História H2O Meninas Piranhas - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias H2O, Meninas Sereias, One Direction, Phoebe Tonkin
Personagens Cleo Sertori, Emma Gilbert, Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Personagens Originais, Rikki Chadwick, Zayn Malik
Tags H2o Just Add Water, H2o Meninas Sereias
Exibições 19
Palavras 984
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpem a demora pra atualizar.
Espero que gostem, boa leitura!

Capítulo 3 - O melhor do dia


Fanfic / Fanfiction H2O Meninas Piranhas - Capítulo 3 - O melhor do dia

Acordo atordoada sem lembrar onde estou, mas por um lado estou feliz por não ter cheiro de mofo igual a minha casa antiga. Ao olhar a decoração do quarto, lembro que estou no quarto do Liam, pois é todo cheio de plantas, parece mais uma floresta.

- Não foi um sonho!! - grito e quando levanto acabo pisando em alguma merda e caindo.

Quando vou olhar a merda que me fez cair, percebo que é a Cléo dormindo no chão.

- Tá fazendo o que aqui no chão, imunda? - perguntei enquanto ela esfregava os olhos.

- Tô fazendo pão! - diz ironicamente. - Tava dormindo, tá cega?!

- E por que no chão se tem uma cama que cabe três jegues?

- Porque tu me chutou até eu cair, fez a mesma coisa com a Emma.

- E cadê ela? - balanço a cabeça procurando a abestada, mas ela não tá em canto nenhum.

- Já foi se pegar com o Zayn, aquela piranha.

 

(...)

Depois de tomar café de gente - coisa que nunca tinha tomado antes, pois eu sempre comia ração do gato da vizinha, por isso não nos gostávamos - os meninos nos chamaram pra falar algo importante.

- Desembucha! - ordenei com toda a minha moral.

- Vamos fazer uma turnê na Austrália. - Louis começa falando.

- Gostamos muito de vocês, mesmo que sejam idiotas, então queríamos que fosse conosco... - Liam completa.

- Acabamos de sair daquela joça e vai nos levar pra lá de novo?! - resmunguei.

- Mas está na época das tartarugas marinhas sai dos ovos e vão pro mar, então vamos sim! - Cléo fala batendo palmas, empurro ela do sofá, fazendo ela cair pra deixar de ser besta.

(...)

Finalmente chegamos no aeroporto, um monte de gente fica gritando e tentando tirar fotos, e eu mostro o dedo do meio pra eles.

- Que demora do cão. - falo quando finalmente estamos no jatinho particular, bem chique esse bicho.

- Eu tenho medo... - Cléo disse e começou a chorar. - Nunca andei num desse.

- Urubu pobre. - Zayn fala. 

- Me respeite, mundiça! - xinguei ele. - Sou pobre também, vadio! Nunca andei, mas não tenho medo de nada.

Veio uma mulher veia besta metida à modelo e passou conferindo alguma coisa em nós, ela olhou pra mim, sorriu pra mim com a sua boca de sapo e disse: 

- Senhorita, por favor, coloque a sua poltrona em coluna vertical e afivele os cintos.

- Saiba você, putinha, que eu sou muito rebelde e só faço o que eu quiser, ouviu?!

- Desculpe. - ela pede. - Mas é para sua segurança.

- Para sua segurança é melhor calar a boca antes que eu dê uma voadora.

Eu já via bater naquela peste ousada, mas o Harry me segurou com uma força do cão, ajeitou minha poltrona e me amarrou com aquele cinto, enquanto eu batia nele.

Enquanto o jatinho desembarcava, a Cléo começou a tremer igual uma gelatina. Cão besta!

- Calma. - a Emma pede. - Veja pelo lado bom, se o jatinho cair no Oceano Atlântico podemos nadar.

- Mas o Oceano Atlântico não fica nos Estados Unidos? - Harry pergunta e dou um tapa na boca dele, porque estou com raiva dele por ter defendido a vagabunda.

- Todo mundo sabe que a China pegou o Oceano Atlântico na Segunda Guerra Mundial. - falei com todos os meus conhecimentos históricos.

 

(...)

No outro dia estávamos na praia de manhã pra Cléo ver as tartarugas.

- Que demora pras elas saírem logo do ovo. - resmunguei e quebrei um ovo pra ajudar elas, mas acabou acontecendo algo trágico que prefiro não relatar em meus próprios pensamentos.

O que pareceu dois anos depois, elas finalmente saíram do ovo, mas é uma lerdeza tão grande pra ir logo pro mar, misericórdia! 

Decido ajudar de novo, pego elas na mão e coloco elas na margem do mar, assim elas vão mais rápido.

- Pronto. - falei satisfeita comigo mesma.

- Rikki! - uma voz do além disse e passei a mão pelos meus cabelos loiros cacheados que eu estava a a 12 dias em pentear e procurei o infeliz que estava me chamando. Era meu ex namorado chato: Zane.

- O que você quer, peste?!

- Quero dizer que os pais das suas amigas estão procurando elas, e os seus pais apenas disseram que você fugiu com o namorado! - ele diz. - Mas eu sei que não é verdade, sei que ainda me ama e... - ele olha ao redor e parece se tocar. - Os caras da 1D, massa! Mas vocês sabiam que um funcionário do pai da Cléo tá pegando tartarugas? 

- Vou salvá-las! - Cléo grita e corre em direção ao mar.

- Ela é doida ou o quê?! Vai morrer afogada! - Zane diz com a sua burrice do mundo todo.

- Chispa, mundiça! - dei um tapa na cara dele e ele foi embora.

Emma e eu fomos pro mar procurar a burra da Cléo, ela podia estar em problemas..

Quando finalmente a encontramos, ela estava presa numa rede de pescadores e não conseguia sair. Do lado de cima, os vadios gritavam "tubarão, tubarão!" 

Nadei até a superfície, deixando só minha cara de fora, pra eles não verem minha cauda.

- Seu rabo! - gritei. - Solta meu ursinho, mundiça!

- Ei, garota! Vai se afogar! - o cara falou assustado.

- Sou a pequena sereia, monamour. - falei e mergulhei novamente, eles soltaram ela da rede e nadamos de volta.

- Consigo ficar meia hora debaixo d'água! - ela nos contou.

Emma e Cléo decidiram voltar pras suas casas, e eu, bem... Meus pais não sentiam a minha falta, então decidi continuar no hotel com os meninos, mas eu sabia que a nossa aventura de sereias não havia terminado. Aliás, estava apenas começando.

 


Notas Finais


COMENTEM, FAVORITEM, NÃO ME ABANDONEM!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...