mitsashi, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Yuuto Kiba, Zeref, Zetsu
Tags Dxd, Fairy Tail, Highschool Dxd, Naruto
Exibições 18
Palavras 3.916
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Crossover, Ecchi, Harem, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Natsu em seu modo Raienryuu (Dragão de Fogo com Raios).
Koneko no seu Shirone Mode e Gajeel no seu Tetsueiryuu Mode (Dragão de Ferro das Sombras).

Capítulo 10 - Traição, Maou e herói


Fanfic / Fanfiction Guerra Dimensional - Capítulo 10 - Traição, Maou e herói

Autor POV:

Todos retornam para a guilda trazendo a mulher junto de si. Ela acorda após um tempo descansando, e a Yukino a abraça chorando de felicidade.

Yukino: Ainda bem que está viva Minerva-sama.

Minerva: Pena que eu não posso falar o mesmo do pessoal da guilda.

Sting: Como ainda está viva?

Minerva: Eles me prenderam e queriam me usar como moeda de troca, mais pelo que consegui ouvir eles vão simplesmente destruir todas as guildas enquanto essa Rias Gremory não se entregar.

Lucy que estava junto dos outros pensa na possibilidade disso também acontecer na Fairy Tail, já que a poderosa Sabertooth foi massacrada por esses demônios.

Ise por outro lado ficava cada vez mais nervoso com as ações que o Lucifer tomava em busca da sua guerra, chegando ao ponto de envolver outras pessoas que não tem nada a ver com a história.

A conversa acaba aí e todos se dividem, com Minerva se juntando a seus ex-companheiros de guilda.

Ise POV:

Estamos todos reunidos em casa para a hora do jantar, hoje quem preparou a comida foi a Asia, mais se não me dissessem eu teria certeza que foi minha mãe que preparou, já que o gosto é idêntico aos pratos que ela faz. Após o jantar eu ajudo minha mãe a arrumar a cozinha, mais ela repara meu semblante triste e me questiona.

Mãe: O que você tem Ise?

Ise: Nada demais mãe, é só que eu achei que mudando de dimensão os problemas iriam diminuir, mais eles nos seguiram.

Mãe: Eu não entendo nada desse mundo sobrenatural mais tenho certeza que vocês vão dar um jeito nisso.

Ise: Obrigado pelo comentário, tirou um peso das costas.

Mãe: O que eu quero realmente saber é quando eu vou poder ver meus netos.

Eu não tive condições de responder isso e fiquei muito envergonhado, não abrindo mais a boca até terminar o serviço e subir para o meu quarto onde três garotas já me esperavam.

Ise: Bem, eu sei que a cama é bem grande, mais se aumentar o número de garotas aqui não vai sobrar espaço para eu dormir nela.

As três levantam da cama e com rostos bem pervertidos começam a me arrastar para a mesma.

Raynare: Você deve estar bem cansado hoje Ise-kun, então entramos em um acordo e vamos cuidar de você essa noite.

A Akeno-san se aproxima do meu ouvido e sussura nele.

Akeno: Vai poder brincar com meus peitos a vontade.

Sangue começa a escorrer do meu nariz e para intensificar de vez o ataque a Rias que já estava só de camisola me abraçou bem forte por trás, apertando os peitos nas minhas costas, me deixando bem animado e ao mesmo tempo paralisado sem poder fazer nada. A quantidade de sangue que sai do meu nariz aumenta, parecendo uma queda d'água de tanto sangue que saía. Meu corpo perde as forças imediatamente, e eu desmaio para tristeza das garotas, que pareciam bem animadas para essa brincadeira.

Eu só acordo no outro dia com a Rias por cima de mim e as outras duas deitadas em cima dos meus braços. Sem conseguir se levantar eu começo a encarar o teto esperando elas acordarem, o que demora uns 15 minutos para acontecer. A primeira coisa que fazem é me dar um beijo de bom dia na boca, e saem de cima do meu corpo.

Cada um vai fazer suas necessidades e descem para o café da manhã. 30 minutos depois nós quatro já estávamos na guilda sentado na mesa junto do Natsu e da Lucy.

Ise: Natsu, cadê o Happy que eu nunca mais vi?

Natsu: Deve estar com a Charle, já que eles andam grudados ultimamente.

As garotas começam a conversar com a Lucy.

Rias: Como vão seus espíritos celestiais?

Ela fica olhando para o nada até perceber que foi chamada.

Lucy: Desculpa eu não estava prestando atenção, pode repetir a pergunta.

Rias: Como estão seus espíritos celestiais?

Lucy: Estão muito bem.

Ise: Será que o Sting vai treinar com a gente hoje de novo?

Natsu: Ele falou que queria treinar comigo então muito provavelmente sim.

Ise: E o Rogue?

Natsu: Ele deve estar treinando com o Gajeel e o Vali.

Ficamos jogando conversa fora por volta de uma hora até alguém resolver fazer alguma coisa e ir atrás de uma missão. Eu e o Natsu vamos caçar uns bandidos de outra cidade e voltamos no meio da tarde. Quando eu olho na guilda eu vejo todos do meu grupo, menos a Asia. Eu chego até a Rias e pergunto.

Ise: A Asia está em missão Ria-tan?

Rias: Não sei, ainda não vi ela hoje.

Isso é bem estranho já que ela geralmente é uma das primeiras a chegar aqui. Será que ela está doente hoje para não ter aparecido. Nós combinamos de ir atrás dela junto do grupo do Natsu, e ao sair da guilda o Diodora Astaroth aparece com seu sorriso de sempre, que me deixa enjoado e irritado.

Ise: O que faz aqui bastardo?

Ele olha para o nosso grupo atrás de alguém e quando acha ele fala.

Diodora: Eu só vim agradecer a Lucy Heartfilia por ter me passado uma informação, então eu consegui o que eu queria.

No instante seguinte um círculo mágico surge ao lado dele, e desse círculo aparece a Asia desmaiada.

Natsu: Isso é verdade Lucy?

Lucy: Deixa eu expli...

Natsu: EU SÓ QUERO SABER SE ISSO É VERDADE.

Lucy: Eu falei o endereço deles para esse garoto sim, já que eu estava com medo deles destruírem a Fairy Tail como fizeram com a Sabertooth.

Todos encaram ela que não faz nada até reparar o olhar que o Natsu faz para ela.

Natsu: Eu gosto de você, mais depois dessa você morreu para mim. Nunca imaginei que você trairia seus amigos para "proteger" a guilda.

Ela já chorando tenta responder.

Lucy: Eu estava com medo que todos vocês acabassem morrendo, principalmente você Natsu.

O Diodora sorri vendo essa cena e antes que eu pudesse colocar minhas mãos nele, ele acaba fugindo.

A Lucy continua implorando pelo perdão do Natsu, mais o mesmo nem dá ouvidos para ela, que fica chorando no local enquanto nós retornamos para a guilda.

Se eu já odiava esse Diodora antes, agora esse ódio ultrapassou os limites. Estamos reunidos na mesa, o Natsu já chamou o Sting e o Rogue para essa reunião particular.

Natsu: Eles pegaram um dos nossos então chegou a hora de revidar.

Ise: Eu espero que todos vocês possam se juntar a essa batalha, mais eu só tenho um pedido.

Rias: Qual Ise?

Ise: Eu cuido do bastardo sozinho. Vocês podem se divertir com os outros demônios.

Natsu: Por mim tudo bem, estou afim de bater em alguns para esquecer essa traição.

Ise: Meus pêsames pelo que aconteceu.

Natsu: Tudo bem, eu reparei que a minha ligação verdadeira não era com ela.

Rias: Minha nobreza mais o grupo do Natsu, Sting e Rogue vamos nessa batalha. A primeira coisa que devemos fazer é achar o esconderijo deles.

Akeno: Se nós conseguirmos sentir nem que seja um pequeno traço da magia da Asia-chan encontraremos ela.

Após alguns minutos nessa nossa busca as garotas acham a aura da Asia e ativamos o círculo mágico para irmos até o local. O lugar que chegamos parecia muito com um coliseu, e no instante seguinte o Diodora aparece exibindo um sorriso irritante no rosto.

Diodora: Eu chamei só a nobreza de Rias Gremory. Tanto faz, já que esses magos vieram vou matar todos mesmo e depois vou estuprar a Asia.

Ao falar isso ele estala os dedos e muitos demônios surgem espalhados pelo céu. Nosso grupo já entra em posição de batalha, enquanto o Diodora ia deixando o local.

Ise: Eu não posso perder tempo com esses demônios, meu assunto é com o Diodora.

Rias: Tudo bem Ise, nós abrimos o caminho pra você.

Sting/Rogue: DRAGON FORCE.

Os dois ficam com escamas de dragão espalhadas pelo corpo, Sting na cor branca enquanto Rogue na cor preta.

Kiba: Está na hora de mostrar os resultados do meu treino. BALANCE BREAK.

Ao falar isso surgem vários cavaleiros de armadura ao lado do Kiba, mais isso é diferente do Balance Breaker dele.

Ise: De onde você tirou isso?

Kiba: Quando eu despertei meu Balance Breaker eu fui capaz de criar espadas com o atributo sagrado junto do atributo demoníaco, e descobri que podia separar esses atributos. Depois de tanto treinar com possessores de espadas sagradas eu despertei um segundo Balance Breaker, dessa vez para a Blade Blacksmith. Esses cavaleiros usam espadas sagradas ao invés de espadas sacro-demoníacas.

O Gajeel reveste sua pele com ferro, Xenovia e Irina pegam suas espadas.

Erza: Kansou - Yousei no Yoroi

A Erza-san escolhe por sua armadura das fadas, a Akeno-san entra no seu Datenshi Mode (Modo anjo caído) e ela já possuí seis asas negras.

Koneko: Shirone Mode

A Koneko-chan é coberta por uma luz branca e quando ela cessa eu fico muito surpreso com o que aconteceu, já que no lugar dela apareceu uma belíssima mulher de seios fartos e curvas esculpidas por Deus.

Koneko: Ao reunir o ki natural próximo, eu forço meu crescimento, sincronizando o ki com o meu touki. Com essa técnica eu posso usar meus poderes de nekomata mais livremente.

Ray-chan também parece ter evoluído de novo, já que surgem seis asas nas costas.

Ise: Vamos lá Boosted Gear.

A manopla vermelha aparece no meu braço esquerdo, mais dessa vez eu não quero dobrar meus poderes, e sim usar a Ascalon. Os demônios vem na nossa direção, e cada um do grupo faz seus ataques.

Natsu: Karyuu no Tekken.

Gajeel: Tetsuryuukon.

Wendy: Tenryuu no Houkou.

Natsu pulou em direção aos demônios, acertando alguns com seus punhos cobertos de fogo; os braços de Gajeel se transformam em bastões de ferro e se esticam acertando outros demônios, e ao mesmo tempo a rajada de vento da Wendy atravessa o exército de demônios, deixando vários feridos.

Sting: Hakuryuu no Kagizume.

Rogue: Eiryuu no Yokugeki.

Gray: Ice Make - Lancer.

Gray dispara várias lanças de gelo, perfurando alguns adversários; Sting cobre as pernas com luz e chuta os demônios, que quimam com o contato, e Rogue se transforma em sombras se movimentando pelo lugar, surgindo no meio dos demônios, e movendo seus braços em X, fazendo rajadas de escuridão acertarem os inimigos.

Rias que estava até agora aumentando seu poder demoníaco grita.

Rias: Saiam da frente por favor.

Todos abrem espaço e ela lança uma esfera gigantesca de Poder da Destruição, essa com uma habilidade a mais, a capacidade de atrair os adversários para o ataque. Vários demônios são sugados pela atração da esfera e explodem ao entrar em contato com a mesma.

Os cavaleiros do Kiba cortam uma quantidade razoável de inimigos, Rossweisse-san usa sua magia nórdica para atacar, enquanto o Gasper parava alguns demônios, os quais eu atacava com a Ascalon.

Ray-chan e Akeno-san atacavam com lanças de luz e relâmpagos sagrados, respetivamente. Os demônios disparam várias rajadas de poder demoníaco, mais a Xenovia se coloca na frente delas, e com um simples movimento da Ex-Durandal muda a trajetória dos ataques, devolvendo eles aos donos.

Xenovia: O Arthur me ensinou como utilizar a habilidade da Excalibur Ruler.

Irina abre suas asas de anjo, surgindo quatro asas brancas nas costas, e voando ela corta alguns demônios com a Hauteclere. Erza-san pula e ataca os inimigos com a sua espada, derrotando aqueles que cortava.

A batalha já se arrasta por mais de 10 minutos, mais os números deles não reduzem. Por mais que nós realizamos vários ataques, derrotando muitos demônios, segundos depois surgem outros no lugar.

Rias: Desse jeito vamos acabar com nossos poderes aqui.

Natsu: Então chegou a hora de ficar sério. Raienryuu Mode.

Gajeel: Nesse jogo dois podem jogar Salamander. Tetsueiryuu Mode.

Natsu fica coberto por raios enquanto o Gajeel que já estava com sua pele de ferro começa a exalar fumaça escura do corpo.

Sting: Vamos lá Rogue.

Rogue: Sim Sting.

Os dois ficam lado a lado, e começam a formar esferas mágicas ao seu lado; a do Sting era branca enquanto a do Rogue era preta. As esferas iam aumentando de tamanho, ficando enormes. De repente as esferas desaparecem e surgem menores no lugar, mais dessa vez eles criam uma terceira esfera no meio, que começa a absorver as outras duas, mesclando a cor branca com a preta.

Sting/Rogue: Seieiryuu Senga (Presa do Dragão da Sombra Sagrado)

Uma rajada branca e preta é disparada, pulverizando uma boa parte dos demônios.

Natsu: Metsuryuu Ougi Kai - Guren Bakuraijin

O Natsu reúne raios em um braço e chamas no outro, e gira os dois formando uma torrente de chamas carregadas de raios, lançando esse ataque nos inimigos, exterminando outra parte.

Gajeel: Tetsueiryuu no Houkou.

A rajada de ferro das sombras acerta muitos dos que sobraram, explodindo uma boa parte deles.

Wendy: Metsuryuu Ougi: Shouha Tenkuusen.

Uma barreira de ar prende vários demônios, e no instante seguinte ao movimento dos braços da Wendy um forte furacão de vento atinge todos que estavam presos.

Rias: Pode ir atrás do Diodora agora Ise, deixe o resto com a gente.

Ise: Obrigado a todos.

Eu passo no meio dos demônios indo em direção aonde aquele bastardo estaria. Andando por volta de 5 minutos eu chego em um local fechado e no fundo desse lugar eu avisto o Diodora sentado em um trono com a Asia ao lado dele presa em um dispositivo.

Diodora: Achei que não vinha mais Sekiryuutei.

Minha raiva só aumentava a cada instante que eu via esse bastardo respirar.

Ddraig: Welsh Dragon Balance Breaker.

Minha armadura aparece rapidamente, e no instante seguinte eu mexo nos Peões dentro do meu corpo.

Ise: Promoção à Welsh Sonic Boost Knight.

A armadura fica extremamente fina e num movimento em velocidade divina a nossa distância não existia mais.

Ise: Promoção à Welsh Dragonic Rook.

Minha armadura agora fica muito espessa e com um soco no estômago do Diodora ele voa por vários metros, atingindo uma parede e atravessando a mesma.

De longe eu podia ouvir ele falar.

Diodora: Eu sou um demônio de classe-alta, parente de um Maou, não tem como eu perder para esse dragão sujo.

Ise: Promoção à Welsh Blaster Bishop.

Minha armadura volta a forma normal, com dois canhões nos ombros, e eles recolhendo aura dracônica, até terminarem o carregamento.

Ise: Você pode ser parente de um Maou, mais eu não vou perdoar tudo que você fez. DESAPAREÇA DESSE MUNDO!!!

A rajada de poder dracônico sai do canhão e vai em direção ao Diodora, que por sua vez se levanta a duras penas, e cria vários círculos mágicos em sua frente para usar de escudo, mais todos são perfurados pelo meu disparo que atinge o peito dele, fazendo um buraco no lugar. O Diodora cai no chão já sem vida e eu vou libertar a Asia do dispositivo.

Após algumas tentativas frustradas de puxar a corrente eu resolvo disparar um Dragon Shot no local, explodindo os dois lados do dispositivo e liberando a Asia que já estava em lágrimas.

Ise: Desculpe pelo atraso Asia.

Asia: Eu sabia que você viria me salvar Ise-san.

Eu tiro a mascara do capacete e mostro meu sorriso para ela, que continua chorando, e me abraça com o corpo tremendo, provavelmente ainda com medo do que poderia acontecer com ela. Em um movimento inesperado os lábios dela se sobrepõem sobre os meus, ficando assim por um tempo até ela resolver se separar.

Asia: Eu te amo Ise-san.

Eu fico sem palavras para a confissão que eu acabo de receber, mais logo minha mente volta ao normal e eu mudo de assunto.

Ise: Desculpa Asia, mais nós temos que ir ajudar os outros.

Ela acena com a cabeça e vamos em direção a parte aberta do coliseu.

Autor POV:

A luta entre grupo Gremory, time Natsu, Sting e Rogue contra os demônios da Khaos Brigade estava bem desigual. A mesma só não tinha acabado ainda pois a cada demônio derrotado outro surgia no lugar. Cada um usando tudo que tem de melhor para encerrar a luta logo mais o número de demônios simplesmente não zerava.

Rias: Se isso não acabar logo eu vou ficar sem poder demoníaco.

Todos se preparam para mais uma rodada de ataque, com Akeno disparando seus raios nos demônios, Xenovia, Irina, Kiba e Erza cortando vários com suas espadas. Koneko utilizava kashas para purificar alguns demônios, incinerando os mesmos.

Raynare com suas lanças de luz perfurava demônios por todos os lados.

Rias: Esse é o meu último ataque, vai ter que dar certo. EXTINGUISH STAR.

Ao falar isso a ruiva dispara mais uma vez a esfera de Poder da Destruição com capacidade de atrair a adversário para ela, exterminando muitos dos que restaram. Os Dragon Slayers preparam um ataque em conjunto dessa vez.

Natsu: Raienryuu no...

Wendy: Tenryuu no...

Gajeel: Tetsueiryuu no...

Sting: Hakuryuu no...

Rogue: Eiryuu no...

Todos: Houkou.

Os rugidos deles se unem formando um super rugido que evapora com quase todos os demônios que enfrentavam. Ao utilizar essa técnica Natsu e Gajeel saem do seu modo de dois elementos, demonstrando seu esgotamento pela luta. Sting e Rogue também não estavam mais na Dragon Force. Rias, Akeno e Raynare respiravam com dificuldades, enquanto Koneko tinha voltado a sua forma loli de sempre.

Xenovia reuniu aura sagrada em sua espada, que foi ficando cada vez maior e com um corte na horizontal erradicou demônios ao serem tocados pela espada sagrada.

Erza: Os outros parecem esgotados, então sobrou para os espadachins.

Kiba: Fale por... você Erza-san... como foi a primeira vez... que eu usei esse Balance Breaker... eu estou sem muita energia... restante.

Ise POV:

Eu voltei para onde os outros estavam, mais todos estão visivelmente acabados, e os demônios parecem não dar trégua no seu número. A Asia que eu estava carregando no estilo noiva desce dos meus braços e vai curar os feridos enquanto eu me junto na batalha que aparenta não ter fim.

Ddraig: Boost! Boost! Boost! Boost! Boost! Boost!

Após reunir esse tanto de poder eu transfiro uma boa parte para o Natsu e Sting que pareciam ser os que tinham mais condições de continuar lutando. O Rogue que já estava de joelhos no chão chama seu amigo.

Rogue: Eu não vou conseguir continuar lutando, mais eu posso te dar um pouco da minha magia.

Ao falar isso ele libera um pouco das sombras dele, que vão em direção ao Sting que devora elas em um instante, voltando a sua Dragon Force, mais com uma diferença, metade das escamas ficaram pretas.

Ise: Akeno-san, se você ainda tiver condições de disparar algum raio seria de grande ajuda se você disparasse no Natsu.

Akeno: Se prepare Natsu-kun.

Ela levanta os braços e no instante seguinte um raio cai no rosado, que se alimenta dele voltando ao seu Raienryuu Mode. Nós três vamos para cima dos inimigos e com socos e chutes derrotamos vários deles. Reunindo uma grande quantidade de aura na mão eu disparo um Super Dragon Shot, que explode outros demônios.

Natsu: Raienryuu no Yokugeki.

Ele ataca com seus braços em X e chamas com raios acertam vários demônios que além de queimarem são eletrocutados.

Sting: Hakueiryuu no Houkou.

Um laser de cores branca e preta é lançado da boca do Sting e perfura a maioria dos restantes, e antes de voltarmos a atacar um círculo mágico verde surge no meio do exército de demônios, e dele Shalba Beelzebub aparece, dando confiança aos demônios que começaram a gritar: "Com o Beelzebub-sama ao nosso lado vamos vencer".

Mais para a surpresa de todos algo atravessa o peito do Shalba que instantaneamente vomita sangue e cai no chão basicamente morto. O assassino dele se revelava ser um jovem de cabelos negros curtos, um corpo definido, uniforme escolar chinês e uma lança em seu ombro.

Jovem: Então esse é o Grupo Gremory dos rumores?

Rias: Quem é você e qual o seu objetivo?

Jovem: Eu me chamo Cao Cao e sou o líder da Facção Heróica da Khaos Brigade. Nosso objetivo é enfrentar seres sobrenaturais para ver quais os limites da humanidade.

Ao ouvirem o que Cao Cao falou os demônios partiram para cima dele, mais sua lança emitiu uma luz muito forte que foi em direção aos demônios, que simplesmente foram executados por essa luz, deixando todos espantados. Cao Cao começa a rir do próprio trabalho e vendo nossa surpresa começa a explicar.

Cao Cao: Essa é a lança que matou Jesus. Para ser exato essa é a Longinus mais forte dentre as 13 existentes e seu nome é True Longinus.

Asia, Xenovia e Irina que já foram ligadas a igreja ficam mais espantadas ao ouvir que lança era aquela. Cao Cao se vira e começa a sair do local deixando as seguintes palavras.

Cao Cao: Eu vou me retirar por hoje, já que eu vim apenas me apresentar.

Passado a surpresa pelos últimos acontecimentos alguém resolve falar.

Wendy: Ele é um humano mesmo? Nós quase não conseguimos enfrentar esses demônios e ele exterminou todos com um golpe.

Rias: Para não falar que ele derrotou o descendente do Beelzebub original que seria o mais forte entre nós.

Ise: Mudando de assunto, cumprimos a nossa missão aqui então já podemos ir embora.

Todos concordam comigo e começamos a nos retirar do local, chegando na entrada da guida poucos instantes depois. A Lucy estava sentada nos degraus na frente da porta com seus olhos bem vermelhos, provavelmente de tanto chorar. Ao notar nossa presença ela se levanta e vem na nossa direção, abaixando a cabeça.

Lucy: Desculpa por tudo que eu fiz, não me entendam mal, eu só queria proteger essa guilda que eu tanto amo.

A Asia que foi a prejudicada desse caso se aproximou dela com um sorriso no rosto.

Asia: Não precisa se desculpar Lucy-san já que no final deu tudo certo.

Alguns ficam chocados com a bondade da Asia, mais eu entendo que ela não consegue odiar ninguém então vamos deixar assim.

Natsu: Ela pode ter te perdoado, mais ainda vai levar muito tempo para você conquistar minha confiança de novo, isso se um dia conseguir.

Ao falar isso o Natsu abre a porta da guilda e entra; alguns pessoas que estavam nessa luta também seguem o rosado para dentro. A Asia vai com a Lucy para outro lugar conversar enquanto eu resolvo ir até onde o Vali estava com seus companheiros.

Ise: Eu sei que você ficou por pouco tempo na Khaos Brigade, mais você conhece um tal de Cao Cao, Vali?

Ele exibe um sorriso no rosto antes de responder.

Vali: Podemos dizer que ele é uma das pessoas que eu mais quero derrotar. Ele também é o humano mais forte.

Ophis: Então até a Facção Heróica comecou a agir?

Ise: Eu acho que eles serão os próximos a entrarem no nosso caminho.

O Vali começa a me encarar um pouco até resolver falar.

Vali: Fiquei sabendo que você está tentando convencer os antigos Sekiryuuteis, Hyoudou Issei.

Ise: Sim, por que Vali?

Vali: Conversar não é muito o meu estilo, mais gostei desse desafio de aumentar seu poder como dragão celestial.

Eu avisto a Kuroka no outro lado da mesa provocando o Bikou e falo com ela.

Ise: Depois eu gostaria de conversar um pouco com você Kuroka.

Kuroka: O que o Sekiryuutei-chin poderia querer comigo?

Ise: Aqui não é hora e local para falar.

Ela concorda comigo e eu marco de ir conversar com ela depois do treino de amanhã.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...