História Happy Pictures? - Imagine Hoseok ( Hiatus ) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais
Tags Desenhos, Ficção, Fuffly, Hoseok, Romace
Exibições 76
Palavras 1.022
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HELLO SOOKINHOS

Estou de volta, depois de quase um seculo (mentira :V)

Qualquer erro, me desculpem
Boa Leitura :*

Capítulo 3 - Esperança


--Seoyeon POV's On--

Comecei a desenhar um garoto, que eu não conhecia ou, pelo menos, nunca tinha o visto. Ele tinha cabelos escuros, era alto, tinha uma pele levemente clara e um rosto angelical, tinha um sorriso estampado no rosto. Depois de muito tempo, muito tempo mesmo, terminei o desenho. Chamei o desenho de ''esperança'', por que esse nome? Não sei, só senti a necessidade de colocar-lo. Fiz uns últimos retoque e analisei o desenho, realmente tinha ficado bonito.

-Até que ficou bonito, Senhorita Kim - diz alguém, sussurrando no meu ouvido, atrás de mim.

-KYAAAAAAH - gritei de susto - Kook, você quase me matou do coração. 

Joguei a minha bolsa nele e ele desviou, fazendo a mesma cair no chão e várias folhas se espalhassem pelo o patio.

-OLHA O QUE VOCÊ FEZ, ERA PARA TE ACERTAR. POR QUE VOCÊ DESVIOU? SEU BISCOITO SEM CORAÇÃO - gritei me jogando no chão para pegar meus desenhos. Ele se abaixou para me ajudar, mais parecia mesmo que eles estava me atrapalhando.

Meus desenhos eram mais bestas que eu mesma, não sei como ele ainda não reclamou deles... As vezes eu desenho umas borboletas, asas, pessoas kawaii e por ai vai, coisas que para mim não tem sentido, mas mesmo assim eu vivo desenhando coisas bestas e sem sentido.

-Vejo que você desenha mal, em Seoyeon... - diz ele analisando uns desenhos feitos pela minha prima, de apenas 5 anos, quando foi tirar umas férias em minha casa.

-Aigoo, isso é apenas desenhos que minha prima fez para mim. E eu desenho ruim mesmo, se não gosto mete o processo em mim.

-Tá irritadinha hoje, ne? Aconteceu algo?

-Como sempre, né. Perdi o ônibus ai o Taehyung surgiu do além e me deu o maior susto, tive que vir apé para a escola e ainda fui barrada lá na frente e quase não entrei na escola. Fui pra sala e a minha inimiga me parou e mando eu vir até aqui, ai eu comecei a fazer o desenho e você chegou me dando um susto e você já sabe o resto - falo rápido que nem ele entendeu direito - E você? Não era para estar na aula da minha inimiga master?

-Cheguei atrasado - deu de ombros.

-Então não me ferrei sozinha - falo e nós acabamos rindo.

Jeon Jungkook, ou Kook se você preferir, e um amigo muito fofo, atencioso, tem uma voz maravilhosamente linda, dança melhor que eu - e admito que tenho inveja dessa criança. Ele e o mais inteligente da minha sala e eu tenho umas aulas com ele de matemática, a pior matéria já criada na face da Terra - pelo menos pra mim, sim - e não vem pensando que a gente se ''pega'' e tal, a gente só faz umas lições que ele mesmo cria e me obriga a responde-las, levando em consideração que eu sempre erro as respostas. 

Continuei pegando o restante de meu desenhos em completo  silêncio, apenas com o barulho das folhas sendo juntadas, até um certo ser chamado Jeon Jungkook da Silva, mentira e só Jeon Jungkook mesmo mas se tivesse o "Silva" no final ficaria até legal, acabar com o precioso silêncio.

-Você anda desenhando o Taehyung ou e impressão minha? - perguntou ele com vários desenhos em sua mão.

Admito que tenho a tal ''quedinha'' pelo Taehyung, mas mantenho em segredo. Só que ele apenas me vê como amiga. O que eu não sabia era que, a palavra ''amigo'' podia me machucar um dia... Tenho uma quedinha pelo Jungkook mais ele já sabe disso e, nós decidimos ficar apenas na amizade. Mesmo assim, eu ainda sinto algo por ele. Sei lá, é estranho meus sentimentos, nem eu entendo eles.

-N-não, ele pediu para eu fazer uns desenhos pra ele - falei gaguejando, pegando os desenhos da mão dele.

-E por que tem uns coraçãozinhos do lado - peguntou ele de novo, pegando os desenhos da minha mão.

-E-ele pediu para fazer isso também - falei pegando os desenhos da mão dele, novamente.

Ele continuou perguntando coisas aleatórias sobre os desenhos que eu havia feito do Taehyung, mais eu não respondia, apenas continuei pegando os desenhos do chão. Quando conseguir reunir todos os desenhos, coloquei eles dentro da minha bolsa e sai correndo para fora do patio.

-Seoy - ouvi ele gritar meu apelido, mais continuei correndo.

Fui ate um porão, que fica atrás da escola. Entrei no mesmo e me sentei em um sofá velho que havia ali, peguei vários desenhos do Taehyung e fiquei observando cada detalhe. 

-Eu poderia me declarar para você, Taehyung - sussurrei - Mas você só me vê como uma simples amiga...

Senti uma lágrima descer no meu rosto. Observei o desenho que eu tinha acabado de fazer, e se esse garoto me ajudasse a esquecer o Taehyung? Não, eu não podia fazer isso. Nunca ''pedi'' uma pessoa, sem falar que eu sinto uma dor de cabeça terrível quando desejo algo. Mas eu precisava. Enquanto me peguntava várias vezes se eu ''pedia'' ou não, o sinal da próxima aula tocou. Peguei os desenhos e guardei todos, novamente, dentro da minha bolsa e sai do porão, correndo para chegar a tempo para a próxima aula. 

Subi correndo as escadas que levam até a minha sala, de cabeça baixa e, sem querer, bati em alguém, me fazendo desequilibrar e acabar cai do degrau e sair rolando escada abaixo. Só parei quando fui, praticamente, jogada no chão depois de rolar todas os degraus que eu havia subido, antes de me desequilibrar, e eram quase a escadaria toda. Senti uma forte dor na cabeça e nos braços, me sentei no chão e senti tudo girar. Minha vista começou a ficar escura e, quase, não enxergava nada nem ninguém. Consigo ver vultos de pessoas ao meu redor mas não reconheci o rosto de ninguém, apenas consegui ver algo, ou alguém, se aproximando de mim.

-Você está bem? - ouvi uma voz, qual eu não reconhecia.

Senti a tal pessoa desconhecida me pegar no colo. Tentei olhar seu rosto, ele me lembrava alguém mas não sei quem era no momento. Tentei, novamente, olha-lo mais foi uma tentativa falha. Senti meu corpo ficar mole e um peso nos olhos, acabei desmaiando no colo do desconhecido.

 

''Minha esperança?''

 


Notas Finais


Ate o proximo cap

Beijus da Tia Sook :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...