História Hands To Myself - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Personagens Originais
Visualizações 38
Palavras 2.938
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Saga
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 13 - Vestiário



Pov. Annabeth Chase

Eu tava muito feliz que hoje teríamos um aula diferente, na verdade seria uma palestra geral sobre assuntos diversos, incluindo atualidades, saúde, política, redes sociais e etc... Mais isso seria depois do jogo dos meninos, o interclasse estava rolando a todo vapor. Ficamos todos juntos na arquibancada e a escola tava um zona só. Jason, Percy e Nico iriam jogar e estavam loucos de empolgação, Will preferiu só assistir comigo e Piper.

Os times já estavam formados e deveria ser um jogo amistoso pois as duas equipes eram campeãs da escola, mas não era isso que eu via no rosto dos jogadores.

- É impressão minha ou esse jogo vai dar sangue? - Piper perguntou aos gritos devido o barulho.

- Não tô com uma boa impressão desse jogo – Will compartilhou – acho que é melhor alertar os meninos.

- Eles não são tolos, posso ver na cara de Percy que ele já sacou tudo!

- Verdade Annie, Nico tá com aquele olhar furioso e sombrio de quem quer causar medo! - Will fez um acara engraçada ao falar.

- Falando em Nico, você está fazendo um ótimo trabalho amansando a fera, Will. Nico tá bem mais calmo e é visível o quanto ele gosta de você. - Piper falava e Will sorria tanto que quase fiquei com medo dele quebrar o maxilar.

- Obrigado!!! Nico tem me feito tão bem, nosso relacionamento tá tão bom e gostoso que tenho até medo de falar. Eu o amo. - Ele confessou.

- Onwwww que fofo vocês dois! - Piper disse batendo palminhas.

- Tô muito feliz por nós, sabe. Nico está se socializando, Percy está se ajeitando, Jason continua certinho como sempre – nós rimos – e nós três estamos bem, nós estamos fazendo parte de toda essa mudança.

Sorrimos em cumplicidade e viramos para a quadra com os nossos milk shake nas mãos porque o jogo havia começado. Um grupo enlouquecido de garotas gritava nos degraus abaixo, elas não pareciam saber que os meninos tinhas namoradas e namorados. Os nomes de Percy, Jason e Nico estavam sendo ovacionados pela plateia, mas o destaque vinha pelas lideres de torcidas e novo fã clube que não parava de se insinuar.

- Não tô gostando nada daquilo – Piper disse resumindo nossos pensamentos.

As garotas estavam passando dos limites, uma delas estava apertando os seios enquanto gritava o nomes dos meninos, os três quase levaram um tombo ao olhar a cena e nós rosnamos de puro ódio.

- Eu vou matar Nico se ele olhar outra vez! - Will tava tão bravo, o que não era o seu habitual, que até eu me surpreendi.

Eu tava com raiva, mas não era louca. A cara de Percy estava mais para apavorado do que para impressionado. Ele jogava com todo empenho assim como os meninos, mas seus olhos vagavam entre mim e a garota que se insinuava como se eles estivesse tentando me provar que não estava olhando.

- Gente, calma! Observem os garotos – Piper e Will se acalmaram – eles nem estão olhando, quer dizer, estão pelo menos se esforçando.

- Eles marcaram um gol!!! Uhuuuuuuuuuuuul – Will gritou desviando nossa atenção.

Os três estavam comemorando porque tinha sido uma sequencia de toques entre eles, mas as coisas ficaram seriamente chatas quando as garotas correram na direção deles e se jogaram em seus braços.

- Que porra é aquela? - Piper gritou fiando de pé e nós seguimos seu exemplo.

Havia tanta gente que quase não dava pra ver. Eu entendo que os três sejam lindos e tem uma reputação de gostoso, mas isso não é motivo das garotas tirarem as camisas!!!!!

- Eu não sei vocês, mas eu vou descer e pegar meu homem!

Piper e Will concordaram comigo e nos descemos as presas as escadarias e avançamos destemidos contra a multidão. Os treinadores tentavam afastar as garotas quando chegamos perto e pudemos ver os três no chão ainda tentando se levantar.

- Percy!

- Jason!

- Nico!

Os três olharam aliviados ao nos ver e sorriram dizendo, “Estamos bem”. Nós três nos olhamos e chegamos a uma conclusão mental. Will ia na frente e pegou a garota que vestia sua camisa cobrindo os seios e a segurou pelo pulso eu diria que com bastante força.

- Oi querida. - ele sorriu de maneira falsa. “O que você quer garoto? – ela riu seca – quer dizer, garota” - os olhos de Will ficaram perigosamente escuros - Não sei se você sabe, mas não custa nada afirmar Nico é meu e eu não quero puta nenhum esfregando os peitos nele! - Will falou bem próximo ao ouvido dela.

- Porque você tem medo dele mudar de “lado”? Meus peitos são lindos mesmo, talvez – ela passou a língua entre os dentes – Nico goste de chupá-los.

- Sua vadia sem caráter, ele nunca olharia pra você!

- Se eu fosse você não teria tanta certeza, Will. - Ela debochou.

- Do que você tá falando? Isso é algum tipo de ameaça?

- Nada demais e não é uma ameaça. Mas quem sabe um dia eu não consiga fazer aquele Anjo acordar na minha cama. Ele parece ser muito gostoso. - Ela disse desdenhosa olhando para Nico e acariciando os seios. - Will perdeu um pouco o controle reagiu.

- Se você chegar perto dele outra vez eu esqueço que não sou violento e que não bato em mulheres e arrebento a sua cara de puta. - Ele disse pressionando o corpo dela contra a grade.

Nico viu que algo estava errado e já estava saindo do jogo e vindo na nossa direção.

- Will solte-a, fiquei calmo. - Eu disse.

- Não caia na provocação dela. - Piper disse puxando Will - E esse aviso serve para todas vocês – Piper ergueu a voz e se virou para as outras garotas – Jason tem namorada!

- Percy também tem e eu não quero ter que quebrar a cara de alguém – as garotas recuaram um passo quando eu as olhei, elas sabiam o quanto eu treinava.

- Will – Nico disse logo atrás – algum problema por aqui? - Eu virei e pude ver Jason e Percy se aproximando.

- Baby – eles deram um selinho rápido – nenhum problema – Will sorriu. - Só estávamos conversando com nossas amigas líderes de torcida. - A cara de Nico era impagável, ele estava fazendo um grande esforço para tentar entender tudo aquilo.

- Annabeth? - Senti os braços de Percy a minha volta antes mesmo de ouvir sua voz. “Oi amor.” Olhei pra ele de lado e nós nos beijamos brevemente. - O que tá acontecendo aqui? - Olhei pro lado e vi Jason fazendo a mesma pergunta a Piper.

- Está tudo muito bem por aqui – sorri cínica - e vocês não deveriam estar ganhando um jogo?

O treinador deles estava gritando a todos pulmões.

- Vão jogar agora – Piper gritou. - Não banquem os bobões eu quero a taça da vitória!

Percy, Nico e Jason se olhavam tendo algum tipo de discussão mental e acho que chegaram a uma conclusão porque os três viraram ao mesmo tempo e voltaram correndo pro jogo. Nós três encaramos novamente as garotas e voltamos em seguida para os nossos lugares.

O resto do jogo foi um borrão, os meninos corriam e gritavam quando o apito soou marcando o final da partida. O time erguei a taça da vitória e nós corremos para parabenizá-los.


Pov. Will Solace

Eu, Piper e Annie compramos pizza e refrigerante para comemoramos a vitória dos meninos, estávamos numa das mesas da cantina aguardando eles voltarem do vestiário, mas estavam demorando demais.

- Será o que treinador não vai liberá-los? - Annie reclamou.

Um dos garotos do time passou correndo e nós gritamos chamando a sua atenção.

- Connor! - Annabeth chamou. Ele voltou correndo do mesmo jeito.

- E aí galera!

- Que horas o treinador vai liberar vocês?

- Annie estávamos liberados a quase uma hora, eu só estou aqui porque esqueci meu celular.

- Como assim? Onde estão Percy, Jason e Nico? - Piper estava desconfiada.

- Não sei... - Connor pareceu nervoso de repete.

- Você está escondendo alguma coisa. - Constatei.

- Will eu não...

- Fala logo Connor! - Annabeth gritou e eu acho que ele ficou com medo.

- Eu... Eu os vi com Drew, ela estava oferecendo bebidas a eles.

- Aquela vagabunda! - Gritei levantando da mesa e as duas fizeram o mesmo.

- Vamos atrás deles!

Eu nunca fui muito ciumento ou possessivo, mas aquela garota estava fazendo de propósito e nos sabíamos! Corremos pelos corredores até alcançarmos o vestiário, não precisava entrar pra saber que estava rolando uma festinha particular. Mais meus olhos não acreditaram no que viram.

Senti um peso no meu corpo e meu coração falhou uma batida. Nico estava recebendo um body shot da Drew enquanto Percy e Jason balbuciavam coisas inaudíveis deitados nos bancos com outras duas garotas se esfregando neles.

- Nico. - Tentei gritar e soar raivoso, mas minha voz quebrou e eu me sentia magoado. A expressão de quem estava gostando no rosto dele era demais pra mim, eu tentei sair dali e girei sobre os meus calcanhares em busca da saída, mas fui interceptado.

- Will espere! - Annabeth gritou me segurando enquanto meu cérebro registrava Piper esbofeteando as garotas e usando palavras de ordem. - Eles foram drogados. Nenhum deles está falando algo inteligente e suas pupilas estão dilatadas. Drew e as outras armaram isso.

Eu queria acreditar nela, queria mesmo, mas aquela garota parecia ter despertado um desejo em Nico que eu acho que nunca vou conseguir. Me senti derrotado.

- Ei, vocês dois venham aqui – Piper chamou. Acho que vocês deveria bater um pouco porque eu to cansada e precisamos levar os meninos ao hospital. - Piper tentava respirar pelo esforço que fazia ao segurar as três. - Will. - Ela chamou e eu apenas a olhei. - Nico está muito mal, acho que ele está convulsionando.

Isso foi o suficiente para me tirar do meu torpor de ressentimento. Eu me aproximei e o vi babar, mas agora eram os três no mesmo estado, eles tremiam e deliravam e babam para o nosso desespero total.

- O que você deu pra eles sua puta, eu vou te levar pra cadeia! - Gritei exasperado.

- Eu, eu não sei.. - ela chorava agora – eu não queria matá-los era só para biricarmos um pouco e chatear vocês – ela chorou mais alto – me desculpa, por favor eu não queria.... eu...

Nem sequer ficamos ouvindo aquelas idiotas falarem, Piper pediu ajuda aos faxineiros da escola e todos nós juntos conseguimos levá-los para fora, ambulâncias foram acionadas e a polícia também veio. Parecia um filme. Nunca imaginei viver algo assim.

- Eles vão ficar bem, não vão? - Piper chorava agora que a raiva passara.

Os paramédicos colocaram os três nas macas e nós entramos logo atrás avisando os pais dele do que tinha ocorrido.

Depois de quatro horas no hospital os três estavam acordados e muito confusos, eu confesso que ainda estava receoso e um tanto ressentido com Nico. Eu sei no fundo que ele não estava no seu juízo perfeito, mas ver aquela cena me incomodou muito.

Por sorte quando ele me chamou para mais perto alguém entrou no quarto do hospital.

- Boa tarde Jovens – o homem fechou a porta atrás de si – sou o Investigador Mackenzie, muito prazer. Vim apurar os fatos do ocorrido na Escola de vocês.

- Boa tarde senhor, pode sentar-se aqui. - Eu ofereci uma cadeira. “Obrigado. Bom, quem vai ser o primeiro a falar?” - Ele olhou interrogativo para os garotos.

- Boa tarde senhor, me chamo Jason. Eu não sei quanto ao meus colegas mais a manhã de hoje está se passando como um borrão na minha cabeça, mas eu consigo lembrar que vencemos o interclasse e quando estávamos saindo do banho para encontrarmos nossa respectivas namorada e namorado algumas lideres de torcida entraram no vestiários trazendo bebidas.

- Isso mesmo. - Disse Nico. - Nós já havíamos tomado banho e nos preparávamos para ir almoçar com eles – Nico apontou para eu, Annabeth e Piper levando a atenção e o olhar do Investigador a nós. Depois que elas entraram, as líderes de torcida digo, nós bebemos o que tinha nos copos apenas para nos livrarmos delas e sairmos, já que – ele estava muito nervoso ao falar – elas estavam querendo algo a mais com a gente e somos comprometidos. Elas – ele limpou a garganta me olhando com... medo? - começaram a tirar a roupa e nós a afastamos mais de repente eu já sabia nem o meu próprio nome e estava jogado em qualquer lugar do vestiário.

- E o pior – Percy começou – é que deixamos os três esperando – ele apontou para nós – o que quer dizer pelas caras deles, eu suponho, que nós estamos muito ferrados agora.

O Investigador gravou tudo e escreveu várias coisas em sua prancheta, ele olhou para os meninos e sorriu.

- Quer dizer que vocês foram vitimas de um “boa noite Cinderela”? - Ela riu anasalado. - Vocês devem ter deixado essa líderes de torcida bem bravas.

- Na verdade fomos nós quem as deixamos – Piper começou – Ela estavam dando em cima deles o jogo inteiro e nós demos uma prensa nelas.

- Então o que temos aqui não passa de uma rivalidade provocada por ciumes. - Ele afirmou. - Mas eu não quero tirar a gravidade do que ela fizeram, se vocês, garotos, prestarem queixas elas serão indiciada e provavelmente terão que pagar com Ações Sociais caso não queriam ser presas na Delegacia da cidade.

- Eu não sei... Não quero prejudicá-las, mas elas não podem sair impunes disso. - Jason falou.

- Por mim eu denuncio. - Nico falou me surpreendendo. - Você tá vendo aquele garoto lindo ali senhor – Nico apontou pra mim e eu imediatamente senti meu rosto queimar – ele é meu namorado e desde que acordei ele não se aproximou muito de mim, essa garota fez uma coisa muito difícil de ver e ele agora está magoado comigo e eu nem sei o porque. - Ele me olhava e seus olhos pediam perdão.

- Bom, eu vou levar o inquérito adiante e as moças serão chamadas para prestarem depoimentos, preciso saber onde elas conseguiram drogas tão fortes. E quanto a vocês – ele disse levantando da cadeira e nos olhando, os seis – deveriam cuidar uns dos outros e se perdoarem mais facilmente. Amar não é o suficiente num relacionamento. - Ele nos deu as costas e abriu a porta, mas antes de sair virou para mim, Annie e Piper. - Eles não lembra de nada do que aconteceu no vestiário, a droga que foi removida parcialmente do organismo deles consome a memória, eles provavelmente estão falando a verdade.

Pov. Piper McLean

Eu poderia dizer com toda a certeza que um tiro doeria menos. Me senti um lixo por ficar tão raivosa com o que vi naquele vestiário. Aquela garota estava em cima de Jason e lambia todo o seu abdômen, não gosto nem de lembrar. Ele parecia tão alucinado que mal conseguia abrir os olhos. Nico e Will conversavam baixinho, Annabeth e Percy estavam abraçados e eu bem, eu estava engolindo meu orgulho e cuidado do meu namorado.

Os pais dos garotos foram avisados, mas dada a simplicidade do caso nos mesmo ficamos de levá-los para casa, não havia nada com o que se preocupar, o pior já havia passado.

- Piper – Jason tentou – me perdoa? Eu realmente não sei o que fiz ou que aquela garota fez, mas eu tenho certeza que não lembro de nada e não aconteceu nada demais, eu te amo Piper – ele segurou meu braço com força – por favor – a voz dele falhou – não quero que fique com raiva por algo que não fiz! Não quero perder você, droga! - Jason estava muito chateado, ele cobriu os olhos com o braço e sua respiração tentava se estabilizar. Eu estava descobrindo o quanto ceder era difícil, o quanto engolir o orgulho e o ciúme era difícil, mas se eu quisesse que esse namoro durasse eu teria que aprender muito mais do que a ser mulher, eu teria que ser adulta.

- Ei – toquei seus braços tentando afastá-lo e me deitar em seu peito – tudo bem, já passou. Você não vai me perder seu bobinho. – Eu disse sorrindo e beijando seus lábios. Não vou deixar uma cretina qualquer estragar meu namoro.

- Oh Pipes eu te amo tanto, obrigado por confiar em mim. Me desculpe eu nunca trairia você. - Jason segurou meu rosto e me obrigou a olhá-lo.

Antes que ele pudesse me beijar a porta foi aberta uma enfermeira veio comunicar a Alta dos garotos. Ela recomendou alguns remédios caso sentissem dores de cabeça e pediu 24h de repouso na cama, sem dirigir, sem álcool e sem festas. Tínhamos vindo no carro de Will e voltaríamos todos meio apertados.

- Vamos eu deixo vocês em casa, seus pais já mandaram buscar os carros na escola. - Will disse para Percy e Jason já que naquela manhã Nico tinha ido com ele de carro.

No carro de Will acabamos comendo as pizzas que ainda estavam lá graças a Connor que quando viu a correria as guardou para nós. E no final das contas almoçamos juntos.


Notas Finais


Estão curtindo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...