História Happier - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Ino Yamanaka, Itachi Uchiha
Tags Itaino, Uchiha Itachi, Yamanaka Ino
Visualizações 44
Palavras 681
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


[amanhã eu coloco as notas]

Capítulo 1 - Privilégios


“Lar” – aquela com certeza era sua casa, ao menos era o que o emblema do seu clã apontava indiscretamente, estando gravado em uma tábua de madeira surpreendentemente resistente e erguido alto o bastante para que todos da vila pudessem ver – mas seria, de fato, o seu lar? Não tinha tanta certeza, não depois de tantos acontecimentos obscuros circundando aqueles cômodos vazios, outrora cheios de vidas  e pessoas barulhentas. Não que os ninjas de seu clã fossem remotamente comparados a hiperatividade constante de Naruto Uzumaki ou qualquer outro ninja da vila, mas, eles não eram integralmente sérios como acreditava a população de Konoha. Agora pouco ele pegava-se pensativo frente a um retrato onde seu pai sorria largamente, entre um grupo de pessoas consideráveis.  Considerou que, talvez fosse melhor para o resquício da sua sanidade, afastar-se daquele retrato que lhe trazia lembranças amargas. Inspirando fundo, ele ergueu os olhos para o teto.  Estendeu a mão a tempo de pegar uma kunai no ar.

—Você precisa melhorar essa mira. — afirmou em tom zombeteiro, para o irmão que bufava envaidecido atrás de si.

—Tsc. — foi à única resposta do caçula, andando em direção ao seu cômodo, frustrado por ter errado. Esperava causar alguma escoriação no ombro de Itachi, que mantinha o olhar voltado para o teto, ostentando a mesma expressão pensativa de antes.

Era estranho pensar que voltaria a dividir a casa com Sasuke depois de tantos anos, apesar disso ele estava feliz. Claro que estava. Era tudo o que ele sempre desejou; retornar para a vila e reconquistar a confiança do seu único irmão, o último sucessor daquela linhagem a menos que ele próprio conseguisse encomendar um herdeiro.  O que estava fora de cogitação, tinha plena ciência de que o conselho iria pressioná-lo a arrumar uma esposa,mas, por ora, ele não era obrigado a pensar naquilo. Sequer tinha certeza se encontraria alguém para casar com ele, quem dirá ter o herdeiro daquele clã amaldiçoado! Embora constantemente ouvisse rumores de uma ou outra kunoichi interessada, ou até mesmo algumas, tinha uma obrigação, um dever a cumprir: zelar por aquela linhagem, em outras palavras ele não tinha permissão para casar com alguém só porque ela estava interessada nele, era preciso atender a alguns requisitos.

Depois de tanto refletir, desistiu. Aquele assunto sempre o aborrecia, então optou por deixá-lo nas mãos dos mais interessados naquela coisa toda; nos conselheiros. Sabia que eles fariam uma escolha agradável, do contrário, declinaria a todas as tentativas.  Dirigiu-se até a suíte principal da casa, que havia pertencido aos seus pais, séculos antes.  O que Fugaku acharia de todas as mudanças na vida de seu filho mais velho? Provavelmente ficaria feliz, pensou Itachi despindo-se de seu kimono.  Faltavam apenas três dias para ser nomeado, efetivamente, o mais novo Hokage da vila; uma informação que os conselheiros do seu clã estavam encarregados de manter em sigilo absoluto, seria uma surpresa para todos, inclusive para o seu irmão mais novo que com certeza ficaria puto com isso. Afinal, Sasuke odiava quando o mais velho lhe escondia as coisas. Sorriu com sarcasmo,  soltando os cabelos andando em direção ao seu banheiro privativo; quando reformaram a casa, foi a única exigência dele. odiaria dividir um banheiro com o irmão mais novo, não voltaria a passar pelos mesmos infortúnios de quando estava na Akatsuki, com aquele bando de degenerado do caralho. Definitivamente, ele iria permitir-se usufruir  um pouco dos privilégios que seu sobrenome sangrento lhe trazia.  

Ligou o chuveiro, sentindo a água morna banhar o seu corpo cansado e cheio de escoriações, havia tido um treino intenso mais cedo com o pessoal da anbu – fora uma exigência da, agora aposentada Senju. – aparentemente, ela queria dar algo em que os ninjas inexperientes pudessem se inspirar. O show de exibicionismo despertou algo dentro de Itachi que estava adormecido há muito tempo: a necessidade de descansar. Talvez fosse porque, agora ele tinha esse direito. Quando estava infiltrado na Akatsuki, era designado a obedecer ordens e a ser o mais pratico possível.

Fechou os olhos por um momento, aproveitando daquele raro momento de paz em sua vida, agora indiscutivelmente mais agitada.


Notas Finais


infelizmente o Sai vai levar uns chifres, mas ele também vai ser feliz G.G
Espero que gostem, boa leitura!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...