História Happiness doesn't exist ( Oh Sehun) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Baekhyun, Chanyeol, Chen, Exo, Kai, Kris Wu, Lay, Luhan, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Visualizações 17
Palavras 1.557
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Escolar, Hentai, Musical (Songfic), Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpa pela demora :/, espero que estejam gostando.

Capítulo 5 - Problem


Fanfic / Fanfiction Happiness doesn't exist ( Oh Sehun) - Capítulo 5 - Problem

Se meu único problema fosse você
eu estaria mais que feliz.

Cristina pov's

Meus problemas não acabaram, só continuam e continuam, queria eu que você fosse a solução deles.
Pensava enquanto me olhava no espelho pela décima vez antes de sair de casa, Tiffany não estava aqui hoje para me acompanhar, fui sozinha até a escola com os olhares das pessoas pesando sobre mim. Entrei na escola e vi Taeyeon com a outra garota brigando com Tiffany na entrada da escola, ela parecia falar alguma coisa sobre contar o segredo de Tiffany para escola, ela sabia que a outra não queria que todos soubessem sobre sua orientação sexual, Taeyeon continuava a gritar e eu escutei que não era para ela  ficar perto de mim e saiu com a outra garota colada nela. Me aproximei um pouco dela e ela saiu sem ao menos me dar um oi ou algo do tipo.

-Acho melhor você ficar longe dela e de Sehun, não quer causar mais problemas certo?- falou uma voz atrás de mim, me arrepiei da cabeça aos pés só de pensar em virar e ver aquele poste chamado Chanyeol.

-Se sou um problema, é um problema meu, Park Chanyeol.- respondi seca

Sai de perto dele e fui para meu armário, guardei minhas coisas e peguei as que ia usar, estava saindo quando escutei um choro baixo vindo do corredor perto de onde estava, fui ver e vi Taeyeon agachada com a cabeça entre as pernas, não queria me aproximar, ela me fez e faz tanto mal, mas meu lado bom falou mais alto. Me aproximei, agachei no tamanho dela e falei

- O que houve Taeyeon?

Ela me olhou e logo secou as lágrimas que insistiam em cair, se levantou e jogou na minha cara

-Você, você está me tirando as únicas coisas que tenho e ainda vem perguntar o que houve!

-Eu... eu não queria acabar fazendo isso...

-Mas fez.... faça bom uso deles, principalmente Sehun, ele não merece sofre, não de volta- disse e saiu me deixando agachada sem reação, Sehun já tinha sofrido? Com o que? Todos nós sofremos por algo. Fui tirada de meus pensamentos com dedos estalando na minha frente e uma figura alta na minha frente.

-Morreu ai?- me perguntou Sehun

-Não... não morri- disse levantando e indo embora o mais rápido possível

-Ei-disse pegando no meu braço- ei calma, não vou te fazer mal- soltou meu braço quando viu que eu me encolhi

-Melhor não estar perto de mim, não quero ser outro problema- disse segurando forte a alça da mochila

-E desde quando você é?- perguntou entre risos

-Desde que eu cheguei- abaixei a cabeça

-Não seja idiota garota- passou por mim que fez um ventinho e pude sentir o cheiro de cigarro vindo dele- não vem?

-Vou... fumou antes de vir para escola?- perguntei já do seu lado e indo para sala

-Eu fumo todo dia- me olhou serio

-E por que?

-Problemas.

Disse e sentou na sua carteira que era do meu lado, Chanyeol já estava na sala e não gostou quando viu eu e Sehun entrando juntos, sentei me e esperei começar as aulas. Na maior parte do tempo fiquei olhando para fora da janela onde via o campo de jogo onde alguns alunos jogavam, acabei lembrando do dia em que fomos expulsos da sala e jogamos até poder entrar de volta, dei uma risada e a sala além do professor me olharam.

-Quer compartilhar o motivo de graça senhora Cristina?-perguntou o professor

-Não senhor, irei me calar- falei enquanto ouvia algumas risadas dos alunos

-Acho bom e vocês parem- disse e voltou a atenção para o quadro onde passava uma equação.

Abaixei minha cabeça na mesa e suspirei alto e Chanyeol se virou para mim e disse

-Problemas

-Porque não cuida da sua vida orelhudo e ainda é poste- disse irritada e ele se virou com a cara totalmente vermelha, de certo de raiva.

Olhei para o lado e Sehun escondi o sorriso com a mão, balançou a cabeça e voltou-se para o caderno, olhei para o quadro e tratei de copiar a lição, não demorou muito e bateu o sinal, Chanyeol foi o primeiro a sair da sala igual a um furacão, dei uma risada e outra me acompanhou

-Ele não gosta que falem de suas orelhas- disse Sehun entre risos- Não vai comer?

-Não sei...

-Claro que vai- disse e me puxou para fora da sala

-Posso te perguntar uma coisa?

-Sim, senhora curiosa- disse e deu risada de novo

-Por que está sendo legal comigo?

Ele parou de caminhar e ficou imóvel, parecia pensar em uma resposta rápida só para fugir da questão

-Porque eu gostei de você, quando cheguei nessa escola também tive problemas, se não fosse Taeyeon estar comigo desde o começo... eu não estaria aqui mais- disse olhando nos meus olhos

-Não foi bem o que eu pensei mas okay-disse e voltei a caminhar até o refeitório

- E esperava  o que?- perguntou enquanto me olhava se distanciar dele cada vez mais

-Hummm.... não sei- dei de ombros e sumi pelo corredor podendo escutar a voz dele dizendo -Ya!- fui para o refeitório e não vi Tiffany ou Taeyeon, peguei minha comida e sentei em uma mesa afastada, não demorando muito Sehun sentou com uma simples garrafa de chá, olhei ele abrir a garrafa e tomar tudo quase de uma vez.

-Nossa, até parece que estava com fome quando me puxou para fora da sala-disse com a boca cheia de arroz.

-Ya! não fale enquanto estiver comendo e eu não tenho fome.

-Então sua mãe ou pai faz comida a toa quando chega da escola?-perguntei e vi ele olhar para o outro lado

-Eles não fazem minha comida, não mais-disse a última parte baixo mas eu escutei

-Me desculpe, eu não sabia que eles....- me enrolei mais ainda nas palavras e ele assentiu com a cabeça que estava tudo bem.

Bateu o sinal e eu tive que comer correndo o resto de comida, voltamos para sala e a professora de artes já estava lá com um sorriso incomum para uma professora em uma plena terça-feira. Cumprimentou os alunos e deu início a aula, explicava sobre as artes de Michelangelo e que sua obra favorita era Juízo final, depois de algumas horas explicando sobre ele, ela nos pediu que fizemos uma obra- um desenho qualquer- escolheria as melhores e colocaria de exposição no hall de entrada, alguns alunos fizeram uma breve comemoração e outros um murmúrio de desgosto.  Pediu para Chanyeol e eu irmos pegar uns materiais que iríamos precisar.

Por que logo eu e Chanyeol?!

Ele saiu na minha frente sem dizer uma palavra, fui atrás dele quieta, não queria conversar com ele, não depois de falar aquilo para ele, acabei dando uma risadinha que o fez virar e me fuzilar com o olhar, parei de rir por um tempo mas voltei assim que notei que suas bochechas e orelhas estavam vermelhos, ele me olhou incrédulo e voltou a caminhar.

-Por incrível que pareça, fofo- comecei a rir e ele bufou irritado

Continuamos a caminhar até uma sala onde tinha ferramentas de artes, pegamos alguns papeis, pincéis e réguas e voltamos pelo mesmo caminho, enquanto Chanyeol tentava fechar a porta com os braços ocupados fui andando na frente e parei quando vi de novo Taeyeon sozinha em um corredor, só que agora no telefone.

-Além dele tem ela, outro problema para resolver- disse

-Xxxxxxxxxxx-

-Eu sei, não pode ficar assim, prometo que vou dar um jeito. Bjs- disse e saiu do corredor me deixando pensando nas palavras dela, será que eu era a garota de quem falava? Seria Sehun o ele que ela falava? Ou até mesmo Tiffany e por falar nela,não a vi desde a entrada.

--Se for ficar ai parada com essa cara pelo menos deixe me tirar uma foto- disse Chanyeol com a voz tranquila

Olhei para ele e voltei a caminhar para sala, pensei que seria ruim ficar com o clima mais ruim do que já estava com ele então pedi desculpas e ele demorou para aceitar, além de chato, safado era uma criança birrenta que cresceu demais. Chegamos na sala e começamos a fazer o trabalho, só se podia ouvir a conversa alta dos alunos. A próxima aula era história e não estava afim de escutar o professor falar sobre passado e mais passado então dormi a aula inteira, só fui acordar quando Sehun me deu tapa no braço para acordar

-Achei que não ia acordar mais-disse tirando um isqueiro do bolso da blusa e deixando ele na mão.

-Já estava acordando- comecei a arrumar minhas coisas e logo estávamos fora dos muros da escola, Sehun acendeu um cigarro e foi fumando metade do caminho, quando acabou pegou outro e começou a fumar e foi até minha casa fumando.

Chegando na quadra de minha casa pude ver um carro parado em frente a minha casa, apertei as alças da mochila no meu ombro, olhei para Sehun que estava com uma cara do que foi? e segui até o portão, perguntei se ele podia esperar ali e ele assentiu, entrei dentro de casa e ouvi vozes vindo da cozinha, olhei de relance para o lugar e vi duas pessoas, minha mãe e um cara e outra pessoas entrou em meu campo de visão,uma pessoal alta.


Notas Finais


Desculpa pela demora e pelos erros, até o próximo capítulo e muito obrigada pelos votos <3333. Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...