História Guerra por um lugar - [JK] [V] - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Mitologia Grega
Personagens Jungkook, V
Tags Bts, Jungkook, Mitologia Grega, Romance
Visualizações 24
Palavras 1.366
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


S/n mal sabe que a verdadeira história dela, só está começando...

Capítulo 2 - Você sabe com quem vive?


Fanfic / Fanfiction Guerra por um lugar - [JK] [V] - Capítulo 2 - Você sabe com quem vive?

...

_ É sério,eu não estou entendendo nada do que está acontecendo. - eu falei ainda com os dedos no nariz.

_ Eu não te culpo. - ele disse dando de ombros. - Primeiro vou me apresentar,meu nome é Taehyung. Pode me chamar de Tae. - ele completou se curvando para enfiar a adaga de volta dentro da bota.

_ Eu sei. Eu ouvi você falando com aquilo.

_ Eu não estava falando com a Maldição,eu estava falando com meu pai. - ele disse se aproximando e tentando pegar minha mão. Eu o afastei com um tapinha rápido e ele riu. - Tudo bem - falou levantando as duas mãos na altura do peito. - Entendi. Vamos. Castiel está te esperando lá embaixo. - Taehyung já se dirigia até a porta,eu o segui e uma última vez olhei para a poça que agora parecia se secar, levantando uma fumaça esverdeada no processo.

Que nojo.

Meu estômago se revirou e saí do quarto, fechando a porta.

[...]

Descendo as escadas atrás de Taehyung,notei - ou senti - um maravilhoso aroma de sabonetes, me lembrava chuva e flores, um saboroso cheiro adocicado que limpou os meus pulmões.

Ele olhou para trás e eu desviei o olhar.

_ O que foi? Não é normal receber uma visita dessas nos dias de hoje? - ele disse olhando para frente novamente e seu tom era de brincadeira.

_ Super normal. Vivo recebendo caras bonitos que me salvam de monstros. Coisa da atualidade né? - eu disse forçando ar casual,porém minha voz tremeu mostrando o quão nervosa estava.

Chegamos no final da escada e ele se virou ficando de frente para mim, inspirei o seu aroma, fingindo estar apenas respirando fundo,mas a verdade é que seu cheiro estava começando a me acalmar.

Taehyung pegou minhas mãos e me olhou sério.

_ Então eu sou bonito?

_ Cala a boca. - falei soltando minhas mãos das dele. Ele deu uma risadinha e fez uma expressão triste,essa eu acreditei do fundo do meu coração ser verdadeira. - Meu nome é S/n,algo me diz que você já me conhece mas achei necessário me apresentar.

_ Eu não te conheço,eu sei o seu nome e tudo de você. Mas te conhecer é uma coisa bem diferente a ter acesso a sua vida.

Minha nuca arrepiou e só agora eu percebia o que realmente estava acontecendo, mas não entendia de qualquer forma. Me senti totalmente exposta e cobri meus ombros com as mãos, abraçando meu próprio corpo.

_ Cadê o Cast? Você me disse que ele estava aqui em baixo. - perguntei olhando ao redor,a sala estava vazia porém bastante destruída. - Houve uma guerra aqui?

_ Quase. Vamos eles devem estar na cozinha.

Eles quem?

Andamos em direção da porta e quando entramos quase me engasgo de susto.

Tinha mais ou menos umas dez pessoas ali, com cachorros e umas armas estranhas. O problema era com os cachorros,que eram gigantescos e um deles tinha três cabeças que rosnavam irritadíssimas com alguma coisa. Institivamente peguei na ponta da camisa de Taehyung e me coloquei meio atrás dele,como se fosse meu escudo.

_ Calma, são amigos. Viemos te buscar. - o branquelo que eu já havia visto disse olhando para os outros que concordaram com a cabeça. - Meu nome é Min Yoongi,e garanto que vamos te explicar tudo. Basta vir com a gente. Aqui não é mais seguro para você.

_ Onde está o meu irmão? - falei alto e saindo de trás de Taehyung.

Eles não podem pensar que sou uma fraca.

Porém minhas pernas tremiam muito e tive que me apoiar na bancada da cozinha,os cachorros começaram a latir com o meu movimento e Min Yoongi gritou algo em outra língua,da qual não entendi. Eles se calaram.

_ Estou aqui. - meu irmão disse e foi só então que o percebi no canto da cozinha sentado em um banquinho, apenas de o ver eu sabia que ele estava sóbrio e seus cabelos castanhos caíam pelo rosto suado lhe dando uma expressão totalmente derrotada.

Corri até ele e parei em sua frente, não tive coragem de ir mais, de abraçar ele. Castiel fez uma imagem de si mesmo para mim que eu não conseguia apagar,havia se afastado e me agredido várias vezes por causa da bebida. Se isolou do mundo. E vivia pensativo.

Mesmo assim eu me recordava de quando éramos pequenos e amigos,de quando minha mãe fazia panquecas com calda de morango e limão nos sábados,era o nosso dia preferido da semana. A gente brincava no jardim dos fundos de pesquisadores do mundo e nossa maior preocupação era de onde os besouros de três chifres vinham. Me lembrava também da nossa tristeza de quando inventamos de vender limonada e uma chuva nos pegou de surpresa acabando com todo nosso trabalho antes mesmo de termos lucro. Ele era meu irmão e eu o amava de qualquer geito. Sempre.

Apertei minhas mãos e o silêncio era perturbador ao nosso redor,ele se levantou e eu me imaginei o abraçando depois de tantos anos afastados pelo álcool e a mágoa dele por nossa mãe. Mas ele simplesmente me encarou sério e começou o seu discurso.

_ Você vai acompanhá-los e vai ser uma boa menina. Eles vão te explicar tudo. Não pense que sou irresponsável se estou te mandando ir com eles porque é ...

_ O quê? Você NÃO É IRRESPONSÁVEL? - falei arregalando os olhos e aumentando a voz,o sangue em minhas veias esquentou como nunca e eu não liguei nem um pouco por um um bando de estranhos estarem ao nosso redor. - Você bebe pra caralho e gasta todo o dinheiro da minha mãe com isso! Eu não quero entender o que está acontecendo, e se eu for seguir ordens seguirei somente as da nossa mãe porque querendo ou não ELA é responsável por mim! - falei enfiando o dedo no peito dele a cada palavra dita que me magoava. Fiquei com medo dos cachorros se exaltarem também mais ficaram quietos olhando para Yoongi.

_ Eu sou seu responsável,nossa mãe morreu já tem dois anos s/n. - ele disse com a voz embargada. - e eu pesso perdão por não ter sido um bom irmão para você,eu só não conseguia suportar a dor sozinho.

_ o quê? - falei fraca.

_ Eu não podia te contar, você já tem problemas demais! Eu só queria o seu bem! Eu queria te contar tudo,tudo s/n mais minha mãe não permitiu, ela não quis! Me perdoe ... - ele disse suplicante e gesticulando muito,estava se descontrolando e tentava me tocar mas eu me afastava ferozmente.

Quando se calou,olhei ao redor só estava eu, Castiel e Taehyung que estava olhando pela janela - a chuva já havia se cessado -. Meus olhos se encheram de água e minha tremedeira apenas piorou,eu não sabia o que estava acontecendo. Não sabia de nada do que ele estava falando. A nossa mãe não estava mais viva a dois anos e ele não me contou nada? Com que monstro eu vivia todo esse tempo. Quem era Castiel,de quê ele sabe que eu não? Quem sou EU ?

Ameacei a cair no chão como um saco de batatas,quando sinto as mãos de alguém me amparar segurando levemente meus cotuvelos. Olhei de soslaio para Taehyung e ele me deu um sorriso fraco. As lágrimas caíam frenéticas pelo meu rosto e Castiel também chorava muito.

_ Você TEM que ir com eles. Por favor. - ele disse entre soluços fortes, e se sentou novamente. A minha dor de vê-lo chorar se amenizou por conta da raiva que eu sentia dele. Me soltei furiosa dos braços de Taehyung que se afastou.

_ Eu vou para qualquer lugar longe de você. - falei firme e enxugando com raiva as lágrimas de meu rosto.

_ Eu te amo s/n,me perdoe. - Castiel falou olhando no fundo dos meus olhos,só agora eu percebia como ele também tremia porém eu não queria ligar para a sua dor.

Me afastei dele e olhei para Taehyung.

_ Tenho que ir com quem de vocês? - eu disse firme.

_ Lá fora a gente resolve. - ele disse olhando para o chão.

_ S/A ... - Castiel choramingou o meu apelido e mais lágrimas vieram a tona. Ouvi o barulho dele se levantando mas me virei e mostrei o dedo do meio.

Saí da cozinha chorando.


Notas Finais


Ela realmente vai ir com estes estranhos? S/n!
Esperem ansiosos pelos próximos capítulos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...