História Guerra fria II - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Hidan, Itachi Uchiha, Kakuzu, Kisame Hoshigaki, Obito Uchiha (Tobi), Sasori
Tags Casamento, Deidara, Itachi, Itadei, Naruto, Romance, Tobidei
Visualizações 34
Palavras 630
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


VOLTEI...VOLTEI...

Demorou mais voltei!

Tava sem inspiração e hoje na faculdade me veio esse capítulo na mente.

Espero que gostem.

Boa leitura!

Capítulo 14 - Confissões


                   (Itachi)

  Ter passado a noite com Deidara foi uma das piores coisas que eu poderia ter feito.

     Eu o desejo, isso é fato!

   Eu o amo, talvez mais do que ame a mim mesmo.

     Isso também é um fato!

   Sabia que poderia colocá-lo em risco se me aproximasse novamente, mas tudo o que eu mais queria era te-lo novamente em meus braços, nem que fosse por alguns segundos.

 Sentia falta do seu toque, do seu beijo, da sua voz baixa em meu ouvido, da sua risada extremamente alta e contagiante, e principalmente do seu colo.

  Deidara me mostrou que a vida pode ser muito melhor do que eu podia imaginar. Com ele aprendi a voltar a sonhar e a viver.

 Via meus colegas de grupo discutindo sobre o novo clip que iríamos gravar e, confesso que estava ali apenas por obrigação. Minha atenção estava voltada apenas para o loiro a minha frente.

-então, podemos gravar algumas cenas em Gangnan. O que acha? -Sasori disse, me cutucando.

-pode ser. -Dei de ombros.

-ele tá bem? -Ouvi Tobi sussurar. 

-acho que não. Aceitou minha sugestão sem reclamar. 

    Isso não pode ficar desse jeito.

 Me levantei rapidamente,indo até Deidara.

-vem comigo. -O puxei, sentindo o peso de alguns olhares sobre nós.

-o que você está fazendo? - Murmurou, puxando seu braço com força assim que chegamos no corredor. -O que deu em você?

-precisamos conversar.

  Deidara cruzou os braços, se encostando na parede ficando de frente para mim.

-Se for sobre a noite passada, eu realmente não tô a fim de ouvir.

-é sim. -Desviei o olhar. -Aquilo foi um...

-erro? -Me interrompeu. -Eu já sabia.

-não. -Negava com a cabeça freneticamente. -Não era isso que eu ia dizer.

-Mais é a verdade. Não?

  Abaixei o olhar. O chão me parecia ser mais interessante no momento.  

 Deidara riu alto vindo até mim em passos lentos.

-você é um covarde Uchiha. Nunca foi homem para dizer o que quer ou não. Sempre foi um fantoche fácil de se manobrar. Tua mente é fazia.

-para... -Sussurei, cerrando os pulsos.

-como eu pude me apaixonar por um cara como você?

-cala a boca.


-a verdade dói, não?

-cala a boca.

-sabe Itachi, foi até bom você inventar essa história de falta de memória.

   Gelei.

-Pensou que eu não sabia? -Riu debochado. -Ora Uchiha, eu sempre soube que era uma armação para você se livrar de mim.

-eu não... Nunca foi minha intenção me livrar de você. -Gritei, o interrompendo. -E eu não inventei história nenhuma. Eu realmente perdi a memória.

 Deidara me olhava fixamente, como se quisesse ler minha mente ou pegar qualquer vestígio de mentira que fosse.

    E infelizmente encontrou.

 Seus olhos mostravam raiva. Aquele olhar angelical havia sumido.

   Eu matei o Deidara.

    Ele me matou.

-talvez tenha perdido. - Finalmente falou, sua voz estava mais baixa que o normal e mostrava indícios de que poderia chorar a qualquer momento. -Mais o plano é maior do que nosso amor.

-do que.... - Pisquei algumas vezes na tentativa de liberar as lágrimas que insistiam em querer cair. -De que plano você está falando?

 Me encostei na parede. Tudo aquilo havia me deixado atordoado.

-eu ouvi sua conversa hoje de manhã com seu Maneger Itachi.

-Dei, eu posso explicar.

-eu não quero mais ouvir nada. -Seus olhos se fecharam, e por alguns segundos podia jurar que Deidara iria chorar ali mesmo, e essa seria minha chance de o colocar nos braços e o ninar ali mesmo. Mas conhecendo Deidara como conheço, ele não se daria ao luxo de se mostrar fraco ali, ainda mais depois de ter me dito tudo aquilo. -eu tô cansado.

  Se afastou a passos lentos. O acompanhei com o olhar até sua entrada no elevador. Queria correr até ele, o puxar para mim, o levar para casa e ama-lo, cuidar dele como ele merece (e precisa).

 Mais ele tem razão, eu sou fraco.

   Ou melhor....

   Eu fui fraco.


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Bjos da autora mais sem criatividade e atrasada que vcs amam. (Eu acho)

FUI!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...