História Happy New Year, hyung! - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lu Han, Sehun, Xiumin
Tags Chanbaek, Hunhan, Kaisoo, Xiuchen
Exibições 19
Palavras 3.216
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu demorei um pouquinho, mas é porque queria fazer um cap bom, e com bastante interação de Chanbaek 💜
Boa leitura, espero que gostem 💜

Capítulo 2 - Eu vou proteger você Baek


Fanfic / Fanfiction Happy New Year, hyung! - Capítulo 2 - Eu vou proteger você Baek

~17h, 2016, Dezembro, 23

O papo com Chanyeol estava tão bom que quando Minseok nos chamou para ajudar a arrumar a casa e as comidas, fiquei com uma breve raiva daquele garoto, é óbvio que em nossa longa conversa, Chanyeol me chamava de criança, bebe, filhinho de mamãe, e garotinho ingênuo, mas sabe ele que eu fico acordado até as 23h, e todo Nescau no copo com 3 colheres de Nescau, é isso ai eu não sou o bebe que ele pensa não.

-É melhor a gente entrar, vai começar a esfriar e temos que ajudar eles. –Ele falou, já se levantando e saindo na minha frente.

-Eeeei Chanyeol me espera!! –Sai gritando e caminhando rápido para alcançar ele.

-Ah Baek rápido! –Isso mesmo que eu escutei, ele me chamou de Baek, aaaaaaaaaaa Park Chanyeol você por favor quer me chamar de Baek pro resto da vida?

-Baek?

-É que eu to sempre escutando eles chamarem você assim, e a gente já “se conhece tanto” –isso mesmo ele levantou os dedos e fez aspas com eles- Que pensei que poderia te chamar assim, desculpe.

-Aaaaah pelo amor de Deus Channie, não se desculpe, é claro que pode me chamar de Baek, só não pode me chamar de criança. –Falei sorrindo para ele, e ele sorriu adoravelmente de volta.

-Você é uma criança, uma criança adorável Baek! – Abaixei minha cabeça porque fiquei um pouco envergonhado, mas logo comecei a rir, e ele ficou me olhando com uma cara de que não estava entendendo nada.

-QUEM CHEGAR POR ULTIMO É A MULHER DO PADRE!!!!!!!!! –Gritei com todas as forças que eu tinha e sai correndo, ele ficou um tempo tentando raciocinar (até parecia o Yixing, mega perdido) quando ele entendeu saiu correndo mas não deu tempo, eu já estava lhe esperando na porta.

-Baek, já que eu tenho que ser a mulher do padre, você poderia ser o padre, não é¿ -Não vou negar corei, fiquei meio surpreso, ou talvez muito, mas tudo bem.

-Cala boca Channie. –Falei e ele rindo entrou dentro da casa me deixando do lado de fora sozinho.

Kyung já estava todo nervoso, arrumando algumas coisas para amanhã, pra ele o jantar de Natal é muito importante, e tinha que sair tudo perfeitinho, porque era seu primeiro natal “sozinho” com o namorado, sim ele nem se importava com os amigos que estavam lá.

A noite foi chegando, e o tempo esfriando, estávamos todos na sala, conversando e rindo bastante, até que Jongin falou que Chanyeol tocava violão e também cantava –falou olhando diretamente pra mim- logo pediu para Channie pegar um violão que tinha no quarto dele e de Kyung, Channie foi, logo que voltou começou a tocar e cantar Sweater Weather, ai meu deus, eu amo essa musica.

Ai meu deus que voz é essa, eu tava derretendo, mas tentava não demonstrar isso, encostei minha cabeça no ombro do Minseok, e lá fiquei observando aquele menino cantar.

-And if I may just take your breath away

I don't mind if there's not much to say

Sometimes the silence guides our minds

So move to a place so far away

The goose bumps start to raise

The minute that my left hand meets your waist

And then I watch your face

Put my finger on your tongue

'Cause you love to taste, yeah* –Chanyeol cantava para todos naquela sala, mas eu percebi que seus olhos não saiam de mim, as vezes ele olhava para o violão para arrumar as notas, mas eu percebia seus olhos em mim, tomei coragem e retribui o olhar, um sorriso meio bobo apareceu no meu rosto, Minseok percebeu porque me olhou de canto de olho e soltou um riso nasalado.

Quando Chanyeol terminou de cantar Kyung se levantou chamando Jongin para ir dormir, Sehun já estava dormindo no sofá, então ajudei Jongde a leva-lo para o quarto, e logo Minseok e Jongde foram para o quarto deles, voltei para a sala e Chanyeol estava lá sentado com o violão no seu lado.

-'Cause it's too cold

For you here and now

So let me hold

Both your hands in the holes of my sweater* -Apareci na sua frente cantando, sabia que ele iria entender, deu um sorriso meio tímido e ficou me olhando.

-Eu estou indo dormir, você vai vir agora? -O perguntei.

-Não, vou tomar um banho primeiro, não se preocupe não vou lhe acordar quando entrar no quarto.

-Ah, obrigada. –Falei e logo virei de costas indo para o quarto.

Eu sabia que não iria conseguir dormir, e como estava sem meu celular, e meu notebook estava muito longe, fiquei deitado na cama olhando para o teto naquela escuridão total.

Escutei a porta abrir, e vi Chanyeol entrar no quarto, largou sua mochila no chão, fechou a porta e se deitou na cama do outro lado do quarto.

-Pensei que você já estaria dormindo. –Ele disse e eu ouvi o barulho da cama como se ele estivesse se virando para o lado do quarto que eu estava.

-Como você sabe que eu estou acordado? -Perguntei surpreso por ele saber que eu estava acordado.

-Seus olhos brilham, até mesmo no escuro. – O QUE AI MEU DEUS, GDRAGON ME DEI FORÇA PORQUE SE NÃO EU DESMAIO.

-Ah, sério?

-Sério, são lindos, como você Baek. –PUTA MERDA CHANYEOL  PREVENDO A MINHA MORTE.

-Obrigada, acho melhor a gente ir dormir.-Disse meio baixo

-Claro, boa noite.

-Boa noite Channie.

~10h, 2016, Dezembro, 24

Logo que acordamos Kyung já foi falando coisas para nós fazermos, minhas “tarefas” eram todas na cozinha, então fiz minhas higienes e fui para cozinha com Kyung e Minseok, Chanyeol foi ajudar Jongin e Sehun com a decoração e com a mesa, pois íamos jantar –sim estávamos arrumando as coisas para a ceia sem nem ao menos ter almoçado- lá fora, Jongde estava arrumando a arvore de natal, e os presentes em baixo dela.

Quando terminamos tudo já era umas 15h, e não tinha nada para a gente comer na hora, tudo era pra ceia, então peguei meu carro e fui com Minseok comprar algumas coisas para tomar café.

-Baek.... –Minseok chamou minha atenção, enquanto estávamos indo a uma padaria perto.

-O que Min?

-O que esta rolando entre você e o Chanyeol? -Ele me olhou e deu um sorriso malicioso

-Ai meu deus Minseok, nada, só viramos amigos, e por ele ser amigável foi fácil fazer uma verdadeira amizade em pouco tempo.

-Jongin falou para mim e para Sehun que o Chanyeol era quieto e fechado, mas não demorou muito tempo para vocês ficarem amigos, e depois daquela musica e daqueles olhares, pensei que já poderia estar rolando alguma coisa. –Ele disse olhando para a janela.

-Ah Min, nada vê....... eu acho –Disse meio envergonhado.

-AAAA EU SABIA, SABIA QUE VOCÊS ESTAVAM “SE ENTENDENDO” –isso mesmo ele tava gritando e fez aspas com os dedos- É TUA CHANCE MIGO, ELE É GATO, CANTA BEM, É FORMADO E TEM UM OTIMO TRABALHO, E MORA SOZINHO.

-Puta que pariu Minseok nunca mais grita dentro do meu carro e no meu ouvido, e como você sabe da quase toda vida do garoto?

-Errr, nós já nos conhecíamos antes. –Ele disse apontando para um padaria.

-Como assim¿ Nós quem? -Perguntei estacionando o carro.

-Eu, Jongdae, Kyungsoo, Luhan e Sehun já conhecíamos o Chanyeol, lembra o aniversario do Jongin que foi ali na casa de campo esse ano que você não foi, então Chanyeol também veio, então nos o conhecemos e tal.

-A entendi, mas Chanyeol me pediu para mostrar fora da casa para ele, e ....... a deixa, o que a gente tem que comprar mesmo?

-Pão, frios, leite, e achocolatado.

Compramos as coisas e saímos, a volta para a casa só não foi em silencio porque eu coloquei Twice para tocar, e só fomos cantando.

Quando chegamos na casa, estava tocando Ooh Ahh, eu aumentei o volume e cheguei, chegando com Twice.

Todos saíram pra rua, rindo obviamente, mas todos sabiam qual era meu gosto musical, QUALQUER GIRLGROUP ADORO.

Fiz questão de sair do carro dançando a parte da Momo (autora: a parte da momo que eu digo é a parte do Let me see) Minseok logo me acompanhou dançando.

Desliguei o radio quando a musica acabou, Minseok foi na frente levando as coisas, e todos entraram para preparar o café, menos Chanyeol, ele ficou na porta, encostado na mesma. Só que ele não me olhava, estava olhando para o chão.

Quando cheguei perto dele, para entrar na casa, ele me puxou, e deixou nossos corpos extremamente colados, senti meu coração acelerar e eu acho que ele sentiu também, minha respiração começou a ficar pesada, e os braços dele entrelaçados na minha cintura só me fazia ficar mais nervoso.

-Alguém já te disse que você dança bem Baek? -Disse ele com um certo sorriso no rosto.

-...... n-não Channie.

-Pois sinto me lisonjeado por ser o primeiro a falar isso. –Logo ele me soltou, e saiu andando para dentro da casa.

Não sei da onde eu tirei coragem, pra pegar o pulso do menino e puxar ele pra perto de mim novamente.

-Eu sabia que você iria fazer isso. –Aaaaaa ele deu o sorriso mais bonito que eu já vi na minha vida, e selou nossos lábios, sem segundas intenções, ele só me beijou, foi um beijo calmo e profundo, nos separamos por causa do ar, puta que pariu oxigênio.

-Eu acho melhor a gente entrar Baek, eles devem estar nos esperando. –Ele pegou na minha mão e me puxou.

Nós chegamos e todos estavam nos olhando com uma cara de quem tinha visto nosso beijo, e alias só estamos de mãos dadas, fiquei com o rosto todo vermelho de vergonha, abaixei minha cabeça e me sentei ao lado de Sehun e de Jongdae, e comecei a tomar meu café, continuava envergonhado, mas tudo bem.

Ninguém comentou nada, sobre ter visto o beijo e tals, relaxei.

~20h, 2016, Dezembro, 24

O resto da tarde foi normal, eu e Chanyeol continuávamos conversando normalmente, e nenhum deles tocaram no assunto beijo, me senti aliviado.

Como já estava quase na hora da ceia, fui tomar meu banho, coloquei uma camisa de botão jeans, e uma calça preta apertada. Entrei no quarto para largar as minhas coisa, e vi Chanyeol me olhar de baixo acima, com um certo olhar de malicia, ignorei, e sai do quarto que o mesmo estava terminando de se arrumar.

Estava tudo pronto, as comidas, os doces, a decoração e até mesmo as bebidas alcoólicas, e claro nós também estávamos prontos.

Fomos todos para a rua, e nos sentamos na mesa, papo vai papo vem, chegou meia-noite e Kyung foi correndo buscar os presentes, e voltou gritando.

-FELIZ NATAL VEADOOOOOOOOS.

-FELIZ NATAAAAAAAAL! –Até parecia um coro.

Todos nos abraçamos e desejamos aquelas coisas de natal, como sempre, eu até tinha esquecido que não estaria com meus pais, sai correndo pra pegar meu celular, tinha que ligar para minha mãe, dentro da casa mal tinha sinal, então fui para a rua.

-MÃEZINHA, FELIZ NATAL, COMO VOCÊ ESTÁ? E O PAPAI? MANDE FELIZ NATAL PARA TODOS!!! –Falei gritando porque do outro lado da linha tinha realmente muito barulho.

-Que fofo, ele ta falando com a mãe dele, parece uma criancinha e sua primeira vez longe de casa. –Disse Sehun, e os outros obviamente estavam rindo.

Desliguei o telefone e logo chamei todos para uma selca, tiramos, e fomos jantar, e eles começaram a beber.

Como eles aguentavam, aquele cheiro forte, aquele gosto que tava vontade de vomitar, eu estava apenas tomando suco, junto com Chanyeol, e não demorou muito tempo para que os outros já estivessem falando bobagem sem notar, e eu estava prevendo o que sairia sobre mim daquelas bocas com cheiro terrível de álcool.

-Sabe um dia a gente pode fazer uma festa a fantasia. –Kyungsoo entrou nesse assunto do nada, e ninguém sabia o motivo, mas pelo estado do menino não estranhei.

-E eu já até pensei em uma fantasia para cada um daqui, vamos começar pelo –ele olhou todo mundo e parou com seus olhos em mim- Baekhyun, você poderia ir de azeite de Olivia.

-Oliva amor, e porque ele iria assim? –Jongin o corrigiu e perguntou o motivo para Kyung.

-Porque azeite de Olivia é extra virgem. –Ele caiu na gargalhada, e não foi só ele, todos que estavam ali, menos eu e Chanyeol os únicos sóbrios.

-O Baek é virgem só se for do cú –Jongdae deu uma breve pausa para rir e voltou a falar –Porque vocês lembraram quando ele entrou na faculdade de música, e as garotas vinham tudo em cima dele, ele deve ter comido umas 4 ou 5 pra descobrir que não é de ser ativo que ele gosta. –E todos voltaram a rir, eu não sabia onde enfiar a minha cara, mas eu fiquei lá, firme soltando aqueles sorrisos falsos, mas no fundo eu queria sair correndo dali porque isso não era nem o começo.

-E vocês lembram quando o Baek ficou bêbado pela primeira vez e terminou com a Taeyeon gritando na frente da casa dela que ele era gay, a menina ficou arrasada, tentava matar cada garoto que chegava perto do Baek. –Jongdae disse quase caindo de rir. A minha primeira e única vez bêbado, e eu fiz a burrada –ou não- de aparecer na casa da Taeyeon gritando, depois de sóbrio sabendo o que eu fiz, fiquei com vontade de ir abraçar a menina que estava inconsolada , mas ela me ignorou.

-Chanyeol, se você quiser ficar com Baek tem que saber de coisas muito importantes sobre ele como: ele deve ser apertado por nunca ter coragem de ter dado , ele é o bebê da família dele, e todos tratam ele assim, a Taeyeon vai tentar te matar por chegar perto do ex macho dela, ex macho mesmo porque né –Sehun ria enquanto falava, eu estava aguentando o máximo que eu conseguia para não começar a chorar, e Chanyeol percebeu- Baek já beijou tantas pessoas, que naquela faculdade todo mundo sabe o gosto da boca dele, e muitas pessoas tentaram chegar nos “finalmentes” com ele mas ele sempre foge chorando, ligando para um de nós irmos buscar ele no lugar que ele esteja. –Eu me recusava a escutar o resto, abaixei minha cabeça tomando meu suco e terminando de comer meu bolo.

Eles estavam falando, mais e mais sobre mim, e eu não estava mais aguentando, aguentando aquele assunto, aquelas risadas, aquelas pessoas, me levantei e logo fui indo para dentro de casa, queria chorar, dormir e esquecer tudo, to mesmo jeito que eles esqueceriam. Mas antes de me distanciar da mesa ouvi a voz de Jongin.

-A Channie, e tem isso também, quando ele está bravinho, e sai de perto da gente e nos ignora por 1 dia e pouquinho, depois ele volta igual um cachorrinho. –Me virei e vi todos eles me olhando.

-É Jongin, pelo menos quando eu estou “bravinho” sou melhor do que você que sai por ai transando com qualquer pessoa e chegar no namorado falando o quão boa de cama a pessoa era. –Eu não estava pensando no que estava dizendo, mas eu sabia que amanhã eles iam esquecer mesmo, mas tinha Chanyeol, Chanyeol não iria esquecer, a mais foda-se.

Sehun soltou umas risadas altas, e Kyung ficou sério me olhando.

-E você Sehun, do você está rindo? Já perguntou pro seu namorado o que ele esta fazendo aqui na coreia com o Zitao?

-Ele está na china, com a família dele Baekhyun. –Ele me disse sério, parecia uma porta.

Soltei uma risada irônica –A Oh Sehun, você ainda acredita que o Luhan vai pra China ver a família? Você não é tão ingênuo assim, Luhan ta sempre com o menino Tao, enquanto você e o Yifan ficam se gabando dos namorados maravilhosos que tem, e os dois estão lá transando. –Sehun pegou um copo de whisky e tomou inteiro, Minseok se levantou e me puxou, falando que eu tinha que entrar e dormir, a ele sabia que meu próximo alvo era ele e o namoradinho sonso dele.

-Minseok  me larga agora, eu não terminei o que eu tinha pra falar. –Puxei com força meu braço.

-Não Baek, vamos entrar.

-ME LARGA MINSEOK, porque vocês podem falar a vontade de mim e eu não posso falar de vocês?

Minseok voltou a sentar na cadeira, e abraçou o namorado, Chanyeol me olhava com uma cara de assuntado, eu não nem ai.

-Jongdae meu amigo, como vai o Yixing? e o Minseok melhorou na cama? –Minseok fez um olhar de reprovação para o namorado.

-Minseok, vem aqui meu amigo, como vai aquela vontade de transar a 3 com seu namorado e com Jongin? Ah e você ainda tem uma quedinha por mim? Ou já superou quando conheceu o Luhan? –Esse foi meu final, e me calei e percebi os olhares de reprovação que caiam sobre mim, eles estavam bêbados, mas na hora eu sei que as palavras doeram, sei que amanhã eles vão perguntar o que aconteceu, sei que tudo vai ser esquecido, mas eu me sentia mal, eu estava 100% sóbrio, eu me lembraria, eu me lembraria daqueles olhares, eu lembraria das palavras deles para mim e lembraria das minhas palavras para eles, eu nunca me senti tão mal.

-Mas nenhum de nós vai superar você, seu babaca, mas salva de palmas pro pior amigo do ano. –Jongdae falou me olhando sério, e logo voltado a beber.

Aquelas palavras tinham caído feio uma bomba, se aquilo doeu, mas é claro que doeu, e a única coisa que eu consegui fazer foi sair correndo, chorando, e sabendo que eu não deveria ter ido, e o pior iria ficar até a virada do ano, eu ia embora, primeiro eu ia dormir, mas logo de manhã, iria pegar meu carro e ir embora.

Cheguei no quarto e me joguei lá do jeito que eu estava, comecei a chorar e me culpar por tudo aquilo, queria voltar e pedir desculpas, mas sabia que se eu voltasse eles iam voltar a falar de mim, amanha talvez conversaria com eles, mas que eu iria embora eu iria.

Ouvi a porta abrir e me virei, era Chanyeol, nem com ele eu queria conversar no momento, me virei com a cara para a parede, de costas para Chanyeol, Chanyeol se deitou ao meu lado e me abraçou –ISSO MESMO O GAROTO ME ABRAÇOU, PASSANDO AS MÃOS DELE PELA MINHA CINTURA E TUDO MAIS- se juntou seu corpo com o meu, apertando o mesmo contra meu corpo, chegou no meu ouvido, me fazendo arrepiar.

-Baek, não se preocupe, eu cuidarei de você. –selou minha bochecha me fazendo ficar totalmente envergonhado.

-Eu cuidarei de você. -Repetiu

-Channie, eu vou embora amanhã. –Ele se afastou do mesmo rosto.

-Não Baek, você vai ficar aqui comigo, e eu vou te proteger de qualquer coisa. –Deitou sua cabeça no travesseiro, me fazendo suspirar com suas palavras.

-Acho melhor a gente dormir, mas Baek me prometa uma coisa.

-O que Channie?

-Não vai embora amanha, fica aqui, por mim, eles não vou lembrar do que aconteceu hoje mesmo.

-Eu fico Channie, mas você precisa cuidar de mim como você prometeu. –Dei um leve sorriso

-Claro Baekzinho. –E ele me abraçou mais forte. –Agora vamos dormir, descanse bem.


Notas Finais


Se você leu até aqui e gostou, OBRIGADAAAAAAA 💜
logo, logo sai o próximo cap, até lá 💜
*Partes em inglês*
*E se eu pudesse somente tirar o seu fôlego
Eu não ligo se não tem muito o que dizer
Às vezes o silêncio guia sua mente
E te move para um lugar tão distante
Os arrepios começam a chegar
O momento em que minhas mãos encontram sua cintura
E então eu vejo seu rosto
Coloco meu dedo em sua língua
Porque você ama o gosto, yeah (Chanyeol cantando)
*Porque está muito frio
Para você aqui e agora
Então me deixe segurar
Suas duas mãos nos buracos do meu suéter (Baekhyun cantando)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...