História Hard - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7, KNK
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Park Seung-jun, Youngjae, Yugyeom
Tags Jackson, Jark, Mark, Markson, Possíveismudanças, Shortfic
Visualizações 67
Palavras 940
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


O tempo passa rapido, não é?
Aconteceram imprevistos.
Tive crises de criatividade.
Minhas aulas estavam me sugando mais do que eu imaginava.
Pensei que não conseguiria passar.
E o pior de tudo.

PERDI ALGUÉM.
O tempo passa rápido, e a saudade aumenta. A dor de não ter essa pessoa aqui é imensa, e eu, estou quase chorando ao escrever isso.
Estou me segurando.

Aconteceu no dia 24/06.
Era aniversario dele.
E ele se foi.

...

Vou tentar começar a escrever novamente. Talvez distraia, ne?
Vou fazer de tudo para voltar logo com mais capitulos. Então esperem por mim.

Boa leitura.

Capítulo 18 - Eu irei te proteger.


 

 

Xx

 

Era um sentimento injusto, estranho, que além de tudo, embrulhava o estômago de Jackson a cada vez que sua mente o lembrava daquelas palavras. Daquela pessoa e seu plano estúpido de enganar e machucar Mark.

 

 

— Eu não acredito... – Tentou se acalmar, olhando para o céu, mais de nada adiantou – Porque diabos não mostrou seus cifres antes? – Jackson estava mais que irritado, ele estava sentindo ódio naquele exato momento.

 

|Minutos atrás|

 

 

— Jackson... – Bambam gritou, enquanto desfilava com seu look e uma bandeja de drinks em mãos – Uma pessoa me pediu para você levar um Martini lá fora, no jardim, parece que tem um casal lá...

— Além de ser garçom, terei que ser escravo de casais ocupados fazendo sei lá o que? – Perguntou, indignado do lado de dentro do balcão.

— Isso... vai logo – ordenou, sem rodeios.

— Okay... só por hoje Jackson... – tentou se convencer, apenas estirando a mão para o garçom “1” que estava fazendo os Drinks (vulgo Mark).

— Vai logo, Martini, não é? – Sorriu Mark, na tentava de desfazer a cara emburrada do amigo – Melhor ir logo, ou você quer chegar no meio de uma cena? – fez aspas com a mão livre.

— Não mesmo! – Saiu, quase em disparada, em direção ao jardim da casa.

 

...

 

Jackson estranhou, não tinha casal, apenas uma garota sentada em um banco, de costas, talvez distraída.

Se aproximou devagar, anunciando a sua chegada, já que não queria assustar ninguém.

— Você que pediu um Martini? – Perguntou e antes que pudesse ter respostas a garota levantou e se virou em sua direção e sinceramente, Jackson não esperava ver aquele rosto.

— Jackson Wang... – A ruiva sorriu meio sarcástico, pegando a bebida das mãos do outro.

— Jina... – Sua voz não escondia a sua insatisfação em rever aquela pessoa.

— Então... – Sentou-se, apontando o resto do banco para que o outro sentasse também – que bom te ver – Disse, irônica.

— Queria poder dizer o mesmo – Suspirou – Estou muito bem em pé, o que quer? – Disse sem rodeios, ele não queria estar ali e muito menos com aquela pessoa, ex-namorada de Mark.

— Quero que se afaste de Mark... – Nenhum dos dois pareciam estar com paciência para rodeios.

— Ah claro, só que não – Disse, encarando odiosamente a pessoa a sua frente – Eu não irei me afastar dele só porque você quer.

— Você acha mesmo que Mark vai te aceitar? – Jina era venenosa e Jackson não sabia disso antes, mais agora, seu veneno parecia escorrer pelos lábios, agora tingidos de vermelhos.

— Isso não é da sua conta e sabe de uma coisa? Já cansei de ouvir a sua voz irritante... – Disse, pronto para ignorar totalmente aquela presença pelo resto de sua vida – vê se não se dirige mais a mim... okay? – sorriu de canto, saindo, mais como se não bastasse, aquela pessoa ainda tinha que toca-lo, segurando seu braço.

— Se você não o deixar em paz, conheço alguém que pode muito bem fazer você deixa-lo! – Disse, ameaçadora, pena que Jackson não temia a ela e muito menos suas ameaças.

— Quem poderia ser essa pessoa? Porque eu sinceramente não temo você e muito menos ninguém da sua laia! – Quase cuspiu suas palavras.

— Eu sei que você não teme a mim e nem a ninguém, mais eu sei qual é seu ponto fraco e para lhe atingir, basta atingir essa pessoa e – Soltou o braço do outro – olha que irônico, Mark se encaixa muito bem nesse lugar, então você irá se afastar dele, para que ele não venha a se machucar – Fechou o esboço de felicidade, apontando com o queixo para a entrada que dava na casa e lá tinha um homem, bastante alto, o que fez Jackson ter um grande mal pressentimento.

 

Ele não conseguia ver o rosto, já que estava bastante longe e o lugar não tinha tanta iluminação. Mas não precisaria ver o rosto para saber quem era e automaticamente, seu pensamento voou longe, para o dia em que viu Jina com aquele cara, e tudo parecia se encaixar, estranhamente, todas as peças pareciam se juntar agora.

 

— Jina, o que diabos você vem tramando? – Perguntou, injuriado.

— Eu acho que eu não preciso responder nada, creio que você já descobriu do meu plano e sem dúvidas, você já deve ter ligado os pontos nessa sua mente... – Apontou para a cabeça do outro, a empurrando com o indicador e naquele momento, Jackson só queria poder esquecer de que ela era uma mulher – Não preciso gastar saliva confirmando tudo.

 

Seu sangue ferveu, e sua raiva, fora aumentada em fração de segundos.

 

 — Você não ouse encostar um dedo nele, nem você e muito menos ele - apontou, para o cara que ainda estava parado no mesmo lugar – ou você se arrependerá amargamente de ter nascido nesse mundo e de um dia ter cruzado meu caminho, entendeu? – Questionou.

— Então se afaste...- Saiu, em direção ao rapaz, e naquele momento a mente de Jackson só tentava digerir tudo, ele ficou paralisado e quando se deu conta do que realmente estava acontecendo os dois já haviam desaparecido de seu campo de visão.

 

— Mark... – Saiu em disparado para dentro da casa, ele não sabia até que ponto aquela vadia iria para conseguir o que queria, ele não podia permitir que Mark ficasse em perigo – agora eu sei quem te atacou naquele dia e a mando de quem... – Suspirou aliviado ao ver Mark do lado dos outros no bar – Eu não vou deixar que te façam nada, eu vou parar eles, não importa como – Suspirou pesado - e me desculpa, eu não irei me afastar de você! – Sorriu, Mark era o único que poderia o fazer sorrir naquela hora – Já vou... – Disse, enquanto acenava para o rapaz que o chamava de longe.

 

Xx

 


Notas Finais


Bom.

Foi apenas isso.

Tentarei voltar rapido. não irei demorar até o final do ano kkk

desculpem pelo tamanho. Ele já estava escrito. Saiu curtinho assim.

Boa noite, espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...