História Happy Birthday (terror) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Brinquedo Assassino
Personagens Personagens Originais
Tags Terror/horror
Exibições 15
Palavras 697
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Magia, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Estou empolgada, tomara que gostem!
De novo meus amigos me ajudaram a fazer o que é bem legal!
Todos os nomes são dos meus amigos ( nem todos, mais dos personagens principais) sem enrolação vamos ler!

Capítulo 1 - Meu aniversário!


 -Ding dong!!!!!- a campainha. Ate que enfim eles chegaram! Deixe eu me apresentar: Meu nome é Marcus acabei de fazer 16 anos e agora em comemoração ao meu aniversario, eu e meus amigos vamos acampar em um chalé desativado e antigo de meus pais! Passaremos uma semana lá e definitivamente estou ansioso!

É meu primeiro acampamento! Moro na Carolina do Norte a nove anos, após meus pais terem uma transferência no emprego. Mas enfim, isso não importa. Meus amigos estão na porta, não os deixarei esperando! Coloco à mochila nas costa e abro a porta: lá estão Lucas, Matheus, Suellen, Isabelly e Carol.

 - vamos logo! Acho que vc não quer que a noite chegue e não termos levantado acampamento ainda, quer?- Lucas gargalha após as palavras.

 - claro que não! Vamos a pé ou na lata velha?- Sim. Eu tenho uma caminhonete velha na qual eu a apelidei assim. 




-lógico que vamos na caminhonete! Vocês acham que eu quero andar?-Suellen diz em tom de brincadeira. 

- tem razão! O caminho é longo.- Carol fala pegando sua mochila que estava jogada no chão e indo em direção a garagem.

 Após muitos engasgos o ferro velho de quatro rodas liga e o motor ronca. Saímos dali e não demoramos muito para chegar a estrada de terra a caminho do chalé, a ansiedade me contaminava e as vezes eu não sabia o que estava fazendo, foi em uma destas "pescadas em sonhos profundos " que um animal grande e negro cruzou meu caminho. Não cheguei a atropelado mas ele bateu em meu carro fazendo um grande amaçado e se esgueirou na mata

-o que foi isso?- diz Matheus que quase voou no parabrisas.

















 - eu não sei, acho que foi um puma! Tem muitos nesta região!- Isabelly tenta explicar o ocorrido.

 - era muito grande para um puma! Não viaje!- digo em uma tentativa de lembrar que animal era. 

- vamos tentar não pensar nisso, se não eu dou meia volta! - cale a boca Carol, para de ser idiota, não deve ter sido nada!- como sempre Suellen tenta amenizar situação de um jeito grosso e irônico (tipico dela). 

- depois não digam que eu não avisei! - ela fecha cara de um jeito cômico na qual Lucas da risada. 

- vocês trouxeram comida o suficiente né?- Matheus fala vasculhando as bolsas- eu não quero passar fome! 

- ninguém toca na minha comida!- Carol fala ao mover mais uma peça de seu famigerado cubo-magico! 

- não vamos cantar ou fazer essas coisas clichês de filme, certo? Não acho que daria muito certo com seis idiotas!- mais uma vez Suellen e seus comentários! 

- alguém aqui se perguntou o que eu quero fazer? É meu aniversário! 

- errado - Lucas diz- seu aniversário foi ontem, ONTEM!- Ele da ênfase na palavra como se quisesse lembra-la.

 - exatamente Lucas - Isabelly ri de um jeito que ninguém aguenta e caímos todos em risadas e gargalhadas.

 - é aqui. Chegamos. Um lago artificial e descuidado marcava o local, logo após uma casinha de dois andares coberta por trepadeiras e uma varanda com uma balanço grande e meio enferrujado fazia um ar de jardim secreto!

 - que lindo!

 - eu sei! 

- não digo você, eu digo o lugar - Carol me dá um soco no braço em ato de brincadeira. Puxo a mão na altura da orelha ameaçando e ela recua alguns passos.

 - vamos, abra logo - Matheus quase arranca as chaves da minha mão de ansiedade. Após entrarmos colocamos nossas coisas nos aposentos de cima e enquanto as meninas ficaram na casa arrumando as coisas, fomos pegar alguns tocos e outros tipos de lenha para a fogueira

…………………… 

 - queria saber o por que seus pais desativaram esse lugar, é muito bonito- Lucas abaixa e pega mais um graveto.

 -todos os que se hospedaram neste chalé saíram em menos de dois dias e definitivamente eu não sei o por que! 

- se contar isso pra Isabelly ela dá meia volta- Matheus se dirige para a cabana- acho que temos o suficiente, vamos?

 - está com medo?- digo em tom de brincadeira. 

- claro que não idiota, só acho que deveríamos voltar logo!


Notas Finais


Obrigada por ler! O que acharam? Logo logo posto o próximo capítulo ok?!
Beijinhos beijinhos😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...