História Ha det bra - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Lu Han, Sehun
Tags Angst, Anomalia, Darkfic, Deathfic, Doença, Flower, Homossexualidade, Hunhan, Mercy, Sadfic
Visualizações 41
Palavras 537
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, bem, aqui sou eu que deveria estar postando outra fanfic, mas deu essa vontade então perdão pra quem queria realmente apenas um pesadelo.
eu queria muito postar isso, então espero que gostem desse mini two shot
Recomendo ler esse capitulo ouvindo Nature Boy e Little Boy In The Grass da Aurora aksnes <3 (minha cantora favorita por acaso)
O link vai estar nas notas finais caso alguém queira ouvir
Eu fiz esse capítulo e o próximo inspirados nas músicas que eu vou por aqui, no caso desse foram essas duas, eu realmente espero que consigam entender a ligação das músicas com cada parte do capítulo e a pequena mensagem que eu tentei passar nisso.
Boa Leitura sz

Capítulo 1 - Heart that has more love for you than for me


Fanfic / Fanfiction Ha det bra - Capítulo 1 - Heart that has more love for you than for me

— Pode conversar comigo, estamos só nós dois aqui — Disse LuHan pondo uma de suas mãos em cima da minha, enquanto a outra estava no volante. Apenas neguei com a cabeça e voltei a olhar para fora do carro.

Árvores balançando-se como se dançassem calmamente com o vento, o sol lentamente se pondo no final do horizonte e pássaros voando para seus ninhos. Eu via cores rasgadas pelos meus olhos, não sorria por mais que estivesse calmo e feliz, talvez deva ser a pequena curiosidade. Curiosidade de saber onde Xiao iria me levar, não sei como ele pensa em sair para "passear", tanto sofrimento e angústia, ele ainda fazia questão de querer me ver sorrir. No começo, eu sorria verdadeiramente, eu o amo e quero vê-lo feliz ao meu lado se essa é a escolha que ele tomou.

Ele sabe que ninguém além dele tem pena de mim, que ninguém deseja minha felicidade ou simplesmente quer que eu viva, porém não me importo com isso. Estamos chegando ao fim do mundo, depois disso, quem sabe o que vai acontecer? Talvez todos irão se destruir sem perceber ou a ruína vai chegar com mais rapidez. 

Não gosto de chamar de namoro o que eu e LuHan temos, não tentamos achar felicidade um no outro, apenas fazemos o que o coração sente necessidade, amar. Seria cômico se não fosse trágico o fato de gostarmos um do outro, a realidade para a gente não é cheia de rosas como para outros, minha anomalia faz Xiao ficar com medo do que eu possa fazer. Ele diz que não, mas sei que faz.

Ter os olhos completamente negros e apenas ver 1/3 das cores é realmente estranho para os outros, ficar horas calado quando o único som que sai de si é o barulho agonizante de gritos é estranho, ter uma parte das orelhas arrancadas não é algo belo, e tudo isso com mais algumas coisas contribuem pra que me considerem anormal. Isso é realmente engraçado.

Essas coisas não me fazem ser alguém amargo, ou odiar as pessoas. Não, pelo contrário, eu amo a considerável vida miserável que tenho por ter o LuHan e apenas por estar vivo, é um modo de não ser alguém ignorante e pensar que alguém pode ter uma vida pior que a sua.

Ah, o Xiao, todos os dias agradeço a Deus por ter alguém tão belo, tão doce e tão puro quanto ele na minha vida. Cada sorriso que ele dá me faz esquecer o que é dor, seus lindos olhos que refletem luz me deixam fascinado, e sua voz melodiosa acalma meu coração.

Sinto o carro parar lentamente perto de uma árvore e ouço LuHan desligar o motor e sair do carro, ele vem na minha frente coma porta nos separando e abre para que eu pudesse sair. Levanto minha cabeça e vejo o céu escuro com pequenas estrelas brigando, Xiao segura minha mão carinhosamente e me abraça.

— Está na hora Hun, vamos — Sussurrou em meu ouvido enquanto me abraçava, ele desmanchou o abraço e se agachou para tirar uma flor negra do chão, ele pôs ela na minha mão e começou a caminhar em direção à um jardim comigo.

minha cura é você, Lu ge


Notas Finais


Espero que tenham gostado dessa primeira partezinha, amanhã irei postar a outra parte.
Se quiserem comentar algo ou perguntar, estou à disposição para responder sz
Nature Boy - https://www.youtube.com/watch?v=mVrCUU5eEoU
Little Boy In The Grass - https://www.youtube.com/watch?v=Ogm9Jr9GzvM
Twitter: @WHOKRISWU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...