História Half Brother - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Barbara Palvin, Járbara, Justin Bieber
Exibições 229
Palavras 1.851
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá amores, me desculpem a demora.
LEIAM AS NOTAS FINAIS!
NOTAS FINAIS!
NOTAS FINAIS!
Boa leitura, manas!

Capítulo 11 - Arrested


25 de julho, 2017.

Emilly Bieber ー Point Of View


Já faz alguns dias que houve aquela briga entre eu e a Katherine. E agora ele mal para em casa, pois já tinha terminado o projeto e dado início às construções. Ou seja, quase todos os dias eu fico sozinha aqui, e só saio pra ir pra escola mesmo. Ele mal fala comigo depois daquilo, mas tudo bem. 


Ele irá se arrepender. 


Eram duas e meia da tarde e eu tinha terminado de me arrumar apenas agora. Tinha mandado uma mensagem para o Luke vim me buscar, e assim ele fez, pois eu ouvi sua buzina, ao lado de fora. Sai do meu quarto, com minha bolsa, e desci as escadas. 



Passei pela porta da sala, dando de cara com o Justin, mas o ignorei, e passei pelo jardim, indo para o outro lado da rua, onde estava Luke, encostado em sua carro e mordendo os lábios pra mim.



Fui até ele e lhe dei um beijo demorado, olhei pra trás, vendo que Justin nos olhava, sorri pra ele e o vi bater a porta fortemente, me fazendo rir. Entrei no carro de Luke, e logo ele entrou também.



Passou alguns minutos e chegamos a escola, ele estacionou o carro e quando frx isso, saímos do carro e entramos juntos, com ele abraçando minha cintura de lado 



ー O que acha de sairmos hoje? ー perguntou enquanto passávamos pelos corredores. 



ー Pode ser, de que horas? ー perguntei, indo até meu armário, ao lado do dele.



ー Às dez da noite, vou te buscar. ー falou fechando seu armário e me dando um beijo, saindo de perto de mim e seguindo para a sala. 



Fechei meu armário, após ter pegado meu livro e fui até o banheiro, coloquei minha bolsa em cima da grande pia, e retoquei minha maquiagem. Tinha algumas garotas ali, conversando, então eu sai dali e segui para sala. Entrei e já tinha um professor ali, ignorei as reclamações dele, e fui ao fundo me sentando na frente de Luke, e ao lado de Khalil, que fez um toque comigo.





ー Então como eu dizia, estudem bastante, semana que vem tem prova, e não quero ver notas ruins. ー o professor disse, e depois deu continuidade a aula.



ー Aí, por que você não vai lá pra casa amanhã? Podemos ficar...estudando. ー sussurrei pra Luke e o vi assentir. ー quer ir não Khalil? ー sorri pra ele.



ー Não, já tenho compromisso. ー ele disse, olhando pra uma loira que estava sentada na primeira cadeira, da outra fileira. 


Apenas ri e assenti. 


•••





Era hora do intervalo, quatro horas da tarde. Luke, Khalil, a loira, Jessica, e eu, estávamos comendo, no refeitório. Hoje haveria um racha por aqui perto, então hoje a noite iremos para o tal racha .



ー Mas não vai dar problema mesmo? É ilegal. ー disse Jessica.



ー Relaxa gata, se tá comigo, tá com deus. ー Khalil disse e gargalhamos. 


Ficamos conversando o intervalo todo, e quando tocou, voltamos pra sala de aula. Até que eu anotei algumas coisas, mas biologia é a pior coisa do mundo, e eu estava com tanta preguiça… 


•••


Já estava anoitecendo, só restavam cinco minutos de aula, e eu guardei minhas coisas, o sinal bateu e corremos lá para fora, rindo pelo nosso desespero de sair da sala logo. Coloquei meu livro em meu armário de novo e o fechei.



Quando já estávamos saindo, vi o carro de Justin ali, e ele olhava para cara de Luke com ódio. Era isso o que eu queria.


Dei um beijo em Luke e fui até o carro De Justin, entrando no banco de passageiro. O mesmo deu a volta e entrou no banco do motorista. Deu partida e seguimos pra casa.



ー E aí? Como foi a...aula? ー perguntou enquanto dirigia.


ー Pra quê você quer saber? Você não se importa! ー falei com raiva.


ー Se eu estou…


ー Cala a porra da boca, e só dirige Justin! ー falei e ele torceu a boca, se calando.



Demorou alguns minutos até chegarmos em casa, Justin foi estacionando o carro e eu já fui entrando casa, subindo as escadas. Assim que entrei no quarto, tirei o celular de meu bolso, e vida que eram quase sete horas. As nova eu começaria a me arrumar. 


Após tomar um banho, e vesti um vestido bem soltinho, sai do quarto e desci as escadas, indo pra cozinha e comendo um sanduíche. Justin continuava ao lado de fora. Olhei pelo vidro da porta e via que ele conversava com aquela ruiva. Bufei e subi para meu quarto.


Eu na vejo que eles iram ficar aqui, só quero que as horas passem logo e que eu saia desse inferno.



••• 


Já eram dez e quinze e eu terminei de me arrumar, só estava retocando o batom, e peguei uma pequena bolsa colocando meu celular dentro, algumas economias, e sai do quarto. Desci as escadas, e vi Justin na cozinha, preparando algo.


ー Para onde vai? ー perguntou sem me olhar.


ー Uma festa, mas por que isso te importa? ー perguntei e ele deu de ombros.


Sai da casa sem falar mais nada e vi o carro de Luke ali, e logo atrás o de Khalil. Me aproximei do carro de Luke e entrei no mesmo e seguimos caminho para o Racha. 


Ao caminho fomos escutando algumas músicas, animadas. Já perto do lugar já pude ouvir a música alta adentrar meus ouvidos. Quando chegamos já vi várias pessoa ali, bebendo dançando, alguns carros, incríveis ali. 


Saímos do carro e nos juntamos aos outros ao som de “Future - Mack Off”. Começamos a dançar e a cantar a música. Eu adoro essa música, e compramos uma bebida. 


Passamos horas e horas ali bebendo,.os carros já tinham corrido umas duas vezes, eu já estava começando a cambalear e ficar com a vista embaçada. Então ouvi barulho de várias sirenes da polícia e todos começaram a correr, eu não fiz diferente. Comecei a correr em direção do carro de Luke, ele foi até o carro, procurou as chaves no bolso, mas não estava. 


ー Mãos pra cima, os dois! ー ouvi uma voz masculina e eu já sabia que era um policial.


Maldito Luke, filho de uma mãe. 


Fomos revistados, pegaram minha bolsa e nos colocaram dentro de una viatura, seguindo para a delegacia. Eu fui o caminho todo xingando Luke de todas as formas possíveis! Que droga!


Assim que chegamos lá, me levaram para uma cela média, vazia, me empurraram para dentro e fecharam a cela. Fiquei alguns minutos ali.


Aposto que eu estou muito ferrada. Justin vai descobrir isso, e eu estarei muito fodida, mas o que ele faria? 


Uma policial entregou uma ficha para eu preencher, e eu comecei a preencher, eu tive que colocar o número de Justin, após preencher tudo, entrei a ela, que me olhou feio e saiu pelo corredor escuro. 


Me deitei na cama que havia ali, e fiz de tudo pra dormir, mesmo com aquela cara dura, mais do que tudo no mundo.


•••

26 de julho,2017. 


ー Acorda garota! ー escutei uma voz masculina, e batidas nas grades da cela.



Minha cabeça começou a doer, e eu me levantei, devagar, ficando de pé e indo até a frente do homem, ele abriu a cela e segurou meu braço, me arrastando para a sala por onde eu entrei na delegacia. 


Assim que entrei, havia um delegado de pé, e Justin, ali de pé também. Abaixei a cabeça enquanto Justin terminava de falar com o delegado, assinou alguns papeis e, o policial me soltou, e novamente, agarrar meu braço, dessa vez sendo Justin, me puxando pra fora dali.


Me jogou dentro de seu carro, e entrou também.


ー VOCÊ TEM O QUE? MERDA NA CABEÇA PORRA? ー ele gritou, puxando meus cabelos, e jogou a minha bolsa em minha cara.


Me afastei dele, me encolhendo no banco.


ー Agora tive que tirar bastante dinheiro de meu bolso, e pra quê? Por que minha irmã se meteu em um racha! ー falou e bateu com força no volante, fazendo o carro buzinar.



Apenas fiquei calada, enquanto ele gritava merdas a todo momento. Assim que chegamos em casa, eu saí do carro e corri em direção a dentro de casa, e subi as escadas, mas tropecei em meus pés, e cai no meio da escada, vi Justin entrar, me levantei e ele segurou meus braços, me virando de frente pra ele. 



ー Eu ainda não terminei. ー falou entre os dentes, mas eu chutei seu saco, fazendo o mesmo colocar as mãos em direção a seu pau e cair das escadas rolando no chão. ー VADIA! ー gritou.



Dessa vez corri e entrei em meu quarto me trancando. Respirei fundo, e tirei minhas roupas, seguindo para o banheiro. Tomei um banho, escovei os dentes, e saí do banheiro, indo me vesti, e percebi que estava menstruada. Ótimo.



Meu celular deveria estar lá embaixo, mas não sai do quarto, me joguei na cama, mesmo com fome e fiz o máximo para adormecer. Se eu descer lá embaixo, Justin me mataria. 


•••


Acordei de repente e vida pela janela que já era noite. Provavelmente Justin não estaria mais em casa. Então levantei de minha cama, e destranquei a porta de meu quarto, saindo do mesmo. A casa estava silenciosa, e tudo apagado.



Eu conseguia ver minha bolsa no sofá e fui até o mesmo, peguei meu celular de dentro da bolsa e liguei pra Luke pra ele vir voando pra cá. Não iríamos transar, até porque não dá. 


Em poucos minutos, ele já estava aqui, tentou ir pra cima de mim, mas eu fiz que sinal que não.


ー Estou em meu período, não vai dar. ー falei e ele arregalou os olhos.


ー E pra que você me chamou? ー perguntou e escutei barulho de carro lá fora.


Chamei Luke e corremos para meu quarto. Deixei a porta encostada e joguei Luke na cama, me sentei em seu colo, e beijei seus lábios, suas mãos foram pra minha cintura, e eu comecei a rebolar, contra seu pau. 


ー Não faça isso. ー Luke sussurrou e voltou a me beijar.


A porta do meu quarto foi aberta brutalmente fazendo um estrondo enorme, pois a mesma bateu na parede. Senti as mãos de Justin, me tirarem de cima de Luke, e Justin acertar em cheio o rosto de Luke. 


Justin xingava o máximo que podia, o batendo, enquanto Luke protegia seu rosto, mas eu não movi um dedo para o parar, se eu me metesse no meio, ele me bateria também. 


Bieber puxou Luke pela camisa, e o arrastou, até lá embaixo, eu os segui, sempre atenta. Justin falou algo para Luke, que eu não consegui ouvir, e o jogou pra fora da casa.

Me olhou e veio até mim, segurando meus braços e me prensando no sofá.


ー Se eu souber de vocês de novo…


ー Você não vai fazer nada! Você não pode fazer nada! ー o cortei.


ー Estou te avisando. Eu vou matar ele se vocês não pararem. ー disse olhando pra mim com ódio. Sorri.


ー Por que? ー perguntei e ele desviou o olhar, pensando, e voltando a olhar pramim, mas não falou nada. Sorri vitoriosa. ー Acho que já sei a resposta pra isso, Bieber.



Notas Finais


• Então amores, estava aqui pensando, querem que eu crie um grupo no WhatsApp sobre essa e outras de minhas fanfic's? Se sim, deixem seus números aí abaixo, se tiver no mínino dez números/pessoas, eu faço o grupo ok?

• Queria avisar também que estou com uma fanfic nova! Espero que vocês me acompanhem lá também! *-*
Link: https://spiritfanfics.com/historia/different-man-8985449


ATÉ BREVE! *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...